NOTAS PÓS-RODADAS (e a Seleção)



Alguns pensamentos sobre o que vimos ontem:

Como teria sido o segundo tempo de França x Brasil (1 x 0: Benzema) , se Hernanes não tivesse sido expulso?

O próprio Hernanes deve estar se fazendo a pergunta. E como ele tem mais elementos do que nós para respondê-la, seu incômodo deve ser maior.

Não havia brilhantismo no futebol da Seleção até o cartão vermelho (mistura de precipitação com imprudência de Hernanes, que não é um jogador de quem se espera esse tipo de coisa), aos 39 do primeiro tempo.

Mas havia tranquilidade. O time não mostrava nenhum problema por estar num lugar onde o futebol brasileiro sofreu tanto.

A desvantagem no número de jogadores desequilibrou tudo. Robinho, que no intervalo falou na necessidade de recuar para ocupar espaços que teoricamente não são dele, não conseguiu impedir o avanço de Menez pela direita. A cobertura de Lucas também chegou atrasada. Gol de Benzema, com a 10 de Zidane, que via o jogo das tribunas.

Não ficou pior porque Júlio César não deixou. Não ficou melhor porque Hulk se atrapalhou diante do goleiro Lloris, no finalzinho.

Resultado normal, sem deixar de ser ruim, porque é o segundo revés seguido.

Escrevo mais sobre o jogo no Lance! de hoje. O texto estará aqui (atrasado, seu sei) amanhã.

______

Messi jogou bem ontem pela Argentina (2 x 1 em Portugal: Di Maria, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi). É preciso dizer isso porque há quem não o reconheça como craque enquanto não fizer por seu país o que faz por seu clube.

A jogada do gol de Di Maria foi ele quem criou. O passe foi genial.

______

A frase de Muricy Ramalho (“não merecemos mais do que um empate”) resumiu a estreia do Fluminense (2 x 2 com o Argentinos Jrs: Niell-2 e Rafael Moura-2) na Copa Libertadores.

O grupo 3, que ainda tem o América-MEX e o Nacional-URU, não é fácil.

Aos 36 minutos de jogo aconteceu mais um lance que reforça a necessidade do uso da tecnologia para ajudar a arbitragem.

Pelo menos, o chip na bola.

André Luis salvou em cima da linha o que seria o primeiro gol argentino. As imagens mostram que a bola não entrou totalmente, portanto a arbitragem acertou. Mas é o tipo de lance que só pode ser processado, no momento em que acontece e sem dar margem a dúvidas, pela eletrônica.

Pela milionésima vez: já passou da hora.

____

Liédson estreou pelo Corinthians (4 x 0 no Ituano: Ramirez, Chicão e Liédson-2) no mesmo ritmo em que jogava em Portugal.

O que nos obriga a uma pergunta: não deveria ter chegado antes?



  • Fala Andre…. sim, o Liedson deveria ter chegado antes. O problema foi que a diretoria contava que o Corinthians passaria facilmente pelo Tolima, o q todos nos sabemos, nao aconteceu.

    Agora temos um ataque reforcado pra disputar o Paulistao e o Brasileirao.

    Enquanto nao houver planejamento, a Libertadores continuara a ser apenas um sonho.

    abs

    Cleber

  • Leandro Azevedo

    Assisti o jogo pela FOX Sports en Espanol aqui nos EUA e creio que as imagens sao as mesmas da transmissao no Brasil, mas fiquei com a impressao (e o narrador e comentarista do jogo tb) que a bola inteira entrou antes do Andre L. tocar nela.

    Agora bem disputado e sem tranquilidade ficou a selecao Sub-20 ontem, principalmente depois do Diego Mauricio ter perdido o segundo gol logo depois do Casemiro abrir o placar. Acho que so no 1o tempo foram 2 bolas tiradas por zagueiros brasileiros em cima da linha e no segundo tempo o Romario salvou um gol certo aos 22… sem contar numa defesa do Gabriel no fim da partida. Com a sorte do Uruguai ter ganho, a vaga eh praticamente nossa.

    Abs

  • Danilo Otoni

    Aos pitacos dos que vi:

    França 1 x 0 Brasil – Não se pode dizer (mesmo!) se o Brasil ganharia, empataria ou perderia com Hernanes em campo. Ele não é um jogador violento, mas errou feio, logo, foi penalizado. Porém, nota-se que o meio-campo brasileiro não funcionava com os 11 iniciais, muito menos com 10! André Santos deixa muito espaço atrás e provoca uma avenida em suas costas – por onde saiu o gol francês. A culpa não é de Robinho que não acompanhou corretamente Menez, mas do camisa 6 que não estava lá. No geral, foi bom pro Mano olhar algumas coisas, pois vale mais perder da França por 1 a 0 do que golear a Sri Lanka por 8 a 0.

    Fluminense 2 x 2 Argentino Juniors – Uma das coisas que falta no futebol brasileiro é a soberba perante alguns adversários sulamericanos. A maioria de nossos técnicos não assiste à nenhum jogo sequer dos times de fora, ao contrário dos treinadores vizinhos. Ontem, o técnico argentino sabia que existiam brechas nas costas dos laterais tricolores e orientou seu time a jogar por ali. A altura de um atacante vira um mero detalhe quando a zaga não está bem posicionada em função de desanuviar o perigo de gol. Tudo bem que Fred faz falta, mas não era pro Flu perder pontos nesta partida. Faltou também, aí por opção de Muricy, Araújo como companheiro de Rafael Moura.

  • Pablo

    Fala Andre,
    estou sempre acompanhando o blog. Mais uma vez parabéns pelos textos

    Vi que você criticou a camisa da seleção brasileira (eu também achei feia), gostaria de saber sua opinião sobre a camisa usada pela França, achei das mais bonitas usadas atualmente, com um estilo retrô

    Abraços

    AK: Escrevi sobre isso no twitter e no jornal. A camisa nova da França é linda. Perto dela, a nova do Brasil fica ainda pior. Um abraço.

  • Anna

    Hernanes não pode ser estigmatizado por uma infelicidade, um excesso violento praticado por nervosismo e ele nada tem a ver com o Felipe Melo. Tem extremo talento e merece outra chance na Seleção. Espero que Mano perceba isso. A Seleção precisa de um meia de ligação urgente: Ganso ou Kaká, ou quem sabe até os dois. E a lateral esquerda está sem posto. André Santos não convenceu. O gol francês nasceu por ali e Benzema fez o que quis por aquele lado do campo. Eu penso como o Leo bertozzi: acho melhor perder agora pra adversários fortes e tradicionais do que ganhar de Zimbabwe ou Irã. Os pontos fracos ficam expostos e se melhora! Agora, a Copa América pro Brasil será pedreira!

  • Edouard Dardenne

    Não tinha chance de ficar quase um ano todo sem visitar esse e alguns outros blogs, como se pode imaginar, não é? Tampouco dá para diminuir a paixão pelo Coringão, apesar do tropeço nosso de cada ano.
    Não se pode dizer que o Corinthians fez um bom jogo ontem, apesar do placar. Mas o time esteve mais bem postado em campo, jogou com mais serenidade (mas sem apatia…), vimos os laterais ultrapassando para cruzar a bola e, notavelmente, um ataque com mais mobilidade…
    O Morais quer a vaga. Duas assistências em dois jogos. Gosto do time no 4-2-2-2.
    O Roberto Carlos vai embora, e vamos ter q resolver se o M. Oliveira é uma boa opção.
    A dupla de zaga ainda peca na linha.
    Mas dá para fazer um Paulistinha respeitável. Brasileirão, nem pensar.
    Liédson é o atacante que eu esperava. Discreto, mas fazedor de gols. Sabe se posicionar, combate a saída de bola e tem boa velocidade. Que não se machuque.
    Acho que a contratação do Capita como Gerente de Futebol fez bem ao time.

    A camisa do Brasil é horripilante e agride nossas mais comezinhas tradições.
    Um ou outro motivo seria suficiente para aposentar o modelo. Os dois juntos fazem que a medida seja para ontem .

    Ao Danilo Otoni: Quem dá aquele combate ao meia que progride em direção à linha de fundo conduzindo a bola é quem compõe o meio de campo, e não o lateral. Nos times do Mano, e em vários outros, quando a bola é conduzida pelo meio, o lateral vai fechando em direção à área. A falha do André talvez tenha sido em não fazer o corte no 1º pau, e não em ter permitido que o meia avançasse e fizesse o cruzamento. No mais, não se pode exigir(coisa que ele fez pouco) que os laterais apóiem em ultrapassagem e depois reclamar que ficou um espaço vazio atrás. Acho que o problema foi mesmo falta de cacoete do Robinho. Taí uma coisa que ele precisa aprender a fazer isso com o Jorge Henrique.

    Um abraço.

    AK: Primeiro, bem-vindo. Segundo, posso me meter na sua conversa com o Danilo? Acho que o que houve no gol foi uma soma de problemas que, num clube, não aconteceria. Principalmente nos times do MM, em que as funções são bem definidas e quem não presta atenção não se cria. Na Seleção, sem treino e sem as coisas bem fixadas, fica mais difícil. Para mim, o Robinho falhou. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Obrigado, eu estava sentindo falta da sua comunidade aqui.
    E quanto à conversa, não é minha com o Danilo. Apenas enderecei a ele para não ficar sem pé nem cabeça. Claro que a sua (que é dono do blog…) e quaisquer outras opiniões serão respeitosamente bem vindas.
    Finalmente, quero apenas destacar que também em minha opinião o erro foi do Robinho. Quando me refiro ao meio-campo que deve acompanhar o meia do time adversário, me refiro justamente a quem fazia esta função naquele momento: o Robinho. Quem acompanhou o trabalho do Mano chegou a ver o JH marcando como lateral e como volante, dependendo da posição da bola no campo. Acho que ele esperava isso do Robinho ontem…
    Um abraço.

  • Wanderson

    Ola! Não acho que a polêmica seja algo gostoso no futebol, mas fiquei pensando e me perguntando o porque que a impressa esta achado natural o Brasil perder duas partidas seguidas, Argentina e França. Se fosse o Dunga?

  • Rodrigo

    Não consegui acompanhar o jogo do Brasil, e só agora pouco vi o gol e a expulsão do Hernanes. O Robinho foi o capitão do Brasil?? Só pode ser brincadeira, né?

  • Paula

    Robinho foi o que normalmente é: um jogador que pouco aparece a maior parte do tempo e é facilmente marcado (por bons marcadores). nâo gosto dele e acho que o brasil perde com ele. Tomara que Neymar tire o posto dele heheheh.

    Agora Andre, me intriga no futebol jogadores que qdo outro companheiro está combatendo o adversário vai fingir que vai combater. Atrapalha o marcador inicial e normalmente libera o adversário para o campo. Odeio isso! Ronaldinho Gaucho, Roger, Robinho são bem esse estilo.

  • Leonardo Pires

    Certamente seremos remetidos ao IUPST, mas a pergunta do Wanderson me parece fazer sentido…

MaisRecentes

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo

Sozinho



Continue Lendo