MAIS SOBRE A BOLA DE OURO



Lionel Messi ganhou o prêmio de jogador do ano da Fifa na temporada passada, em que marcou 39 gols.

Em 2010 (por enquanto), o argentino já fez 54.

Messi estará ao lado de seus companheiros de Barcelona, Xavi e Iniesta, na cerimônia de entrega do próximo troféu. Momento em que será conhecida a resposta de jornalistas, técnicos e capitães de seleções nacionais para a seguinte pergunta:

Quem jogou mais bola neste ano?

Pensando nessa pergunta, fica difícil, creio, defender a escolha por qualquer um dos (craques) espanhóis.

O detalhe é que a pergunta não é essa. Ou melhor: é, mas é como se não fosse.

Porque 2010 foi ano de Copa do Mundo.

Há quem argumente que em ano de Copa, o prêmio tem obrigação de levá-la em conta. O histórico dos premiados mostra que quem vota pensa assim.

É indiscutível que Messi não fez o Mundial que se esperava. Mas, individualmente falando, Xavi ou Iniesta foram melhores do que ele?

Difícil responder. A seleção espanhola campeã na África do Sul não teve um grande destaque (se teve, foi Casillas) num sistema baseado na manutenção da posse de bola como forma de superar os adversários.

Claro, Iniesta fez o gol do título. Mas ele mereceria o prêmio por isso?

Lembremos: Iniesta não foi eleito o melhor jogador da Copa. Foi o uruguaio Forlán. Com justiça.

E se a Copa do Mundo deve ter tamanho impacto na escolha do melhor jogador da temporada, como explicar a ausência de Sneijder (tríplice coroa europeia pela Internazionale, vice-campeão do Mundo com a Holanda) entre os 3 finalistas?

Se a “Bola de Ouro” não for entregue a Messi, um dos prováveis vencedores discordará da escolha. Xavi já declarou repetidas vezes que, para ele, “Leo é o melhor do mundo”.

Não lembro de ter lido ou ouvido a opinião de Iniesta.

Mas lembro de um comentário postado por aqui recentemente, sobre a possibilidade de dividirem a Bola entre os meias.

Não sei se é real, nem se é permitido, mas devo dizer que seria uma boa ideia. Digamos que essa opção seria mais fácil de defender.

Xavi e Iniesta, juntos, formam uma dupla que não tem similares no futebol mundial. Simbolizam o conceito de futebol empregado pelo Barcelona, que foi emprestado com sucesso à Espanha na Copa.

Se a pergunta for: entre Messi e Xavi/Iniesta, quem jogou mais bola no ano?, dá para respeitar quem optar pela dupla.

E isso diz maravilhas a respeito de Messi.



  • Leandro Azevedo

    ” seleção espanhola campeã na África do Sul não teve um grande destaque (se teve, foi Casillas) num sistema baseado na manutenção da posse de bola como forma de superar os adversários.”

    Mas nesse sistema da Espanha, Xavi e Iniesta sao as pecas principais…

    Os dois se complementam perfeitamente, e quando um nao joga o outro sofre bastante. Seria interessante se o premio fosse realmente divido entre os 3, ou ate entre a dulpa espanhola.

    O Messi eh realmente o melhor jogador do mundo, mas nao acho que teve o melhor ano entre os jogadores, que como voce mencionou, foi o Sjneider que teve.

    Abraco

  • Anna

    Continuo achando que vai dar Xavi. Ele jogou mais que Iniesta, que marcou o gol do título, de mais relevante, e auxiliou o Xavi, como coadjuvante, na minha opinião.

  • Marcos Nowosad

    Oi Andre’, desculpe escrever novamente fora do tema do post…

    Mas eu queria discordar um pouco da sua observacao de que voce nao acha que a Copa do Mundo de 2018 na Russia tera’ o mesmo componente de paixao que teria uma tradicional “Copa europeia ou sul-americana”.

    Pelo que eu sei, existe muita paixao pelo futebol na Russia. A geografia atrapalhara’ um pouco a movimentacao das torcidas de outros paises (mas isso e’ um problema que os Estados Unidos tiveram em 1994 e o Brasil tera’ em 2014). Mas acho que o clima nas cidades-sede sera’ de muita paixao e vibracao, incluindo a populacao local russa, que gosta muito de futebol.

    Acho que estamos acostumados a ver a festa de classicos mundiais como Barcelona versus Real Madrid, Inter de Milao versus Milan e ate’ um Corinthians versus Sao Paulo, com uma exibicao maravilhosa de vibracao das torcidas, e interpretamos isso como o arquetipo de paixao pelo futebol.

    Mas eu acho que a paixao pelo futebol existe tao forte nos centros principais do futebol mundial, como nos centros medios.

    Dando um exemplo, eu estive na Africa do Sul esse ano (teoricamente uma Copa para ajudar “desenvolver” um pais) e esperava uma Copa meio “fria” em termos de paixao (acertei pelo menos em termos do clima!). Estava mais animado em relacao a conhecer o pais sul-africano do que ir aos jogos.

    Me enganei redondamente. Ja’ na chegada no aeroporto, o clima de vibracao estava sensacional, de arrepiar. Embora Johannesburg seja mesmo uma cidade “fria” (independentemente de Copa), onde eu encontrava torcedores (estadios, restaurantes, hotel) o clima era muito legal e cheio de paixao, principalmente da torcida local (que nem tinha um time forte para quem torcer).

    No entanto, concordo totalmente com voce em relacao ao Qatar em 2022. Essa vai ser uma Copa “artificial”, tipo Feira da Providencia. Tenho receio de que se torne apenas um espetaculo televisivo.

    É brutal a diferença entre uma Copa do Mundo realizada onde o futebol é uma paixão e uma Copa realizada onde se pretende “desenvolvê-lo”.

  • Beto

    Eu não tinha pensado da forma como você colocou o “elogio” ao messi, se a bola de ouro desse um prêmio conjunto ao iniesta e Xavi.

    Realmente, nesse caso, o elogio seria inimaginável.
    Mas enfim, acho que somente três finalistas para um prêmio dessa grandeza é muito pouco.

    Olhando pelo lado de Sneijder, foi um disparate não participar da premiação, né?

    Por isso eu deixaria os finalistas com 5 nomes, para que mesmo aqueles que não forem premiados, que fiquem com a menção honrosa.

    Última coisa: qual é o recorde de gols em uma temporada na Europa? Lembro de uma declaração do Eto’o lamentando que havia feito um sem número de gols em uma temporada e ainda assim ficou em terceiro lugar na premiação…

    Acho que 54 gols é um número alarmante, não?

  • juliana

    Concordo em dividir o prêmio entre os três. Seria mais justo futebolisticamente falando….

  • Roberto Carlos

    André
    Mudando de assunto, os dois titulos seguidos dos cariocas no Brasileiro indica que mudou as coisas por lá (que a varios anos vinham sendo com razão muito criticados em sua organização) ou foi obra do acaso não tendo nada a ver com a reestruturação tão esperada e cobrada?

    Abraços

  • Nilton

    Roberto Carlos, acredito que o titulo do Fla foi um verdadeiro aborto futebolistico sendo que neste ano já voltou a normalidade, vale lembrar que quando o Luxa chegou no Fla a primeira coisa que ele falou é que o mengo teria que se reestruturar. Com relação ao Flu acredito que o titulo somente veio por caso do Muricy e Conca e provavelmente ano que vem o Flu deve ficar perto do meio da tabela, vale lembrar que o Flu tambem tem pouca estrutura e depende muito da parceira para manter os principais nomes do time (que nesta temporada não foram responsavel pelo titulo).

    Com relação a Bola de Ouro, acho que a pergunta que deveria ser feita é “o Messi joga no Barça porque tem Xavi/Iniesta e vai mau na seleção pois não tem a Dupla???” ou “Xavi/Iniesta dão espetaculo com o Barça porque tem o Messi e a Seleção Espanhola não da espetaculo porque tem o Barça sem o Messi????”

    já que eliminaram o Sneijder da eleição de o melhor do mundo, o melhor é pedi para os três decidir no “2 ou 1” pois seria o mais justo.

  • Daniel

    André,

    O Messi é o melhor, mas não foi o melhor em 2010. Em ano de Copa do Mundo, a grande competição do esporte, é essencial, mais do que justo, levar em consideração a performance lá, e o Messi decepcionou. Não há deus no panteão do futebol que não tenha ratificado a condição em Copa, e isso o Messi não fez.

    Juntando a Copa e o resto do ano, é inconcebível o Snjeider não estar, mesmo achando ele bem “marromenos”. A diferença para um Forlán, por exemplo, é justamente o que foi feito em clube.

    Agora, o mais inacreditável pra mim é o seguinte: não são só três jogadores do Barcelona disputando (e que merecem estar ao menos entre os cinco top do ano); são três jogadores formados na BASE do Barcelona disputando…

  • Caio

    Viajou…

  • Marcos Nowosad

    Daniel, toda regra tem excecao, mesmo no futebol.
    O Di Stefano e’ Deus no panteao no futebol, mas nao se destacou em Copa do Mundo.

    De qualquer forma, embora nao seja regra escrita, desde que o premio Bola de Ouro foi criado, o vencedor em ano de Copa do Mundo foi alguem que se destacou na competicao. Eu particulamente acho uma regra bastante pertinente, devido a importancia e a excepcionalidade da competicao (acontece somente de 4 em 4 anos). A unica excecao foi em 1978 (Kevin Keegan, que nem jogou a Copa do Mundo)

    Aqui vao os campeoes da Bola de Ouro em anos de Copa do Mundo.

    Uma ressalva importante: ate’ 1994 o campeao da Bola de Ouro precisava ser um jogador de nacionalidade europeia (e nao somente ser jogador de time europeu), segundo o regulamento do premio. Dai’ o porque de Maradona e Romario nao terem levado o premio em 1986 e 1994 respectivamente.

    1958 Raymond Kopa – Franca (3o lugar da Copa)
    1962 Masopust – Checoslovaquia (vice-campeao da Copa)
    1966 Bobby Charlton – Inglaterra (campeao da Copa)
    1970 Gerd Muller – Alemanha (artilheiro e 3o lugar da Copa)
    1974 Johan Cruyff – Holanda (melhor jogador e vice-campeao da Copa)
    1978 Kevin Keegan – Inglaterra (nao jogou a Copa)
    1982 Paolo Rossi – Italia (artilheiro e campeao da Copa)
    1986 Igor Belanov – Uniao Sovietica (3o artilheiro da Copa do Mundo)
    1990 Lothar Matthäus – Alemanha (campeao da Copa do Munod)
    1994 Hristo Stoichkov – Bulgaria (4o lugar da Copa)
    1998 Zinedine Zidane – Franca (campeao da Copa)
    2002 Ronaldo – Brasil – (artilheiro e campeao da Copa)
    2006 Fabio Cannavaro – Italia (campeao da Copa)

  • Xavi é meu ídolo no futebol. Gostaria muito q ele ganhasse. Mas se pudesse ser Xavi+Iniesta, esta seria minha escolha. Como vc mesmo escreveu, há quem ache que a Copa tem que obrigatoriamente ser levada em conta. Eu sou uma dessas pessoas. E sim, achei que tanto Xavi quanto Iniesta jogaram, individualmente, mais que o Messi na Copa. Sou fã do argentino, mas acho que boa parte do que ele conseguiu nessa temporada e na passada só foi possível pq o meio de campo do time dele tem Xavi+Iniesta. Sei lá, é como jogar num time que tem Nash (Suns) como armador ou Tom Brady (Patriots) como quarterback. Ou a comparação é fraca?

    PS: Outro assunto total, mas como vc é jornalista, tenho que perguntar. O que vc acha de um cara estar preso na Inglaterra (não é Coréia do Norte) por divulgar (junto com 5 dos maiores jornais do mundo) documentos recebidos por ele (tá, a policia diz q não é por isso, mas está claro para o mundo todo que é uma prisão politica, por reação ao Wikileaks)? Se abrirem esse precedente com Assange, como ficará a profissão de vcs, principalmente no que se refere a repórteres investigativos? O Guardian já se posicionou a favor de Assange, mas a imprensa americana está fazendo um papel simplesmente ridiculo.

    AK: O cara está obviamente sendo perseguido. Não houvesse esse caso na Suécia, ninguém poderia fazer nada contra ele. Um abraço.

  • Perfeito, irretocável…

    O conjunto da Espanha ganhou a Copa, não jogadas individuais de Xavi e Iniesta.

    Já Messi foi o que mais driblou e chutou a gol nessa Copa, mas o azar era o seu companheiro de ataque!

    Mudem o nome do prêmio então… porque o título de MELHOR JOGADOR DO MUNDO DE 2010, 2011, 2012, 2013 E 2014 já tem dono: MESSI!

  • Hey Nowosad, olá André!

    Resolvi fazer um pequeno exercício (o famoso “E Se…”): caso a Bola de Ouro pudesse ser entregada a qualquer jogador de qualquer time de qualquer nacionalidade, como ficariam os anos de Copa? Vejam se concordam:

    1958 Pelé – Marte (campeão da Copa)
    1962 Garrincha – Brasil (campeao da Copa)
    1966 Bobby Charlton – Inglaterra (campeao da Copa)
    1970 Pelé – Marte (campeão da Copa)
    1974 Johan Cruyff – Holanda (melhor jogador e vice-campeao da Copa)
    1978 Kevin Keegan – Inglaterra (nao jogou a Copa) [se esse cara ganhou sem ter participado da Copa, devia ser bom pacas…]
    1982 Paolo Rossi – Italia (artilheiro e campeao da Copa)
    1986 Maradona – Europa Sul-Americana (campeão da Copa)
    1990 Lothar Matthäus – Alemanha (campeao da Copa do Munod)
    1994 Romário – Brasil (campeão da Copa)
    1998 Zinedine Zidane – Franca (campeao da Copa)
    2002 Ronaldo – Brasil – (artilheiro e campeao da Copa)
    2006 Fabio Cannavaro – Italia (campeao da Copa) [tão de brincadeira esses capitães e técnicos, hein! O melhor foi o Zidane, com cabeçada e tudo!]

    Abraço!

  • Pedro Valadares

    concordo que só se pode compara Messi a dupla. Individualmente, não tme discussão.

  • Marcos Nowosad

    Oi Alejjandro,

    Eu somente faria um reparo a sua lista.
    Parece blasfemia, mas Pele’ NAO teria sido o melhor jogador da Copa de 1958.

    Como reconhecido pela imprensa mundial na epoca, o Didi foi o jogador mais importante da campanha brasileira na Suecia. Participou de todos os 6 jogos (o Pele’ participou de 4), foi o cerebro, coracao e o talento do time brasileiro.

    Quanto ao Keegan, era muito bom jogador sim. Deu azar de ter brilhado numa epoca que a selecao da Inglaterra esteve em baixa, nao conseguindo se classificar para as Copas de 74 e 78.

    No entanto, respeitando a tradicao de, em ano de Copa, escolher um jogador que se destacou na competicao, eu teria escolhido um desses outros jogadores europeus em 1978: Resenbrink ou Krol (Holanda, vice-campea) ou Paolo Rossi ou Bettega (Italia, 4a colocada).

  • Alexandre*

    O Messi teve um ano assombroso, muito, muito acima dos demais.
    De fato, ele não fez uma Copa à altura do que se esperava de um Messi, mas ainda assim foi bem.
    O único jogador de futebol em atividade no mundo todo capaz de jogar tão bem quanto o Messi é o Ronaldinho Gaúcho, mas infelizmente ele já desistiu de competir em alto nível há alguns anos.
    Meu medo é que a Copa-2010 seja para o Pulga o que foi a de 82 para o Maradona. E a de 2014 seja a de 86 do Pibe…

    PS: Concordo com o que disse o Marcos Nowosad em relação à Copa-2018.

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo