EL CLÁSICO 1.0



Acho que ficamos mal acostumados com esses clássicos espanhóis.

A esperança de um jogão é tão grande que, quando vemos uma partida comum, a sensação é de termos visto uma pelada qualquer.

Mourinho transplantou uma marcação de basquete (chamada “box and one”) para o futebol, ao começar o jogo com cinco defensores e Pepe como segurança pessoal de Messi.

O resultado foi o Real Madrid jogando no contra-ataque em seu próprio estádio. Os merengues tiveram apenas 23% de posse de bola no primeiro tempo (ao final, parcos 27,8%).

Messi errou passes e perdeu gols. O Barcelona ficou com a bola, mas por fora, sem a profundidade costumeira. Talvez tenha sido a marcação, talvez tenha sido a falta de iniciativa do Real Madrid.

Com 8 pontos de vantagem, foi como se o visitante percebesse a ideia do adversário e dissesse: “se para vocês está bom assim, para nós também”.

O jogo poderia ter se desequilibrado totalmente no começo do segundo tempo, com o pênalti (corretamente marcado) de Albiol em Villa e a expulsão (correta) do zagueiro. O Barcelona, vencendo e com maioria de jogadores, não costuma ser piedoso.

Mas Ozil entrou (estava fazendo o que no banco?) e o Bernabéu viu seu time, mesmo com 10, jogar com coragem.

O empate mexeu com a interpretação do jogo. Deu ao Real Madrid um motivo para se sentir orgulhoso.

Mesmo que não tenha sido pênalti de Daniel Alves em Marcelo. Mesmo que o resultado mantenha a diferença de 8 pontos, com 18 em disputa.

Na quarta-feira, eles se encontrarão de novo. Vale a Copa do Rei, em Valencia.

E tomara que as marcações do árbitro sejam respeitadas, sem reclamações de todos os lados, o tempo todo. A arbitragem espanhola não é famosa pela qualidade, mas esse tipo de coisa já nos incomoda o suficiente no futebol brasileiro.

______

O gol de pênalti de Messi foi o primeiro que ele marcou num time dirigido por Mourinho.

O gol de pênalti de Cristiano Ronaldo foi o primeiro que ele marcou no Barcelona.

______

Eu não vi, porque estava entrevistando jogadores. Mas a coletiva de José Mourinho (dessa vez, falando) deve ter sido cômica.

Consta que, ao ouvir perguntas, ele queria saber se o repórter era o diretor de seu veículo. Ao ouvir que não, dizia: “então não vou falar com você”.

Troco em quem não quis ouvir o que o assistente de Mourinho tinha a dizer ontem. Lógica estranha, sem dúvida.

______

Quase 4 da manhã, aqui. A tela está se mexendo, as letras mudam de tamanho.

Hora de parar.

______

Mas antes, devo lembrar que acompanhamos uma visita do ex-presidente Lula ao Santiago Bernabéu.

Lula disse que torceria por um empate. Deve ter ficado satisfeito, apesar do jogo fraco.

O vídeo está aqui.



  • Willian Ifanger

    Eu também achei o jogo fraco. Mas, de todos os jogos entre eles, esse devia ser o menos importante.

  • Anna

    Foi um jogo morno mas com momentos emocionantes. A meu ver, foi penâlti em David Villa e não foi no Marcelo. Acho que o juiz entrou pressionado com as declarações prévias de Mourinho de que o Barça costuma ser beneficiado pela arbitragem. O mais interessante foi que Messi e Cristiano Ronaldo marcaram, mesmo que de penalidade máxima. E o ex-presidente Lula falando que sente inveja de você por estar presente nos quatro clássicos foi qualquer nota. Agora faltam três! 😉

  • Jade

    Excelente cobertura do clássico com a sua ótima participação. O jogo pode ter deixado a desejar, mas emoção não faltou nos instantes finais.

  • Jose

    Lances discutíveis que temperam todos os grandes clássicos.

  • Willian Ifanger

    André, não tem nada a ver com o post, mas…

    Knicks x Celtics vai dar pra sofrer um pouquinho?

    AK: Acho que não… um abraço.

  • Tais

    Gostei de ter visto o Messi fazer gol num time de José Mourinho. Mesmo que tenha sido de pênalti.

  • Não acompanho muito os times espanhóis, mas ontem vi o clássico e descobri que prefiro o Barcelona. Bom trabalho. Abraço

  • Não é por nada, mas adorei a postura do Mourinho nessa coletiva. QUando a moeda vem na mesma medida, deve doer.

    Abs!

    AK: A relação que ele faz não existe. O repórter está na sala de imprensa, e o diretor está na redação, como deveriam. Uma coisa não tem nada a ver com outra. Um abraço.

  • Lucas

    Esse primeiro jogo da “maratona” d clássicos entre real e barça foi extremamente tático. No primeiro tempo inteiro os dois times se estudaram e tiveram medo da ofensiva. Com um sistema d marcação muito pesado(assim como na seleção do dunga e no botafogo atual, só tinha volante) Mourinho anulou as ações do barcelona na primeira etapa, mas, como ele resolveu dar uma d dunga e só escalar cabeças d área, anulou suas próprias ações tbm. Com a entrada do mágico d Ozil o time criou e chegou ao gol. O barcelona chamado d “maior d todos os tempos” apesar d jogar bonito e encher os olhos, não consegue sair d uma complexidade(a retranca do real) pois quer jogar do mesmo jeito contra todos os adversário. O barça não parece ser um time q estuda os adversários, só entra no campo faz seu jogo e vê s dá certo e por enquanto vem dando, mas pela segunda vez para em um time d mourino( a primeira foi com a inter d milão, uma sombra do q o time é hj em dia). Porém, mesmo com esse “xadrez” td, esperamos q os próximos duelos sejam a altura do q se espera, para q eu possa pronunciar a famosa frase d Everaldo Marques: “Temos um jogo!”.

  • Marcelinho

    André,

    Taticamente, podemos comparar a postura do Real nesse jogo com a postura da Inter na semifinal da Champions, ano passado?

    Será mesmo a única forma de parar o Barça? Será mesmo que o Mourinho vai repetir tal posutra em todos os jogos?

    Torço que não, pra mim, ele estragou o primeiro confronto ontem.

    Abraços

    AK: Não sei se é a única, mas é a que ele já encontrou. E é um dilema dos grandes. Um abraço.

  • Thiago Mariz

    Tem o vídeo dessa entrevista do Mourinho?

  • Ado Marcelo

    Faria sentido se o Mourinho quisesse falar sobre o time e a imprensa somente aceitasse ouvir o presidente ou diretor de futebol.

    AK: Exato. Um abraço.

  • Fabio

    Com toda essa paella que vc vai comer, dá tempo de dar uma corridinha pra calibrar os pneuzinhos ?

    (brincadeira…)

    Abraços e obrigado pela cobertura.

    /Fabio.

    AK: Dia sim, dia não. Eu que agradeço. Um abraço.

  • Esse Pepe é um lixo! Não fosse naturalizado teria feito dupla com Felipe Melo na Seleção do Dunga…

    E o Real joga o anti-futebol da Inter de Mourinho, da temporada passada.

    Pode até passar pelo Barça, em uma Zebra tremenda… mas isso defitinivamente não é futebol!

  • FellDesign

    Concordo 100% sobre o Pepe. Achei que era o único.

  • edson gomes de lima

    Em minha concepção,diferentemente do comentarista torcedor do Real Madrid que estava junto com o Palomino na ESPN,o jogo foi muito interessante,e o Real Madrid teria que ser punido por jogo passivo(igual ao handebol) e o Barcelona que não tem nada a ver com isso comandou o jogo e não mudou sua característica mesmo na casa do adversário.E se o jogo foi morno como uns dizem, foi devido a covardia e inépcia do Real Madrid.E prá finalizar eu gostaria de saber o porque de a ESPN ter jornalistas brilhantes e com um sentido crítico tão aguçado como você e o Cícero Mello, insistir em colocar como comentaristas de jogo uns insossos como esse tal Julio,Calçade,Mauro e outros.

MaisRecentes

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo