NOTONAS PÓS-RODADAS



CLA e CB:

O goleiro Fábio deve ter sido o jogador mais animado com a presença de Mano Menezes no jogo entre Cruzeiro e Tolima (6 x 1: Montillo, Wallyson, Roger-2, Marrugo, Gilberto e Thiago Ribeiro), na Arena do Jacaré.

O “problema” é que o Cruzeiro voa na Libertadores, de goleada em goleada.

Vi uma defesa de Fábio, que merece ser considerado quando o assunto é Seleção Brasileira. Amostra muito pequena do trabalho dele.

Já o do Cruzeiro…

______

Leandro Damião só fez um gol (Jorge Wilstermann 1 x 4 Internacional: Brown, Brown-contra, Leandro Damião, Zé Roberto e Kléber) ontem.

Só um??!!

É capaz de alguém dizer que ele teve uma atuação “abaixo da média”.

A vitória do Inter, nas alturas bolivianas, foi bem acima. Três gols em oito minutos resolveram as coisas.

A 2.500 metros, a goleada ficou ainda melhor.

______

O Santos foi ao Chile precisando de pontos. Voltou sem nenhum (Colo Colo 3 x 2: Elano, Paredes, Miralles, Scotti e Neymar) e em situação complicada no grupo 5.

Precisa vencer os próximos – e últimos – 3 jogos (Colo Colo-C, Cerro Porteño-F  e Táchira-C), para não depender de ninguém.

O reencontro com os chilenos talvez seja a tarefa mais difícil. Mas é na Vila.

Ontem, ninguém pode reclamar de falta de chances de gol, para os dois lados.

Mas pode-se criticar a postura do Santos no primeiro tempo. Fez 1 x 0 e parou.

______

 O desempenho de Ronaldinho Gaúcho no Flamengo tem sido mais ou menos o que se imaginava.

Ainda não fez um graaaande jogo, mas não teve nenhuma atuação ruim.

Como já dissemos, é provável que seja assim por todo o período. O que será mais do que suficiente para se destacar e ter atuações como a de ontem, com participação nos gols do Flamengo (3 x 0 no Fortaleza: Renato, Wanderley e Diego Maurício).

Trabalho completo em Fortaleza, que eliminou a partida de volta.

______

O mesmo fez o Palmeiras (4 x 0 no Uberaba: Luan-2 e Kléber-2), num jogo que não teria acontecido em nenhum lugar onde o futebol é tratado com profissionalismo.

O gramado do Uberabão simplesmente não tinha condições. Se bem que se a comparação for com outros episódios do futebol por aqui, era um tapete impecável.

De uma situação que sugeria muita dificuldade, o Palmeiras tirou o maior proveito.

______

Sem alarde, Náutico (2 x 0 no Bangu, no Raulino de Oliveira) e Atlético Paranaense (2 x 0 no Paulista, em Jundiaí) também já estão na próxima fase da Copa do Brasil.



  • José Alaúde

    “Vi uma defesa de Fábio, que merece ser considerado quando o assunto é Seleção Brasileira. Amostra muito pequena do trabalho dele.

    Já o do Cruzeiro…”

    Não entendi o que significa esse “Já o do Cruzeiro…”.

    AK: ??? O trabalho do Cruzeiro. A amostra não foi pequena. Um abraço.

  • Anna

    O Cruzeiro está destruindo na Libertadores. Palmeiras conseguiu eliminar o jogo da volta em noite de Kleber Gladiador e Valdívia num jogo que parecia mais pólo aquático. A Copa do Brasil é uma competição muito legal de se assistir.

  • eduardo pieroni

    Boa André vc acha mesmo que os estadios no brasil depois da copa do mundo vão se tornar elefantes brancos????? como dizem por ai , não acrdito com aquele campo que o palmeiras jogou ontem e varios outros aqui no brasil, se o time transferir o jogo para um destes novos campos a renda é muito maior e se joga em um campo realmente de futebol

  • Danilo Otoni

    Depois das férias, aos pitacos dos que vi:

    Jorge Wilstermann 1 x 4 Kléber – O que era pra ser de sete, foi de quatro. Bom, né? Claro, sem contar a força contrária que é a altitude da Bolívia. O time que leva o nome do aviador civil boliviano é ruim que dá dó. O Colorado não tem nada com isso e fez o que se espera de um gigante contra um nanico. O problema é que Celso Roth insiste em jogar com três volantes (aliás, fiquei sabendo que ontem ele queria entrar com quatro!).

    Fortaleza 0 x 3 Flamengo – O Flamengo jogou de maneira precisa, e ainda sem encantar. Mas causa irritação no adversário com o toque de bola correto. A linearidade de Ronaldinho Gaúcho e a disposição de Thiago Neves já bastaram pra eliminar o jogo de volta contra um Fortleza que tateia, o que é uma pena por causa daquela torcida maravilhosa. Falta profundidade ao Mengão, mas a equipe evolui de maneira satisfatória.

    Bangu 0 x 2 Náutico – Ouvi pelo rádio o jogo do Timbu. Mas não senti em hora alguma que o alvirrubro pernambucano iria voltar descontente para Recife. Eduardo Ramos correu muito e Ricardo Xavier demonstrou boa visão de jogo atuando como um pivô-armador. O alvirrubro carioca é um bom time, e pode atrapalhar na Taça Rio.

  • Leandro Azevedo

    No jogo entre Fortaleza x Flamengo ontem a polemica ficou para o pos-jogo…

    O publico pagante (21.089) e a renda (R$ 639.017,00) foram muito abaixo do esperado, e muitos que estiveram no jogo (jornalistas inclusive) questionam o pouco publico do bordero. A diretoria do Fortaleza durante a semana divulgou que 27mil ingressos teriam sido vendidos antecipadamente ate quarta a tarde, mas hoje numa entrevista falou que apenas disse isso para estimular mais gente a comparecer (?). Outro fator bem estranho foi a nao utilizacao da bilhetagem eletronica nesse jogo, o que facilita esse tipo de evasao e duvida quanto a renda e publico real.

    O Flamengo, que por ter eliminado o jogo de volta tem o direito a 60% da renda, mandou um oficio a CBF e nao assinou o bordero por achar que algo foi feito para propositalmente diminuir a renda do jogo.

    A diretoria do Fortaleza por saber do apelo popular do jogo, colocou os ingressos em todos os setores do Castelao a $50 ($25 meia) e no bordero consta que mais meias foram vendidas do que inteiras, um fator bem estranho para um jogo as 22hrs.

  • Cadu

    “O mesmo fez o Palmeiras (4 x 0 no Uberaba: Luan-2 e Kléber-2), num jogo que não teria acontecido em nenhum lugar onde o futebol é tratado com profissionalismo.”
    De vez em quando acontecem jogos na neve lá na Europa (na Alemanha mesmo). Por que alguns criticam tanto o futebol brasileiro hein? Tudo bem que aqui o profissionalismo ainda está longe, mas o nível do futebol nacional melhorou bastante nos últimos anos. E o nosso campeonato é tão disputado (alguns dizem nivelado por baixo) que nos últimos anos no brasileiro de pontos corridos, o título vem sendo decidido sempre nas últimas rodadas, diferentemente dos grandes centros europeus onde apenas 2 ou 3 times disputam o título.

    AK: Confusão de conceitos. Gramado decente é CONDIÇÃO para a realização de jogos de futebol profissional. Não tem nada   a ver com equilíbrio na disputa. Não há nenhum problema em jogar futebol na neve (ou na chuva), desde que o campo ofereça condições. Em nenhum lugar do mundo onde o futebol é importante como aqui, joga-se em gramados tão horríveis, sem que se faça nada. Um abraço.

  • O Mengão está firme e forte na Copa do Brasil. Os adversários que se cuidem!!

  • Mário

    André,

    O Fábio do Cruzeiro é um excelente goleiro, tem ótimos reflexo e colocação. Porém não considero goleiro de seleção e se reparar ele dificilmente sai do gol para interceptar bolas cruzadas. Isto também acontece com os goleiros Rogério Ceni( S.Paulo), Júlio Cezar( Corinthians) e outros.
    Por que os goleiros tem mêdo de interceptar bolas cruzadas?
    1- Errar no tempo de bola, como Júlio Cezar na Copa?
    2- Trombar com atacantes de elevado porte físicos ?
    3- Tomar decisão errada de socar a bola ou agarrá-la?
    Vejo o Van der Sar como goleiro que sabe sair do gol em bolas cruzadas porém com menos reflexos do que o Fábio.

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo