O PHGate



Há várias maneiras de olhar para o que já se chama de “Caso Ganso” (para o nome da série de episódios, sugiro o título acima):

Pode-se mergulhar no emaranhado de percentuais de direitos, valores de multas, presenças confirmadas ou desmentidas em jantares, mentiras sinceras que interessam a todos os lados.

Tomada essa decisão, é preciso escolher em quem acreditar. Ou duvidar de todos.

Repetindo: todos.

Pois há fatos que começam como boatos plantados aqui e ali.

E há quem se considere muito mais inteligente do que os outros.

Mas também há, como sempre, pontos que parecem estar acima de qualquer discussão.

Por exemplo: qual é a condição necessária para que um jogador, qualquer um, se indisponha com o torcedor de seu time?

Dizer que quer ir embora, certo?

Não importa para onde, se é rival, se é de outro país. Falou que quer sair, vai ouvir.

Também pouco importa se o cara está no direito dele de querer trabalhar em outro lugar (no caso, não há nada de errado em manifestar um desejo. Desde que se cumpra o compromisso em vigor com profissionalismo).

O torcedor não pensa. Só sente e age.

PHG foi e será vaiado na Vila porque disse que quer sair do Santos. “Um dia…”, “após o fim do meu contrato…”, “tenho um sonho…”, etc, são apenas maneiras diferentes de provocar na arquibancada um sentimento de rejeição.

Rejeição ao clube que ela ama, à camisa que veste, à paixão que nutre.

Desse ponto em diante, é difícil consertar.

E também é difícil acreditar que, quando disse que queria jogar na Europa, antes do fim de seu contrato, PHG não sabia o que estava fazendo.

O outro ponto que me parece claro é o seguinte: as pessoas que cuidam da carreira de um jogador trabalham para ele, correto?

Lógico, quanto mais gente envolvida, maior o número de interesses e divergências. Por isso os chamados jogadores “fatiados” costumam gerar mais polêmicas.

Mas, no fim do dia, uma vontade prevalece: a do atleta.

Não, não deve ser fácil ser PHG. Ele tem sonhos, planos, desejos e obrigações como todos nós. Mas por mais complicadas que sejam as situações, por mais atraentes que sejam as possibilidades, por mais variados que sejam os caminhos, ele sabe o que quer (porque, se não sabe, aí fica impossível tecer qualquer comentário sobre o assunto).

Dessa forma, se Ganso não determinou a seus representantes que coloquem um ponto final em todas as especulações e voltem à mesa, com o Santos, somente no momento em que houver uma proposta concreta de um clube europeu, é porque quer que seja assim. Ou não se importa.

Veja, essa história me lembra o Jason, de “Sexta-feira 13”. Simplesmente se recusa a morrer. E quando histórias teimam em continuar vivas, há gente trabalhando para alimentá-las.

Com essa, só uma pessoa pode acabar.



  • Ado Marcelo

    Para mim essa história começou a ser tecida quando ainda no hospital ele queixou-se de ter sido ‘esquecido’ pelo Santos. Lembra-se?

  • Bruno Henrique Librelão dos Santos

    Infelizmente os jogadores de futebol hoje não tem personalidade para resolver esses problemas burocráticos.

    Preferem se omitir, e dar desculpa de quem vai decidir é o procurador.

  • Douglas Soares

    Perfeito André!

    Acho que é mais que óbvio que ele não quer por ponto final nisto. Gosta de todo oba-oba que está sendo feito. O Lance (não você) também adooora essa palhaçada.

    Também acho que trabalha-se onde quer MAS o futebol, o esporte em geral tem um detalhe a mais, uma regra implícita: não vá para o rival. Talvez até possa ir MAS não forçando a barra! Existe emoção e paixão que o “profissional” da bola tem que levar em consideração. Lembro muito bem da indignação dos corintianos quando Ricardinho foi pro São Paulo. André, esse rapaz o Ganso, é só mais um triste exemplo do triste futebol moderno.

  • Leandro Azevedo

    Esse caso fica cada dia mais “complexo”…

    E normal um jogador demorar pra se recuperar apos uma seria lesao de joelho como no caso do Ganso, mas sera que ele sabe algo mais que nos nao sabemos sobre a real condicao da sua “recuperacao” e o impacto disso no seu futebol? (se e pra inventar historia, vamos continuar no caminho)

    Abraco

  • Anna

    Também acho que onde há fumaça, há fogo… Só acho que essa novela do Ganso está muito chata, novela mexicana perde. E imagem dele acaba, infelizmente, ficando arranhada.

  • BASILIO77

    Hum…acho que já entendi.
    Sexta feira 13…Jason….o Ganso vai para o SPFC!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Abraço.

  • Caio

    Eu também não vejo problema nenhum em um jogador de futebol querer trabalhar na europa. Direito dele, possível conquista dele. Mas essa negociação toda do ganso está super confusa. Concordo que, para alguém de 22 anos (minha idade, diga-se de passagem…) tomar decisões que podem ser pra vida toda é difícil. Por isso é importante ter pessoas próximas para aconselhar, mostrar o caminho mais curto, tentar abrir os olhos para os possíveis problemas. Coisa que não vejo na situação em questão. O Ganso foi extremamente agressivo em algumas declarações, mostrou mais do que mágoa com o Santos. Fruto, muito provavelmente, das influências próximas.
    Penso que em qualquer ambiente profissional deva-se ter transárência, vestir a camisa (no sentido mais figurado possível, por favor!). Se ele tivesse cobrado com correção a direçao do Santos, ele seria valorizado como o Neymar foi, com certeza. Talvez até mais, levando em conta que ele já teve multa recisória maior que a de seu amigo.

    É, para todos nós que gostamos de futebol e de gente correta, uma grande pena o que está acontecendo.
    Uma pena o que ele está fazendo. E talvez ( TALVEZ!!!) sem ter culpa de nada…

  • Daniel Lobo

    A muito não lia um comentário que me fizesse pensar. Por isso desde já parabenizo o autor do mesmo. Na minha modesta opinião uma coisa é o embroglio outras são especulações decorrentes dele. Lembrei de Cazuza quando citado ” mentiras sinceras que interessam a todos os lados”, pois a verdade por mais sincera ou cruel que seja não convence. Torcedores querem jogadores que beijam camisa, juram amor eterno ao clube e até comemora gols em homenagem á organizadas. Quando Ganso diz que é grato ao Santos mas sonha em jogar na Europa em breve ocorre um estardalhasso fanático. Aproveitadores invisíveis e imperceptíveis a olho nú veêm um prato cheio para estrear uma novela. O particionamento só é bom para o futuro comprador que da voz aos rumores de atrito entre as inúmeras e desconhecidas partes do contrato para pagar a bagatela. Leilões e novelas são as velhas novas. Extra , extra, leve o Ganso para não pagar o pato.

  • Leonardo Dias

    André,

    O jogador pode querer jogar na Europa, no Corinthans, aonde quiser…ok.

    Mas até onde é ético forçar a ruptura de um contrato em vigor? O PHG tem contrato assinado com o Santos até 2015, com multa rescisória. O Santos forçou o PHG a assinar alguma coisa? Não foi o jogador que assinou o contrato?

    Agora, conforme o Casangrande mencionou recentemente, o problema é que ninguem cumpre a palavra dada, assina-se um contrato para não cumpri-lo. Se o PGH queria tanto ir pra Europa, porque topou os termos e condições do atual vínculo?

    Aí o jogador joga meia dúzia de frases tortas, a imprensa (e os representantes da DIS na imprensa) colocam fogo, cria-se o “clima”, e aí vem os “contemporizadores”: “ah, mas o jogador não pode ser impedido de trabalhar”, “ah, não tem mais clima”.

    Desse jeito, o clube brasileiro sempre vai ser um mero exportador de pé-de-obra, porque o jogador assina um vínculo e, quando quer embora, começa com suas “insatisfações”. Muito conveniente.

    Acho que o Santos tem que bater o pé e exigir a multa até o final. Mesmo que isso comprometa a (promissora) carreira do PHG.

  • Massara

    Acho que nunca vi um caso tão mal conduzido relacionando um jogador futebol como o do Ganso. Decepcionante. Por mais que existam várias pessoas envolvidas, é inadmissível que um rapaz de 21 anos não consiga se posicionar de forma minimamente clara perante a imprensa e, principalmente, os torcedores. Se tem muita gente falando o que não deve, já passou da hora dele reunir a imprensa no CT, por 20 minutos, e deixar claro o que ele quer e como as coisas vão funcionar. Péssimo começo. Abs.

  • Alexandre

    Para um jogador de futebol de alto nível, agir com profissionalismo vai muito além de treinar e jogar. Eles são estrelas midiáticas, e não é por outro motivo que ganham mais dinheiro com campanhas publicitárias e direitos de imagem do que com o próprio salário. Cuidar da imagem e agir de forma ética passa a ser essencial num cenário como este.
    Logo que o Ganso se contundiu, o Santos lhe ofereceu proposta semelhante à que o Neymar aceitou. O Ganso recusou. Direito dele, há um contrato vigente, então bola pra frente.
    Algum tempo depois, no meio da recuperação da grave lesão que sofreu, prestou declarações na imprensa se dizendo pouco valorizado pelo Santos, algo bastante estranho dado o momento em que a declaração foi dada. Nada consta que o Santos tenha faltado com o seu tratamento ou com cumprimento do contrato vigente.
    Ainda assim, ele deu a entender que o problema era valorização ($), e não um desejo de ir para outras bandas.
    No início deste ano começaram novamente as tratativas para a renovação de seu contrato. A notícia foi que não se chegou a um acordo porque o Santos se negou a baixar a multa rescisória, o que seria, convenhamos, absolutamente esdrúxulo para um jogador em ascensão na carreira e negociando um aumento substancial nos seus vencimentos.
    Mudou a versão, então. Agora o problema não era mais valorização ($), e sim a vontade de ser negociado o quanto antes para o exterior.
    Note-se que estávamos então há 4 ou 5 meses da janela de transferência européia, sem qualquer sinal de proposta concreta de um time europeu, e o Ganso mal tinha voltado da contusão que o afastou 7 meses dos gramados.
    Se a janela está longe, não há propostas e o contrato atual não está vencendo, qual é o sentido de se criar gratuitamente esta animosidade com o time e com a torcida???
    Logo, esta muito claro que o PHG não tem agido com profissionalismo nos últimos meses.
    Só uma pessoa pode “matar” esta história, como disse o André, mas ela foi a primeira a alimentá-la com assiduidade, até que virasse um monstro, ou melhor um Jason, “monstro” é outro cara do Santos.
    Se bem que Jason é de outro time, né?
    Digamos então que a história está engordando e fedendo, como um gambá talvez…

  • Alexandre

    Só mais uma coisinha. Como bem disse o André, “é preciso escolher em quem acreditar. Ou duvidar de todos. Repetindo: todos”.
    A partir do momento em que se escreve este tipo de reportagem: ” http://www.lancenet.com.br/minuto/Ganso-fala-Corinthians-chegar-Libertadores_0_460754141.html “, não há volta atrás.
    Ou trata-se de um grande furo, ou trata-se de imprensa marrom.

  • Leonardo Atleticano

    Ganso, muito bom de bola, mas em termos de imagem é zero. Diria até mais, sua imagem hoje é negativa. A imagem hoje é grande parte da receita do jogador, e ele está jogando a dele fora.

  • Rodrigo Arduine

    Obs.: Quando o André escreve, significa que a história está perto de morrer! Podem apostar… hehe

  • Milton

    Todo mundo já falou muita coisa sobre esse assunto, mentiras sinceras, verdades mentirosas e muita coisa pra vender jornal ou se manter na mídia. Porque será que ele quer que o Santos diminua a multa para o exterior? Seus representantes até já declararam que não precisa aumentar o salário, apenas baixar a multa. Não é muito estranho? Será que o ganso (com minúsculas mesmo) não está “bichado” e está querendo ir de imediato para Europa, enquanto a imprensa ainda acha que ele é o novo Zidane? E os investidores? Será que estão com medo não conseguirem ganhar uma fortuna com uma negociação agora, acreditando que o ganso jamais será aquele do ano passado? Se é para especular e criar factóides (como diria o WL), vamos fazer parte do circo. Porque o ganso não convoca a imprensa e põe um fim nisso tudo? Porque não interessa… o que interessa é ficar alimentando essa situação até que ela fique insustentável e o Santos tenha que vendê-lo. É lamentável!!! Que decepção, hein ganso? Seja homem, ganso!

  • Rodrigo

    Como diria Humberto Gessinger, “é preciso fé cega, e pé atrás (…) tudo bem, eu acredito: tudo já foi dito / olhos atentos a todo movimento: é preciso duvidar “.

  • Cesar

    Tenho sérias dúvidas se ele (PHG) sabe mesmo o quer, se é ele mesmo quem vai decidir onde quer jogar…. Como você mesmo disse André, jogador fatiado gera interesse de um monte de gente (os donos de cada pedacinho)… Na verdade acredito que encheram a cabeça do rapaz e ele já não sabe mais o que fazer ou que quer de verdade…. “Estou concentrado em dar o meu melhor e ajudar o clube a ganhar os três ponos e seguir na competição. Quem cuida de contrato e renovação é o meu procurador”, é mais ou menos por ai…..

    Abraço.

  • Leandro Azevedo

    Nao sei se voce chegou a ler, mas creio que ja tenha ouvido falar… no seu blog, o Renato Mauricio Prado diz que o LAOR ligou para o poderoso chefao da CBF ameacando romper com a entidade e tentar levar outros com ele caso perca o Ganso para o Corinthians…

    http://oglobo.globo.com/esportes/rmp/

    A que ponto chegamos??

    Abraco

  • BASILIO77

    A tendencia é que o SFC acabe por aceitar a transferencia do ganso para a europa por valores parecidos com os previstos para os clubes nacionais.

    Flertar com o SCCP publicamente costuma dar certo para o lado dos jogadores. Para conseguir o que se quer junto ao clube, basta “plantar” a noticia:
    – “senão eu fecho com o SCCP”.

    Deu certo com o zagueiro Domingos, na época de sua renovação…quando conseguiu incríveis 80mil mensais sob a possibilidade de que Mano Menezes o queria no Corinthians…

    Luis Fabiano flertou com o Timão e conseguiu voltar ao clube de sua preferencia, mesmo que para isso o SPFC fugisse ao proprio discurso dos ultimos 10 anos que é de “não pagar valores incompatíveis para a realidade do futebol brasileiro, em salários e muito menos em multas rescisórias”.

    Quer aumento ou ser vendido?
    Diga que vai para o rival.

    Abraço.

  • Guilherme

    Texto digno de @OCleberMachado. Ou Não.

    AK: Isso. O “Ou não” é “Não, você não entendeu”. Um abraço.

  • Anderson

    Agora que o Ronaldo resolveu ser o Kia do “timão” eles acham que podem tudo.
    PHG lá? é que nem o sonho da Libertadores.

MaisRecentes

Presente



Continue Lendo

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo