DAMIÃO SELEÇÃO



A melhor notícia do amistoso ontem foi Leandro Damião.

O centroavante do Inter jogou como se estivesse na Seleção Brasileira faz tempo. Foi só o terceiro jogo dele.

E fez o que o torcedor colorado já se acostumou a ver.

Duas coisas impressionam em Damião: contundência e confiança.

Tem obsessão pelo gol, como se não acreditasse que é possível jogar bem e não visitar a rede.

Não tem dúvida a respeito da própria capacidade. Sabe que é bom.

O resultado tem sido a grande quantidade de gols marcados por seu clube, e, tomara, o início de uma carreira igualmente prolífica na Seleção.

Leandro Damião é um centroavante puro, camisa 9 autêntico. Jogador de área, a chamada “referência”.

É muito bom cabeceador, se coloca com inteligência e chuta bem de curta distância. Um 9 não precisa de mais nada para ter sucesso.

Há quem diga que lhe falta refinamento técnico, mas outro dia Damião marcou um gol de bicicleta.

Compreendo que ele não tenha o talento de, por exemplo, Alexandre Pato. Mas não acho que seja um problema.

Pato, aliás, é um bom tema para essa conversa.

Também impressionou em suas primeiras convocações, fez um golaço contra a Suécia logo na estreia pela Seleção. De lá para ca, está em dívida justamente pelo potencial conhecido, mas não exibido.

Que o mesmo não aconteça com a mais recente revelação do Internacional.

______

Mais observações sobre a vitória sobre Gana:

– Opare foi bem expulso. Pediu para ver o vermelho.

– Pena a lesão de Ganso. Por ele e pelo que o time poderia ser, com ele.

– Ronaldinho e Neymar estavam a fim de jogo e até mostraram um esboço de entendimento.

– Boa entrada de Hulk, no segundo tempo. Apesar de jogar numa posição diferente no Porto.

– Marcelo deu razão quem o pedia.



  • Anna

    Leandro Damião salvou a lavoura, mas Ronaldinho arrebentou e Neymar, nem se fala, o garoto vale ouro. Damião é um doce alento. Faço minhas suas palavras a respeito dele. Decide, é cirúrgico e está no lugar certo, na hora certa como todo bom centroavante deva estar. É isso. 😉

  • eduardo pieroni

    Boa Andre´, também acho que Marcelo é o nome para lateral atualmente,Leandro é muito bom idem Hulk boa opção, mas Lucas é muito fraco para carregar a 5 da seleção não tem porte,acho que Elias poderia ser o primeiro volante,boa saida de bola rapido e reposição, e ainda poderia ser o homem surpresa, se querem futebol de dar gosto poderia por ele de volante

  • Luiz Felipe

    O mais impressionante nele é que não passou por categoria de base nenhuma; veio direto da várzea (não se se chama assim no resto do brasil). Então, acho que, na verdade, ele é talento puro, só que não lapidado.

    O caso raro. Só me lembro do Liédson nessa condição.

    Além de voluntarioso, é humilde. Muito humilde. Fica treinando fundamentos após o treino, justamente para suprir o fato de não ter passado pela base.

    Vai longe. Merecidamente aliás.

  • Joao CWB

    Neymar, Ronaldinho, Ganso…

    Mas sobre quem deu um passe primoroso para o gol salvador de Damião ninguém comenta, ninguém fala nada.

    Abraço

  • Damião jogou muito bem ontem. Não teve muitas oportunidades, mais aproveitou as que teve, assim como um bom atacante faz!

    Minha Análise do amistoso: Em um jogo burocrático, Brasil vence Gana com gol de Damião – Esporte e Esportistas: http://bit.ly/rmzYLV [RT]

  • alexandre

    Oi André, gostaria que você comentasse por favor a respeito da vinda bilionária do evento norte americano ufc, sua alavanca nos clubes de futebol, seu fanatismo e efeitos no inconsciente coletivo brasileiro.
    Obrigado
    Abraço

    AK: Cara, provavelmente não escreverei sobre isso. Um abraço.

  • Daniel Levis – Natal/RN

    Concordo com todos os seus pontos de vista. E gostei de ler que a expulsão do Opare foi justa. Muitos atribuíram o cartão vermelho ao lance em si, quando o segudo cartão amarelo veio pelo excesso de faltas. O ganês realmente pediu (mediante recibo em duas vias) para ser expulso.

  • Leonardo atleticano

    Mano? Algo a dizer?

  • Alberto Pereira

    Ganhou de Gana, com dez desde o primeiro tempo e ficou tudo maravilhoso!!!!Criaram pouquissimas chances, o goleiro deles teve pouco trabalho, só duas bolas paradas, mas como é o Mano, está tudo uma maravilha!!!Me engana que eu gosto.

    AK: Me diga quem falou que está tudo maravilhoso. A Seleção de Dunga também ganhou de Gana por 1 x 0, com um homem a mais. Foi um “me engana” também? Um pouquinho de critério, por favor. Um abraço.

  • Rodrigo

    Jogo horrivel. Brasil nao jogou bem e nao convenceu como sempre.

  • carlos

    ja gostava e admirava o futebol do marcelo desde os tempos de fluminense, como eu assisto todos os jogos , independente de que time, procuro ver todos os jogadores, e sempre dizia aos meus amigos, pelo futebol que o marcelo joga no real madri, ja era tempo que era pra estar na seleçao, principalmente no lugar desse andre santos, o marcelo é muito melhor, e será sempre o titular, até que enfim um grande jogador na lateral esquerda, que melhore cada vez mais…

  • Marcos Vinícius

    Indiscutivel a qualidade técnica de Alexandre Pato.O rapaz tem estrela:Em seu jogo de estréia pelo Inter,fez gol.Em seu jogo de estréia pelo Milan,fez gol.Em seu jogo de estréia pela seleção brasileira,fez gol (O referido,contra a Suécia).Mas pra mim ele fez aquele gol sem querer.O goleiro saiu mal,ficou fora da área e Pato,sem nem olhar pro gol,chutou.Até hoje acho que ele quis cruzar,mas a bola entrou.Mas tem gente que joga bem em na seleção,mas em clube nem tanto.Pato é o contrário.É bom,mas não acho que tenha qualidade para ser o 9 que MM procura

    Se fossem 11 contra 11,acho que o Brasil não ganhava.

  • Leandro Azevedo

    Quanto ao comentário do Luiz Felipe, o Damião “era” um talento não lapidado, mas que passou pelo projeto Aprimorar do Inter e teve como um de seus treinadores o Ortiz do Futsal que ajudou bastante o Damião, principalmente com o pivô que ele faz tão bem hoje oriundo do futsal.

    http://espn.estadao.com.br/pauloviniciuscoelho/post/212894_ORTIZ+O+HOMEM+QUE+AJUDOU+A+FAZER+LEANDRO+DAMIAO+O+ARTILHEIRO+DO+BRASIL

    Abraço

  • HUGO MAUAD

    andre, toda a verdade sobre o caso neymar:
    informaçao do jornal sport de barcelona:
    ¿Neymar o Guardiola?

    La dicotomía de la pregunta ya provoca escalofríos. La posibilidad de que Neymar fiche por el Barça a partir del 2013, como se especula desde Brasil, tiene un repercusión que va mucho más allá de la simple incorporación de un futbolista más o menos interesante. Esconde, detrás, las claves del futuro del proyecto deportivo de Sandro Rosell. Un futuro en el que no está nada clara la presencia de Guardiola. El hipotético fichaje de Neymar es una decisión personal e intransferible del presidente. Rosell ha hablado con el jugador y con el Santos, aprovechando sus excelentes relaciones con todo el fútbol brasileño. Más allá del precio (se habla de 50 a 60 millones de euros por un niño de 19 años), totalmente desorbitado, la incorporación de Neymar significaría un cambio radical en el modelo futbolístico ideado por Guardiola. Pep quiere jugadores polivalentes, solidarios y humildes. Todo lo contrario de lo que representa la joven estrella brasileña. Este verano apostó por Cesc porque era uno de los suyos y por Alexis Sánchez, porque encajaba en el perfil de este Barça.

    Guardiola ha construído un equipo alrededor de Messi, el mejor futbolista del mundo. Pero lo ha hecho apostando por jugadores de excelente nivel que pueden aceptar, en cualquier momento, un rol secundario. Se equivocó con Ibrahimovic y por eso el sueco duró solo una temporada. Ahora tiene a Villa, un pichichi extraordinario, el máximo goleador de la historia de la selección española, que sabe ejercer su papel en el equipo, renunciando a veces a ser más determinante (y más protagonista) para colaborar en el trabajo global de conjunto. Neymar es la antítesis de lo que quiere Guardiola: no es disciplinado tácticamente, es individualista y juega dónde quiere y cómo quiere. Neymar necesita tener un balón en los pies, mientras que en el Barça el balón vuela a tal rapidez que no está más de unas milésimas de segundo en las botas de sus jugadores. Neymar representa el más puro estilo brasileño: un futbolista con una gran técnica pero absolutamente incapaz de entender el juego de conjunto. O sea, que Guardiola no lo ficharía ni regalado.

    Y aquí es donde empezamos a despejar algunas incógnitas que nos ponen los pelos de punta. Si Rosell ficha a Neymar para el 2013, ¿significa eso que Guardiola ya no estará entonces en el banquillo del Barça? El presidente no se atreverá a imponerle a Pep ningún futbolista, por mucha `cresta¿ que lleve. Pero, tal vez, y solo tal vez, sí que podría hacerlo si en el banquiillo estuviera sentado cualquier otro entrenador con menos personalidad, credibilidad y ascendencia que Guardiola. Ya sé que es muy pronto para hablar del futuro de Pep, pero la verdad es que ésta que acaba de empezar es su cuarta temporada como entrenador del primer equipo. Y él ya anunció en su día que su ciclo no sería demasiado largo. ¿Se está preparando Rosell para su marcha?.La respuesta me da miedo…

    http://www.sport.es/es/noticias/lluis-mascaro/20110907/neymar-guardiola/1142176.shtml

    AK: Obrigado pelo comentário. Mas não se trata de “toda a verdade, e sim da opinião de uma pessoa sobre o reflexo de uma possível contratação. Um abraço.

  • Maykel

    Olá Boa noite! Realmente o Damião é um grande craque..mas vocês não acharam estranho o técnico da Argentina não ter convocado os argentinos que jogam nos times brasileiros?! Bom vou deixar um vídeo de um grande craque que joga no Brasil e é argentino…muito bom! O Damião é ecepcional mas o Sequini ainda é muito superior!

    Abraço.

    http://www.youtube.com/watch?v=evdtnXfxPMQ

MaisRecentes

Presente



Continue Lendo

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo