CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Tiago (entre vários) escreve: Olá André. Saindo um pouco do esporte, imaginei que você ia escrever sobre Steve Jobs. Sugiro um post no Mais Gelo, o que achas?

Resposta: Era a minha intenção fazer isso na quinta-feira. Mas a semana que passou foi uma dessas em que a gente não dá conta de tudo que precisa fazer. Primeiro, é preciso ressaltar que essa foi a melhor homenagem a Jobs que eu li (a que ponto chegou a falta de vergonha na cara das pessoas…). Falando sério, o cara era um gênio. Uma dessas pessoas que vivem à frente de seu tempo, e por isso têm a capacidade de transformar o cotidiano. Penso em como seriam as coisas sem os aparelhos que Jobs inventou e concluo que tenho 4 deles, usados praticamente todos os dias. Este blog, por exemplo, é feito com as ideias dele. Na noite em que Jobs morreu, lembrei de algo que aconteceu em janeiro, durante minhas férias. Contei a história no Mais Gelo. Devo a solução a ele.

______

Paulo Sérgio escreve: Tenho uma dúvida e gostaria que você informasse o que aconteceria se o Vasco for campeão da Sul-americana.

Resposta: O assunto está na moda… e mesmo com a derrota do Vasco na Bolívia (se o time realmente quiser, faz o placar necessário no jogo de volta), precisa ser discutido. A Conmebol decidiu que se o campeão da Copa Sul-Americana já estiver classificado à Libertadores 2012, o vice ficará com a vaga. Na hipótese do vice-campeão também já estar classificado, vai o terceiro colocado. Só há um pequeno problema: no regulamento atual da CSA, não há como determinar o terceiro lugar. Lógico que é uma possibilidade mínima, mas pode acontecer. Seria preciso fazer um jogo entre os eliminados nas semifinais. Típico da Conmebol.

______

Luiz escreve: Caro André, você é a favor de punição para jogadores que simulam pênaltis?

Resposta: É uma opção. Usar a chamada “prova de vídeo” para punir os mergulhadores. Claro que só poderia ser feito depois do jogo, o que não resolve o mal que um pênalti marcado equivocadamente (se convertido) causa a uma partida. Como defensor da arbitragem eletrônica, sou obrigado a dizer que o replay resolve esse tipo de coisa. No jogo entre Cruzeiro e São Paulo, na quarta-feira, todas as pessoas que estavam vendo pela TV perceberam que Cícero se jogou. Menos o coitado do árbitro.

______

Luciano escreve: Fala André! Como você já disse que é fã do Eric Clapton, quero saber se nos encontraremos no Morumbi no dia 12.

Resposta: Negativo, não vou ao show. Queria muito ver o Clapton num ambiente menor, numa casa de espetáculos. Infelizmente, creio que por falta de datas, resolveram fazer só uma apresentação e capitalizar.

______

Obrigado pelas mensagens. Até o sábado que vem.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)

 



  • Clayton

    Você não conhecia a “Mulher Maça”? É um dos maiores expoentes do mundo artístico.

  • Willian Ifanger

    Gênio é a melhor definição para Steve Jobs. Eu devo muito do meu comportamento geek a ele e suas criações. Mas bem antes dessa época que vivemos, lá no meio dos anos 80, quando tinha amigos mais bem apossados, projetos de nerds, que tinham em suas casas Apple II e Macintosh’s. Produtos incríveis e inacessíveis. Um universo único, delirante, que afetou de vez um muleque quase adolescente.

    A forma atual de como o ser humano se interage através da tecnologia tem muito (pra não falar tudo) de Steve Jobs. Quem chegou a ter o primeiro iPhone tem a noção exata do que foi mexer com aquilo no começo de tudo. O impacto visual e interativo que aquilo causou. Um salto tecnológico incrível. O cara é responsável por verdadeiras revoluções tecnológicas. Enfim, uma honra viver na mesma época que esse gênio.

    ***

    E está mais que na hora de começar a punir jogadores que adoram se jogar pra cavar penalidades. O que o Cícero fez foi ridículo. Aliás, meio que na mesma linha de pensamento, eu tinha te mandando uma pergunta sobre o “Fair Play” nos dias de hoje, mas a mensagem voltou. Vou ver se encaminho novamente pra ver se é um tema a ser abordado.

    Eric Clapton não vai…..e Pearl Jam? Ou não é sua praia?

  • Willian Ifanger

    Ahhhhhh……outra coisa…..essa historinha da tal Mulher Maçã é lamentável. Mas quer saber, eu não duvido que tudo isso tenha sido bem calculado pra colocar essa “mulher” na mídia. Essa gente não de preocupa com o lado moral. “E dái que meu assessor de imprensa criou algo que me faz parecer uma besta? Eu quero é estar na mídia de novo”. E deu certo.

    É o dito: “Falem mal, mas falem de mim”.

  • Emerson

    André, não seria gozadíssimo se ao menos todos os times que disputam as oitavas-de-final da Sulamericana 2011, conseguissem vagas na Libertadores 2012, por meio de seus respectivos campeonatos nacionais? Só para presenciar a Conmebol pagando mais um micasso, sei que tal fato é impossível, mas Nicolas Leoz e seus pares bem que mereciam, não?

  • Luiz

    Pois é, Eric Clapton tinha que ir pro Credicard Hall… Muito triste… Masssssss, faz parte… Também não irei…

  • Anna

    Steve Jobs era gênio, revolucionou a tecnologia e a comunicação. Não tenho nenhum aparelho dele, mas reconheço o bem que fez. Que descanse em paz. 😉

  • Anna

    Vale a pena ler o artigo de Pedro Dória em O Globo, de hoje, falando de Steve Jobs. E ele fala que quem tem Android, como eu, deve muito a Jobs também. Então, é isso.

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo