CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Raphael escreve: Por que em determinados jogos o narrador e o comentarista viajam até o local da partida e em outros eles narram e comentam vendo o jogo pela tv?

Resposta: Custo, na maioria das vezes. Para mandar uma equipe a um estádio, gasta-se dinheiro com deslocamento, diárias e hotel. Quanto mais longe, mais caro fica. Narrar um jogo sem ir ao estádio, vendo pela TV, é o que se chama de transmissão off-tube. Isso se faz em televisão e em rádio. Mas para quem vai narrar e comentar um jogo de futebol, ou de qualquer outro esporte, não há comparação entre estar e não estar no local.

______

Sérgio escreve: Por que nas colunas e no seu blog, você se refere ao jogador Ganso como PHG?

Resposta: Economia de caracteres.

______

Roger escreve: Qual é a competição esportiva que você ainda não cobriu e mais gostaria de ver?

Resposta: A Volta da França de ciclismo. Mas teria de ser numa situação especial. Gostaria de cobrir a Volta para um veículo impresso ou de internet, mandando textos diários. Quero ir com minha família, um carro alugado e um laptop, sem me preocupar com tudo o que envolve (fazer a barba, por exemplo) uma cobertura para a televisão. É um projeto pessoal, que pretendo realizar quando minhas filhas ficarem maiores. Vinte e poucos dias viajando pela França, no verão, à base de baguetes e vinho nacional. Não sei se elas se divertirão tanto quanto eu. Provavelmente não.

______

Luis escreve: André, quero perguntar sobre as ameaças do árbitro (Carlos, em Peñarol x Santos) Amarilla ao Neymar. Você não acha que um árbitro não deveria entrar nesse tipo de discussão com um jogador? Não estou defendendo o Neymar, que é cai cai mesmo. Mas o que o árbitro ganha ameaçando um jogador?

Resposta: Alguns centímetros para seu ego. Os cartões que um árbitro carrega em seu bolso existem para que ele não precise falar com os jogadores. Foram criados para superar a barreira da linguagem em jogos internacionais. Mas tirar de um árbitro o distintivo de “xerife do campo” é das coisas mais difíceis que existem. Eles precisam se sentir as maiores autoridades do pedaço. E mesmo que as simulações de faltas sejam vistas como tentativas de ludibriar um árbitro (consequentemente prejudicando sua atuação), fazer ameaças a um jogador é ridículo. Árbitro bom é aquele que ninguém nota. Nem quem está em campo.

______

Uma vez mais, obrigado pelas mensagens. Até o sábado que vem.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)



  • Anna

    Esse seu projeto da Volta da França com sua família é sensacional e demonstra alta sensiblidade. Passear pela Provence com um fascinante circuito de vinhos. Não deixe de ir a Arles, não sei se a Volta passa por lá, vou averiguar, e desembarcar no Café Van Gogh que recebeu esse nome em homenagem ao pintor que fez seu célebre quadro Café Du Soir no local. Eu não conheço a Provence, mas ir nesse local, irei com certeza um dia. Bem provável que off-Tour de France, que é algo que também aprecio, assim como o Giro D”Italia. Se puder, busque o Boa Viagem de O Globo de quinta-feira que tem altas dicas da região. Caixa Postal em alto estilo. Bom final de semana, Anna

  • Paula

    Considero a ameaça de Amarilla como uma coisa “boa”. Se ele ameaçasse Neymar seria expulso pq com certeza enfeitaria em algum lance. Assim ele avisou ao craque que se continuasse daquela forma seria expulso.

  • Willian Ifanger

    Esse seu projeto de cobrir o Tour é sensacional mesmo. Acho que já havia comentado isso tempos atrás. Só não sei se essa sua idéia “rebelde” de não fazer mais barba vai agradar sua “equipe”…..;-)

    Ainda bem que o Tour começa mês que vem. Com o fim da CL, NBA e NHL a tv esvaziou um pouco….só se passar jogos da MLB todo dia.

  • Marcos Vinícius

    Concordo em número,grau e gênero com a Paula.Penso exatamente da mesma forma.É como disse anteriormente:Após o cartão,Neymar se preocupou em jogar bola,e só com isso.E o garoto,quando age assim,é diferente da maioria,melhor que a maioria.

    Mas,André,na sua opinião,para a qualidade da transmissão,não é melhor que locutores e comentaristas estejam “in loco”,já que assim acompanham detalhes do estádio?Exemplo disso foi aquela cena que o Eric Faria,da Globo,conseguiu na final da Copa do Brasil,do Diego Souza e do Felipe encolhidos no banco de reservas,com os rostos cobertos,sem conseguir acompanhar o final da partida.

    AK: É o que está escrito. Um abraço.

  • Realmente o Ganso é ¨PHG¨ no assunto!
    Um abraço!

  • Nilton

    André, com relação a NeymarXAmarilla fiquei sem saber se as ameaças foram antes, durante ou após o Cartão, se foi antes/durante isto demonstra uma preoculpação do Amarilla com o espetaculo que sempre é garantido com a presença de Neymar, e uma falha do Muricy de não ter avisado para o Neymar que a definição de falta no Futebol Mundial é totalmente diferente daqui.
    E convenhamos o jogo ficou melhor depois da reprimida que o Neymar levou.
    Agora se as ameaças foram depois do cartão a situação é mais triste, pois com certeza o Neymar não entendeu o significado/valor do cartão e nem que o Amarilla não se importa se ele vai ou não ser o proximo Gênio da Bola.
    E o mais importante o Amarilla não precisava ameaçar ele poderia simplesmente te-lô expulso o que esta nas regras da FIFA, E é este tipo da arbritagem que o Neymar vai encarrar na Copa America.

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo