OPERAÇÃO VALÊNCIA



Assim José Mourinho se referiu aos dois jogos do Real Madrid na mesma cidade, num intervalo de 4 dias.

Sucesso absoluto, diga-se.

Hoje, com trocadilho, foi um passeio.

O Valencia cumpriu a obrigação de fazer o “pasillo” e aplaudiu a entrada do campeão da Copa do Rei. Continuou aplaudindo depois que o jogo começou.

O placar de 6 x 3 (4 x 0 no primeiro tempo, que decidiu o jogo) mostra por que costuma-se dizer que há um Campeonato Espanhol disputado por Barcelona e Real Madrid e outro disputado pelos demais times.

Higuaín (3 gols, 1 assistência) e Kaká (2 gols, 2 assistências) foram os destaques. Numa tarde horrível do Valencia, Jonas (1 gol, 1 assistência) entrou no segundo tempo e fez a parte dele.

Mourinho elogiou muito (“esteve fantástico”) a atuação de Kaká, mas de certa forma disse que conta mesmo com o brasileiro para a próxima temporada. Não significa que não vá utilizá-lo nos jogos da Champions, mas pensando num Kaká titular e protagonista, o técnico faz projeções para 2011/12.

Kaká, que já tinha feito dois gols de pênalti na rodada anterior, disse que estava saindo de Valencia muito feliz pelo jogo que fez e pelos sinais de que está se recuperando.

A nossa “Operação Valência” também está terminando. Voltaremos para Madri, onde haverá um jogo sem tamanho na próxima quarta-feira.

Esse é o tema da minha coluna no Lance! deste sábado, que estará aqui amanhã.



  • Jasão Montes

    É mais ainda fabricamos craques: http://www.youtube.com/watch?v=saEvi6Dzvwc

  • Anna

    O melhor de tudo é saber que Kaká está se recuperando e pode voltar a ser aquele grande jogador de outrora. E Jonas devia ter entrado antes no time do Valência. Pelo menos descontaria um pouco no placar. O jogo no Bernabeu entre Real e Barça vai pegar fogo. Messi hoje ultrapassou Puskas e Villa desencantou, saiu do jejum. Jogaço na quarta!

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo