COLUNA DOMINICAL



(publicada ontem, no Lance!)

BATE O SINO, PEQUENINO

O espírito natalino dominou a FIFA. Ninguém verá o presidente Joseph Blatter ao comando de renas puxando um luxuoso trenó pelas ruas geladas de Zurique. Não, normalmente os presentes fazem o caminho inverso, como mostraram as recentes denúncias publicadas pela imprensa inglesa, sobre o processo de escolha das sedes de Copas do Mundo. Jornalismo “de emboscada”, método discutível e revelador.

Mas isso não significa que Noel, o bom velhinho, não tenha capacidade para inspirar o dono da bola mundial. No caso em questão, a rota do trenó trocou o frio da Suíça pelo calor dos Emirados. Em Abu Dhabi, onde a Copa do Mundo de Clubes termina (ainda?) amanhã, Blatter mandou avisar: “Talvez tenhamos que tocar o sino no Brasil para dizer que a Copa é em três anos e meio”.

É refrescante perceber que o alarme do presidente da FIFA disparou, ainda que os alarmes nacionais pareçam vítimas de falta de energia. Talvez eles até toquem mas sejam interrompidos pelo bendito botão “snooze”, que remarca o barulho para dez minutos mais tarde. O problema é que a soneca por aqui está mais longa.

Um pouco de matemática (que já não era meu forte vinte anos atrás, quando era importante) de nível psicotécnico: se a Copa do Mundo no Brasil vai acontecer em três anos e meio, a Copa das Confederações acontecerá em dois anos e meio, correto? Acho que é isso. Bom… de acordo com o que temos ouvido de gente que conhece a matéria, ergue-se um estádio desse nível em dois anos sem muito drama. Foi o que fizeram na África do Sul, onde vários alarmes sobre atraso de obras soaram, mas a Copa ficou em pé.

Antes, os sul-africanos fizeram a Copa das Confederações com quatro sedes. A pergunta é se há alguma razão prática para crer que o Brasil fará igual, lembrando que o evento tem dois propósitos: testar a capacidade local de organização e mostrar à imprensa estrangeira o que está pronto para o Mundial. De fato, há uma pergunta mais urgente, sobre o número de estádios da Copa de 2014. Quantos serão? A ideia original era doze. Recentemente, um executivo de uma grande construtora falou em dez, talvez oito. Hoje não temos nenhum, mas esse não é o motivo principal da preocupação da FIFA.

“Quanto aos estádios, eles estão caminhando. Mas quanto à infraestrutura, não estou certo”, disse Blatter. Por infraestrutura, entenda-se aeroportos (ou “aeropartos”, como tão bem escreveu José Simão, na Folha de S. Paulo de ontem), setor em que a situação consegue ser pior. Mas é muito pior para quem viaja no Brasil do que para quem viaja ao Brasil. E é assim há tempos. A Copa do Mundo ser a razão para que se decida modernizar os aeroportos brasileiros diz o suficiente a nosso respeito.

O Mundial é bônus para alguns, ônus para muitos. Se os problemas do Brasil estivessem restritos a estádios, aeroportos e hotéis, o Natal seria melhor. A FIFA também estaria menos preocupada com nossa infraestutura. Será que Blatter não quer tocar o sino da habitação, das escolas e dos hospitais?



  • ZECA

    opa, André, não tem nada de útil nesse meu comentário, porém vc se engana quando fala “”… Talvez eles até toquem mas sejam interrompidos pelo bendito botão “snooze”, que remarca o barulho para dez minutos mais tarde…” pois o tempo padrão para o snooze nos rádios relógios é 9 minutos, o que não impede de vc ter um relógio que dê 10 minutos de lambuja.

    http://www.straightdope.com/columns/read/1361/why-does-the-alarm-clock-snooze-button-give-you-nine-extra-minutes-not-ten

  • Crescer 20 em 4 anos. Tarefa árdua para um país que regrediu alguns muitos em 8 anos.

  • leonardo atleticano

    André, a urgência e o desespero no cumprimento dos prazos é tudo que essa turma quer. Só assim poderão existir os contratos de urgência sem as devidas licitações. Isso no Brasil é descarado demais. A pressa e o planejamento ruim, na verdade é um plano muito bem elaborado de roubalheira, desvio e malandragem.

  • Marcel Souza

    Quem por infelicidade precisa viajar de avião frequentemente aqui no Brasil sabe que a situação está ridicula. Nada me leva a crer que vai melhorar até a Copa. Quem se sabe começarem a fazer algo nessa semana, ainda dê tempo! 😉

MaisRecentes

Feliz Natal



Continue Lendo

Mudar o meio



Continue Lendo

“O PF dos caras”



Continue Lendo