FDS DAS ESTRELAS



(um tempinho no adorável tema Taça das Bolinhas/C13…)

O que aconteceu na quadra do Staples Center, na noite de sábado, foi surpreendente.

O tradicional, mas aparentemente esgotado, concurso de enterradas foi revitalizado na rodada decisiva entre Blake Griffin e JaVale McGee.

Griffin, você deve ter visto, saltou um carro estacionado perto da cesta, pegou uma bola jogada por Baron Davis (pelo teto solar) e cravou para vencer.

A ideia rendeu mais do que o prêmio ao jogador do Los Angeles Clippers. Griffin avisou a Liga sobre os planos de usar um carro no concurso, e a NBA rapidamente garantiu que o veículo seria de uma marca parceira.

Durante a semana, os representantes do jogador acertaram um contrato de patrocínio pessoal com a montadora.

Fiquei curioso sobre o que aconteceria com o carro. A informação é que ele será doado aos Clippers e deve ser envolvido em alguma ação filantrópica.

Por causa de Griffin, a pergunta “o que vão tentar no ano que vem?” volta a valer. Se bem que as questões trabalhistas entre donos de clubes e jogadores, a exemplo do que está acontecendo na NFL, podem causar a suspensão da próxima temporada.

O evento principal começou com um showzaço de Lenny Kravitz, fazendo a apresentação dos jogadores. Melhor, muito melhor, do que o show do intervalo do recente Super Bowl.

E de Kravitz a Kobe, com o evidente objetivo de terminar a noite com o troféu de jogador mais valioso, custe o que custar.

De todos os jogos festivos dos quatro principais esportes americanos, o da MLB talvez seja o mais interessante, por valer mando de campo na World Series.

Mas a NBA é global e seu All-Star Game é sempre uma atração. Fica ainda mais legal quando se percebe, como no pedido de tempo em que LeBron James deixou claro aos companheiros do Leste que queria ganhar o jogo, que há um pouco mais do que diversão em quadra.

Bryant ficou com o prêmio que pretendia, em casa. Era até esperado.

Griffin, que ninguém se esqueça – também estava em casa, fez o que ninguém imaginava.



  • alex

    Achei q levar o Griffin a final foi meio q uma forçada de barra.
    Foi como se a vitória tivesse q ser dele…show preparado e vitória garantida.
    Isso a parte…belas enterradas no jogo naum éh? Com direito a 2 tabelas; 3 bolas, ursinho. rs
    Um show.

  • Leandro Azevedo

    No Dunk Contest, o McGee fez as enterradas mais dificeis, mas o Griffin tem “showmanship”, que nesses casos vale mais… sem contar que estava em “casa” (pq o Staples Center eh a CASA dos Lakers, “emprestada” ao Clippers hehe)

    E no jogo principal, nao restava duvidas que o Kobe queria mais uma vez mostrar que a liga ainda eh dele, e em LA nao ia ter pra ninguem.

    Ainda teve na sexta, o Justin Bieber ganhando MVP do jogo das estrelas em cima do Pippen hehe

    Mas tudo isso ficou meio em segundo plano para Mello vindo para o Knicks. O que se comenta aqui eh que a troca soh foi feita pq o Dolan (Isiah Thomas??) passou por cima do que queriam o D’Antoni e o Walsh que estavam achando o preco muito caro. E hoje, os tickets para o jogo contra o Bucks amanha, que ate ontem estavam a venda por $60, jah custam $185… que beleza!!!

    AK: Esse envolvimento do Thomas é a parte preocupante. Pode fazer com que o GM Donnie Walsh, arquiteto das mudanças no time, saia. O contrato dele está no final. Dolan, o dono, é um dos responsáveis pela transformação dos Knicks em piada nos últimos anos. Isiah Thomas é outro. E seu envolvimento, de fora, deveria ser monitorado tanto pela NBA quanto pela NCAA, já que ele hoje é técnico de universidade. Um abraço.

  • Anna

    Foi um All Star Game sensacional. Adoro Kobe Bryant. Gostei muito de ele ter ganho o MVP. Gostaria de vê-lo no New York Knicks. Por enquanto, tenho que me contentar com Carmelo Antony. Eu adoro Lanny Kravitz, já fui até a um show dele em Copacabana, 0800, assim como também adoro o Black Eyed Peas, que fez o show no intervalo do Superbowl.

  • André Bastos

    Acho que a obrigação de quem quiser vencer o próximo concurso é criar alguma coisa com elementos dos X-Games.
    Já pensou se montam um mini half e aparece um louco voando até a tabela de skate ou bike??

    SRN

  • Leandro Azevedo

    Deixar o Thomas ter qualquer involvimento com o Knicks ou qualquer outro time profissional eh um absurdo, ate pq tem todos os elementos de violar as regras da NCAA.

    O problema, como voce bem falou, eh que o Dolan parece adorar o Thomas (por alguma razao que NINGUEM consegue entender), e mesmo depois de ter que pagar mais de $15 milhoes naquele caso de assedio sexual do Thomas contra uma funcionario do Garden, a relacao dos dois parece mais forte do que nunca. O Thomas foi usada pelo Knicks para tentar trazer o LeBron e nao seria surpresa para ninguem se ele voltasse a ser o GM dos Knicks depois da saida do Walsh, o que seria uma grande pisada na bola do Dolan… mais uma!! Um caso de um cara que herdou a fortuna do pai, e hoje soh mete os pes pelas maos.

    Mas a troca tinha que ser feita… o Knicks nao podia perder o Mello pro Nets que em 2 temporadas vai estar jogando no Brooklyn com uma arena nova. O vacilo na minha opiniao, foi que eles esperaram demais, e quando o Nets voltou a negociar, o preco pedido pelo Nuggets aumentou consideravelmente, ate pq tinham noticias que o Nets ia oferecer de 3 a 5 1st round picks mais jogadores.

    Abs

  • Alex

    Os caras sabem mesmo fazer show, mesmo que já tenhamos visto melhores All-Star Weekend.

    Eu gosto da criatividade nas enterradas, mas gostava mais quando a cravada “rachava”o chão do ginásio.

  • felipe

    o cara q deu a cravada dulpa devia ter ganho…

  • Willian Ifanger

    Daqui a pouco o Concurso de Enterradas será feito a céu aberto e neguinho saltando de helicóptero preso a uma corda de “bungee jump”…..hehehehe

  • Puta apresentação, hein…

    Abraço!

  • Teobaldo

    A dobradinha Antony-Stoudemere pode dar samba (e espero que dê), mas ainda confio muito no meu Boston Celtics, embora envelhecido. Lamentável o Thomas ter se transformado no tipo de dirigente (?) que é. Na minha modesta opinião, ele foi o maior armador que vi atuando. Até hoje não consigo perdoar a ausência dele no primeiro e único Dream Team, por intervenção direta do Irving Johnson que para mim, após esse episódio, perdeu a aura de “magic”. E eu que achava que a exclusão do Thomas tinha sido por imposição do Jordan… Um abraço.

  • Teobaldo

    Corrigindo: Stoudemire

  • AlexVeloso

    André, queria saber a tua opinião sobre a ida do Carmelo para Nova Iorque. Na minha opinião o efeito prático só vai ser visto na próxima temporada. Ele, o Amare e ainda o Galinari podem ajudar os Knicks. E eles bem que precisam de ajuda, já que não classificam para o mata-mata há já uns oito ou nove anos!!
    Também acho que a contratação dele para os Knicks era para a diretoria uma questão de honra, depois de no início da temporada o LeBron ter ido para Miami. Eles precisavam de uma estrela. Mas se ele tiver em NY o mesmo sucesso do T-Mac então……….

    AK: Muita gente acha que os Knicks pagaram muito caro. Mas vejamos: Raymond Felton é o cara que mais dói ver ir embora. Jovem e muito promissor. Mas ele será substituído por Chauncey Billups, que é um campeão provado e um cara conhecido pela liderança e atitude. Wilson Chandler é um ótimo arremessador, que está sendo trocado por Carmelo Anthony. Sem mais comentários. E o Danilo Gallinari é outro jovem promissor, mas ninguém pode garantir que será uma estrela. O plano do NYK é, também, usar a dupla Amare/Melo (sob contrato até 2015) para atrair uma terceira estrela no ano que vem, que pode ser o Chris Paul, o Deron Williams ou até o Dwight Howard. Aí, sim, o time será muito forte. Pode dar errado? Lógico. Mas será bom ver os Knicks jogarem, o que não acontece desde 1999. Um abraço.

  • AlexVeloso

    Foi mal aí galera! Só vi agora que o Galinari foi envolvido na troca e foi para Denver!

  • BASILIO77

    AK, e a briga pelos direitos de TV?
    A cobertura da mídia, em especial a ESPN, tem colocado isso apenas como uma briga política…quando se trata de uma questão TÉCNICA. Matemática. Financeira.
    Uma questão facilmente mensurável e, com um minimo de bonsenso, resolvida.
    Man isso implicaria em mudanças nas divisões dos valores envolvidos…para SCCP e Flamengo ganharem mais, alguém terá de ganhar menos. Há anos que a divisão me parece desigual…sob o ponto de vista quantitavivo e qualitativo da audiencia e exposição das “marcas”.
    Sanchez tá coberto de razão nessa briga.
    Há anos que o tubarão tem dividido a comida com as rêmoras.
    Tubarão é tubarão. Rêmora é rêmora.
    Abraço.

  • Leandro Azevedo

    O Deron Williams, pelo que diz o site da ESPN agora acaba de ser trocado pro Nets…

  • André, vamos lá… proponho um desafio… olha os times… de um lado: Derrick Rose, Dwyane Wade, LeBron James, Amar’e Stoudemire e Dwight Howard. Do outro: Chris Paul, Kobe Bryant, Kevin Durant, Carmelo Anthony e Tim Duncan.

    Forme uma seleção com eles.

    Pra mim: Dwyane Wade, Kobe Bryant, LeBron James, Amar’e Stoudemire e Tim Duncan.

    Abraço!

MaisRecentes

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo