NA FOLHA DE HOJE



A ruptura do Clube dos 13 é coisa da CBF e da Globo

Dirigente acusa Ricardo Teixeira e Marcelo Campos Pinto por racha


SÓ ME RESTA LUTAR ATÉ O FIM. SE CAIR, CAIR DE PÉ. QUEM SABE SE NÃO LANÇO AGORA A LIGA?



JUCA KFOURI
COLUNISTA DA FOLHA

Na tarde da última quarta- feira, recebi em meu escritório, no andar de cima de minha casa, o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff.
Havia alguns anos que não nos falávamos, fruto de divergências sobre os rumos da entidade que ele dirige. E de críticas ácidas, respondidas por ele no mesmo tom.
Considero que o reencontro de anteontem foi fruto da autocrítica de quem quer retomar um caminho, mesmo que pareça tarde demais.
Na despedida, e fiz questão de ir com ele até o carro, ouvi: “Estou velho para poder ter tempo de fazer novas reconciliações. Tenho certeza de que, com você, não será preciso mais nenhuma”.
Abaixo, seu depoimento, o mais fiel possível porque não foi gravado, mas submetido a ele antes da publicação.

 

“Não vim para me justificar. Até porque as coisas que não fiz não as fiz ou porque não soube, não tive competência ou força para fazer. E algumas vezes fraquejei.
Errei ao aceitar ser chefe da delegação da seleção brasileira na Copa da França. E fui muito criticado por isso, com razão de quem criticou.
Não queria ir, pensei em dizer não ao convite, mas até minha mulher argumentou que eu vivia criticando e que não poderia recusar ao receber aquela responsabilidade.
Fui, convivi pouco com o Ricardo [Teixeira, presidente da CBF], ele lá, eu cá, mas não posso negar que ele é tão poderoso como abjeto.
Fui traído muitas vezes ao longo desses anos, embaixo do pano, na calada da noite.
O Marcelo [Campos Pinto, principal executivo da Globo Esportes] e a CBF implodiram a FBA [empresa que geria a Série B] e fizeram um contrato de adesão da Série B.
Os clubes fecharam por R$ 30 milhões até 2016, quando poderemos chegar a R$ 1 bilhão por ano. Isso é inaceitável, os clubes menores vão morrer. Vão matar o futebol.
Fraquejei ao não fazer a Liga dos Clubes, como era nosso projeto de vida. Não me senti forte, respaldado o suficiente. O temor em relação a retaliações da CBF é grande, a ponto de ela ter extinguido o conselho técnico dos clubes e ninguém reclamar.
Esta ruptura do Clube dos 13 é coisa do Ricardo e do Marcelo. Eles são vizinhos de sítio e tramam tudo nos churrascos que fazem.
O Andres Sanchez veio até minha sala, encheu-me de elogios e avisou que o Corinthians ia sair. Eu até disse que entendia, que admitia que quem entra pode sair, mas que queria saber o motivo. Ele disse que, quando alguém pega um rumo, tem de ir até o fim. “Mas que rumo?”, perguntei. “O rumo, o rumo”, respondeu.
Convidei-o para a reunião. Ele disse que não, que era assunto para o Rosenberg [Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians].
Ele foi embora, mas tem dívida lá para pagar. Se pagar, ficará claro, para o Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica], inclusive, quem pagou.
Não falou nada em lisura e está cansado de saber que ganho, líquido, coisa de R$ 52 mil, mais dinheiro do que vi em toda minha vida de juiz, é verdade, mas salário a que faço jus e que, por iniciativa minha, é menor do que deveria ser pelo que fora decidido em Assembleia Geral.
Se prevalecesse a porcentagem sobre o contrato com a TV, seria muitíssimo maior, poderia chegar a R$ 5 milhões por ano, o que evidentemente seria um exagero.
Quanto a termos avisado os concorrentes sobre o ágio concedido à Globo, qual é o problema? Falamos com todos mesmo, com a Globo inclusive, que reagiu muito bem, em ligação que fiz à Márcia Cintra [braço direito de Marcelo Campos Pinto].
Juro que não queria mais uma reeleição. Mas, quando vi a armação para eleger o Kléber Leite, sem nenhuma conversa comigo, até meus filhos e minha mulher, que não queriam mais que eu ficasse, acharam que não, que eu tinha de ir para a luta.
E eu disse com todas as letras para o Marcelo que aquilo era coisa dele e do Ricardo. Ele desconversou, perguntou como estava a saúde de minha mulher, aquela coisa melíflua que ele faz sempre que é pego em flagrante.
E eles compraram votos, empréstimo para um, adiantamento para outro, mas não passaram de oito votos porque nós também trabalhamos sem descanso.
Antes, tinham nos oferecido pegar a segunda divisão para administrar, mas a proposta era tão iníqua que eu me revoltei e denunciei, o que deixou o Marcelo muito irritado. Ele não está acostumado a ser contrariado.
A gota d’água definitiva foi o contrato que o Palmeiras quis fazer no uniforme do Felipão, e a CBF disse que não podia porque era direito de comercialização dela, por causa de um artigo no regulamento das competições que, evidentemente, foi escrito pelo Marcelo, como eu disse para ele, por conhecer o estilo de escrita dele. E ele, constrangido, negou.
Notifiquei judicialmente a CBF. O Ricardo ficou uma fera. Soube que falou palavrão, perguntou quem tinha feito a “cagada”, ao mesmo tempo em que não se conformava porque, em vez de falar com ele, eu o havia notificado.
Ele resolveu que não falaria mais com o Clube dos 13, que só receberia clubes por intermédio das federações estaduais e que o Clube dos 13 não tinha existência legal porque não está no sistema esportivo nacional.
Na hora de pensar no contrato dos direitos do Brasileiro, fui ao Cade tratar do direito de preferência da Globo, que inviabilizava qualquer concorrência. Foi a vez de o Marcelo não me perdoar.
Azar dele. Montamos uma comissão de negociação em que fiz questão de dividir com dois eleitores que votaram em mim e dois que não votaram. Dei carta branca ao Ataíde Gil Guerreiro [diretor-executivo do C13], empresário vitorioso, competente e independente. O resultado do trabalho é precioso.
Só me resta lutar até o fim. Se cair, cair de pé. Quem sabe se não lanço agora a Liga?
Saio de sua casa honrado por nosso reencontro, disposto a ouvir as críticas que merecer e a lutar para, quem sabe, ajudar a evitar também a roubalheira que querem fazer em torno da Copa.
Aliás, e o Orlando Silva Jr.? Que decepção! Mas confio na Dilma. Ela não permitirá a farra que querem fazer.
Enfim, lamento ter perdido um companheiro como o Belluzzo [Luiz Gonzaga Belluzzo, ex-presidente do Palmeiras], um homem de bem, bem preparado, que fez um trabalho para refinanciar as dívidas dos clubes exemplar, estabelecendo teto para se gastar com futebol e escalonando o pagamento da dívida de maneira transparente, muito melhor que essa Timemania, que é uma bobagem.
E lamento que o Juvenal [Juvêncio, presidente do São Paulo] tenha se desgastado com os demais dirigentes do Clube dos 13, porque ele era o meu sucessor natural.
Minha vida foi toda muito boa, não posso me queixar e não me arrependo de nada, a não ser de poucas coisas no futebol que faria diferente. Cheguei ao C13 com um contrato de R$ 10,6 milhões, feito pela CBF. Nada no mundo se valorizou tanto como nossos direitos de transmissão.
Não sou homem de desistir e, com 80 anos, dou-me o direito de estar meio rabugento. Vamos ver como vou fazê-los engolir a rabugice.”

______

ATUALIZAÇÃO, 11h20 – COMENTÁRIO DO BLOG: atenção especial para o trecho em que Koff menciona o contrato assinado pelos clubes da Série B. Ele dá bem a medida da diferença entre o que é e o que poderia ser. O amadorismo dos dirigentes é uma atrocidade.

Ah, e na próxima vez que você ouvir algum dirigente (ou algum papagaio) dizer que a Lei Pelé está acabando com os clubes, lembre desse exemplo.



  • Argeo C. Foletto Jr.

    Parabéns Amigos..!!!
    Tenho muito esperança de que teremos dias melhores e que um dia alguém consiga “exterminar” o Ricardo..!!!
    Record, estamos com você..!!!

  • Anna

    O Juca é perfeito. Obrigada por compartilhar.

  • Incrível.

    Mudou a imagem que eu tinha de Fábio Koff.

    Aliás, André, uma sugestão: você podia fazer uma coluna por aqui relacionada com a história do futebol… Não de jogos, especificamente, mas algo no estilo de “causos”, como faz o Michel Laurence…

    (Ó eu te dando mais trabalho…. hehe)

    Abs!

  • Wandson Fernandes

    Florianopolis-SC
    Confirmando-se todo esta negociata, onde os “poderosos clubes” usurpam, querendo ainda mais dinheiro em detrimento dos times médios e pequenos, veremos a morte do futebol nacional!

  • Rosemir

    Parabéns ao Fabio Koff, nunca é tarde para fazer as coisas certas e parabéns ao Juca,Paulinho(midiasemedia) que sempre denunciam as fraucaturas e os demandos destes corruptos diregentes dos nosso esporte.

  • Teobaldo

    Ainda quero ver a explicação dos clubes dissidentes para o fato de “quererem ganhar menos”, como acusa o C-13. Usar apenas o fator “maior exposição” parece-me, por demais, acreditar na nossa ingenuidade. Ou não?

  • Leandro Azevedo

    Fabio Koff e esperto e esta ate fazendo pazes com desfetos antigos para conseguir o apelo popular… nao que esteja errado, mas de inocente ou bonzinho nessa historia tambem nao tem nada.

    O maior problema que eu tenho com o modelo de divisao do dinheiro dos direitos de TV do C13, esta na parte que vai para os clubes que nao fazem parte da Serie-A. Pelo que foi dito, a Portuguesa (que esta figurando na Serie-B faz anos e NUNCA ganhou nada), Guarani, Sport, Vitoria e Goias vao ganhar mais de $20milhoes a partir de 2011 com o novo contrato… e pq??? Qual a contribuicao que esses clubes trazem em termos de renda ou exposicao de imagem na Serie-A?

    Sera que repartindo essa grana que esses clubes ganham entre os times que realmente vao contribuir alguma coisa nao ajudaria a diminuir a “insatisfacao” dos clubes que hoje querem negociar uma quantia maior? E o mais interessante, e que os clubes que tantam reclamam da tal “democratizacao” no futebol, e da maneira como o C13 conduz sua negociata, ja foram ajudados pelo “socialismo” do sistema quando receberam cotas milhonarias jogando na Serie-B.

  • Rafael

    O Koff nao é santo, mas é inegável que deu uma entrevista que se o público tomar conhecimento, passará fácil pro lado do C13. Ótima coluna do Juca.

  • Mauro Domingos

    Pra mim, Mauro, consumidor/torcedor, não interessa se o campeonato vai passar na Globo ou Record. Não acho justo q o campeonato possa passar somente na tv fechada (como era até pouco tempo na argentina). Grande parte da população/torcedores não tem condições de pagar tv a cabo. Ponto. Essa é a minha opinião como torcedor e o direito de acompanhar o campeonato/meu time. Ponto.
    Sobre essa briga toda.
    Poder. Nenhuma outra palavra resume tão bem quanto ‘poder’.
    Cabe uma comparação com as recentes revoluções no oriente médio.
    Duas ditaduras. CBF e Tv Globo. Dois ditadores. Ricardo Teixeira e Marcelo Campos. O problema é a apareceu um novo ditador. Uma outra pessoa poderosa, atras de mais poder. Edir Macedo.
    Logicamente, é briga de ‘cachorro grande’. A Record entra com a arma q tem: Muito, bastante dinheiro (se não ilegal, imoral talvez (???)). A Globo foi atras do ditador parceiro, a CBF e usou o seu poder: Influência. O Ditador da CBF aceitou a ‘parceria’, e, imagino, levando algo em troca.
    Nessa história, lado nenhum tem panos limpos. A Globo tem seu passado ‘sujo’. A Record tem a sua maneira de arrecadar. A CBF tem toda a escuridão e sujeira q todos sabemos.
    Alguem ha de perguntar: ‘e os clubes’?
    Os clubes. Os clubes deveriam ser os principais interessados e articuladores dessa novela toda. Em conjunto, numa luta pela classe, conversar e discutir o melhor pra todos. Simples. Assim é o principio dos Sindicatos, Associações, Grupos. Mas cada um olha apenas para os próprios interesses.
    O C13 errou muito ao se tornar apenas um negociador com a TV. O Fabio Koff querer passar uma imagem de ‘defensor’ dos clubes, q ‘agora’ vai proporcionar um bom contrato pra todos, não cola. Não cola mesmo. Poxa, ele ta la ha anos e agora é q foi fazer uma licitação democrática, ‘as claras’?
    Espero poder ver o meu Flamengo na tv aberta e acompanhar todo o campeonato. O resto não me interessa.

  • Roberto

    O Koff até pode ser malandro, mas o que dizer do Teixeira e Cia.???
    É uma máfia do pior nível.

  • Tobias Fretta

    Abjeto….belo adjetivo!

  • Marcos Vinícius

    Cara,tem gente comprando briga feia…

    Se Fábio Koff conseguir arrebanhar alguns clubes interessados em obter uma cota maior no que diz respeito a TV,isso pode ser o início de uma nova era no futebol brasileiro,em se falando de administração.Mas é certo que haverão retaliações.

  • luciano

    Pode ser que o Koff não seja o bonzinho que tenta passar… mas que ele é bem melhor e mais democrático que o sr ricardo teixeira e a rede globo isso não há duvidas.

    AK: A questão não é, necessariamente, escolher um lado. É entender melhor como as coisas são feitas. Um abraço.

  • Marimon

    Cara, a Record é um lixo, parelho com a Globo.

    Entre o $ dos pastores ou do conluio com o Rico Terra, a solução é me mudar pra Argentina.

    Grande matéria, sou colorado, mas respeito o Koff.

    Aguante.

  • um absurdo,o dinheiro da record,vem de forma ilicita,roubando esses pobres coitados que vao nas suas igrejas,cade o ministerio publico,para tirar essa record do ar definitivamente.

  • André

    Leandro Azevedo (11:45),
    O futebol brasileiro é valorizado não apenas por ter Corinthians, Flamengo, São Paulo, Cruzeiro etc. A série A é tão disputada,e até certo equilibrada, pq há times de centros nem tão grandes, como PE, GO, que trazem competitividade ao torneio. Vc cita alguns times: Guarani já foi campeão brasileiro; Sport campeão da Copa BR, etc… Quão importante é o dinheiro da TV para estes times, que não conseguem patrocínios milionários de Hypermarcas, Tim,etc? Recomendo que vc se informe sobre a forma de divisão dos direitos de transmissão da NFL, sem dúvida nenhuma o torneio esportivo mais lucrativo do mundo…

  • Marcelo de Moura

    Esse é O CARA…

  • Leonardo atleticano

    O futebol é muito podre, que droga poderosa é essa que não conseguimos largar de lado?
    É muita sujeira, roubalheira descarada, jogadores cada vez piores e toda sorte de mazelas, se Deus quiser um dia eu largo esse vício.

  • Klaus Pettinger

    Assustadoramente esclarecedor! As coisas são piores do que imaginado… Parabéns aos dois, FK e JK, pela publicação.
    Um abraço.

  • Nilton

    Leandro Azevedo,
    Com relação a explosição dos times do Sport, Guarani e Portuguesa, Goiais, Vitória em 2011 não haverá, porem com esta cota os mesmo podem manter/formar times mais competitivos e em 2012 decidir o campeonato nacional, como fez em 2010 Goiais (vitória sobre o Timão na ultima rodada) e Vitoria (Derrota para o Cruzeiro- suado, e empate com o Timão).

    Marimon, não precisa mudar para a Argentina, pois o campeonato Argentino é transmitido no Brasil, e dependendo da programação da para ver uns 5 jogos por fim de semana.

    Na minha opinião, se a Record ganhar a concorrencia e a audiencia do futebol, peder para a Novela, Faustão, Silvio Santos e Cia, os presidente dos Clubes teram que se reunir e discurtir como melhorar o espetáculo, pois seria o fim da picada.

  • Edouard Dardenne

    Acho que ninguém questiona a “incompetência” dos cartolas, incapazes que são de melhorar a condição profissional do futebol (e dos esportes em geral) no Brasil. É ponto pacífico.
    Acho, porém, que rachar o Clube dos 13 será (ou seria) a melhor forma de começar uma mudança. Firmar um contrato enorme por intermédio da entidade nós coloca mais longe e não mais perto da realidade que desejamos. Para melhorarmos a condição do esporte, se a escolha for entre romper com a Globo ou implodir o Clube dos 13, essa segunda opção será a melhor.
    No mais, acho simplesmente inaceitável que a divisão das quotas do dinheiro da TV não observe o grau de exposição dos times e a audiência que proporcionam. A conversa deve começar por aqui. Antes de exigir dos times que negociem em conjunto, é preciso definir como vai ser dividido o bolo. O próximo passo talvez seja quererem partilhar as rendas de cada partida, talvez…
    Um abraço.

  • Samuel Ritter

    Pelo ainda temos alguém lutando pela ética e pelos clubes brasileiros. É inadimiscível o que Ricardo Teixeira faz com o futebol, mas parece que nem limites tem. A copa de 2014 será a maior robalheira da história!!!

  • Pedro

    É por essa e por outras que assisto tudinho via skygato! hahahah

  • Andre

    Edouard Dardenne, veja, vc também, o exemplo da NFL, que divide igualmente a grana dos direitos de exibição (o que não acontece no BR.). Isto proporciona competitividade ao torneio. Obviamente que Corinthians, flamengo conseguem contratos melhores q os outros e, por isso mesmo, acho que os direitos de transmissão deveriam ser igualmente divididos! Parece difícil ver que a força da serie A esta na competitividade do torneio. Senão corremos o risco d virarmos uma La Liga do 3o mundo…

  • Luiz Paulo – Londrina

    GLOBO…TUDO A VER…

  • Leandro Azevedo

    Andre / Nilton

    Sobre o aspecto de ser forte e competitivo, o que acontece com os outros 15 clubes da Serie-B que nao recebem esse beneficio? Ou com os 5 times da Serie-A que nao sendo membro do C13 recebem MENOS que esses clubes da Serie-B? Onde fica ai o espirito de competicao?

    Sobre o modelo da NFL eu conheco muito bem, e eh BEM diferente do que eh feito pelo C13, pq na NFL as receitas sao divididas IGUALMENTE sem privilegio aos ditos “grandes” ou “pequenos” e nao tem NENHUM beneficiado fora dos times que fazem parte da liga. O que seria +/- dizer que os clubes que NAO jogam a Serie-A nao ganhariam nada, e os times que jogam teriam que dividir igualmente toda a receita… e vale lembrar que na NFL nao existe a possibilidade de times vender patrocinio de camisa (apenas de treino hoje, mas vai mudar em breve).

    E outra, o Guarani foi campeao brasileiro na decada de 80 e nao figura em nada a muito tempo, msm ganhando uma bolada todo ano… pra que continuar tentando reviver um time assim? E a Portuguesa que NUNCA ganhou nada e nem torcida tem pra contribuir… pra que dar $20 milhoes para um time assim?

    Abs

  • BASILIO77

    Mais um pouco e JK ia propor a canonização de F.Koff.

    Koff é cartola das antigas, e como tal é longe de santo. Como está longe da realidade a insinuação de que FK esteve por tantos anos a frente do C13 por alguma motivação nobre. Citar o salario que ganha de fato em contrapartida ao que “poderia” ganhar é leviano nesse momento. Quis parecer que está lá fazendo um favor aos clubes? Não está.
    SE o estatuto do C13 é um escândalo porque prevê salarios do presidente que podem chegar a valores extratosféricos…é óbvio que FK aprovou esse estatuto em algum momento…se não, que tente mudá-lo…só nao pode dizer que “poderia ganhar 5 milhões e ganho só 52 mil…” como se nada tivesse a ver com esse fato.

    Como é leviano também alguém que FAZ PARTE da cúpula do futebol brasileiro há tanto tempo tecer criticas ao “sistema”…como se ELE PROPRIO fosse um elemento “a parte” de tudo isso.
    É farinha do mesmo saco! Prova disso é que usa do poder econômico para alinhavar aliados. Ameaça o SCCP agora, citando suas dividas pressionando para que não saia do C13 e no proprio texto: “E eles compraram votos, empréstimo para um, adiantamento para outro, mas não passaram de oito votos porque NÓS TAMBÉM TRABALHAMOS SEM DESCANSO.”
    Trabalhar sem descanso = usar dos mesmos métodos dos que ele proprio critica.

    JJ seria seu sucessor natural? Ah, que bom…aí sim o C13 estaria em ótimas mãos!

    FK foi chefe da delegação em 2006? Nem lembrava mais…talvez porque a mídia não tenha tratado isso como um crime…algo com o unico interesse de favorecimento proprio.
    Mas em 2010 foi assim que o tema foi tratado. Sanchez cometeu um crime aceitando o convite.
    Paga até hoje. O quarto poder assim decidiu!

    Mas contrariando o teoria da conspiração mais recente, o Fluminense foi campeão brasileiro mesmo tendo votado contrariando a CBF na eleição do C13. Mesmo tendo negado a ida de Muricy para a seleção.
    Ao final de 2010, os titulos da decada de 60 foram reconhecidos pela CBF como campeonatos brasileiros…SEP e SFC festejaram a decisão.
    Tudo por influencia de Sanchez, presidente do CORINTHIANS?
    Afinal, ele foi apontado pela midia dado durante TODO O ANO DE 2010 como o homem influente junto à CBF…e 2010 foi o ano do “centernada”…
    Inverossímil.

    Prefiro a explicação mais simples: briga por grana…dinheiro…cada clube defendendo SEUS interesses…sem velhinhos donos do poder há anos vindo à cena como meros coadjuvantes do cenario futebolístico/mercado/organização e não como atores principais e ativos do que o futebol brasileiro é hoje.

    Entre os cartolas da velha geração e os da nova geração, fico com os novos. São, de longe, melhores do que os velhos senhores.

    A ruptura do C13 é coisa de clubes que não estão satisfeitos com a atual ADM. E verdade seja dita, essa insatisfação não é nova…não se trata apenas de articulação do RT em churrasco de sítio.
    Até agora é o que eu vejo.

    Abraço.

  • JOSÉ

    sou torcedor do INTER mas não posso negar que o sr. Fábio Koff é honesto e trabalhador, talvez falte alguma coisa para lidar com estas raposas do futebol. outra coisa a CBF não vai devolver o título de campeão brasileiro pro INTER de 2005, se fosse o flamengo……………

  • arih

    Bela entrevista. So Juca poderia nos proporcionar algo tao realista e perturbador em relacao ao futebol deste Brasil varonil. O clube dos 13 foi a redencao do futebol nacional (guardadas as devidas proporcoes, por ter e estar lutando contra “forcas ocultas”, como diria Janio Quadors). Não fosse o Clube dos 13 não teriamos Campeonato Brasileiro com pontos corridos, acesso e descenso sendo cumpridos, valorizacao dos clubes em detrimento da entidade autoritaria, valorizacao financeira nos contratos televisivos e correlatos (que desta vez daria o grande salto sonhado, por ter extraido a clausula de preferencia da Globo, permitindo a licitacao saudavel; não que não tivesse evoluido muito pelo que vimos nesta entrevista), socializacao da distribuicao de cotas, abertura do Clube dos 13 a outras entidades abrindo-se o leque de clubes beneficiados, dentre outras. Não a toa Fabio Koff esta na entidade a tanto tempo, embora não seja salutar, foi por referendo dos proprios clubes, pelos beneficios que trouxe aos mesmos, que continuou sua luta. Sera que esta recebendo a gratidao agora? Do outro lado esta um dos componentes “das forcas ocultas”, o senhor Ricardo Teixeira. O que este senhor fez pelo futebol brasileiro? Sim, podem enumerar varias coisas, dentre elas a Copa de 2014 que segundo alguns foi um beneficio ao Brasil das catastrofes, das miserias, da falta de infraestrutura em todos os setores da economia. Porem, e inegavel que quase, se não todas iriam ocorrer mesmo que no comando estive um tal de Ze ou o Mane. Da Globo não poderia se esperar outra coisa. Mesmo tendo perdido a clausula de preferencia na negociacao dos direitos de transmissao, ainda permaneceu com um aditivo de 10% para “brigar de igual” com outros pretendentes a licitacao. Sempre teve medo da concorrencia. Sempre se esquivou da concorrencia utilizando-se dos mais variados artificios. Ah, se Antonio Carlos Magalhaes estivesse vivo, o que não poderia revelar sobre isso. Os clubes, bem os clubes revelam seu amadorismo. Diante de propostas para se tornarem traidores em nome dos mais altos ideais de boa administracao de suas agremiacoes, não enxergam alem do nariz e do imediatismo. Hoje estao a receber “agrados”, como de um certo clube do Rio que aceitou 8 milhoes para ser do contra. 1987 não saia da agenda, para outro, ate aparecer o momento ideal: a troca de favores. Hoje ganharao bem mais do que aparentemente ganhariam. Doce ilusao, apropriada para se justificar perante os associados e torcedores. Amanha estarao pressos a teia da “viuva negra”. E carnaval, gente, mas: Brasil, meu Brasil brasileiro …
    PS: Uma coisa que me intriga e ver o silencio constrangedor da Record.

  • carlos

    Olá,

    TV é concessão pública ainda, não ?

    Nada de diferenciar os clubes devido a audiência que dão… deve-se mesmo é democratizar o futebol… dando valores iguais para clubes das séries A e B… e as outras séries devem ser subsidiadas… é isso…

    fuuuui

  • Hugo

    Nada contra q os grandes clubes queiram mais grana, mas só q tem um detalhe.

    Se acontecer no Brasil, o q ocorre na maioria dos países europeus, onde 2 ou 3 clubes lutam por títulos e o restante na condição de figurantes, o Brasileirão vai se tornar uma mercadoria menos atraente. E tal fato pode vir a acontecer aqui se houver uma divisão desproporcional da renda, pois imaginem SÓ Corínthians e Flamengo disputando o título todo ano tal qual Real e Barcelona.

    Mataria o futebol brasileiro, pois no Brasil há no mínimo 10 clubes grandes q estão acostumados a disputar título, ao contrário da realidade da maioria dos países europeus.

    Ninguém duvida q num primeiro momento, talvez essa oferta espúria da Globo/CBF seja vantajosa, mas e depois de 2014?! Ou a Globo/CBF vão manejar para que sempre que se chegar a hora de negociar os direitos de transmissão, as duas vão fazer esse carnaval?

  • É extremamente duro ler opniões sem base e sem lógica. O Sr. FK, além da cultura que possui dirigiu futebol durante muitos anos(Gremio), foi Juiz de Direito e sempre teve uma conduta onde a responsabilidade, a tenacidade, o planejamento e o bom senso imperaram. Estou escrevendo isto sendo torcedor do INTER(Campeão da América). Gente, na minha opinião o término do C13 levaria mais 50% dos Clubes da série A a falência. Os considerados grandes ao correr dos anos também morreriam pois não teriam com quem competir. As novelas revitalizadas ocupariam mais ainda os disputados horários nobres.(mais cultura inutil a disposição do povo). O que seria do nosso futebol! Como grupo o C13 é forte. Individualmente os Clubes serão fracos! Esta é a Lei!.

  • Rodrigo

    Sempre adimirei o Fábio Koff, desde o tempo em que administrava o Grêmio!

    Como sócio, torcedor e assinante de TV por assinatura (inclusive com o pay-per-view), espero que o futebol volte a ser democrático e que os clubes possam ganhar mais do que as televisões, confederações e os empresário do meio político-futebolístico.

  • joao luiz

    CPI esta é a palavra chave, tem muito escondido nesta CBF, tem muito dinheiro (LEGAL???) qual é o patrimonio do Ricardo Teixeira?? tem din din no EXTERIOR?? quanto???
    ABAIXO KADAFHI
    ABAIXO SADAM HUSSEIN
    ABAIXO RICARDO TEIXEIRA

  • Rita

    Acompanho o que Juca diz e escreve desde que comecei a acompanhar futebol,
    ou seja, desde minha adolescência (já faz um bocado de anos),
    e como é bom vê-lo sempre se renovando e denunciando nesse podre mundo do futebol,
    em especial nessa ditadura do futebol brasileiro.

    Infelizmente tem um monte de gente que prefere a ignorância, pois se formos depender
    exclusisamente da Globo, não saberíamos de 1% de tudo o que envolve
    esses direitos de transmissão/taça de bolinhas/C13.

    Vida longa ao JK;
    À ESPN e grandes jornalistas que dela fazem parte;
    À programas como Cartão Verde;
    Enfim, a todos que não se calam.

    André, resta saber como esse mesmo Koff e o C13 vão reagir diante da nota oficial da toda-poderosa.

  • Rita

    Leonardo Atleticano,
    É exatamente o que me pergunto.

    Tipo votar… nem de perto envolve a paixão pelo esporte,
    mas sempre resisto à idéia de votar pra tudo em branco.
    Ainda cairá essa minha resistência.

  • BASILIO77

    Dona Rita…quanta empáfia dos que se acham bem informados consumindo UOL, ESPN, FOLHA e outros tantos veiculos que se dizem “independetes”…
    A verdade vem de brinde junto da assinatura de TV?
    Assistir à uma comédia de Juca de Oliveira e Marilia Pêra, depois jantar na cantina e tomar vinho de jarra….não te torna intelectual…achas que vês o que ninguém vê…achas que não és massa de manobra… achas que tens suas proprias ideias…são iguais as que lê…mas não se achas manipulada.

    A ditadura nas federações e C.Trezes da vida é a ditadura dos pequenos.
    O “bolsa-clubinho” vai diminuir, proporcionalmente falando. E vai ter grito.
    Entre outras brigas, há a de SPFC x SCCP…pra variar…ou Julio Cesar casares, diretor de MKT do sampaulo não é diretor da REDE RECORD? Aí não há conflito de interesses, são todos lordes, gente fina que fala bem o português.

    Enfim, é uma questão de sobrevivência.
    Em 30 ou 50 anos, talvez o campeonato brasileiro seja equivalente ao que é hoje o estadual, a libertadores ao brasileirão e tenhamos um mundial com 20 clubes em jogos de ida e volta.
    Num grande centro como o de SP, haverá espaço para quantos clubes realmente grandes?
    Quem viver verá.
    “Saudações a quem tem coragem, aos que estão aqui pra qualquer viagem.”
    Abraço a todos.

  • Rodolfo

    Para mim, o grande problema nessa história é que a globo compra a imagem de 20 clubes para esconder 18 e beneficiar apenas 2.
    Não a toa, curintia e flamengo adotam medidas para apoiar a emissora carioca, são parceiros comerciais.
    Espero que os demais clubes deixem de ser os otários da história, vendendo sua “imagem” para alguêm que a compra apenas para ter o poder de fazer com ela o que bem entender (entenda bem entender como impedir que outra emissora tenha outra politica de exibição dos jogos, etc)
    Que a globo tenha apenas o direito sobre os jogos do flamengo e  … faça um torneio entre os dois com turno e returno e rereturno … 70 jogos entre os dois times por ano ….
    a diferença na audiência não é tão grande ao ponto de justificar tamanha diferença no tratamento dos clubes pela detentora do monopolio das transmissões …

  • Ricardo

    É simples acho eu. Os clubes se organizam e se acertem quanto ao ratiamento das cotas.Sem C13 nada oque ele faz?Oque ele resolve?E os clubes que vendam seus jogos e negociem oque for melhor para eles.Eles os clubes que profissionalizam – se para entender e negociar melhor oque de fato é de direito de cada um e pronto.Nesta história não tem santo não nem C 13 nem Globo e muito menos Record tudo aí vende até o olho da mãe se pagar bem.

  • Willian Ifanger

    Grande trabalho jornalístico.

    Não que ele seja algum salvador da pátria, já que demorou muito pra tomar esse tipo de atitude. Mas bom saber que no seu provável último ato criou um desconforto no poder.

    Que o exemplo seja sempre seguido, mas com mais frequencia.

  • kafepaulo

    Fábio Koff foi procurar amizades justamente nos seus criticos, para fazer o papel de bomzinho, más a carapuça não serve não, pois somente aqui, que todos os mascarados dão a sua cara, pois todos sabemos o quão podre são os todos envolvidos, inclusive os maestros que a tanto tempo, ditam as regras nesse nosso futebol…eh também aos muitos blogueiros que vão sempre na contra mão ou na mão dos que tem poder e propinas para serem distribuidos, ou ainda, que usufruirão no futuro de clubes, federações, confederações…eh digo isso, pois também o Jucas, Paulinos, Netos, Ronaldos, Chicos e que tais, também tem os seus objetivos, para serem alcançados no futuro, sejam na situação ou oposição de agora ou futuro próximo, conforme os seus objetivos…
    O que mais me estranha nessa situação toda, é que os caras já sabiam de antemão, de que tudo isso viria a tona, desde a eleição do C13 no ano passado. Gostaria de saber, o do porque, FK, que diz ser o Juju o sucessor natural da cadeira de presidente, por que se candidatou a releição em 2010? Levaria algum agora na licitação, além do salário polpudo que recebe na entidade? Por isso colocou na diretoria, seus pares do spfc? Desde o presidente, diretor de marketing(que é Record), e conselheiro mor de lá para negociar com as tv’s? Muito estranho isso ai…
    Para a participante que perguntou como a CBF e C13, vão ficar, simples…CBF continua toda poderosa, junto com a Globo, que distribuirá migalhas para as outras, espn/br, ficará cada vez mais as minguas, e C13 já era, alias já vai tarde, pois se é para fazer somente politica, e dar guarida a certos criticos, que acima de tudo são somente cri cri para conseguir audiencia, nunca vai fazer falta aos amantes do futebol, somente aos interesseiros de plantão, como sempre…

    AK: Só rindo. A internet é uma bênção.

  • kafepaulo

    Ao Rodolfo,

    Na questão de transmissão de futebol, tem como prioridade a audiencia, pois se trata de uma transação comercial, eh para gerar dinheiro, só tem esse caminho. A questão do monopolio que diz, eu não vejo assim, pois hoje, por exemplo, se a globo desistiu de concorrer a licitação, pois anteviu o esvaziamento da mesma, aonde está o erro?
    Culpa da globo ou politica interna do futebol? Será que não é melhor combater ou aparar arestas, do que ficar chorando as pitangas?
    Nessa situação toda, o prazo da licitação está correndo, para as demais emissoras convidadas, eh o que reclamam? Ah tá, dar guarida ao C13 e culpar a CBF e globo.
    Façamos então uma analogia do que poderá acontecer, se na situação atual, o C13 conseguir vender as transmissões do Bra12, para a Rede Record, por uma minharia, pois a representatividade dela será quase nada, os valores serão muito abaixo do que recebem hoje, os grandes do Brasil, eh voce acha que algum clube desses não vão negociar que o jogo seja transmitido por um rival, que tenha o contrato exclusivo de transmissão, tipo Atl/MG verso Corinthians, será que a Record teria cacife de não permitir a transmissão simultanea desse evento, pois também não poderá transmitir, pois cairia também na permissão que o Corinthians teria de conceder…Não é perda para todos os lados? Vc ainda acha que a Rede Record é uma coitadinha?

  • kafepaulo

    André,

    Porque só está rindo…explique!!!!!

  • Gabriel de Leão Caldart

    É aparente a podridão do nosso sistema que envolve o futebol. Por muito menos já vi gente deixar de acompanhar futebol por decisões extra-campo. Meu time, Coritiba, que em 87 levou a canetada deste mesmo senhor Ricardo Teixeira que o rebaixou à série C, e agora, vejo os dirigentes do meu clube aliados a este lado podre, que nunca se interessou pelos clubes, que vendeu a seleção a patrocínios caros e jogos festivos, que nunca fez questão alguma de manter os melhores jogadores aqui no país. Renegou o futebol, as categorias de clube, os clubes formadores, os clubes de grandes torcidas, nunca moveu uma palha para ajudar e quando pôde negociou por interesse, ê Brasil

  • wobbuffet

    Seria interessante alguém fazer uma pesquisa historiográfica, ou até jornalística, para tentar explicar como o flamengo e o corinthians se tornaram “tão grandes” e qual o papel da globo nesse processo.

    Afinal, faz anos que na TV aberta, aqui no RS, raramente passam jogos da dupla GRE-nal pelo Brasileirão na globo (na band, são jogos sempre de times do eixo RJ-SP). Na grande maioria das vezes são transmitidos jogos dos times supracitados.

    Destarte, não deve ser tão absurdo presumir que, em estados sem times de grande tradição, as pessoas acabem, por falta de opção, assistindo sempre aos jogos do corinthians e do flamengo e, assim, paulatinamente possam criar vínculo de afeto com tais times.

  • Jean Carlos

    Acabo de pegar um comentário totalmente tendencioso em um Blog do GLOBOESPORTE.COM, no olhar cronico esportivo… Fico bravo com pessoas como o blogueiro da Globo, tentando passar uma opinião tendenciosa como se ela fosse pensamento livre e desprovido de lados…

    Não defendo que NENHUMA emissora tenha preferencia pelo produto futebol, defendo a simples CONCORRÊNCIA!
    E não posso crer que um comentarista, no site da empresa que tem o status quo do Futebol nacional a mais de 20 anos, permitisse qualquer comentário livre a respeito de livre concorrência em algum tema que, para este mesmo grupo, é de seu domínio! E contra isto que luto e não concordo com a maneira GLOBALIZADA da emissora plim plim. Ela acha o povo, sua massa de manobra…

    Sim, a globo se fez com futebol, é a globo atual com seu poder e audiência, por causa do futebol, e acha que pode só pelo seu prestigio, se manter com o mesmo produto.

    A concorrente, sabe o que o futebol fez pela Globo, esta disposta a investir como nunca, atrás de um produto que pode dar um salto inimaginável em sua emissora, e joga o valor do que quer comprar para patamares totalmente favoráveis para os clubes nacionais!

    Não discute se emissora A ou Globo são melhores ou piores. Para mim, ambas são emissoras de TV. Quero sim, HONESTIDADE na disputa, e que ganhe quem pagar mais! Audiência não é dinheiro para clube, não traz craque, e o futebol por si só faz audiência! Dinheiro sim, traz independência a clubes e craques para os campos… Simples…

    Se jogadas como as atuais, praticadas pela Globo e Clubes como o Corinthians, alem da CBF, pudessem ser medidas e quantificadas, talvez a Emissora descobrisse, que se torna cada vez mais amiga de Corinthianos, e cada vez mais odiadas por TODOS os outros torcedores! O custo disto demora anos para ser descoberto, mas quando aparecer, já é tarde demais…

    Por uma transmissão laica de jogos de futebol, sem favorecimento por contatos escusos com time A, Federação B ou Empresario C. Que ganhe quem tiver que ganhar, pagando mais para nosso futebol!

    Duvido que isto seja publicado no site da maior interessada (até o momento, pode mudar!) em que nada mude no futebol brasileiro…

  • Leonardo Xavier – DF

    Muito pertinente a opinião de alguns colegas aqui. Só queria dizer que essa peleja é de cachorro grande mesmo, e que absolutamente ninguém nessa história (inclusive a classe jornalistica) é santo nessa história. No final das contas coitado é do orelha seca do torcedor aqui, que vai continuar esperando até as 10 da noite pra assistir um futebolzinho de um time na tv, que provavelmente não será o meu (sou corinthiano e em Brasília só passa jogo do Flamengo, na Globo ou na Band) – ADD ETERNUM!!! E olha que eu sou privilegiado por ser corinthiano.

    Eu fico imaginando uma negociação com essas “figuras extraórdinárias” Edir Macedo, Ricardo Teixeira e Marcelo Campos (TV Globo)… nossa!! São três Sr. Burns (Simpsons) juntos.

    No final das contas, seja na Globo, Na Record, na Tv Cultura, no Cartoon Networks, eu quero assistir o Timão, e queria que as demais emissoras passassem jogos de outros times, de forma mais democrática…

  • Edjan

    Leonardo Xavier

    Você é 1° a estar errado

    pois mora no DF e torçe para o Corinthias, por que?

    influência da mídia?

    AK: Quer dizer que alguém que mora no DF tem de torcer para o Brasiliense? Ou, talvez, para o Goiás? Por favor… um abraço.

  • Paulo José

    Olha. A Globo é igual a Hitler, o Nazismo e sua política de marketing. Se Goebels, Ministro de Hitler, estivesse vivo seria um dos executivos da Globo. A Globo ignora times como São Paulo, Santos, Grêmio, Inter, Atlético, Cruzeiro, Fluminense, Vasco, Goiás, Bahia, Vitória, Sport, Curitiba, Atlético-PR, Avaí…e aí vai. Só pensam em Corintians e Flamengo…é só eles na foto.Isso esvazia as torcidas nos outros estados. Cria um mercado consumidor muito fácil de controlar, centralizado.Sem falar que todas suas reportagens são centradas nestes dois. Além disso a Globo não é nada democrática, basta lembrar da Ditatura militar e como a Globo enriqueceu..quando estava a beira da falência. Eles querem dominar tudo para controlar ainda mais o mercado…e como hoje a massa não pensa…Será que temos que passar por uma nova ditadura para o povo acordar??? Nem isso adianta. Hoje em dia ninguém lê, ninguém pesquisa…e Globo vende sua programação para idiotas. Que o diga BBBs, Faustão, Novelas…Cada povo tem o que merece.

  • Rita

    Caro BASILIO77,
    Empáfia foi a sua qd se dirige a mim dessa forma.

    Não me considero mais bem informada tampouco intelectual.

    Não se trata de uma disputa entre São Paulo x Corinthians, como vc vem tentando parecer.

    Dá licença eu dizer que acompanho o Juca desde que me entendo por gente,
    que me identifico com os pensamentos dele e valorizo as denúncias que ele faz assim
    como de outros jornalistas que coincidentemente estão na ESPN,
    não na TV por assinatura em geral, como também gosto de jornalistas do Cartão Verde da Cultura.
    Outro dia encontrei o Xico Sá num bar e apesar de minha timidez, me dirigi a ele para dizer que gosto do trabalho dele. Quem dera eu encontrasse o Juca… Se é pra ser manipulada que seja por essas pessoas as quais admiro. OK?

    O que vc ouviu sobre esse imbróglio na Globo ou nos canais SPORTV???
    Isso é prezar pela informação?
    Na minha opinião não, mas há quem curta esse tipo de jornalismo. Eu não.

    Ah, nunca tomei vinho na jarra, mas não tenho absolutamente nada contra quem toma.

  • MAICON RS

    Boa tarde Juca!!!

    se médias gostaria de esboçar minha opinião a partir dos primeiro times que sairam do clube dos treze.
    Me vem ai uma interrogação por que tanto egoísmo,entenda minha visão (corintians,fluminense,flamengo(falido),vasco(falido),botafogo(…) pocha por querem tanto a mais que os times por vcs ai do centro do país nomeados de menores ou não citados talvez como (GRÊMIO,INTER,ATLÉTICO PARANAENSE,GÓIAS,ATLÉTICO GOIANIENSE,CRUZEIRO,ATLÉTICO MINEIRO)PENSE REFRESQUEQUEM UM POUCO A MEMÓRIA DE VCS AI EM CIM TIRANDO “SÃO PAULO E PALMEIRAS” QUAIS OS TIMES MAIS REGULARES DOS ULTIMOS ANOS?
    Pensem inter campeão de tudo (dificil assumir já que sou gremista)gremio(chegando sempre libertadores,copa do brasil),cruzeiro( segundo time mais bem administrado do país)perde apenas pro são paulo,poderia ficar o resto da tarde falando,ganham muito menos por exemplo um vasco que é o que estamos vendo o clube grande mas que hoje é midiocre assim como botafogo.
    Nossos clubes aqui do sul pelo menos estão se profissionalisando com os poucos recursos que obtem e formando sempre times competivos,dae vão falar ta mias flamengo foi campeoa brasileiro a dois anos dae eu responderei e dai pois a maioria do jogadores qua ali estavam vieram por intermédio de empresário que como sabem que a exposição não comquistada e sim dada ao flamengo os levaram pra ai assim como fazem no corintians por exemplo.
    aqui estão trabalhando forte as pratas da casa.
    não sou jornalista por isso me faltam palavras pra me expressar mas acho que exposição na midia deveria ser comquistada no campo por exemplo. como pode o flamengo quase ser rebaixado ano passado apesar dos milhões ganhar mais que um inter que foi campeao da libertadores ou pior acharem que todo mundo ama o corintians e nos empurrem guéla abaixo,
    eu como torceor de futebol quero ver o espetaculo, a garra dentro de campo sou fanátioc pelo meu grêmio mais não sou burro sei que o grêmio por exemplo não deve ganhar mais hoje por exemplo que um cruzeiro e quem sabe até um inter mas ganhar menos que botafogo,fluminense… não da pra querer acho que a idéia de divisão por torcedores ou expositores é no minimo injusta gostaria de saber como seria por exemplo se o meu grêmio ganhasse o que ganha o corintians?
    comentem ai!!!!!

  • Kako

    Só espero que o meu Gremio não engrosse a lista dos dissidentes do clube dos 13. Se nao, eu paro de ir nos jogos!

    Fabio Koff to contigo e nao abro! A uniao faz a força! Futebol nacional é uma vergonha! Tah na hora de mudar isto!

  • Paulo

    Essa palhaçada que é o futebol só podia estar por tras a palhaçada que as transmissões de televisão. Agora na mão da globo não poderia ser diferente, pois é uma imprenssa corrupta e maldosa. Lembram do que fizeram com o dunga na Copa? Não gosto dele, mas acho que respondeu a altura. Estou com o FAbio Koff, homem honrado e direito na luta em toda sua vida para moralizar o futebol.
    Koff crie urgentemente a liga e manda esse do Ricardo Teixeira pro inferno. Alguem tem que ter coragem de derrubar essa corja.

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo