A FINAL DO MUNDIAL (e uma zebra na madrugada)



Em condições normais, eu diria que não existe chance de a Internazionale perder o título do Mundial de Clubes para o Mazembe.

Mas o que aconteceu na quarta-feira com o Internacional…

… não vai me impedir de dizer que não, não existe a menor chance de a Inter perder no sábado para o Mazembe.

Se um time de futebol congolês ganhar do campeão da Libertadores da América e do campeão da Liga dos Campeões da Uefa, na mesma semana, terá chegado a hora de repensar muitas coisas.

Fora a ordem natural do futebol, várias forças se posicionam contra o Todo Poderoso neste momento.

A Internazionale precisa ser campeã, o presidente Moratti mandou. O técnico Rafa Benítez provavelmente pedirá asilo esportivo nos Emirados Árabes se der zebra na final.

E o que é pior: a declaração de Diego Milito de que “o bom ambiente voltou a reinar na Inter” , ou algo nessas linhas, revela que os jogadores também estão engajados.

Por isso o Mazembe será vice. O que, convenhamos, é muito.

______

Numa nota pessoal, gostaria de compartilhar um momento que vivi nesta madrugada.

Com duas crianças que vão à escola pela manhã, e por outros motivos, o despertador toca bem cedo na minha casa. Para ser mais preciso: nesta época do ano, toca antes mesmo do dia nascer.

Por isso, só algo realmente muito interessante me faz ficar acordado até tarde.

Como o jogo de ontem entre New York Knicks e Boston Celtics, que a ESPN mostrou com Everaldo Marques e Eduardo Agra.

Eu costumava torcer para os Knicks, na época em que Pat Riley era o técnico do time e o pivô Patrick Ewing tinha muita moral mas entregava jogos no final com erros bizarros.

Isso aconteceu no meio da década de 90 do século passado, e desde então me afastei da mediocridade do time de alta folha salarial e baixo nível de basquete apresentado.

Não me empolguei com os boatos de que LeBron James estava a caminho. Não me empolguei quando Amare Stoudemire foi contratado para essa temporada. Não me empolgo com as notícias de que uma negociação para contratar Carmelo Anthony é uma questão de tempo.

Mas a recente série invicta e o encontro com os Celtics no Madison Square Garden, em HD, foram suficientes para deixar o sono para depois.

Não me arrependi. Pelo jogo em si, claro, mas talvez até mais por voltar a ver o MSG lotado e barulhento, Spike Lee agitando na primeira fila, aquele ambiente que estava tão distante.

E os Knicks jogando bem, contra um adversário respeitadíssimo (Boston é meu palpite para ganhar o Leste, derrotando o Miami Heat na final da conferência), que também tinha sua sequência invicta.

Bom… o jogaço entrou na quinta-feira, com os times trocando cestas e faltas no último quarto, até Stoudemire (39 pts, 10 reb) errar um arremesso no minuto final e Paul Pierce (32,10) obviamente converter a bola que deixou o placar em 118 a 116 para os Celtics, a 0.4s para o fim.

No que a bola caiu, os Knicks pediram um tempo de 20 segundos e a transmissão foi para o intervalo.

Aí, exatamente aí, para meu deleite, caiu o sinal da TV a cabo na região onde moro. Caiu também a internet.

Era quase 1 da manhã.

0.4 segundos.

Via 3G, meu telefone teve dificuldades para me contar que Stoudemire ainda tentou, e acertou, um arremesso de 3 pontos que daria a vitória aos Knicks.

Mas a bola saiu das mãos dele depois que o cronômetro zerou.

Disso, eu só soube hoje.

ATUALIZAÇÃO, 20h10 – Vendo os replays da cesta decisiva de Paul Pierce, fiquei com a sensação de que o cronômetro “andou” demais.

Ôps, andou mesmo. New York deveria ter 0.6s para a última bola.

De qualquer forma, ainda que pareça que só uma ponte-aérea desesperada daria certo naquela situação, foi bom ver o técnico Mike D’Antoni tentar o impossível. Por dois motivos:

1 – era para ganhar o jogo

2 – e de um jeito que ninguém esperava



  • Ricardo Pradas

    O mais empolgante foi ver o ginásio “vir abaixo” porque a cesta foi de muito, mas muuuittoooo longe….
    Eu terocedor de Boston, quase quis que o cronômetro estivesse errado… Melhor que Utah x LA em outra sexta-feira destas….

  • Anna

    Também vi esse jogo, mas não aguentei o último período, apesar da emoção e da felicidade de ver os Knicks jogando bem e vencendo… Coisa rara… Torço desde 2001 pelos Knicks. Tinha certeza que os Knicks tinham vencido, mas ao ver o site da Espn Brasil hoje, descobri que não… Para a minha sorte, vi a reprise na Espn exatamente de onde eu tinha deixado de ver… E não acreditei que Amar’e Stoudemire fez a cesta, mas o cronômetro tinha zerado, então não valeram os pontos que dariam a vitória aos Knicks… Se os velhinhos da International Board tivessem visto o olho eletrônico no basquete, nesse jogo, talvez mudassem de ideia quanto à real importância da tecnologia no futebol! Esse jogo entrou pra História e eu acredito nos Knicks nos playoffs.

  • Beto

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. Que ódio. Nesses casos eu ficaria tão puto que ia ter dificuldades de dormir rapidamente.

    Mas é isso aê.

    André, vc vai parar de escrever no blog depois do final do mundial?

    Abs,

    AK: Estou tentando encaixar minhas férias… Ainda falta alguma negociação. O blog não para totalmente, mas dá aquela relaxada. A ideia é essa. Um abraço.

  • Paulo

    Seria interessante uma vitória do Mazembe porque deixaria vivo o candidato da Europa, ao título da edição do torneio do ano que vem. Se der Internazionale, time europeu, o caminho (do ponto de vista de política de bastidores, que é sempre um lodo) ficaria aberto para o Sulamericano DE QUALQUER JEITO! Gostaria de saber se o Mazembe enfrentasse São Paulo ou eventualmente até o Corinthians (cada vez mais forte politicamente) não teria pelo menos um dos seus dois lindos gols (tragicamente) anulados? Hahahahaha… O cinismo que ronda os bastidores do futebol mundial é terrível e nenhum jornalista compromissado com a promoção do espetáculo de futebol irá demonstrá-lo. Abraços.

  • Luiz

    Sempre torci para os Knicks, a consequencia eh que desde que eu passei dos 10 anos de idade (isso aconteceu a 10 anos) eu me desinteresse efetivamente por basquete. Acompanho jogos, gosto do esporte, mas com o mesmo gosto que acompanhei o segundo semestre do futebol brasileiro este ano (sou são paulino). Gostei da sua história. Acho que pela primeira vez em 10 anos eu senti uma pontinha de orgulho de torcer para este time…

  • Teobaldo

    Se eu sobesse o número do seu telefone teria ligado logo após o final do jogo. O Stoudemire quase me matou do coração, mas concordo com o Ricardo Pradas. Foi uma pena o cronômetro ter zerado. No mais, vaaaaaiiiii Boston!

    Peraí… férias?????? De novo???

    Aí também já foi demais.

    Um abraço!

  • Alexandre Reis

    O pior aconteceu lá em casa, no começo do segundo tempo eu sai do ar. rsss

    Acordei depois que o jogo acabou e fiquei puto tambem, tem horas que o sono vence e ontem ele me venceu.

    Abs

  • Cesar

    Eu assisti o jogo e em casa não caiu o sinal da Tv a cabo (dei sorte)…..
    Realmente foi um jogão, com cara de final até…
    Lembrei dos bons tempos de Michael Jordan, quando ele, na maioria dos jogos, decidia tudo no finalzinho…..

    Abraço.

  • M. Silva

    Prezado André,

    por falar em anos 90 e erros no final, também vale lembrar o Karl Malone. Não era tão freqüente, mas até hoje não esqueço daquelas duas finais contra os Bulls.

    Abraço,

    M. Silva

  • Guilherme Gios

    É por essas e outras que esporte é uma coisa fantástica.

    Tirando família e trabalho(que por mais que possamos amar, são obrigações), só relacionamentos e o esporte nos tiram da cama, do sono, do eixo, de tudo.

  • giovani – conceição do rio verde-mg

    E tem gente dizendo que não foi vexame do Inter. Mudando de assunto, entre na campanha, dividir a verba da TV, pelo proporcional de pontos que os times conseguirem, ao final do campeonato. Outra coisa, vamos unificar os títulos assim: os mata-mata (taças) com a copa do brasil. Os RGPedrosa com os do campeonato brasileiro. O que voce acha?

  • Marcel Souza

    Meu Deus, eu acho que eu jogava o chinelo na TV se tivesse acontecido a mesma coisa comigo! ( e depois me arrependeria do preju, óbvio…).

  • Anna

    Sensacional sua descoberta. Mas já valeu por ser um jogo realmente inesquecível.

  • Finalmente NBA aqui no blog!! Agora quero ver tb NFL!!! Jogaçooo mesmo, mas como eu sou Celtics gostei mt!!!! rsrsrs
    As pontarias do Allen e do Pierce são d+!
    E desde que o Felton tomou calor do Paulo Antunes (viu o vídeo?) q eu não tenho mais medo dele!

  • Leandro Azevedo

    O Knicks esta realmente sendo uma agradavel surpresa… o Felton vem jogando muito bem e o Gallinari tb se achou nesse time. O Amare despensa comentarios.

    NY que antes parecia ignorar o Knicks (exceto com os casos involvendo o Isiah Tomas), agora volta a respirar basketball e o Garden pulsa novamente… esta ate “dificil” comprar ingressos para ver o time, mesmo que contra alguns times mediocres, que no ano passado era muito facil comprar.

    O problema que vejo, e isso eh apenas a minha opiniao, eh que se realmente o Knicks fizer uma troca pelo Anthony, acho que vai perder o entrosamento que hoje tem e provavelmente alguma peca importante do esquema montado pelo D’Anthony.

    Sem falar que hoje a noite tem mais… Knicks vs Heat, e o Garden mais uma vez vai estar lotado e pulsante.

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo