NFL NO TRIBUNAL



Antes de mais nada, para entender melhor o impasse trabalhista que ameaça a próxima temporada, clique em “nfl” nas categorias do lado direito da página.

Os últimos 4 ou 5 posts são todos sobre o assunto.

______

Aconteceu nesta quarta feira, em Minneapolis, uma audiência judicial que é crítica para os próximos episódios da disputa entre donos e jogadores da NFL.

Diante da juíza Susan Nelson, os dois lados apresentaram seus argumentos.

Os jogadores querem o fim imediato do locaute imposto por seus empregadores. Alegam que a NFL é um monopólio que conspira para impor regras que os prejudicam, e que o risco de não haver temporada em 2011 é um dano irreparável para suas carreiras.

Os donos querem que a juíza Nelson não faça nada. Sustentam que essa é uma questão essencialmente trabalhista, esfera na qual reclamam que a dissolução da Associação dos Jogadores é uma estratégia para produzir ações judiciais contra a Liga.

Após ouvir os dois lados, a juíza pediu duas semanas para decidir. Também pediu que, enquanto isso, as partes voltem para a mesa de negociações.

É muito difícil prever como ela julgará o caso. Mas espera-se que decida a favor dos jogadores.

Em sua carreira como advogada, a juíza Nelson representou reclamantes em ações de classe (como a que os jogadores propuseram) contra grandes corporações. Pode-se dizer que sua experiência pende para o lado dos atletas, e que ela considera a dissolução da Associação um movimento legítimo.

Ao mesmo tempo, é pouco provável que o órgão trabalhista (equivalente ao nosso TST), apesar de ter autoridade para tal, interfira no processo ao dar ganho de causa para os donos na questão da dissolução. O órgão também deve se posicionar com os jogadores.

Se a juíza Nelson partir do princípio de que a NFL é um monopólio (e é. Os donos dificilmente conseguirão convencer alguém do contrário), determinará o fim do locaute. Ela sabe que essa decisão praticamente garantirá que haverá jogos de futebol americano profissional em 2011.

O problema é que, seja qual for o veredicto, o lado perdedor apresentará recurso. O que protelará o caso por mais ou menos dois meses.

Próximo dia D: daqui a duas semanas.

 



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo