EL CLÁSICO 2.0



A atuação do Real Madrid (1 x 0: C. Ronaldo) na final da Copa do Rei me lembrou muito o que a Internazionale fez no ano passado, no jogo em casa pelas semifinais da Liga dos Campeões.

Falo em termos de postura, já que foram jogos diferentes em muitos aspectos.

Nas duas partidas (ontem, no primeiro tempo) o time de José Mourinho teve a mesma atitude corajosa. E até quando ficou sem gás, o que se viu claramente no segundo tempo em Valência, não sucumbiu.

Mourinho tem em mãos o time mais caro da História do futebol. Jogar defensivamente é sempre uma escolha discutível, mais ainda com os jogadores que ele possui. Mas nada vai convencê-lo de que essa não é a melhor, talvez a única, maneira de enfrentar o Barcelona.

O Real Madrid encontrou um caminho e com ele venceu o rival após seis jogos. Ganhou a Copa do Rei depois de 18 anos, primeiro título desde 2008. E entrou na cabeça do time que o dominou totalmente nos últimos encontros.

A série de clássicos está na metade. Pensando nos próximos dois confrontos, os mais importantes, a vitória do Real Madrid foi ótima. O time que é superior perdeu um jogo, um título e ganhou um motivo para se preocupar.

Na próxima quarta-feira, em Madri, a temporada do Barcelona atingirá um ponto crítico.

O Bernabéu estará quente. E nós estaremos lá.

______

O Barcelona sofre terrivelmente por causa da má fase de Pedro e Villa.

Onde estão eles?

______

Ontem, no fim do jogo, Di Maria era lateral e Piqué, atacante.

O argentino jogou demais.

______

5h12 da manhã, um novo recorde do blog.

Hora de ir.



MaisRecentes

Filme



Continue Lendo

Perversidades



Continue Lendo

Arturito



Continue Lendo