OS OUTROS LINKS DA LIGA (e uma ótima notícia no País de Gales)



No encerramento da terceira rodada da fase de grupos da UCL, finalmente aconteceu um 0 x 0!

Foi no jogo entre Panathinaikos e Rubin, no Olímpico de Atenas, pelo grupo D.

Na mesma chave, o Barcelona recebeu e derrotou o Copenhague: 2 x 0.

Dois gols de Léo Messi.

Grupo A: empate em 1 x 1 entre Twente e Werder Bremen, na Holanda.

Os dois times ainda não venceram.

Em Milão, a Internazionale ganhou do Tottenham por 4 x 3.

Os italianos abriram 4 x 0, com um a mais desde os 8 minutos (o goleiro brasileiro Gomes foi expulso ao fazer um pênalti), mas o jogo ficou interessante no final.

No grupo B, na Alemanha, o Schalke 04 fez 3 x 1 no Hapoel.

Raúl marcou 2 e agora (junto com o alemão Gerd Muller) é o maior goleador das competições europeias de clubes, com 69 gols.

E o Lyon recebeu e venceu o Benfica por 2 x 0.

Os franceses têm 100% de aproveitamento.

Pelo grupo C, Rangers e Valencia empataram em Glasgow: 1 x 1.

Os dois gols foram marcados pelo americano Maurice Edu, do time escocês.

E o Manchester United, em casa, ganhou do Bursaspor por 1 x 0.

Bonito gol de Nani.

A UCL volta nos dias 2 e 3 de Novembro.

______

Clique aqui.

Parece que serviram energético para os membros do International Board.

Ainda é cedo para comemorar, mas é um começo.



  • Anna

    Philippe Coutinho jogou muito nesse jogo da Inter. Vi os melhores momentos. É uma notícia fantástica essa da tecnologia no futebol. Se for confirmada, já não era sem tempo. Não dá para se ter partidas com erros grotescos que poderiam ser evitados com chips ou rever lances em videoteipe em tempo real. Essa resistência a algo que só vai beneficiar o esporte é muito chata e ultrapassada.

  • Leandro Azevedo

    Se tivesse que escolher hoje para o seu time, C. Ronaldo ou Messi?

  • Marcos Vinícius

    Sempre,achei que a “reforma eletrônica”,nos moldes que vc “propõe”,não daria certo pois,como já disse outras vezes,acabaria com a soberania do árbitro numa partida,a decisão soberana seria aquela que viesse da cabine.

    Também já disse que acho saber se foi gol ou não determinante para uma partida.Não que os outros erros de arbitragem não sejam,mas acho que esse,talvez,seja onde mais se aplica o uso do recurso eletrônico.Não sou antiquado,mas veja:O fator humano faz parte do esporte.O goleiro leva frango,o zagueiro fura,o meia erra um passe,o atacante perde gol feito,o treinador mexe errado,enfim,todos,principalmente o árbitro,estão sujeitos a erros.E se a bola entrar 2 centímetros?E se o beque tirar a bola após ela ter ultrapassado a linha,mas não ter quicado dentro do gol?Culpar ao árbitro?Certa feita,ano passado,vc comentou que a IB estaria analisando o possível uso de um recurso eletrônico usado no tênis,o “Olho do Falcão”,lembra?.Fui a favor,totalmente,embora seja contra o uso de qualquer outro recurso que não seja para determinar se foi gol ou não.

    Tomara,mas tomara mesmo,que os velhinhos da IB aceitem o uso deste recurso.E tomara que pare por aí.

  • Alexandre

    “A tecnologia será aplicada somente à linha de fundo e apenas para determinar se um gol foi marcado ou não”.
    Esse tipo de lance é raro, então a aplicação de tecnologia nestes casos é um avanço extremamente sutil.
    A aplicação em lances de impedimento, descartada pela IB, é que seria uma revolução.

    AK: Também acho. Mas já é um avanço. O que temo é essa exigência de concluir “em um segundo” o que aconteceu. Um segundo? Isso pode ser usado para descartar os sistemas propostos. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    É só instalar uma sirene igual àquelas que vemos na NHL. Assim que a bola cruzar o plano vertical, toca. Mas aí o problema é que o sistema deve limitar-se a informar o árbitro, e ninguém mais… Isso parece programado para que o árbitro decida se vai dar o gol ou não, mesmo sabendo que a bola entrou… Um abraço.

  • Nilton

    André vc lembra de cabeça em quantos lance que esta tecnologia poderia ter sido utilizada neste brasileiro???? eu não me lembro de nenhum lance, já para impedimento temos uma media de quase 2 por jogo. Teria como levantar quanto custa o “olho de Falcão” que o amigo Marcos Vinicio falou???

    AK: Tivemos um na rodada passada, no jogo entre Atlético Paranaense e Goiás. O “olho do falcão” é usado no tênis. É um dos dois sistemas (o outro é a bola com chip) que poderiam determinar se a bola entrou ou não. Não tenho informações sobre custo. Um abraço.

  • Ricardo Trevisan

    …e o energético não estava puro!

  • Marcel Souza

    Finalmente vão adicionar algo teoricamente simples e que pode evitar uma injustiça tremenda no resultado do jogo. É o primeiro passo.

  • alex

    Será que a mudança da tecnologia é porque desta vez(na Copa de 2010) a prejudicada foi a Inglaterra!!??

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo