CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Marcos escreve: André, o gol é  o momento mais sublime do futebol, uma das coisas que mais enriquecem o currículo de um jogador e tudo que a torcida espera que aconteça. Mesmo assim, alguns jogadores insistem em não comemorar quando marcam contra o ex-time. O que você acha disso?

Resposta: Acho que há casos em que faz sentido. Pegue um jogador como Raul González, por exemplo. Passou a vida no Real Madrid, hoje joga no Schalke 04. Seria perfeitamente compreensível se ele não comemorasse um gol marcado contra o ex-time. A relação de um jogador com um clube tem muito a ver com o tempo. Longas permanências no mesmo clube são cada vez mais raras no futebol. Mesmo assim, temos visto muitos exemplos de jogadores que não comemoram gols “por respeito” a um determinado time, sem que essa relação exista. É direito deles? Claro. É nosso direito opinar? Sim. Imagino que sua pergunta foi motivada pela declaração do Adriano, que disse que não comemorará um eventual gol marcado contra o São Paulo. Na minha opinião, é exagero.

______

Karlo escreve: No texto sobre o centésimo gol do MITO, você escreveu: “Nenhum jogador brasileiro de futebol personifica seu clube como Rogério Ceni.” Achei interessante o detalhe do “brasileiro”. Na sua opinião há algum jogador estrangeiro que personifique seu clube tanto quanto o Rogério em relação ao São Paulo?

Resposta: Casillas, Xavi. Giggs, talvez. Maldini, enquanto jogou. Deve haver mais.

______

Desney escreve: Estou com você na questão do auxilio eletrônico em jogos de futebol. Vi também que a maior preocupação (leia-se resistência) da FIFA com relação à implantação seria a demora para esclarecer determinados lances. Confesso que não acompanho jogos de tênis, onde essa tecnologia já existe, mas ultimamente tenho visto o MASTERS 1000 e notei que apesar desse recurso existir, não vemos os jogadore solicitando que o jogo seja parado para revisão de um lance. Aí vem a pergunta: acredita que no futebol seria diferente? Não seria o caso de implantá-lo e limitar o seu uso (cada time tem direito a 1 pedido)?

Resposta: O hawk-eye, usado no tênis, não é usado em todos os torneios. Está disponível, mas depende dos organizadores, ou patrocinadores, estarem dispostos a pagar pela instalação do sistema. Em muitos eventos, o sistema só é instalado em algumas quadras. Talvez você tenha assistido a jogos em que não havia essa opção. Os jogadores, de modo geral, gostam da ideia e a utilizam, conforme as regras. No futebol, a tecnologia na linha de gol está em estudo pela Fifa. Há vários sistemas que podem verificar se a bola entrou ou não, divididos basicamente em dois grupos: as câmeras (como no tênis) e a bola com chip. A Premier League será o primeiro campeonato top de linha a utilizá-lo para testes, sem que os resultados sejam divulgados. A grande questão é mesmo o tempo de paralisação do jogo. Nesse caso específico (bola entrou ou não) não deveria haver limite de pedidos. Aliás, o uso do sistema não deveria nem depender dos times. Há dúvida se foi gol? Pergunte ao sistema. Deve ser uma prerrogativa do árbitro.

______

Jorge escreve: André, tenho uma pergunta. Suponhamos que o time do São Paulo estivesse ganhando um jogo por goleada, de um time “fraco”, desses que se enfrenta em primeira fase da Copa do Brasil, e aos 10min do segundo tempo com o São Paulo ganhando de goleada o técnico resolve substituir um atacante pelo goleiro reserva, e desloca o Rogério Ceni para o ataque para jogar o restante do jogo como jogador de linha, pode? e se puder seria gol de goleiro ou de atacante?

Resposta: Exceção feita à Copa do Mundo, em que goleiros são inscritos como tais e não podem atuar em outra posição, os goleiros são jogadores como outros quaisquer. A hipótese que você sugere é possível. E se o Rogério fizesse um gol, obviamente seria mais um gol de goleiro, pois essa é a posição original dele. Lógico que todo mundo lembraria que, naquele dia, houve uma substituição e ele jogou alguns minutos na linha. Não dê ideias ao Carpegiani…

______

Como sempre, obrigado pelas mensagens. Até o próximo sábado.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)



MaisRecentes

O início



Continue Lendo

Desconforto



Continue Lendo

Irmãos



Continue Lendo