EL CLÁSICO 4.0



Não foi uma surpresa ver a escalação do Real Madrid com Kaká e Higuaín, ainda que eu ache complicado mandar ao campo dois jogadores que estão se recuperando de lesões, com a missão de tirar o time do buraco, num jogo como esse.

Ambos jogaram e foram os destaques do passeio contra o Valencia, dias atrás. Mas não há como comparar as duas situações e muito menos os adversários.

A prova foi a atuação deles (foram substituídos no segundo tempo) no Camp Nou.

Mas foi bom ver que o Real Madrid percebeu que jogar de igual para igual com o Barcelona, no sentido de querer a bola e ter uma postura mais ofensiva, não é um convite ao desastre.

O jogo foi equilibrado por algo como 20 minutos, até o Barcelona se lembrar de quem era e de onde de estava. Quando resolveu ficar com a bola, dominou a partida como era esperado.

A sequência de chances (Messi colocado, Messi cruzado, Villa, Pedro e Messi de pé direito) a partir dos 30 minutos foi um ataque ao gol merengue, que mostrou como Casillas é importante.

A jogada do gol de Higuaín, no começo do segundo tempo, merece ser discutida. Sem, é claro, entrar na conversa conspiratória que só pretende desviar a atenção. Tática tão antiga quanto ineficaz.

Eu disse, ao vivo, na transmissão do jogo, que marcaria a falta de Cristiano Ronaldo em Mascherano. Não percebi com clareza como Cristiano caiu.

Vendo o replay, se houve falta no lance, foi de Piqué no português. Reformo minha opinião (já o fiz pelo twitter, logo depois do jogo) e entendo que o árbitro errou.

Agora, usar o erro como prova de um esquema global para impedir que o Real Madrid chegasse à decisão da UCL é coisa para psicólogos estudarem.

O Real Madrid não deu nenhum chute na direção do gol (não falo de chutes no alvo, e sim de qualquer chute) no primeiro tempo.

Terminou o jogo com apenas uma finalização certa, a de Higuaín. Teve 36% de posse de bola e cometeu 30 faltas.

Só em Messi foram 11, uma a mais do que o total de faltas cometidas pelo Barcelona.

Como já se disse muitas vezes: em 2 jogos, quase sempre o melhor time prevalece. Não tenho dúvida de que foi o caso.

E no lugar das teses conspiratórias, prefiro falar do esplêndido passe de Iniesta para Pedro, na jogada do gol do Barcelona.

Da finta e do recurso de Di Maria, na jogada do gol de Marcelo.

E da homenagem a Abidal, que há um mês e meio não tinha o luxo de pensar em futebol.

O momento da entrada do francês em campo ficará para sempre na memória de quem esteve no Camp Nou na noite de ontem.

O “rally de clásicos” acabou, com o que penso ter sido o melhor jogo dos quatro. Dois empates e uma vitória para cada lado. O Real Madrid ficou com o único título que estava em jogo, mas o Barcelona ficou com o que havia de mais valioso em disputa.

Gostaria de ter visto mais futebol e menos manipulação. Gostaria de ter falado mais do que é verdadeiramente importante.

Volto a citar o segundo gol de Messi no Bernabéu. Um lance magistral, engolido pelo blá-blá-blá.

Mas foram 3 ótimas semanas.

______

Teremos um programa de uma hora sobre os clássicos, na ESPN Brasil.

Ainda não há data confirmada, mas evidentemente será antes da final da Liga dos Campeões.

Avisarei quando souber das informações.

______

Desde 13 de abril, este blog foi um diário dos clássicos entre Real Madrid e Barcelona. Resultado de minha presença na Espanha, pela ESPN, para cobri-los.

Quero agradecer a quem, mesmo sem se interessar muito pelo assunto, entendeu minhas obrigações e os motivos que me fizeram adotar um tema único.

E, principalmente, a quem acompanhou a viagem.

Não me canso de dizer que a comunidade que se formou aqui é algo de que me orgulho. É um prazer fazer o blog junto com vocês.

Obrigado.

Estarei por aqui em algum momento desta quinta-feira. Na verdade, sexta-feira é uma previsão mais realista.

Até.



  • Ricardo Gadelha

    André, concordo com seus comentários de que o Barcelona foi melhor em quase todo o tempo dos 4 jogos. Agora, é “estranho” que tal time nunca é prejudicado em lances capitais duma partida (quando falo em lances capitais, excluo o que os defensores do Barcelona estão falando, que ontem o juiz deveria ter expulsado jogadores do Real Madrid por baterem; que jogador ainda ficaria tranquilo depois de ser “prejudicado” nos dois jogos, e ainda leva um gol do adversário?). Como não pensar em conspiração, quando o Barcelona é o único time do mundo que não entra no normal esquema de “ser ajudado-ser prejudicado” pelas arbitragens, sobretudo da UEFA? Lembra-se da semi contra o Chelsea?

    No único jogo que o Real Madrid venceu, não houve nenhum desses erros que o prejudicassem. Ai tem gente dizendo que mesmo vencendo a Copa do Rei, o time jogou feio. Alguém, dos que falam isso, sabem como parar o time do Barcelona? O Mourinho ainda o consegui fazer por um jogo.

    AK: Semifinais do ano passado, primeiro jogo contra a Inter. Gol impedido do Milito, que decidiu o confronto. Um abraço.

  • Edney

    Parabéns pela cobertura, André.
    Que o Barça tem o melhor time, disso ninguém duvida. Quanto a questão do complo, também ninguém duvida que não há. Mas, uma coisa pra mim ficou clara, que TODAS as decisões em lances capitais da disputa, SEMPRE foram em favor do time catalão. Prefiro ficar com a tese do erro, sem entrar na questão da manipulação de resultados. Seria o efeito Mourinho ? Também, mas que o Barça se tornou de alguma forma protegido pela arbitragem, disso também começo a desconfiar. Em vários lances os jogadores partiram para o teatro.. futebol é um esporte de contato, e os jogadores do Barça utilizam muito o corpo para ganhar lances, inclusive o Messi, mas em qualquer esbarrão do adversário, lá vem a falta.. jogadores do Barça parando contra-ataques, impedindo a recomeço do jogo (bater falta com rapidez), e nada de amarelo… a disparidade de critérios é clara (na minha visão, óbvio). Por fim, o lance do gol anulado foi patético, primeiro a falta clara sobre o Ronaldo (na qual Piqué merecia amarelo por parar o contra-ataque), depois ele marca uma falta de Ronaldo que cai de costas sobre Mascherano.. não há choques involuntários ? é do jogo! E só para finalizar, eu não tenho dúvidas de que se o lance (igualzinho) fosse protagonizado pelo Messi, seria dada a vantagem, assinalado o gol, com um possível cartão amarelo para o zagueiro adversário. E nem adianta falar que o arbitro não expulsou o Adhebayor, pois quando entrou já estava de cabeça quente, apesar de obviamente merecer a expulsão que só não aconteceu pois o arbitro tentou não polemizar. Novamente, que o Barça é o melhor e deveria passar, não tenho dúvidas, mas na dúvida, a arbitragem sempre decidiu contrária ao Madrid. Mas a lição ao Mourinho também foi boa.. jogar o jogo ! Agora tem que reavaliar muita gente naquele elenco, contratando jogadores que possam dar equilibrio defensivo ao time, assim como criação no meio de campo. Abraço e bom retorno. Edney

  • Anna

    André, também achei o melhor jogo dos quatro, mesmo tendo ouvido pelo rádio um pedaço daquele que decidiu a Copa do Rei. Fiquei sensibilizada com a homenagem ao Abidal. É por um momento desses que vale a pena ser jornalista e você viu tudo de pertinho. A cobertura foi sensacional e seu trabalho muito bom, como sempre. Pudemos saber de todos os detalhes por seus relatos e reportagens. É uma honra para nós fazer parte desse espaço. Desde 8 de abril de 2008 eu frequento esse blog e sempre é motivo de alegria e aprendizado o contato com todos os blogueiros daqui e o catalisador de tudo isso aqui é você. Bom regresso ao Brasil, com a sensação do dever cumprido, tenho certeza. Abraço a todos e principalmente a você, André!

  • Leandro Azevedo

    Bom “descanso” pra voce… e provavelmente vera confrontos melhores que 3 dos classicos com a CB, CLA e Paulistinha na reta final quando voltar ao Brasil.

    Abraco

  • Rafael Wuthrich

    André, tá perdoado – excelente cobertura.

    Sobre suas ausências, queria humildemente que você comentasse, em um post à parte, sobre esse Fluminense, em caso de classificação. Sou rubro-negro, e fanático, mas confesso que não consigo mais torcer contra o time das Laranjeiras (exceto contra o meu, rs) – os milagres que o time vem conseguindo nunca tinha visto nada igual, salvo talvez a batalha dos Aflitos. O que há com esse time que consegue, nas maiores dificuldades, renascer das cinzas como uma fênix?

    Também nos deve uma atualização da NFL…

    Abraços e bom retorno.

  • Esse foi definitivamente o melhor jogo. Ainda assim, o dominio do Barcelona foi absoluto, o que mostra a disparidade entre os times. E claro que o Real Madrid foi prejudicado, e se aquele gol fosse assinalado a historia poderia ate ser outra, apesar que nao acredito.

    Nao acredito em teorias da conspiracao – apenas da falta de recursos que um arbitro tem para ajuda-los em decisoes dificeis e capitais.

    abs!

  • Willian Ifanger

    Finalmente tivemos futebol (será que o Mourinho longe do banco acalmou os ânimos?)

    Com certeza foi o melhor dos 4 confrontos. O Real tem elenco e futebol pra encarar o Barcelona na bola jogada. Foi um jogo delicioso de ser assistido. Aquele bombardeio do Barcelona ao final do primeiro tempo foi incrível. Só que o Real sobreviveu. Não é vergonha nenhuma passar por isso durante um jogo contra o Barcelona, aliás, é natural….tem que saber passar por esse momento.

    Se o gol do Real tivesse sido validado teríamos outro jogo, até melhor. Mas o Barcelona mereceu estar na final. E teremos uma grande final (vai estar lá?).

    Como disse no dia que o xará da ESPN comentou, no Sportscenter, que você estaria ausente por causa da viagem, foi a melhor escolha possível e acho que todos nós aqui do Blog torcíamos para você estar cobrindo e escrevendo sobre esse momento tão importante e histórico do futebol.

    Parabéns pelo trabalho, boa viagem de volta e bom descanso (que será merecido).

  • Marcelinho

    André,

    Eu defendo a tese de que o replay, com as câmeras quase dentro do campo, estão acabando com o futebol..rs.. o que vale, como vc disse, é a imagem fotográfica, aquela que vemos ao vivo. Exemplo foi o carrinho do Danilo, em Liedson, no clássico paulista. Ao vivo, qualquer ser humano o expulsaria e chamaria uma ambulância para socorrer o atacante corinthiano.

    É o mesmo caso da falta do CR7 ontem.

    O que fazer para acabar com esse “chororô” que tem se tornado o futebol?

  • Djan

    Show de cobertura, gostei muito. E alguns cobrando futebol brasileiro, que hoje, apesar de poucos bons times (4 SP, Fla, FLU, Inter e Cruzeiro) não possui nenhuma ‘squadra’ como os ótimos times em questão. Longe de ser vergonhoso ser eliminado pelo Barça, mas não vimos uma sub-utilização do elenco do Real (?), com ótimas opções de ataque e a (tentativa de) utilização de um “ferolho”, jogando de forma covarde dentro de seus próprios limites. Sim, todos reconhecem o nível do entrosado time catalão, no entanto, Mourinho não pode reclamar de talento, pois apectos subjetivos (para alguns nem tanto subjetivos assim…) Benzema ‘parece’ ter mais afinidade as decisões que alguns questionados jogadores do elenco que já levam o estigma de amarelar em decisões.

    Abraços a todos.

  • eduardo pieorni

    Boa André,Ganhou a BOLA ops o Barça,inadmissivel ver um time com dois açougueiros profissionais( PEPE e Ricardo Carvalho) e varios assistentes cargo, eliminar o time que joga bonito.vc acha que o United tem + chances que na final passada entre os dois times ou não????

  • Caio

    Vlw André, vlw por tudo!
    Excelente cobertura, excelentes posts!

    Fiquei até com uma inveja sua de poder acompanhar e trabalhar em cima de um clássico como esse. Mas é uma inveja boa, de admiração!!
    haha!!

    E, sobre os jogos da liga, concordo com você quando diz que o melhor time passou. O Barça atropelou o Real nos dois jogos. Em nenhum momento dos 180 minutos o Real ameaçou a classificação do Barça. Alguns podem dizer que o jogo no Santiago Bernabeu foi razoavelmente equilibrado, ao menos no primeiro tempo, mas eu discordo. O Real, naquele momento, só neutralizou o jogo do barça. Até aonde deu. Mas ai, o Messi, enfim…

    Confesso que em algum momento, antes dos jogos, desejei que o Real ganhasse. Talvez pela supremacia absurda do Barcelona sobre todos. Essa sensação de que eles são únicos, um monopólio do jogo bonito, isso as vezes me soa pouco democrático, meio esnobe, sabe?
    Mas ai o Real Madrid joga desse jeito? Logo o Real? Aliás, não joga né…

    Se preocuparam demais em não deixar o Barça jogar. Pode até dar certo, como na copa do Rei, como fez a Inter na temporada passada. Mas não agrada. Na verdade, não é nem justo! A pesar de ser legal, possível.
    Justo foi o que aconteceu. O melhor time passou. Aliás, sobrou! E eu vou ter que aturar esse time histórico de novo na final da champions.
    Chato né?

  • André,
    o orgulho é recíproco! É sensacional ter um espaço desse nível, troll free, para falar de futebol.

    Acho que o gol do Higuaín podia ter virado a balança a favor do Real – a pressão no Barça seria inédita, ainda mais se rolassem os gols do Pedro e do Marcelo – mas achei que o juiz foi infeliz, não mal-intencionado. Fiquei com a impressão dele ter apitado a falta antes mesmo da bola sair do controle do CRonaldo, num lance sem muito perigo até ali.

    E acho que o Mourinho não devia reclamar da marcação, pois pode ter salvado o seu emprego. Afinal, se o Real conseguisse ganhar do Barça em Barça jogando ‘de igual para igual’ (as aspas devem-se à diferença gritante de posse de bola), por que diabos se acovardou em pleno Bernabéu? Por mais que seja difícil jogar contra um time que domina tão amplamente a posse de bola, não é impossível encaixar contra-ataques e pressionar a defesa adversária (ponto mais vulnerável do Barça).

    Tou ansioso por essa final. Acho que o Fergunson não vai retrair o Manchester.

    Abraço

  • É bom lembrar que naquela semi contra o Chelsea o Barça teve jogador expulso, se não me engano, o Keitá, sem que ele nem tenha encostado no jogador do time inglês.

    Sempre que a expectativa é alta, o risco de decepção é grande. Foi o que aconteceu nos quatro clássicos. Não forma ruins, mas não foram excepcionais, tirando é claro o gol de Messi, simplesmente sensacional.

    A entrada do Abidal foi fantástica. Será que se o Iniesta fizer gol na final teremos uma camiseta com homenagem ao francês?

    Abraços, André e parabéns pela cobertura. A melhor de toda a imprensa!

  • Ricardo Trevisan

    Ótima cobertura como sempre, evidente que poderia ter sido melhor se os assuntos nos intervalos entre um jogo e outro fossem relacionados ao futebol.

  • Anderson

    Belo trabalho, André!
    Também concordo que o quarto jogo foi o melhor, mas ainda assim abaixo das espectativas.
    Queria ter estado no seu lugar nessa árdua missão de cobrir os 4 superclássicos!

    P.S.: Não entendi quando você escreveu que a única finalização correta do Real foi a do Higuain. Para mim, a finalização do Marcelo fui MUITO CERTA! Já a do Di Maria, como foi na trave não dá pra dizer que foi correta.

  • Marcel Souza

    André, o privilégio foi nosso de acompanhar uma cobertura in loco e em primeira mão. Boa viagem de volta! Aguardamos a volta do blog aos assuntos “normais”. 😉

    1 abraço!

  • Davi

    Olá AK….
    Meu primeiro comentario. Frequente diariamente seu blog, e fico mt revoltado quando você n posta. Risos. O futebol do Barça é inquestinavel. Só que apos o confronto dessa terça algo veio em minha mente. O futebol cai cai que tanto criticavamos( eu, europeus, midia em geral) não anda sendo adotado pelo Barça? Neymar, CR, etcc que o diga. Vejo que poucos tem se interessado em falar a respeito. Futebol querendo ou não é esporte de contato….logico que brutalidade não é contato. O que percebi foi que certas jogadas se fossem contras jogadores como Drogba, Rooney, teriam o msm criterio??
    Acho que o Barça tem que manter seu estilo de jogo sim, mas por favor vamos falar a respeito desse cai cai deles pq ta demais…..eles n precisam disso. Queria saber sua opnião a respeito.
    Abb

  • Davi

    e esqueci………………

    Será que a plano do Mourinho o tempo td n foi esse…. segurar o 0x0 em casa…..e tentar ser salvo pelos gols fora de casa?

  • Gostei da sua cobertura dos jogos.

    Gostei também dos jogos. Tratando-se de clássicos, o que devemos esperar são jogos truncados e nervos tensos. Salvo algumas excessões onde um time “deita” no outro.

    Vendo pela televisão vi belas jogadas, reclamação de arbitragem, erros de arbitragem, faltas discutíveis, catimba, invasão de campo, cartões discutíveis, discussão pela imprensa, mal perdedor. Tudo bem parecido como é na América.
    A diferença fica por conta do trato com a bola e as condições do gramado, o resto me pareceu tudo igual a mesma coisa.

    E que continuem suas coberturas.

    Abraço

  • Marcos Vinícius

    André,não é que tenha uma conspiração contra o Real,isso não existe.Mas veja bem:Com certeza o maior erro do belga foi a anulação do gol legal do Real.Mas esse não foi o único.Inúmeras faltas,arrisco aí umas 5,que os jogadores do Barcelona forçaram,e normalmente os árbitros europeus não marcam,foram marcadas contra o Real.A arbitragem do primeiro jogo foi muito criticada,mas a do segundo foi mais decisiva para definir o finalista.Imagine se o gol do Higuain fosse validado?Com 2×1 no placar a atitude do Real seria outra.Partiria pra cima.E do Adebayor e sua desastrosa atuação,vc não diz nada?

  • Rodolfo

    Parabéns pela cobertura André…foi excelente…

    É nós, frequentadores do blog, que agradecemos…

  • Marcos Nowosad

    “Não me canso de dizer que a comunidade que se formou aqui é algo de que me orgulho. É um prazer fazer o blog junto com vocês.”

    Obrigado, Andre’, pela parte que nos cabe (nós, leitores). 🙂

    Seu blog e’ realmente diferenciado no mundo esportivo. Discussoes embasadas e de alto nivel entre blogueiro e leitores. Nada de “fofoquinhas” ou “achismos” tipicos de varios blogueiros e “twitteiros” esportivos por ai’.

    Acima de tudo, parece que a “trollagem”, “xingamentos” e “baixo nivel” que infelizmente infestam as discussoes esportivas na web ficam longe desse blog.

    Nao sei se e’ porque voce tem alguem que te ajuda a “filtrar” isso ou porque os “trolls” nao se sentem a vontade de invadir esse espaco.

    Em todo o caso, e’ um alivio ter um espaco como esse na web para discutir esporte!

    Parabens novamente!

  • Marcelo

    Bom retorno!

  • kappen

    Ah, a expulsão no jogo de ida…

  • Luiz

    Prezado André:
    Bem feito a todos os times brasileiros na Libertadores. O meu não está disputando e quero mesmo que todos percam. Só falta o Santos, que já já vai ser eliminado, pois atuou, de forma covarde, lá no México. Neymar e Ganso estão apagadinhos e loucos para ir jogar na Europa. E bem que fazem. O futebol Europeu é muito mais organizado e melhor jogado do que o nosso (a ver Manchester United, Barcelona, etc). Quem não quer jogar na Europa? Estádios, limpos, vestiários confortáveis, viagens mais curtas, etc. Só mesmo jogadores em fim de carreira e gordos querem voltar para o Brasil. E voltar para quê? Depois de viver na Europa, com segurança, com limpeza, organização … Não dá para entender. Evidente que morar em Viena, Barcelona, Londres, Mônaco, Cap Ferrat, Aix en Provence, Lago di Como (ao lado de Milão), Lyon, Edinburgo … é muito melhor do que ter que escapar de traficantes e balas perdidas no Rio de Janeiro. Para mim, esses jogadores que voltam da Europa não tem inteligência e não merecem o menor respeito. Torço contra todos.
    Enfim, ainda bem que a mediocridade do futebol brasileiro está demonstrada. A falência derivada da desorganização, da incompetência …
    ]Imaginem só o último campeão brasileiro (com as calças na mão – perdeu para Atlético Goianiense, etc), o Fluminense, disputando o cameponato inglês, ou espanhol … Não dava nem para o começo frente a Manchester, Barcelona, Real Madrid, Arsenal, Chelsea, Milan, etc.
    Enfim, estou feliz por ontem.
    Poderiam, os jornalistas, fazer um paralelo de que a noite da eliminação de quatro clubes brasileiros bem espelha o estágio atual das obras de infraestrutura para a Copa do Mundo no Brasil (até parece piada, vai ser a pior Copa de todos os tempos). Está tudo desorganizado, mal feito, sem nenhum projeto, sem prazo, sem nada ….
    Já fui à Copa na França, na Itália e na Alemanha. Duvido que teremos um estádio com mais tecnologia do que a Alianz Arena, em Munique. Duvido que teremos um Estádio com áreas de estacionamento e várias linhas de metro (não apenas uma) como é Saint Dennis na França (Stade de France).
    Enfim, a Copa e a Olimpíada serão uma ótima oportunidade para escancarar que o Brasil é um país incompetente, corrupto (se já estouraram orçamentos no Pan Americano, imagine na Copa e nas Olimpíadas?) e que se esconde no jeitinho brasileiro, na ‘simpatia’ (aí, ‘mermão’ – igual aqueles cariocas falam – putz, que ridículo, nem português falam direito) e nas mulatas recebendo turistas nos aeroportos (que vexame e vergonha será …).
    Será bom para desnudar essa ‘fantasia’ criada pelo ébrio Lula, o pior Presidente e mais corrupto dos últimos séculos (dólares na cueca, mensalão, filho que acabou se tornando sócio de empresas privatizadas, etc).
    O Brasil é terceiro mundo. Subdesenvolvido. Ponto.
    Até no futebol.
    Infelizmente!

  • Luiz Felipe

    Concordo com meu meio xará acima.

    Bom, é o fim de um ciclo vitorioso para o Inter. Só não imaginei que fosse levar outra paulada tão forte logo após o Mazembe. Aliás, após o que vi ao vivo em abu dhabi, achei que não seria mais capaz de ficar tão estupefato e arrasado após uma partida.

    Definitivamente, essa segunda grande derrota indica que acabou nosso ciclo de vitórias. Agora deve vir mais uma década sem grandes títulos, como acontece com todo clube grande.

    Só espero que as derrotas dos demais times brasileiros sirva para mostrar que precisamos, brasileiros, ter mais humildade.

    Adoramos reclamar que os europeus chegam ao mundial de clubes sem conhecer o nosso representante, mas nós também chegamos lá desconhecendo os representantes dos demais continentes.

    Na libertadores não tem sido diferente. Isso deveria mudar; pena que não vai.

  • Rafael Wuthrich

    Curioso é que, quando se fala em Europa, sempre se repete Barcelona, Manchester, Real, Chelsea…que eu saiba, o campeonato espanhol, o inglês, o francês e outros são feitos de 20 times. Não apenas 2 ou 3. Tem Almería, Racing, Osasuña, Sunderland, West Ham…Dizer que nossos times sofreriam é uma tremenda mentira. A depender da liga, como a espanhola, todo ano estariam na UCL tranquilamente.

  • Joao

    Andre,

    Se fossemos acreditar em teorias da conspiração, pensaria muito mais em movimentos pró-Madrid do que pró-Barça, nao acha ? E se o Barça resolver pegar os titulos madridistas da época da ditadura, como é que fica ?

    No resumo achei que o unico lance que o Real pode chorar é o do gol anulado mesmo. E por aqui em São Paulo tivemos um lance de cartão laranja tambem no Palmeiras x Corinthians no Paulistinha.

    Abraço,

  • Joao

    Alias chega da torcida ficar reclamando dos juizes por atletas expulsos. Devemos começar a cobrar atitudes esportivas dos proprios jogadores que parecem descerebrados. Casos de Pepe, Danilo (Palmeiras), Borges, Roger, Kleber, Felipe Mello, etc etc etc. Essas posturas ditas “guerreiras” que esses jogadores assumem para demonstrar raça é de uma imbecilidade sem tamanho. Futebol se joga com a bola nos pés e nao na canela do adversário. E lembro-me do Mestre Tele: “Prefiro tomar 1 gol a ter 1 jogador expulso”.

    Abraço,

  • Joao

    Andre,

    Desculpe-me pelo excesso de comentarios, mas se o Real Madrid e o Mourinho se sentem tao prejudicados pela arbitragem, por que nao utilizar todo o seu poder e prestigio e iniciar um debate e uma pressao sobre as federacoes sobre o uso da tecnologia ??? Esse tipo de ‘”por que” o Mou nao soltou em nenhuma coletiva…

    Abraco,

  • Kurt

    André, com relação ao seu blog, você constriu algo muito bacana, e estremamente difícil na net. Para exemplificar, eu gosto de ligar o computador na TV da minha sala e o seu blog é o único que posso abrir sem problemas…

    abs

    AK: Legal saber. Obrigado e um abraço.

  • Vinicius Lemos

    Parabens, pela cobertura e pelo contato sempre presente com a gente.

  • BASILIO77

    Essas tais teorias conspiratórias já deram no saco…se fossem levantadas por times como a Lusa e outros, vá lá…mas pelo Madri…beira o ridículo mau perdedor…pena que por aqui isso tem de monte.
    Abraço.

  • Rita

    Mais uma vez repito: pena que não pude assistir aos jogos ao vivo.
    Vi alguns dos melhores momentos, e claro! os gols.
    Messi, incrível!

    Continua minha torcida para ver um Barcelona x Santos
    (tem de ser com Ganso e Neymar) em dezembro deste ano.

    Parabéns pelo trabalho André.
    Bem-vindo de volta.

    AK: Realmente, um Barcelona x Santos seria sensacional. Mas como você disse, tem que ser com Neymar e PHG. Obrigado, um abraço.

MaisRecentes

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo

Troféu



Continue Lendo