OS MOTIVOS DE MURICY



Muricy Ramalho se pronunciou.

Falou com PVC pela manhã e deu outras entrevistas nesta segunda-feira.

Primeiro, um ponto importante, para que minha opinião seja bem entendida: técnicos não devem romper contratos. Não são funcionários como outros quaisquer, pois suas decisões têm impacto num tipo de consumidor totalmente diferente: o torcedor.

Não sinto nenhum constrangimento por acreditar que treinadores de futebol deveriam ter um papel importante em suas “comunidades”. E claro que não ignoro a “cultura” de mandar técnicos para a rua diante do primeiro problema.

Mas estamos falando do inverso.

Para ilustrar o que penso, aqui está uma coluna publicada no jornal no ano passado.

Agora vamos aos motivos declarados por MR para deixar o Fluminense. São basicamente dois: demora para melhorar a estrutura do clube e mudanças no círculo de pessoas com quem ele trabalhava diretamente.

Na entrevista ao PVC, Muricy falou em ratos no vestiário das Laranjeiras. Falou em falta de equipamentos de fisioterapia para recuperar jogadores.

Ao vivo no Bate- Bola da ESPN Brasil, disse que o campo das Laranjeiras machuca os atletas do Fluminense, não oferece nenhuma condição de treinamento diário.

A questão estrutural no Fluminense não é novidade para ninguém. Em 2008, durante o período em que ajudou a evitar o rebaixamento do clube no Campeonato Brasileiro, Renê Simões já reclamava especificamente do gramado onde o time treinava. Se bem me lembro, Renê levou o time para trabalhar em outro lugar.

O fato do campo de treino de um time de futebol profissional (com um dos maiores orçamentos do Brasil) ser tão ruim, por tanto tempo, sem que não se consiga fazer nada, é um desafio à compreensão de qualquer pessoa.

Muricy também disse que os jogadores do Fluminense se machucam muito e demoram a se recuperar. É só acompanhar o noticiário do clube e tomar nota. Do número de jogadores e do tempo que ficam de molho.

O fato de tantos jogadores se machucarem (de acordo com MR, por causa do campo) e não usufruírem de uma boa estrutura de de recuperação, num clube patrocinado por uma empresa que vende planos de saúde é, no mínimo, irônico.

Muricy conviveu com essa realidade por 11 meses, sempre pedindo mudanças. Nada foi feito e a troca de comando político no clube ainda alterou seu dia-a-dia, no que diz respeito às pessoas que trabalham no departamento de futebol.

O vice Alcides Antunes, demitido no sábado, era alguém em quem Muricy confiava.

Me chamou a atenção ontem à noite, quando falou oficialmente sobre a saída do técnico, a postura do presidente Peter Siemsen. Além de concordar com toda argumentação de Muricy, Siemsen não soou como um interlocutor que tentou convencê-lo a ficar.

Muricy falou sobre um pedido dos jogadores e sobre várias conversas com Celso Barros, da Unimed, em que o empresário “brigou” por sua permanência. Não citou Siemsen.

Tudo isso dito, pode-se até questionar a decisão do técnico. Mas não vejo como criticá-lo. Ele se convenceu de que não dava para continuar (“Não consigo trabalhar, não consigo treinar o time, não consigo fazer o time melhorar”, disse ao PVC) e o Fluminense concordou com ele.

Alguém dirá que ele saiu porque tem outra proposta (e repetirá isso quando MR acertar seu próximo contrato, como se só a aposentadoria fosse capaz de provar que ele saiu “apenas” pelos motivos que divulgou). Muricy diz que não e merece crédito.

Poderia ficar no Flu, embolsando um dos maiores salários do futebol brasileiro, até ser demitido e receber a multa.

Muricy saiu porque não acredita mais no trabalho no Fluminense. Os motivos estão todos expostos e não foram negados pelo clube, ao contrário.

Me parece que são razões compreensíveis para um técnico romper (no caso dele, contrariando o que diz e faz) seu contrato.

Ainda que eu tenha, por conceito, minhas posições a respeito.



  • Anna

    Achei ótima a entevista, esclarecedora. Acho Muricy uma figura adorável e compreendo sua posição em rescindir o contrato. Condição de trabalho decente é o mínimo. Foi bom ele ter falado à Espn Brasil porque diminuiu a especulação. Nem todo mundo só pensa em dinheiro. Ele deixou claro isso. Continuo admirando-no, ainda mais depois disso! Infelizmente, o futebol carioca é quem perde. 🙁

  • Posições à parte, é admirável encontrar uma figura no meio do futebol que conte com o respeito de todos que estão ligados com o esporte.

    A credibilidade que muricy construiu neste meio é digna de aplausos. E, se bem me lembro, não conheço nem o nome do seu assessor de imagem, se é que ele tem um.

  • Caio

    O fato é que nós não sabemos os reais porquês da decisão do Muricy. Claro que a estrutura pesa ( e muito! ), e a saida do Alcides Antunes também é um fato a se considerar. Mas provavelmente há algo mais por trás disso. Pode ser alguma coisa com a nova política do clube, não sei, palpite meu… E em se tratando de Muricy Ramalho, deve ter sido algo que realmente não deveria valer a pena.

    Porque uma pessoa que diz não a CBF e a seu todo poderoso presidente em respeito ao clube em que está trabalhando não é comum.
    É muita coragem e correção em uma atitude só.
    Por tudo isso tenho a sensação de que ele está certo. E que o Fluminense começou a trilhar o caminho ladeira abaixo.

  • Willian Ifanger

    Não sei se serei compreendido, mas o título de 2010 “fez mal” ao Fluminense. Convenhamos, se São Paulo e Palmeiras tivessem feito o papel deles em campo teriam tirado pontos do Fluminense, e Corinthians (provavelmente) ou Cruzeiro teriam sido campeões.

    E isso teria escancarado mais ainda essa questão da falta de estrutura do clube, que não recupera jogadores. O time ficou quase todo o ano sem seus titulares disponíveis. Quem sabe alguma atitude tivesse sido tomada se perdesse nas últimas rodadas. Ah sim, o torcedor ficou feliz. Ótimo. E agora? De volta há míngua?

    O resultado se vê nesse começo de ano, que tem a competição mais importante e os times tem que se arrumar rapidamente, mesmo sendo começo de temporada. E, sem estrutura, a chance de fiasco é maior.

    Muricy contou um pouco dos problemas estruturais, que devem ser bem pior visto “in loco”. Pra arrumar tudo isso, precisa de trabalho, parcerias e dinheiro. Dinheiro que viria em quantidade substancial se os clubes tivessem agido com seriedade no processo de licitação dos Direitos de Transmissão.

    Pelo visto, adoram viver com o pires na mão.

  • Fred

    Na verdade, o Muricy traiu seus princípios ao aceitar trabalhar no Fluminense, somente pelo dinheiro. Como um clube que, não tem nem sala de musculação e, possui vestiários habitados por ratos, quer ter um técnico que custa 700 mil mensais? O Fluminense é uma grande mentira !!! Parece o cara que anda de BMW emprestada e não tem nem o que comer….

  • Edouard Dardenne

    Acho que o histórico de comportamento do MR ajuda e dificulta entender o que houve ao mesmo tempo. De um lado, pode-se acreditar quando ele diz que não saiu do Flu por causa de proposta do time A, B ou C. Afinal, nem por um dos maiores projetos do futebol recente (conduzir a Seleção Canrinho na Copa do Mundo, em casa…) ele trocou, porque trocaria pelo Santos? Ninguém condenaria se ele o fizesse antes, mas seguramente condenarão se fizer agora. Não parece plausível.
    De outro lado, se nem por motivo tão relevante ele deixou o emprego, o faria agora por causa de “melhores condições de trabalho”? Não sei.
    Sinceramente, e sem qualquer base de informação, eu acho que o MR não quis encarar outro processo de fritura. O cerco ia fechar, especialmente porque a coisa na CLA vai mal. Um cara vencedor assim não precisa mais passar por esse tipo de coisa. Ou precisa?
    Um abraço.

    AK: Talvez não. Mas se estivesse interessado em dinheiro, ele ficaria lá. Um abraço.

  • Acho engraçado o povo criticando o Muricy, dizendo que ele não honrou com sua palavra etc.

    Sujeito leva o Fluminense ao título, com essas condições pífias de trabalho, vê o clube gastar horrores com folha de pagamento (inclusive com ele, além dos inoperantes Deco e Beletti) e nada com estrutura… e agora vem cobrar “palavra”? E a palavra do Fluminense, que prometeu e não cumpriu?

    Muricy fez certo! Honrou seu contrato até o momento em que percebeu que a recíproca não procederia. Ficar em um lugar sem condições, sem previsão de melhora? Boa noite!

    Que o Fluminense redirecione os próximos 04 salários de Muricy para reestruturar seu quintal! Dá e sobra…

  • Edouard Dardenne

    Também acho. Outra possibilidade é que ele tenha visto a Tabela do Brasileirão 2011 antes de nós. O Flu pega o Vasco e o Botafogo na 37ª e 38ª rodadas do campeonato… Um abraço.

  • BASILIO77

    Tudoo que já foi comentado é relevante.
    E compreensível ou não, MR rompeu o contrato!
    Mas imaginemos o Flu ganhando os 3 jogos iniciais da CLA e batendo o fla na final do primeiro turno carioca.
    Não há condições de trabalho, boas ou más, que sejam mais importantes que os resultados dentro de campo.
    O problema não é grana, é a grama…e a da vila belmiro é ótima, dizem ser melhor que a das laranjeiras. Maior, mais duradoura e de melhor qualidade.
    MR diz que vai tirar um mês de folga…nesse um mês muito pode acontecer…até um retorno para o morumbi.
    Temos que lembrar do caso do Dorival Jr. após a saída do SFC, dava-se como certa a ida dele para o SPFC e…
    Vai entender cabeça de treinador.
    Abraço.

  • Luiz

    Covardia.
    Nada justifica a atitude de Muricy.
    Alguns fatores talvez expliquem.
    Mas CERTAMENTE não os alegados por ele.
    Alcides Antunes, o “decantado” vice de futebol, é um dos maiores (e não foram poucos, lamentavelmente)que já pisaram no clube das Laranjeiras. O público de outros Estados não tem nenhuma obrigação de saber disso, mas quem conhece o clube sabe. Uma figura antiquada, arcaica, o famoso malandro. Sua primeira passagem à frente do clube aumentou a dívida deste em 3x o valor anterior. Responsável pelo famoso “calote” ao Branco na Copa de 1994. Uma figura ignominiosa. Se foi um dos motivos alegados para a saída do Muricy, que vá ele para o inferno!

    A segunda razão igualmente não pode proceder. O sujeito está no clube há 10 meses. Convive diariamente com a mesma falta de estrutura. Deste período, apenas dois meses com o atual presidente. Quando renovou seu contrato por dois anos, ele já conhecia a precariedade da estrutura do clube. Por que o fez, então? De uma hora pra outra, fica assim?Qualquer um com um mínimo de bom senso não compra este discurso. E ainda que seja verdade, não justifica o ato COVARDE de abandonar o barco no meio de uma Libertadores. Que esperasse o clube ser eliminado ou (se Deus quiser) campeão…além disso, é no mínimo deselegante falar desta forma do clube pelo qual trabalhou. Expõe a Instituição que deveria ao menos respeitar. Afinal, qual treinador de ponta vai querer trabalhar no clube após o que Muricy disse?No mínimo vulgar e grosseiro.

    Só podem haver duas razões que expliquem tal decisão. Uma é dinheiro. Alguma proposta boa o bastante pra balançá-lo. Outra é algum desgaste interno com Celso Barros ou, o que me parece mais provável, com o grupo.

    Nenhuma das duas razões, boas o bastante pra atitude dele.
    Largou os comandados no meio do caminho.
    Saiu pela porta dos fundos.
    Covarde.
    Digno de desprezo.

  • pedro martins

    André, eu ouvi uma entrevista do Peter no sábado, quando ele demitiu o Alcides antunes, em que ele falou sobre a situação que ele encontrou no flu. O presidente anterior, Roberto Horcades, pegou adiantando com o clube dos 13 TODAS as cotas d tv para 2012, menos da libertadores. Também Pegou emprestado com o clube dos 13 mais de 8 milhões de reais e ainda pegou 6 milhões com a traffic, em um acordo assinado nas ultimas semanas de sua gestão, em troca da empresa administrar e ficar com 60% da receita de marketing do clube. Somando se a isso as péssimas condições de xerem e o pessimo estado do gramado das laranjeiras, nao tem de onde o Peter tirar dinheiro para construir o ct, pagar as dividas e melhorar as condições de xerem. Ele era um candidato de oposição ao horcades e me parece que o plano da gestão anterior foi cobrir o rombo deixando uma situação de caos para a nova gestão. Eu tenho 26 anos e entrei para socio do flu apenas para ter a chance de votar nas eleições e votei no Peter porque acredito que ele nao é igual a esses dirigentes que entram no futebol querendo enriquecer ou se eleger.

    O Alcides Antunes, o vice de futebol da gestão passada e amigo do Muricy, também foi amigo e colega de trabalho do Eduardo Viana na Ferj e ainda é muito amigo do Eurico Miranda.

  • pedro martins

    No post acima eu quis dizer todas as cotas de tv até 2012.

  • Paulo H.

    O Fluminense é uma Ferrari com motor de fusca, pneus carecas numa estrada esburacada e sinuosa. Mesmo que Schumacher pilotasse essa ferrari não iria a lugar algum.
    O Fluminense não tem estrutura decente. Patrocinador e dinheiro tem. Mas os dirigentes preferem continuar sumindo com ele.
    E para um treinador de primeira linha, é impossível trabalhar assim.
    Parabéns ao Muricy pela honestidade e sinceridade ao sair.

  • mauro alvim

    Tudo bem André, mas se ele saiu por lealdade ao amigo Alcides Antunes, que eteve com ele durante todo o seu contrato, não lhe parece que o Murici exigiu menos do seu amigo Alcides, do que do novo presidente, que só esta no gargo a 65 dias?
    bastou a queda do dirigente amigo, para ratos, buracos, Beletis, Decos, Médicos, CAMPO, rio de janeiro, não estarem ao seu nível.

    AK: MR não disse que saiu por lealdade a ninguém. Acredito que todos os motivos citados contribuíram. Um abraço.

  • mauro alvim

    Não André,eu não disse que você disse, eu só disse, como você que o Murici confiava no Alcides Antunes, e que durante este periodo a estrutura do Flu não motivou a sua saída.
    Bastou a saída do parceiro para tudo o que não presta no Flu cair na conta do novo presidente.
    Isso parece aquela maxima. Meus amigos não tem defeito. Já os inimigos, se não tiverem defeitos, eu pego emprestado dos meus amigos e digo que são deles.
    um outro abraço.

  • Tricolor-SP

    Muricy foi covarde, avisou o desligamento e se despediu dos jogadores no vestiário. Não segurou a bronca do time no difícil caminho que resta da Libertadores. O FLU contratou todos os jogadores que ele pediu, manteve todos que ele queria que ficassem e no meio de um momento turbulento que o time se encontra dá as costas pra todos. Acho que independente de tudo, FLU e Muricy continuarão a vida e espero que o elenco segure o baque e se una, tirando proveito do momento e que traga a torcida consigo.
    Ao Peter Siemsem, saiba que tudo isso foi premeditado pela diretoria anterior, que gastou tudo que pôde e sabia já esperava isso (Horcades e sua trupe devem estar rindo aos montes agora). Lembro me de uma reportagem em que o Horcades chamava o Siemsem de Partrícia Amorim de 2011 (tal semelhança ao que ocorreu com o FLA, então caampeão brasileiro de 2009, quando em 2010 assumiu a presidente, de oposição e com novas idéias). Força Siemsem, com boa intenção e com as idéias que tem, vai conseguir tirar o FLU dessa.
    Aos amigos que trocem para outros times e agora debocham do FLU, acho que devem dar graças a Deus por estar assim ainda, pois no dia que tivermos estrutura moderna e de qualidade, somado ao dinheiro da Unimed, o FLU não terá adversários no Continente.
    ST

  • Lenilson Araujo

    Não sei o que é pior, pular do barco quando o time está numa situação delicada na Libertadores ou não dizer o verdadeiro motivo da saída! Não sou tricolor, mas na minha opinião, o Muricy pisou feio na bola!

  • Alexandre

    Por mais que tenha seus motivos, creio que o Muricy errou ao não escolher o melhor momento para sair. Ficou parecendo uma fuga.
    Após o encerramento da participação do time na Libertadores, exitosa ou não, haveria o término de um ciclo. Seria um momento mais adequado.

  • Rita

    Lembro que um pouco antes da conquista do título ano passado, ele enfatizava muito que a conquista seria importante para mudar muitas coisas no clube, especialmente com relação a estrutura.
    Com a conquista do título, ele estava otimista.
    Compreendo parte das razões dele, só acho que a torcida do Fluminense não merecia.
    Mesmo com essa pífia campanha na Libertadores até aqui, ele ainda tava com crédito.
    Se fosse eliminado na Libertadores, seria o momento proprício,
    mas se conquistasse a classificação seria mais proprício ainda ou
    teria muita moral para exigir mudanças e quem sabe trazer a torcida para o lado dele nessas exigências.

  • Raposo

    Que O Fluminense nao tem estrutura todos sabem. Os jogadores se machucam muito desde o ano passado. A diferenca eh que enquanto o Conca estava levando o time nas costas e o Fluminense ganhava, o Muricy nao falava em sair.
    Bastou comecar a perder na Libertadores e a coisa mudou de figura. O Fluminense esta tao mal na Libertadores muito por culpa do Muricy por escalacoes calamitosas em 2 jogos.
    Quando ele assumiu o clube, na outra admnistracao, ele dizia que bicicleta ergometrica nao ganha jogo. O presidente muda, ele nao lhe da tempo e abandona o Barco??
    O que eh isso Andre??? Eh etico largar uma equipe no meio da competicao mais importante do ano ( ou anos)??? Pra piorar quando a equipe esta em ultimo (muito pelos seus erros)???
    Me poupem…. O Muricy pode tudo, virou um bastiao da moral, o cara deixa todo mundo na mao e voce vem me dizer que nesse caso se justifica. Ele nao saiu pela estrutura, saiu porque nao gosta de PERDER, a unica diferenca eh que no ano passado ele GANHAVA, parece e eh mesmo atitude de menino mimado. E sair falado do jeito que falou mostrou uma grosseria e falta de educacao tremenda!!!!
    Pra terminar, que o Fluminense tem que reconstruir sua estrutura eh logico, que a atual admnistracao atual nao teve tempo para nada nao se discute mas convem lembrar que o Deco vem com o mesmo problema la dos anos no Chelsea com toda sua estrutura. O Fred teve problemas semelhantes no Lyon, e o Emerson foi jogar amistosos se recuperando de contusao nas ferias.

    Andre, gosto de sua coluna mas nessa eu discordo de voce absolutamente!!!
    abs

MaisRecentes

Flamengo 1 x 1 Independiente



Continue Lendo

Relíquia



Continue Lendo

Feliz Natal



Continue Lendo