FREE WIRELESS



Lamento a ausência nas últimas horas. Os dias têm sido longos por aqui e a conexão de internet do hotel não tem colaborado muito.

De qualquer forma… enviar reportagens de televisão é, hoje, uma tarefa muito mais fácil do que quando comecei na profissão.

Antigamente, era necessário marcar um horário de satélite, de preço salgado. Depois, agendar com uma produtora ou um canal de televisão para fazer a conexão com o satélite.

Você levava a fita com sua reportagem gravada, pedia para a produtora/emissora entrar em contato com a empresa de telecomunicações, recebia o ok e apertava play.

Se tudo estivesse absolutamente certo (e lógico, quanto mais você estivesse, mais complicado era), uma voz no Brasil dizia que estava vendo e ouvindo seu material com clareza. Aí era só começar a gravar e pronto.

Mas quantas e quantas matérias, muitas vezes o trabalho de um dia inteiro, foram perdidas porque todas essas comunicações não deram certo e o horário reservado no satélite terminou? Posso garantir, a sensação é horrível.

Mas hoje… hoje chega a ser ridículo. Como fez em muitas outras áreas, a internet revolucionou nosso trabalho.

Apenas um exemplo, desta quinta-feira aqui em Londres: o Barcelona treinou pela manhã e foi de ônibus para seu hotel definitivo na cidade, em Chelsea.

A segurança do local impediu os repórteres de se aproximarem do lobby. Ficamos todos na calçada, do outro lado da rua, aguardando para fazer imagens do ônibus.

Em dias como hoje, em que não há praticamente nada, qualquer imagem vale muito.

Um dos assessores de imprensa do clube veio nos explicar que cerca de uma hora depois, um dirigente do Barcelona daria uma entrevista a todos. Só poderíamos entrar nesse momento.

Mas ainda faltava muito tempo para a delegação chegar ao hotel e resolvemos almoçar num pub/restaurante que ficava na esquina. Lá dentro, o adesivo “Free Wireless” nos deu uma ideia: por que não tentar mandar um boletim para o Brasil?

Faz tempo, câmeras de televisão não usam fitas. Gravam em cartões que armazenam arquivos digitais que podem ser editados, comprimidos, convertidos e enviados para qualquer lugar do planeta via internet.

E não precisa ser wi-fi. Uma boa conexão 3G é capaz de enviar uma pequena reportagem num tempo bem razoável.

Saí com nosso cinegrafista, gravei um boletim, voltamos para o pub e o editamos. Em 20 minutos, o material estava em São Paulo, pronto para ir ao ar.

E o mesmo aconteceu com a matéria que mandamos mais tarde, já com a entrevista do dirigente catalão. Logicamente, todas as pessoas que estavam na mesma situação recorreram à hospitalidade e às facilidades do pub, cujo roteador wireless teve um dia heróico.

Porque todas as mídias dependem da internet.

Metade da imprensa espanhola passou horas dentro do pub. Repórteres de TV, rádio, jornais, sites e fotógrafos, todos com laptops abertos, trabalhando.

Free wireless.

E no final das contas, o vulcão islandês não atrapalhou ninguém. O Barcelona chegou antes, trabalhou dois dias, trocou de hotel e agora está onde planejava.

Os mais de 20 mil torcedores catalães poderão voar normalmente para Londres.

E o avião que originalmente traria o time, trouxe os familiares dos jogadores. O único contratempo foi um atraso de duas horas no voo, pois o espaço aéreo inglês foi fechado.

Mas não pelo vulcão, e sim para que o Força Aérea 1, o avião do presidente americano Barack Obama, pudesse decolar para a França.

Nesta sexta, treinos e coletivas oficiais em Wembley. Dia cheio.



  • Anna

    confesso que me perguntava em várias situações como vocês mandavam as matérias em tempos de Internet. Muito legal que nos explicou. Não consigo mais viver sem internet e sem uma conexão. Trabalho com isso também e sem meu smartphone às vezes me sinto órfã, sem a conexão 3G. Mas confesso tb que com o pouco tempo que tenho tido, tenho me conectado menos do que gostaria, no notebook e no smartphone. Bom trabalho na sexta-feira!

  • Leandro Azevedo

    Eh realmente interessante como a internet mudou muita coisa, pra nao disser quase tudo, nas nossas vidas…

    Uma pergunta Andre… nessas viagens voces nao carregam aqueles “cartoes” de internet movel justamente para esse tipo de materia?

    Abraco

    AK: Sim, são úteis. Tínhamos um conosco hoje, que não foi necessário. Um abraço.

  • André Luis

    Faturamento recorde do dono do pub…

  • Caio

    hahhahaha!

    História boa!!

    E viva a internet!

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo