CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

HUMOR FINO E INTELIGENTE

Os pubs londrinos estavam em festa ontem. Os clientes mal entravam e já eram recebidos com bebidas e comidinhas, tudo de graça. Nada a ver com a classificação de Andy Murray (que é escocês) para as semifinais de Wimbledon. Tudo a ver com o futebol. A Fifa determinou que a seleção inglesa é a quarta melhor do mundo. Mais uma rodada, por favor.

Pelo menos é nisso que a proprietária do futebol mundial quer que você acredite. A última atualização do ranking da Fifa estampa o time inglês com 1146 pontos, dezesseis à frente da Seleção… Brasileira. Se você ainda estiver aí, Espanha, Holanda e Alemanha são as três primeiras.

O ranking leva em conta as atuações das seleções nos últimos quatro anos e é revisto a cada mês. Avalia o resultado, se o jogo foi amistoso ou por competição oficial (os pontos variam conforme a importância do torneio), a qualidade do adversário e até a força da confederação à qual o time pertence. Joga-se tudo numa espécie de capacitor de fluxo e, alguns minutos depois, a pontuação aparece.

O processo é revolucionário. De algum jeito, conseguiu arrumar um quarto lugar para a Inglaterra, seleção que não apareceu entre as semifinalistas nas últimas cinco Copas do Mundo e nas últimas três Eurocopas. Mas os ingleses empataram com a Suíça em 2 x 2, pelas Eliminatórias da Euro 2012, dia 4 passado em Londres. O tal capacitor descobriu que foi um grande resultado.

Já a Argentina, jogando com escalação genérica, perdeu amistosos para Nigéria e Polônia e despencou cinco posições. Está abaixo de Croácia e México, e apenas sete pontos acima da irresistível Noruega. O Brasil? O empate com a Holanda e a vitória anoréxica sobre a Romênia rebaixaram a Seleção para o quinto lugar. Portugal e Itália estão na cola.

Diga o que você quiser sobre o ranking da Fifa, mas não que ele não serve para nada. O chaveamento da Copa do Mundo é baseado nas posições ocupadas pelas seleções, assim como as folgas durante as Eliminatórias em cada continente. O ranking também oferece um exercício desafiador: entender como a Inglaterra pode ser, hoje, a quarta melhor seleção do mundo.

Talvez seja humor suíço.

CARÊNCIAS

Falta de educação, de respeito, de senso de ridículo e de conhecimento da Língua Portuguesa. Carlos Alberto Torres misturou tudo em seu ataque a Tostão, por causa da possível aposentadoria para campeões mundiais. Além de ofender Tostão, Torres o chamou de demagogo. Quem faz demagogia é quem diz o que não pensa, tenta iludir os outros. Tostão faz o oposto ao não concordar com o benefício e recusá-lo. Um show de ignorância.

PEGADINHAS

A Medida Provisória das obras da Copa e da Olimpíada foi para o Senado com alterações. O artigo que dava à Fifa o poder para refazer preços de obras contratadas foi retirado. Também caiu o sigilo dos orçamentos, que estarão sempre à disposição dos órgãos fiscalizadores. Conquistas da opinião pública e dos veículos de imprensa que denunciaram um texto subserviente e permissivo. Episódio que apenas reforça a necessidade da vigilância.



  • Willian Ifanger

    Mais uns dois meses de reportagens contra a FIFA pela BBC e seguramente estarão em primeiro.

    Essa cópia de ranqueamento igual a do tênis não tem o menor cabimento……até porque tenista nenhum joga torneios “menos importantes” com sósias ou dublês, os torneios são constantes e todo jogo é pra ganhar.

    E palmas para a imprensa que conseguiu levar à opinião pública o escárnio que seria tal MP. Ainda mais levando em consideração que a líder de audiência deu de costas pro assunto.

  • Mauricio Tavares

    André,

    Não concordo com seu texto sobre o ranking. Acredito que você possa concordar ou discordar dos critérios, mas ele são objetivos. As regras de cálculo estão disponíveis para identificar como tal equipe chegou a tal pontuação, e não uma caixa preta de onde saem os pontos de cada uma.

    Discutir os critérios já é outro ponto. Tentar avaliar quanto deve pesar cada jogo, amistoso ou de competição, qualidade do adversário, etc. Isso sim deve ser discutido e reavaliado periodicamente. Acredito que um tempo atrás eles revisaram alguns critérios.

    Outro ponto: como o ranking leva em conta os pontos dos últimos quatro anos, é claro que a posição do Brasil está descendo, pois tivemos um período não tão bom da seleção brasileira, como fraca participação na Copa 2010 e amistosos na era Dunga contra seleções fracas, além das derrotas da era Mano.

    Além disso a seleção inglesa vêm invicta nas eliminatórias da Euro-12, o que é uma competição, e pesa mais do que amistosos na conta do ranking.

    De qualquer maneira, diferentemente do tênis, ninguém joga pensando em melhorar a posição no ranking, e sim em conquistas, que posteriormente alteram o ranking. Este é apenas uma fotografia (com distorções) do momento atual de cada uma.

    Abraços

    AK: Obviamente, discordo dos critérios. Principalmente do que observa os últimos 4 anos. O ranking Elo, rival do da Fifa, avalia os últimos 30 jogos. Nele, a Inglaterra aparece em sexto lugar. O Brasil é o terceiro e a Argentina, a quinta. Me parece mais coerente. Um abraço.

  • Anna

    Humor suíço foi a melhor definição pra essa pantomima que é o ranking da Fifa! Mandou bem, como sempre!

  • Leandro Azevedo

    “Outro ponto: como o ranking leva em conta os pontos dos últimos quatro anos, é claro que a posição do Brasil está descendo, pois tivemos um período não tão bom da seleção brasileira, como fraca participação na Copa 2010 e amistosos na era Dunga contra seleções fracas, além das derrotas da era Mano.”

    Mas e a conquista da Copa America 2007, Copa das Confederacoes 2009? Isso nao conta em favor do Brasil nesse ranking? Amistosos sao amistosos e nao deveriam entrar em ranking para definir cabeca de chave em Copa do Mundo, ate pq voce comeca a penalizar os treinadores por fazer testes e as selecoes de menor porte NUNCA terao chances de jogar contra as grandes.

    Abraco

  • Alexandre

    Concordo com o Mauricio.
    Os critérios do ranking são objetivos e estão abertos a todos, não é um “capacitor de fluxo” misterioso.
    Cabe discutir a calibração dos critérios para tentar minimizar as distorções (eliminar é quase impossível), mas não ridicularizá-lo.
    De qualquer forma, o resultado final atual, ao menos para os países que estão no topo, é semelhante ao do ranking ELO, que se baseia num método adotado para o ranqueamento de enxadristas e é matematicamente bastante sofisticado.
    FIFA ELO
    Spain Spain
    Netherlands Netherlands
    Germany Brazil
    England Germany
    Brazil Argentina

  • Luiz

    André, também achei uma falta de educação, mas talvez o Carlos Alberto Torres quisesse dizer o que disse, que ele só falou aquilo pra “parecer” uma pessoa politizada e que não visa o próprio interesse, mas o do povo… Seria igualmente ridículo, mas talvez fosse esta a idéia mesmo…

  • Alex

    gostaria de acreditar que “mostrar” os custos das obras ajudará. Creio mais que o que será “mostrado” será apenas aquilo que interessará.

    Continuarão nos roubando, e ainda acharemos que pelo menos dessa vez foi transparente.

    Infelizmente o caráter dessas pessoas é o pior possivel.

  • Nilton

    Com relação a aposentadoria no meu ver o que pesa contra são os R$ 100.000,00 de uma vez, é uma verdadeira vergonha, com relação aos R$ 3.400,00 mensais de pensão da até para encolhir, somente para quem não tem condição de uma vida decente e desde que não passe para os herdeiros com excessão das esposas, e desde que o recurso não venha do INSS.
    Com relação ao ranking da FIFA eu acredito que um empate nas eliminatorias da Euro vale bem mais que um empate com a Holanda e uma goleada/festa de 1×0 na Romenia.
    Alem do mais pegamos as vitorias do Brasil contra seleções pequenas e derrotas para grande seleções com certeza o saldo é de zero para negativo.
    Se ganhamos a Copa America devemos subir um pouco mas se cair antes das semi aim o tombo vai ser grande.

  • Anderson

    Ambos os rankings apresentam incoerências, ao meu ver. Contudo, o da FIFA apresenta mais.

    O Chile, por exemplo, não é a 8ª melhor seleção do mundo, como no ELO.

    Mas a Inglaterra ser a 4ª, a Grécia ser a 12ª, Montenegro ser a 16ª (mesmo com a brilhante campanha nas Eliminatórias para a EURO 12) também não tá certo.
    O pior, na verdade é ver a Colômbia em 54° lugar, 17 posições atrás de Burkina Fasso. Isso sim é um tapa na cara!

    O pessoal precisa rever isso, não?!

  • Joao CWB

    André, Carlos Alberto Torres foi tudo isso o que você disse, porém não concordo que ele tenha usado mal a palavra demagogo ao se referir ao Tostão. Dentro da “lógica” e “coerência” do capita, Tostão estava tentando iludir as pessoas se passando por bom moço, correto, coisa que Carlos Alberto acredita que ele não seja.

    Um salve para a opinião pública e a imprensa que mostraram ser possível fazer valer a ética através da pressão em nossos governantes.

    Abraço
    João – Curitiba/PR

  • Alexandre Reis

    Melhor é fazer que nem eu. Ranking bom é o meu. rsss

    Esses ai nem ligo !!!!!!!!!!!!

    Abs

  • Rodrigo

    Como já dizia Tarik de Souza, “desde o tempo dos Dez Mandamentos, lista foi feita para ser contestada”. A assino embaixo. Contesto, também!

  • David

    Alexandre Reis,

    Acredito que você não tenha idéia do tamanho da verdade que você escreveu, o Brasil é exatamente isso

MaisRecentes

Presente



Continue Lendo

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo