CAIXA-POSTAL



Aos temas da semana, enquanto o Brasil ganha da Itália em Roma, com certa facilidade e com o ginásio calado:

Sérgio escreve: Você viu a discussão entre Felipe Melo e Lúcio (no fim de semana passado, durante Inter x Juventus)? Não achou estranho? Eles tiveram algum problema na seleção?

Resposta: Vi. Achei. Nunca soube. O que chamou a atenção foi que deu para fazer a leitura labial do Lucio (“tira a mão de mim, seu m…”). Depois, o Felipe declarou que não há nada entre eles, que o Lucio é um mito… mas sem dúvida foi estranho. De novo, nunca soube de nenhum problema de relacionamento entre eles.

______

((Itália x Brasil: o Brasil perdeu Bruninho – dores no tornozelo – no segundo set. Marlon entrou e está destruindo os italianos. Brasil 2 sets a zero.))

Lucas escreve: Falando dos pênaltis polêmicos no jogo Palmeiras x Avaí, para mim o árbitro errou ao expulsar o goleiro Zé Carlos e marcar o segundo pênalti. Qual é a sua opinião?

Resposta: O grande erro da arbitragem foi marcar o pênalti no Rivaldo, que não aconteceu. A partir daí, o goleiro Zé Carlos só aumentou o problema. Levou amarelo ao dar um tapa na bola, que estava com um jogador do Palmeiras. Aí, pegou o pênalti e foi provocar o Kléber. Para quê?

______

Júnior escreve: André, você acha que o que aconteceu com o Palmeiras no Brasileirão do ano passado pode se repetir com o Corinthians?

Resposta: Suponho que você está falando da possibilidade de perder o título e também uma vaga na Libertadores. Muito boa pergunta. Em tese, claro que pode. O campeonato é muito difícil e há algumas semelhanças entre as duas campanhas. O que prejudicou o Palmeiras no ano passado foi a falta de reposição no elenco, nos momentos em que Diego Souza e Cleiton Xavier ficaram fora do time. Hoje, o Corinthians sente a falta de Elias (que voltará) e Jorge Henrique (não). Mas eu ainda acho cedo para afirmar qualquer coisa. Faltando 10 rodadas para o final, e com a volta dos jogos só uma vez por semana se aproximando, o cenário é imprevisível. Até mesmo o G-3.

______

((Ita x Bra: Bruninho voltou para o jogo, com uma proteção no tornozelo mas com clara dificuldade para se mover. Itália vence o terceiro set: 25 x 23.))

Fábio Luis escreve: André, qual é a explicação para o Fred e o Dentinho terem novas contusões justamente quando voltaram a jogar? Houve precipitação?

Resposta: Evidentemente me falta nível para responder sua pergunta. Mas sei que lesões musculares são complicadas. Às vezes o jogador parece que está pronto para voltar, os exames mostram que ele está clinicamente recuperado, e algo acontece na hora do jogo. Não acredito em precipitação dos médicos.

______

Como sempre, muito obrigado pelas mensagens.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)

“A mãe de todos os males é a especulação.”

Gordon Gekko, em “Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme”.

ATUALIZAÇÃO, 18h06 – Brasil 3 x 1. O quarto set (25 x 17) foi fácil. Torcida e/ou provocação não foram fatores no jogo, que a seleção brasileira venceu com gelo nas veias. Amanhã, final contra Cuba.



  • Que bom que atualizou o jogo de volei. Estou longe da tv.

  • André,
    Uma coisa deve ser lembrada, o calendário do nosso futebol é uma bagunça. Nesta reta final de competição, poucos são os que vão resistir ao grande número de jogos já realizados. Será que não chegou o momento da entidade maior do futebol brasileiro rever o calendário utilizado aqui?
    Obrigado, e um grande abraço!

  • Jade

    Não acredito que vá acontecer com o Corinthians o que aconteceu com o Palmeiras no ano passado. É só uma fase de altos e baixos e relacionada à excesso de jogos o que acarreta sobrecarga física. Corinthians, Fluminense e Cruzeiro brigarão pelo título até o fim nessa gangorra que é o Brasileirão e aposto no Corinthians ainda.

  • André,

    o que você acharia se descobrisse que o Bernardinho mandou a seleção brasileira perder para os búlgaros só para que o Brasil pegasse a Itália antes da final e mostrasse aos organizadores que não adianta mudar a regra, somos os melhores e ponto final?

    Abraço!

    AK: Não há a menor dúvida de que o Brasil é melhor do que a Itália, como ficou claro ontem. Mostrar essa superioridade antes da final ou na própria final não faria diferença. A questão é Cuba, não a Itália. Um abraço.

  • Claudio

    permita-me discordar Andre… o palmeiras ano passado desandou a partir do momento em que perdeu Mauricio Ramos, que estava jogando um bolao, alguns palmeirenses ate queriam ve-lo vestindo a amarelinha, e, logo em seguida (até, creio eu, pela sobrecarga no sistema defensivo) o Pierre. De, uma das melhores defesas, passamos a tomar muitos gols. o Diego, se ficou de fora, foi uma ou outra partida pelo que me lembro e o Cleiton, umas tres ou quatro partidas de fora, no maximo devido a uma contusao, mas em um momento em que o verdao ja estava decadente. Mas, aparentemente, perder jogadores parece ser a chave de ganhar o brasileirao pontos corridos ou nao. Flu e Corinthians, Botafogo e Avai perderam muitas peças e entraram em decadencia, enquanto o Cruzeiro, Palmeiras desse ano e Gremio, com os times quase completos passaram a ganhar mais partidas recentemente.

  • Henrique

    André,

    Assisti ao filme Wall Street na quarta-feira, e quando Michael Douglas falou esta frase na mesma hora me veio a cabeça:

    Se o André ver este filme, esta frase é cotada para a caixa postal!!!! Abraço.

  • Willian Ifanger

    Tem outro momento fantástico em Wall Street……Gekko chega pra um de seus rivais e manda: “Vamos combinar uma coisa: você pára de contar mentiras sobre mim que eu paro de contar verdades sobre você”.

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo