NOTINHAS PÓS-RODADA



Abrindo a vigésima-quinta do BR-11:

* Um tempo atrás, escrevi aqui que quando o Santos (2 x 1 no América-MG: Borges, Kempes e Edu Dracena – público ND no Parque do Sabiá) voltasse a jogar o que sabe, alguém pagaria.

* Estão pagando há oito rodadas.

* Eram sete anos sem uma vitória do Coritiba (2 x 1: Marcos Aurélio, Bill e Bobô – 17.166 pagantes no Couto Pereira) contra o Cruzeiro.

* Neste momento, Minas Gerais fala sobre a diferença de pontos entre Atlético e Cruzeiro: 4.

* Quinta vitória do Fluminense (3 x 1 no Avaí: Fred-2, William e Martinuccio – 6.689 pagantes no Engenhão) em seis rodadas. É o líder do returno.

* O tamanho do impedimento de Fred no segundo gol não permite defesa ao assistente.

* Em confronto de preocupados, o Bahia (1 x 0 no Atlético Paranaense: Júnior – 12.771 pagantes no Pituaçu) abriu cinco pontos da ZR.

* É do Atlético o pior ataque (24) do Brasileirão.

* Normalmente, empate é um resultado que ajuda pouco. Para Atlético Mineiro e Flamengo (1 x 1: Daniel Carvalho e Ronaldinho – 13.849 pagantes na Arena do Jacaré), não ajudou nada.

* Após a décima rodada sem vitória, Luxemburgo discursou contra o rebaixamento de quatro times no campeonato.

* O verdadeiro problema do Internacional não foi empatar (1 x 1: Ygor e Jô – público ND no Orlando Scarpelli) com o Figueirense, em Floripa.

* Perder Leandro Damião por lesão muscular é muito pior.

* O clássico entre São Paulo e Corinthians (0 x 0 – 44.631 pagantes no Morumbi) foi um desses jogos que prometem muito e entregam pouco.

* Domínio claro do São Paulo, sem a força necessária para finalizar. O Corinthians gostou mais do empate.



MaisRecentes

Pertencimento



Continue Lendo

Vitória com bônus



Continue Lendo

Anormal



Continue Lendo