NOTAS PÓS-RODADA (e mais)



Abrindo a décima-sétima do BR-11:

* Sem Fred, Rafael Moura marcou duas vezes na vitória do Fluminense (3 x 0 no Figueirense: Edinho fez o outro – 3.832 pagantes no Engenhão), após duas derrotas.

* Os gênios que queriam a saída de Abel Braga devem estar achando que têm algo a ver com a reação do time.

* Olha o Vasco (2 x 0 no Avaí: Diego Souza e Dedé – 19.920 presentes na Ressacada) lá em cima.

* Dedé, zagueiro, já fez 7 gols na temporada.

* E olha o Grêmio (Ceará 3 x 0: Eusébio e Marcelo Nicácio-2 – Público ND no Presidente Vargas) no sentido oposto.

* Que gol de Eusébio.

* Nova vitória em casa, e o Atlético Paranaense (2 x 1 no Cruzeiro: Marcinho, Wellington Paulista – 14.977 pagantes na Arena da Baixada) deixou a ZR.

* O gol decisivo saiu aos 44 minutos do segundo tempo.

* O jogo na Vila Belmiro não tinha nem 5 minutos, e o Santos já vencia. Mas o bom início não se sustentou. Deu Coritiba (3 x 2: Borges-2, Jeci, Marcos Aurélio e Léo Gago – 5.143 pagantes), de virada.

* O Coritiba dá sinais de que recuperou o futebol do começo da temporada.

* Como Leandro Damião faz gols (Internacional 1 x 0 Botafogo: dele – 11.080 pagantes no Beira-Rio), não?

* O atacante do Inter foi a diferença de um jogo equilibrado. Botafogo sentiu por não ter Abreu e Elkeson.

* No intervalo do jogo em Ipatinga, o Atlético Mineiro vencia por 2 x 0 e o Corinthians (3 x 2: Dudu Cearense, Guilherme, Émerson, Alex e Liedson) precisou decidir o que pretendia no campeonato.

* Émerson entrou e fez sua presença ser sentida no placar.

______

Sobre a convocação da Seleção Brasileira para o amistoso contra Gana, mais um jogo que desfigura times e interfere no Campeonato Brasileiro, apenas uma coisa a dizer:

O técnico da Seleção, seja quem for, está fazendo seu trabalho ao chamar quem ele acha que deve.

Errado está o calendário do futebol no Brasil, único lugar do mundo em que a seleção estraga campeonatos.

E quem vê intenção maquiavélica de Mano Menezes de tirar Ronaldinho Gaúcho (que merece voltar à Seleção) do jogo contra o Corinthians, no dia 07/9, uma lembrança:

No ano passado, uma convocação comprometeu a participação de Elias e Jucilei no jogo que praticamente decidiu o campeonato – o empate entre Vitória e Corinthians, em Salvador.

______

Em quase todos os aspectos, a vitória do Barcelona (3 x 2 no Real Madrid: Iniesta, Ramos, Messi-2 e Benzema) na decisão da Supercopa da Espanha seguiu o roteiro dos clássicos da temporada passada.

Supremacia do Barcelona, reclamação e violência do Real Madrid, polêmica envolvendo José Mourinho e espetáculo de Lionel Messi.

Mas uma diferença bem visível nos dois jogos permite que se afirme (e se comemore) que a distância entre os dois rivais diminuiu.

O Real Madrid jogou muito bem tanto em casa quanto no Camp Nou. Em ambas as partidas, equilibrou os índices de posse de bola e conseguiu pressionar o Barcelona em seu campo.

Especialmente ontem, aplicou o chamado “bloque alto”, um dos conceitos defensivos de Mourinho, com eficiência nos primeiros minutos. Teve chance de abrir o placar.

O bloque alto consiste na pressão na saída de bola do adversário, com movimentos sincronizados de quase todos os jogadores, com o objetivo de sufocar e induzir ao erro. Não é apenas adiantar a marcação.

Para dar certo, é preciso que haja comprometimento de todos os envolvidos, sem erros ou interrupção na “coreografia”. Se isso acontecer, a ideia desmorona e o risco é alto.

Óbvio: nenhum time consegue sustentar a pressão por muito tempo. A finalidade é marcar um gol rápido e ditar o que acontecerá no resto do jogo. (Sim, quem acabou fazendo isso foi o Barcelona, por causa da presença do melhor jogador do mundo. Mais sobre Messi em instantes.)

É inegável que o Real Madrid, pelas consequências naturais de um trabalho que entra no segundo ano, promete ser um time melhor do que na temporada passada.

E se pensarmos que é difícil que o Barcelona melhore em relação à 2010-2011, desenha-se uma situação mais equilibrada na Espanha e, quem sabe, na Europa.

Quem conseguiu ver o jogo deve ter percebido algo incomum. O Barcelona se posicionou no contra-ataque em determinados momentos. Resultado de um trabalho mais competente do Real Madrid e, provavelmente, do fato de o time catalão ainda não estar no nível físico necessário para brincar de “a bola é minha”.

Cristiano Ronaldo caiu mais pela esquerda do ataque, preocupando Daniel Alves e diminuindo a participação do  lateral brasileiro em ações ofensivas.

Acima de tudo, o Real Madrid não tinha outra alternativa a não ser buscar o gol. A necessidade fez surgir uma equipe muito mais perigosa e mais disposta a jogar futebol.

Mas os merengues tiveram dois problemas sérios.

Um é a pilha de Mourinho, que faz com que determinados jogadores confundam posturas e se descontrolem.

Marcelo não deveria estar mais em campo quando entrou em Fàbregas e foi expulso justamente. Ali, já era desespero. Mas o chute que ele deu em Messi ao disputar uma bola no alto foi para cartão vermelho, num momento em que o jogo estava aberto.

Pepe, de novo, conviveu com o “cartão laranja”. Um árbitro mais rigoroso o teria expulsado no lance em que a falta em Messi, por baixo, foi normal. Mas o cotovelo por cima, não.

Esse comportamento tem o dedo do técnico mais bem pago do mundo, talvez o mesmo dedo que Mourinho tentou enfiar no olho de um assistente do Barcelona, no meio da confusão provocada pela expulsão de Marcelo.

Horrível. Poucas coisas, no esporte e na vida, são piores do que um mau perdedor.

Mas a atitude de Mourinho e de seu time tem solução. O outro problema do Real Madrid, aparentemente, não tem: Messi (escrevo sobre ele no Lance! de hoje. A coluna estará aqui amanhã).

O cara estava na praia até duas semanas atrás. Em dois jogos contra o maior rival, fez três gols e criou outros dois. É um gênio do futebol, representa a diferença a favor do Barcelona.

Há quem pense que Messi só conquistará seu lugar na História quando ganhar uma Copa do Mundo pela Argentina. Ignora-se o fato de que ele atua no time que é a base da seleção campeã na África do Sul.

E é disparado o melhor jogador de seu clube.

Ontem, no Camp Nou, havia mais de uma dezena de campeões do mundo. Messi joga mais do que todos juntos.

Na classe dele, não há mais ninguém.



  • Enzo Bertolini

    André, sua lembrança sobre a convocação de Mano ano passado as vesperas de um jogo importante do Corinthians veio em boa hora aos profetas do apocalipse que acham que Mano ainda serve ao Corinthians. Espero que o Renato Maurício Prado leia o teu blog. Abs

  • Leandro Azevedo

    Vamos por partes:

    1) O Ceara fez o que normalmente faz jogando no PV: pressionou o adversario e ontem contou com bobeadas da defesa do Gremio e duas falhas do Victor (que vem falhando em demasia para um goleiro de selecao). O Damiao realmente faz bastante gols, mas o Nicacio ontem marcou o 23o e 24o gols na temporada (5o no Brasileirao). Publico: 11.824

    2) Quanto a convocacao do Mano, eh normal chamar o R10 com a bola que esta jogando, mas assusta a maneira como ele muda de ideia com relacao a jogadores e seus conceitos pessoais. Falou sobre o Marcelo como se fosse um “criminoso” e depois muda pelo bem da selecao… ta bom entao… eh o famoso futebol de resultado voltado ao populismo. E isso depois do Marcelo ter mostrado uma falta de preparo mental para perder daqueles…

    3) Dificil falar algo mais sobre o Messi… mas dizer que ele joga mais que os outros juntos eh um tanto exagerado.

    Quanto ao Mourinho, o pior foi a maneira covarde e canalha com que ele agrediu o Vilanova, por tras e provavelmente sem razao alguma alem do escudo na camisa. Ele deu sorte do Vilanova nao ter um temperamento “a la” Edmundo ou Jr. Baiano, pq o revide foi fraco… poderia ter sido algo desastroso ali.

    Abraco

  • Thiago Mariz

    A última frase foi brilhante!

    É um fato que a distância diminuiu e que a atitude de Mourinho é patética. Outro fato é que é possível mudar essa atitude. Mas existe um problema, na minha concepção: a falta de humildade. Se ele não conseguir deixar essa atitude ridícula de lado e mostrar a seus jogadores que é cada dia mais real a possibilidade de desbancar o Barcelona, nada irá mudar. O comportamento será o mesmo. A pilha será maior a cada partida e eles não conseguirão jogar tudo aquilo que podem. E às vezes parece que ele nunca vai reconhecer isso, porque ele aparenta não admitir que o Barcelona é uma equipe superior. Ao final de cada jogo, o problema é sempre o juiz. E é difícil tirar algo de produtivo daí.

  • Hey André!

    Na verdade, sua coluna já está no blog dum tal de Juca.

    Estraga-prazeres! 🙂

    Abraço!

  • eduardo pieroni

    BOA ANDRE,li sua coluna espetacular este garoto,cara o que eu acho um absurdo,são alguns reporteres de radio/televisão e até a escrita ai mesmo no jornal que você trabalha, ter o trabalho de colocar noticias neste meios de comunicação comparando NEYMAR a MESSI, o Neymar pode vir a ser um grande jogador mas do jeito que esta vai fazer um jogo e depois fazer 5 comerciais, Messi não gosta de jogar bola o negocio de messi e estar no campo é ali que ele se sente feliz aonde se realiza e nos realiza , tenho certeza que MEssi estara entre os cinco melhores do PLANETA.
    abraços

  • Leandro Azevedo

    Um comentario breve…

    Lendo o site do El Pais, uma frase resume bem o Barcelona:

    “El conjunto trabaja para el argentino y Messi labora para el altruismo azulgrana. Hay un único ego en un plantel altruista.”

    http://www.elpais.com/articulo/deportes/hechizo/Pulga/elpepudep/20110818elpepudep_5/Tes

    E acho que essa frase mostra tambem a diferenca entre o Barca e os outros clubes.

    Abraco

  • Willian Ifanger

    (O Juca malandrão já antecipou amanhã pra gente 😉

    Os jogos da noite ficaram meio que apagados depois do Clássico. Foi um baita jogo mesmo, o Real conseguindo jogar até melhor que o Barcelona, mas é incrível como o time se perde nos próprios erros e num nervosismo sem sentido.

    Muito bom voltar a ver o Barcelona jogar (aliás, no Barcelona, a Temporada 2011/12 deveria se chamar Tour 2011/12). Messi é incrível….vê-lo jogar é um privilégio de quem é apaixonado pelo Esporte. Apesar da crueldade em frente aos goleiros.

    Esse título entra na conta do Arsenal?

  • Danilo Xis

    André vc sabe ou tem alguma idéia se o Mourinho manda bater no Barça??? Ou se ele já disse algo na linha de baixar a bola?? Aparentemente os caras do Madrid tem carta branca pra bater no Barça, e com a atitude dele ficou mais claro ainda que ele não sabe perder e apela… Abs

  • Rogerio Jovaneli

    André, permita-me discordar. Acho exagero afirmar que “Messi joga mais do que todos juntos”. Se você se referiu ao “resto” do time catalão (que tem o ótimo zagueiro Piqué e os excepcionais volantes-meias, Xavi e Iniesta, além dos coadjuvantes bem treinados), acho um tremendo exagero.
    Nada contra Messi, que, de fato, é genial e, sim, é o melhor do time, consequentemente, do mundo. Mas o Messi só pode fazer tudo isso de maravilhoso que faz graças a companheiros que possuem capacidade para acompanhar o seu raciocínio genial de jogar futebol. A meu ver, pudéssemos ver em campo um jogador resultado da fusão entre Xavi e Iniesta e teríamos um fortíssimo candidato a melhor do mundo e um rival à altura do genial Messi. Perderia por pouco, mas a disputa seria riquíssima.
    Por que Messi não é o mesmo do Barcelona na seleção argentina? Porque não tem a seu lado o “jogador Xaviniesta” para as jogadas ofensivas. Sem contar a ausência de um Piqué na zaga argentina ou mesmo de um Mascherano (seria um beque titularíssimo da Argentina se a seleção não sofresse com a ausência de gente qualificada para ocupar seu espaço no meio-campo).

    AK: Ninguém chega perto de Messi, no quesito “individualmente decisivo”. Um abraço.

  • Anna

    Tb acho que nao houve nenhuma intenção maquiávelica de Mano ao convocar Ronaldinho Gaúcho. Ele já estava merecendo essa chance. Pena que há a possibilidade de o melhor jogo do campeonato Flamengo e Corinthians, fique esvaziado. Messi é um dos melhores jogadores que eu vi jogar e entrará para a História, vencendo ou não uma Copa do Mundo.

  • Matheus Cabral

    Onde está a renovação?? O mano ta de palhaçada.. na verdade caiu de paraquedas em um lugar que não deveria ser seu.. É especialista em séries B, só ganhou isso…

    Ele que é jogar a responsabilidade nos ombros do Ronaldo, que se não jogar bem vai levar a “culpa”.. Quanto ao ter convocado Elias e Jucilei no ano passado, o objetivo foi alcançado.. Valorizar o jogador ( se antes da convocação valia 5, dois passou a valer 8) para ser vendido.. É o mesmo que está fazendo com o Ralf.. ou ele tem cacife para estar na “seleção”..

  • Alexandre Reis

    Na verdade o Mano precisa de alguem pra dar suporte aos garotos, ele achou que seria o Lucio. O que estava claro que não seria.

    Na cabeça dele o Kaka seria o nome, mas não ta jogando. Então a fase do R10 no Mengão o levou de volta a seleção.

    Quanto essa polemica da convocação, acho que se deve por causa de um boato que surgiu aqui no Rio que o Mano convocaria o R10 e o Thiago Neves, pra atrapalhar o Flamengo. Talvez seja por isso.

    Até parte da nação queria isso, eu não queria. Não faço questão nenhuma que algum jogador do Mengão jogue no time da CBF.

    Abs

  • Iran Né

    Caro André, Vários super craques, não deixaram de ser super craques só porque não foram Campeões do Mundo. Isso é uma tremenda besteira. Vou falar só de três brasileiros da minha geração que eu vi jogar e como jogaram, jogaram muito e não foram campeões do mundo. Por ordem: Zico, Falcão e Socrates. Estrangeiros alguns eu não vi jogar: Puskas, Di stefano pra ficar só nesses dois monstro sagrados da bola. Dos que eu vi jogar vou falar de dois cracaços que tambem não foram campeões do mundo. O francês Platini e o holandês Cruif dois super craques que os Deuses do futebol não comtemplaram com uma Copa do Mundo.
    Em compensação quantos mais ou menos, ou até cabeças de bagres não foram campeões ?
    Dos mais ou menos vamos ficar com os brasileiros: Zinho, Dunga e alguns outros tantos que não merecem nem serem citados.
    Dos pernas de paus vou ficar com um argentino, Tarantino. Não que não existam outros pernas de paus campeões do mundo só que agora me foge a memória.
    Um grande abraço !
    Iran né

  • Alexandre

    A verdade é que o Mano está completamente perdido.
    O André Santos era titular absoluto, cometeu um erro crasso e agora não é nem chamado para ser reserva.
    O Ronaldinho já vinha jogando bem há algum tempo e não era cogitado para a Seleção, pois visava-se a renovação do grupo (é baixa a probabilidade dele ir para a Copa). Agora que a situação do Mano está complicada, chama o R10 para ser o salvador da pátria. Ou seja, quer transferir a responsabilidade…
    A Seleção, mais do que estragar campeonatos, estraga times. O Santos, por exemplo, está na zona do rebaixamento e tem, de novo, 3 jogadores importantíssimos convocados.
    O Neymar fará contra Gana o seu 18º (!!!) jogo por seleções neste ano. Uns 40% dos jogos do Neymar neste ano tem sido pelas Seleções. É demais! E por que o Mano não poupa ele de alguns jogos menos? Porque precisa salvar a própria cabeça.

    Quanto ao Messi, já tem o seu lugar na história muito bem guardado. Entre os 3 ou 4 melhores de todos os tempos…

  • Leonardo atleticano

    Messi é o capeta em forma de jogador de futebol. Inferniza, tira o sono, deixa louco, deprime, leva a loucura e destroi. Maldades maiores, só a que o Galo faz com sua torcida.

  • jose roberto

    Só pra lembrar, também vamos estar sem o Ralf. e no jogo no Rio de Janeiro o Ronaldinho não fez nada. O Corinthians não ganhou o jogo por detalhes. Como chora esse pessoal, pelo amos de Deus.

  • Guilherme Gios

    André,

    Só discordo de uma coisa: MUITO pior que um mal perdedor, é um perdedor blasé (vide Brasil x França na Copa de 2006).

    Pedir calma para os jogadores do Real, depois de perderem seguidamente do maior rival, no talvez maior clássico do mundo, é pedir milagre… Só se nas veias não houvesse sangue. Acho que se eu fosse jogador do Real, no calor do momento eu faria igual. Depois me arrependeria, mas sou humano, e não tem como fazer diferente.

    Abraço,

  • Post para reflexão:

    http://espn.estadao.com.br/arnaldoribeiro/post/209358_MARADONA+ROMARIO+MESSI

    Eu vi um Maradona decadente e um Romário em alta jogarem, mas me parece que é isso mesmo. Boa comparação.

    Abraços!

  • Caio

    Eu tenho muito prazer e sou muito grato em poder ver o Messi jogando.
    E penso que ele não deve provar nada mais para ninguém. Não deve ser comparado, rotulado. Ele é o gênio do melhor Barcelona de todos os tempos. Dá sempre o seu máximo, não se cansa de ganhar. É uma mistura de disciplina, determinação e (muito!) talento.

    Impressionante.

  • Paula

    André, Mourinho foi dar um beslicãozinho (desses de vô em neto de amiga). [E bem capaz até de os dois se conhecerem ….
    De qq forma, não era a hora para a “brincadeirinha” e estou me desiludindo com esse Mourinho…

  • Edney

    Andre, alguns comentários: 1) Sobre Pepe e Marcelo (pra mim são jogadores maldosos, são sempre eles que batem pra machucar, e isso já vem antes de Mourinho); 2) Mourinho, pra mim, já percebeu que será dificil superar o Barça, portanto, vai criar algum atrito que possa justificar uma saída ao final da temporada; 3) O Barcelona, além de ser extremamente técnico, joga com muita força, e usa muito bem o prestígio de melhor time do mundo… os árbitros tem medo de marcar situações claras de jogo.. o penalti escandaloso do Valdez no Ronaldo no primeiro jogo foi patético (houve outro penalti do Marcelo logo em seguida, sei, mas um 3×2 ali poderia mudar a história do jogo, o que, digo, acho improvavel, pois a diferença tecnica ainda é visivel). O Messi fez o que quis, tanto em relação aos jogadores do Real, como com o árbitro… deu porrada, quando tinham 2 bolas em campo, chutou propositadamente sobre a outra para parar a jogada, reclamou veementemente contra marcação do árbitro, chutando a bola pra longe.. lances (ao menos 1 deles), claramente para cartão amarelo.. o Iniesta deu uma pegadinha num lance em que chegou atrasado (igual um outro do Xavi), e nada de amarelo… enfim, isso não justifica a derrota, mas os árbitros não podem ter critérios díspares… 3) Alem disso, o Real é um time fraco, sem vibração (violência e gana não se confundem com isso)… Di Maria, Benzema e Ozil são jogadores frios, sem “alma”, não disputam bolas, pois perdem na força fisica para a forte defesa do Barça… sou convicto que o Real só chegará lá se fizer mudanças.. primeiro, melhorar a zaga, pois Pepe é violento e vai sempre expulso, e Ricardo Carvalho, apesar de ser um baita jogador, já não acompanha os mais jovens.. nas laterais, Sergio Ramos e Marcelo, pra mim, vão muito mal na marcação.. Coentrão é melhor, mas a direita fica capenga… no ataque, precisa mais que Ronaldo e seus chutes.. Benzema perde muitos gols (os importantes).. talvez Neymar consiga aproximar um pouco mais a diferença em termos de talento, mas se não resolver lá atrás, de nada vai adiantar. Abraço

  • Jorge

    André, permita-me discordar na questão do equilíbrio Barça x Real Madrid. Creio que todo esse equilíbrio de início de temporada é facilmente explicável pela diferença de condição física dos times. No primeiro jogo, boa parte das situações de gol do Real Madrid vieram de passes errados e erros de colocação da defesa do Barça, que, recordemos, jogou boa parte do jogo com Masquerano e Abidal, que não são Puyol e Piqué. E tanto isso é verdade, que do primeiro jogo para o segundo já vimos um notável salto de qualidade no jogo do Barça, que passou de 2 chutes a gol no primeiro para 12 no segundo. E o Barça tem sim como melhorar, afinal, Fabregas e Alexis Sanchez são infinitamente melhores que Jefren e Bojan. Além disso, com Thiago Alcantara, o Barça passa a ter quatro craques no meio-campo, podendo, no revezamento, manter um nível muito alto do time. Eu sou dos que creio que jogando assim, novamente, o Real Madrid corre risco de levar mais uma goleada de um Barça em forma.

    AK: A questão física é mencionada no texto. Um abraço.

  • Robert

    No rj existem 4 times tradicionais, q disputam o brasileiro

    2 deles são choroes: botafogo (nem precisa explicar pq) e o urubu (qdo ganha é uma maravilha, se perde ou empata reclama de tudo, é culpa do juiz, do gramado, dos astros, do tecnico da seleção, etc, e isso com o auxilio da imprensa esportiva parcialissima do rj, historicamente sempre foi assim)

    os outros 2 times vasco e flu, nao ficam choramingando pelos cantos
    sabem vencer pq aprenderam a competir e a aceitar e aprender com erros e derrotas, coisas que urubu e foguinho nao sabem

  • claudio

    Pra mim, o corinthians começou a perder o BR do ano passado quando da “convocação” do próprio Mano pela CBF, já que havia uma “liga” muito grande entre treinador e time. Isso aquele comentarista não comenta (desculpe a redundância), né? Aliás, quando o Mano “foi convocado” (num momento importantíssimo para o time), o Andrés chegou a chorar, e o time fez festa para ele mesmo assim. Já os outros, encontram conspiração em tudo (quando lhes interessa).

  • Juliano

    André, sobre a convocação do MM, temos pontos positivos e negativos:

    André Santos, finalmente, nao figura na lista. E tomara que nao volte!
    Maicon de fora? Eu sacaria do Daniel pop star Alves! Danilo tem futuro promissor.

    Convocar o Ganso pra que? Não tem jogado absolutamente nada, no ultimo jogo já foi banco do novamente convocado Fernandinho (quem!?) e ainda mais com a justa presença do Ronaldo Gaúcho, o que o PHG vai fazer?? Melhor deixar ele no Santos, mesmo jogando mal, do que desfalcar o time e ficar no banco da seleção, concorda?

    Eu daria oportunidade de titularidade a Lucas do SPFC. Ao lado do Gaucho. Para isso devemos sacar um atacante. Eu sacaria o Pato e jogaria sem centro-avante. Podem me achar maluco.

    Damião e Hulk convocados corroboram a falta de talento na área de um país que mais recentemente foi agraciado com Romário e Nazario.

    Lucas Leiva (!?) novamente convocado. Mano nao aprende! Ah… tem o lance do empresário, esqueci! Quem é Luiz Gustavo na ordem do dia? Será que Arouca nunca vai ter sua chance? Será que Hernanes está na mesma geladeira onde esteve recentemente Marcelo? Ao menos não veremos o velocista atrapalhado Ramires.

    Julio Cesar continua sendo convocado. Não que seja para deixa-lo totalmente de lado, mas já passou da hora de se pensar em outra opção, mesmo que seja apenas opção.

    Pra finalizar: qual a finalidade de se convocar VINTE E QUATRO jogadores para jogar um amistoso contra GANA? MM tem sérios problemas de QI…

    Grande abraço, o blog é excelente. Sucesso!

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo