NOTINHAS PÓS-RODADA



A vantagem do líder encolheu.

E o Grêmio já pensa mais alto.

As notas da trigésima rodada do BR-10:

* A vitória do Flamengo (3 x 0: Deivid-2 e Renato – 9.479 pagantes no Engenhão) sobre o Internacional foi a “estreia” de Deivid.

* Renan falhou no gol de falta de Renato.

* Nona vitória do Atlético Paranaense (2 x 1 no Goiás: Branquinho, Ivan González e Rafael Moura – 10.051 pagantes) em casa.

* Só Corinthians e Santos venceram mais jogos como mandantes.

* E 26 rodadas depois, o Atlético Goianiense (2 x 0 no Vasco: Anaílson e Márcio – 14.175 pagantes no Serra Dourada ) está fora do calabouço.

* O Vasco ficou muito abaixo do que mostrou nas 2 últimas rodadas.

* Apesar da vitória (2 x 0 no Avaí: Rafael Cruz e Neto Berola – 16.824 pagantes na Arena do Jacaré) num jogo de confronto direto para evitar a Série B, o Atlético Mineiro ainda habita o U-4.

* Pensei que Neto Berola entraria com bola e tudo no segundo gol.

* O “jogo dos melhores” entregou o que prometia. O líder do segundo turno ganhou (2 x 1: Montillo, Júnior Viçosa e Jonas – 41.435 pagantes no Olímpico) do líder do campeonato, e já sente o cheiro da zona da Libertadores.

* A arbitragem anulou um gol legal de Wellington Paulista, quando o jogo estava 1 x 1.

* Ronaldo, do jeito que está, fez 2 gols (mal anulados), perdeu um e deu outro para Moacir fazer. O Corinthians (0 x 0 com o Guarani – 17.469 pagantes no Brinco de Ouro) chegou a 7 rodadas sem vitória.

* O que será que os teóricos da conspiração terão a dizer agora, depois que o Corinthians foi prejudicado em dois jogos seguidos? O BR-10, assim como a Libertadores, não estava vendido?

* O empate sem gols no clássico (Botafogo 0 x 0 Fluminense – 13.663 pagantes no Engenhão) impediu o Fluminense de recuperar a ponta.

* E foi o oitavo seguido do Botafogo, recordista do campeonato com 15.

* Marcos Assunção é uma máquina de gols de falta para o Palmeiras (1 x 1 com o Ceará: Geraldo empatou – 8.257 pagantes na Arena Barueri). Impressionante.

* Mas (assim como Diego Tardelli, Vágner Love e outros artilheiros) poderia escolher outra comemoração para seus gols.

* O Vitória (2 x 0 no Grêmio Prudente: Viáfara e Júnior – 27.199 pagantes no Barradão) estava na ZR após os jogos das 16 horas. Venceu e saiu.

* Foi a primeira vitória do time baiano, após 5 derrotas seguidas.

* No Morumbi, um San-São digno do nome. Clássico cheio de gols, decidido (São Paulo 4 x 3 Santos: Alan Patrick, Dagoberto-2, Pará-contra, Zé Eduardo, Neymar e Jean – 23.791 pagantes) nos acréscimos. Não dá para pedir muito mais.

* O Santos deu a impressão de ficar sem gás no segundo tempo.



MaisRecentes

O início



Continue Lendo

Desconforto



Continue Lendo

Irmãos



Continue Lendo