PALMAS PARA O CAMPEÃO



A foto acima, tirada do túnel dos vestiários, é dos degraus que levam ao gramado do estádio Mestalla.

Achei a decoração interessante. As palavras em valenciano (se entendi corretamente, uma variante do catalão), os títulos do Valencia, a mensagem de que é preciso vencer sempre.

Ao mesmo tempo, uma forma de estimular o time da casa e pressionar o visitante.

Quando os jogadores do Real Madrid passarem por esses degraus neste sábado, serão recebidos por seus adversários batendo palmas.

É o tradicional “pasillo”, gesto de respeito e cavalheirismo, tradição no futebol espanhol no primeiro jogo do campeonato após a decisão da Copa do Rei.

O campeão é saudado com aplausos quando entra em campo.

A possibilidade de ver seu time felicitar o Real Madrid fez muita gente em Valência torcer para o Barcelona, na quarta-feira passada.

Depois do jogo, houve até campanha de torcedores para que o time ignorasse a tradição.

Mas tanto os jogadores quanto o técnico Unai Emery, em entrevistas, deixaram bem claro que se trata de uma obrigação. E o Mestalla verá uma cena bonita.

O futebol é usado como pretexto para tantas atitudes vergonhosas, para dizer o mínimo, que é bom ver esse tipo de costume resistir ao tempo e à idiotização (o termo não existe. Mas o fenômeno, sim) das pessoas.

Já vi “pasillos” pela televisão e estou satisfeito por poder presenciar o momento. Será marcante.

Mas que o Real Madrid esteja avisado: os últimos 8 times que foram  saudados dessa forma tiveram má sorte no jogo. Nenhum venceu.

Foram 5 derrotas e 3 empates.



MaisRecentes

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo

Paralelos



Continue Lendo