FRACASSO E VEXAME



Quando a Seleção Brasileira fica fora das semifinais da Copa América, é obrigatório falar em fracasso.

Quando  a Seleção Brasileira zera nas cobranças de pênaltis (algo inédito na  história do mais antigo torneio de seleções do mundo), é obrigatório  falar em vexame.

O Paraguai teve uma postura ridícula em La Playa  (com tanta areia…). Apostou na faceta do futebol que permite que um  time não faça absolutamente nada para vencer um jogo, e mesmo assim  vença.

Alguns chamam isso de inteligência, ou estratégia.

Eu acho mais correto chamar de medo, pequenez.

E  a verdade é que a atuação dos paraguaios só torna o fracasso do Brasil  mais difícil de digerir. Sim, o goleiro Villar foi o destaque do jogo,  mas fez quantas defesas?

Duas. ATUALIZAÇÃO, 17h38 – Como se lembrou nos comentários, esqueci da defesa no chute de Ganso. 

Também é verdade que a  Seleção Brasileira fez seu “melhor” jogo na Copa América. Jogou para  ganhar do começo ao fim, contra um time que não queria ganhar o jogo.

O  ridículo e inaceitável gramado no estádio de La Plata deve ser  mencionado. Obviamente, atrapalhou mais quem passou a maior parte do  tempo com a bola, tentando, tentando.

Mas para os pênaltis? Aí é demais.

Não há justificativa compreensível para 100% de erro. O Paraguai fez dois gols…

A decepção maior fica por não termos visto um time sair de um grupo de jogadores em que há poucos nomes contestados.

A primeira competição de Mano Menezes como técnico da Seleção Brasileira terminou muito mal.

Vejamos se o que falta à atual geração é apenas rodagem.

______

Essa Copa América já valeu por Argentina x Uruguai.

Principalmente pela aula que os uruguaios deram sobre como jogar em inferioridade numérica.

Não  sei se há outra seleção que enfrenta adversidades como a Uruguaia.  Quando se fala em “camisa” no futebol (e, sim, camisa faz diferença), é  sobre esse tipo de postura.

Uma postura que desafia a noção de que as competições de futebol entre países estão a caminho da extinção.



MaisRecentes

Em voo



Continue Lendo

Não estamos prontos



Continue Lendo

Ferido



Continue Lendo