NOTAS PÓS-RODADAS



BR-11 em noite gloriosa, com 25 gols em 7 jogos.

Começando com… adivinha.

* Épico, histórico, inesquecível. E se você tiver outro termo superlativo para classificar a espetacular vitória do Flamengo (5 x 4 no Santos: Borges-2, Neymar, Ronaldinho-3, Thiago Neves e Deivid – 12.968 pagantes na Vila Belmiro), pode usar. O jogo merece.

* O terceiro do Santos, de Neymar, foi um autêntico gol de Pelé. E o gol de falta de Ronaldinho é desses lances que fazem a gente sorrir.

* O jogo foi tão bom que o Ronaldinho Gaúcho “do Barcelona” apareceu na Vila, comandando a reação do Rubro-negro. Que saudade e que bom revê-lo.

* (Quarta nota? Lógico.) Acontece de vez em quando e é emocionante, eu sei. Mas nenhum time de futebol profissional pode perder um jogo em que esteve vencendo por 3 x 0. Nenhum.

* (Mais uma? É necessário.) Elano cometeu uma irresponsabilidade, sem dúvida. Mas se ele não merece o respeito da torcida do Santos, quem merece?

* O São Paulo (4 x 3: Carlinhos Paraíba, Juan, Dagoberto, Lucas, Rafinha e Bill-2 – 23.185 pagantes no Couto Pereira) impôs a primeira derrota em casa ao time titular do Coritiba na temporada.

* Jogo maluco. O Coritiba pressionou, pressionou… e levou um gol. Pressionou, pressionou… e levou o segundo. Pressionou, pressionou… e levou o terceiro. Perdeu um jogador, levou o quarto e depois… fez 3 gols. O futebol é um jogo sarcástico.

* O terceiro gol do São Paulo talvez seja o mais bonito do ano no Brasil (fora o gol que Neymar fez ontem, que é “fora de categoria”).

* (Quarta nota? Só uma provocação…) Então quer dizer que Rivaldo não pode jogar no time do São Paulo? Por favor…

* O Botafogo levou um gol no começo, mas virou e ganhou (2 x 1 no Avaí: Dirceu, Maicosuel e Herrera – público ND no Engenhão) após 4 rodadas.

* Os autores dos gols foram substituídos por Caio Júnior antes da metade do segundo tempo. Ambos, e parte da torcida, não gostaram.

* O empate em casa (1 x 1 com o América-MG: William Rocha e Miralles – 15.033 pagantes no Olímpico) deixou o Grêmio apenas dois pontos acima da ZR.

* Que é onde o time mineiro criou raízes.

* André estreou, marcou, e o Atlético Mineiro ganhou (1 x 0 – 16.100 pagantes no Ipatingão) do Fluminense. Abel reclamou de perseguição da arbitragem aos cariocas.

* André só precisou de 8 minutos em campo para marcar.

* Depois de sete rodadas sem vitória, o Atlético Goianiense (2 x 0: Felipe-2 – público ND no Serra Dourada) surpreendeu o Cruzeiro.

* Alguns jogadores cruzeirenses disseram que faltou o “devido respeito” ao adversário. Erro que o futebol não perdoa.

* Jogo transformador no Orlando Scarpelli. Primeira vitória fora de casa do Palmeiras (1 x 0: Maurício Ramos – público ND) no campeonato. E primeira derrota em casa do Figueirense.

* Felipão, sobre o julgamento de Kléber por causa do “fair play”, no STJD: “Não vou dizer o que acho, porque senão eu que serei julgado”.



  • felipe

    ontem foi a noite do “barça” neymar fez gol de messi, o ronaldinho do barca apareceu na vila e a troca de passes do sp foi digna do time catalao …
    uma quarta pra entra pra historia do futebol brasileiro ….

  • Gustavo

    André,

    E sobre o julgamento do Ronaldinho Gaúcho e do Thiago Neves pelo cartão amarelo forçado ? Quantas mil vezes isso já aconteceu no futebol, até em Copa do Mundo ? O que há de ilegítimo na conduta ? Será que o erro foi falar a verdade ?

  • Rafael Wuthrich

    Excelente comentário. Não é a toa que R10 ganhou “10” do Lance. Simplesmente irrepreensível. O lance que originou a falta do 4º gol do Flamengo foi espetacular – ele escapava de 4 marcadores até sofrer a falta que bateu com mágica.

  • Leonardo atleticano

    André, que jogo fantástico, muita qualidade. Há muito que ouvimos que o Ganso é o único homem da Dez que existe para nossa seleão. Sem ele, não há quem escalar para a armação. Ontem ele foi engolido pelo Ronaldinho, nem se ouviu o nome Ganso na transmissão. Se o Ronaldinho quiser jogar bola, ele volta para a seleção, tomara que queira.
    Neymar e Ronaldinho ontem fizeram um bem enorme ao futebol, eu já estava feliz por meu time ter vencido, fui para a cama encantado com o que vi, que maravilha de jogo.

  • Anna

    Flamengo e Santos foi um jogo épico, sensacional, inesquecível. O gol de Neymar foi antológico! E a ressurreição de Ronaldinho Gaúcho, jogador que adoro, também foi especial. Pra guardar na memória esse jogaço. Errar pênalti acontece e Elano tem que dar a volta por cima, pois é um jogador especial e vai dar muitas alegrias ao Santos!!! André e Herrera salvaram respectivamente Dorival e Caio Junior, ameaçados. Gosto muito do André. Pra mim, a melhor contratação da janela.

  • Leandro Azevedo

    O jogo foi realmente sensacional… agora o lance mais “legal” foi a defesa do Felipe no penalti do Elano. Se eh pra bater daquela maneira, nao existe maneira mais apropriada para se defender tal cobranca.

  • eduardo pieroni

    Boa André, o RG não é mais o numero dez, ele é atacante e para jogar na seleção tem que jogar na frente certo!!!!sendo assim tem que jogar Ganso com a 10 e 3 atacantes
    Neymar, Pato e R10 o que acha ????????

  • Romualdo

    André, achei o quarto gol do São Paulo (Lucas) muito mais bonito que o terceiro (Dagoberto), apesar do passe de Wellinton ter sido perfeito. Mas a percepção da revelação tricolor e o belo chute no ângulo me chamaram mais a atenção.

  • Ricardo Medeiros

    Andre, é verdade que o Twitter está obstaculizando manifestações anti-Ricardo Teixeira? Se for verdade… é inacreditável, e dá um pouco da dimensão do poder que esse cara tem…

  • Marcio

    Finalmente um jogaço de bola, será que é tão dificil assim?
    R10 ao ver os 2 “moleques” do Santos jogando bola ali no gramado, na frente dele, enxergou o espelho da alma, e se lembrou que um dia já havia jogado assim (antes dos milhoes de dolares, fama mundial, mulheres, comparações com Pele). Simples assim, o garoto descalço e a bola improvisada nas ruas de Porto Alegre.

  • Ricardo Inocencio

    Sou corinthiano, mas esse jogo de ontem é daqueles que daqui a 10 anos, quem viu se lembrará com detalhes. Memorável !!!

    A torcida tem que entender que perder pênalti é normal, e o Elano tem que entender que quem paga ingresso tem direito de vaiar…e é melhor do vaiar do que agredir fisicamente, como certos “animais” costumam fazer por aí. Elano tem futebol, mas precisa saber que não é com melindres e ameaças de deixar o clube que se supera uma fase ruim.

    Excelente a reação do Felipe : tipo “você me “provoca” na cavadinha e eu te dou o troco na embaixadinha”

    Abraços, e parabéns pelo post, de 1ª como sempre !!!

  • Bruno

    As vezes eu acho que o Sarcasmo é o humor de Deus. Hehehe

  • Gilson

    Jogaços nesta quarta-feira. Tanto em Curitiba, quanto em Santos, o que se viu foi um verdadeiro SHOW DE BOLA. O jogo de Santos, com lances mais de categoria individual e com jogadores em noite de GALA, como o Ronaldinho e o Neymar. Já no jogo em Curitiba, um jogo mais coletivo, com o São Paulo fazendo um 1º tempo quase impecável e no 2º tempo o Coritiba se superando com muito empenho e com boa atuação do meia Rafinha. Uma quarta-feira para quem é amante do futebol arte não esquecer jamais.

  • Jovaneli

    O gol de falta de Ronaldinho foi incrível. Muita inteligência. Por sinal, jogada que ele criou em partida contra o Werder Bremen pela Liga dos Campeões (sinceramente, não me lembro ninguém que tenha usado do mesmo artifício antes dele). Mas o que me fez rir mesmo foi o drible que deu no beque rubro-negro que depois resultou na marcação daquela falta. Tão genial quanto o do golaço de Neymar.

  • Alexandre

    Concordo com o Marcio.
    Presenciando a partidaça do Neymar e aquele gol antológico do moleque (o que foi aquele drible no Angelim!?!), o Ronaldinho lembrou dos seus dias de gênio. E deu no que deu. A melhor partida da década, sem dúvida.

  • Leonardo atleticano

    André, há quanto tempo não acontecia, após uma rodada, o assunto ser só futebol?
    Bola jogada, e das boas.
    Você não falou de agressão, de juíz, de banana, de torcida e de outras coisas, só bola, que bom ein?

  • Alberto Pereira

    E o Murici?

  • thiago

    André, lá no engenhão o placar disse que foram 5.000 pagantes e 6.000 presentes no Botafogaço x Avaí… não assim, arredondado, pq assim só em jogos do Vasco do Euricão, mas em torno disso. Abraço

  • Paulo Pinheiro

    Também fiquei extasiado com o Épico da Vila.
    Mas acho que quem não estava torcendo pra nenhum dos dois times deve ter saboreado mais do que eu (que sofria pelo meu Mengo até o gol de falta do R10).
    Foi o jogo dos ataques excelentes contra as defesas fracas de ambos os times.

    Uma pergunta azeda apenas: será que o Sr. Paulo Schmit vai pedir o vídeo desse jogo pra analisar a cotovelada do Borges, que tirou sangue do Júnior César? Será que vai querer ver o pontapé por trás do Neymar no Willians, pouco depois de ter mandado o Luiz Antônio pro Depto Médico?

    Ou será que esse tipo de atitude é só contra os inimigos do rei?

  • Marcos Vinícius

    (5 x 4 no Santos: Borges-2, Neymar, Ronaldinho-3, Thiago Neves e Deivid – 12.968 pagantes na Vila Belmiro)
    Por favor,me corrija se eu estiver errado,mas não faltou um gol do Santos aí?

    Claro que Elano,baita jogador,merece mais que respeito da torcida do Santos,merece reverência.Mas com certeza metade da torcida está jogando a culpa pela derrota nas costas dele,o que é uma injustiça.

    Tem algo que,após um jogo tão bonito como foi Santos x Flamengo,fica em segundo plano:ambos os times têm defesas fragilíssimas.O segundo gol de Borges mostra bem a fragilidade da defesa do Flamengo.Ninguém o acompanhou quando Neymar lha passou a bola dentro da pequena área,Borges estava completamente livre.E o quarto do Flamengo mostra o quanto a zaga do Santos é frágil.Ronaldinho e T.Neves tabelaram como quiseram.

    E o gol que o Deivid perdeu,hein?Era ele e o gol e o cara,literalmente,pisou na bola.Que desagradável…

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo