NOTINHAS PÓS-RODADA (e o jogo das urnas)



Um fim de semana de oportunidades perdidas, na parte de cima da tabela.

E praticamente nenhuma alteração. Oscilações de 1 degrau.

Fechando a vigésima-sétima rodada:

* A segunda vitória seguida do Vasco (3 x 2 no Goiás: Felipe, Eder Luis, Jones, Max e Zé Roberto – 6.805 pagantes em São Januário), de virada, fez os jogadores saírem de campo abraçados.

* Ótimo passe de Zé Roberto para Eder Luis, na jogada do primeiro gol vascaíno.

* Os jogadores do Fluminense (1 x 1 com o Grêmio Prudente: Rodriguinho e Willian – 2.781 pagantes no Prudentão) culparam os gols perdidos e o estado do gramado pelos pontos deixados no interior de São Paulo.

* Mas, dos 3 primeiros colocados, o Fluminense foi o único que jogou fora de casa. O resultado não foi tão ruim.

* E ninguém segura o Grêmio (3 x 0 no Vitória: Maylson, Diego e Edilson – 10.998 pagantes no Barradão), dentro ou longe do Olímpico.

* O Grêmio tem, agora sozinho, a melhor campanha do returno do BR-10.

* Bonito gol de Kléber, no empate no clássico (Santos 1 x 1 Palmeiras: Alan Patrick fez o do Santos – 8.900 pagantes na Vila Belmiro) paulista.

* De todos os jogadores considerados fundamentais em seus times, Kléber talvez seja o principal.

* O Corinthians (2 x 2 com o Ceará: Marcelo Nicácio, Magno Alves, Paulinho e Defederico – 28.612 pagantes no Pacaembu) jogou fora mais 2 pontos em casa. Ganhou apenas 2 dos últimos 9 disputados, 6 como mandante.

* Elias (que ainda deve perder 3 rodadas, por causa da Seleção) é o pior desfalque que o Corinthians pode ter.

* E quem também tropeçou em casa foi o Cruzeiro (0 x 0 com o Atlético Paranaense – 17.254 pagantes na Arena do Jacaré), que teve o gol da vitória evitado por Neto, em defesa sensacional de uma cabeçada de Robert.

* O Atlético também poderia ter vencido. Paulinho cobrou uma falta no travessão.

* Belo gol de Lucio Flavio, no empate no clássico (Botafogo 1 x 1 Flamengo: Léo Moura fez o do Flamengo – 13.182 pagantes no Engenhão) carioca. Foi o quinto empate seguido do Botafogo.

* Para um goleiro, não deve haver irritação maior do que pegar um pênalti e levar o gol no rebote.

* Dos 5 primeiros colocados, só o Internacional (3 x 0 no Guarani: Daniel, Glaydson e Giuliano – 10.819 pagantes no Beira-Rio) venceu na rodada.

* Os 3 gols saíram no segundo tempo.

* Se o torcedor do Atlético Mineiro (3 x 2 no Atlético Goianiense: Robston, Diego Souza, Juninho, Réver e Ricardo Bueno – 3.183 pagantes no Serra Dourada) precisa de algo para acreditar, é no resultado emocional de uma vitória de virada, fora de casa e nos acréscimos.

* Para o Atlético, o jogo contra o Corinthians podia ser hoje.

* O 0 x 0 com o Avaí (público ND na Ressacada) foi bom para o São Paulo. A derrota esteve bem perto.

* A expulsão de Richarlyson, no primeiro tempo, foi um enorme exagero do árbitro Alício Pena Júnior.

______

O time que, de acordo com a opinião da crítica especializada, ganharia por uns 5 x 0, fez o primeiro gol.

Mas levou o empate nos acréscimos do segundo tempo. Um golaço.

A decisão foi para a prorrogação. Pode-se imaginar o “momento psicológico” de cada lado.

Será um outro jogo?

Futebol e política têm algo em comum.



  • Heinz-Harald Grbic Stojakovic

    Boa comparação, andré. Ápesar de torcer pra esse time, nunca acreditei que fosse 5×0. Uns 2×0 no máximo. Se não, um 2×1 suado. Mas, nessa prorrogação, ainda acredito no meu time “colorado”… rsrs

    Agora, quanto ao futebol de verdade, não acho que o resultado do Flu não tenha sido ruim. Mesmo jogando fora, era o Lanterna. É obrigação. O (meu) Flamengo, que tá numa pindaíba braba, não ganha nem par-ou-ímpar, ganhou as duas do Prudente. O Flu pode ter perdido uma oportunidade de ouro (não podemos esquecer que, apesar dos 3 pontos, o Corinthians tem um jogo a menos e a arbitragem, na dúvida, é sempre timão – vide Santos e Botafogo).

    Abraços!!

  • Leandro Azevedo

    “O Corinthians jogou fora mais 2 pontos em casa”

    Ate entendo o comentario, mas olhando somente para o jogo, isso se aplica mais ao Ceara. O Vozao tinha o jogo nas maos, era melhor ate que o treinador cometeu um erro grave no futebol de hoje, tirou o UNICO meia do time para colocar um 4rto volante… ai aconteceu o esperado, o time recuou demais, chamou o Corinthians para o jogo e cedeu o empate.

    E substituir o Elias, hoje em dia, com Edu eh brincadeira hehe

    Abraco

  • Fred Ferreira

    Acho que o Corinthians deveria lamber os beiços por ter conseguido 2 pontos nos últimos dois jogos. Se não fosse, como sempre, ajudado pela arbitragem, só teria 1 .

  • Beto

    Hehe. Estou um pouco descrente quanto ao resultado psicológico do jogo político.
    Até por que nenhum dos dois candidatos representará profundas mudanças no sistema brasileiro.

    Abraço!

  • Danilo Otoni

    Cara, não vi nenhum jogo esse fim de semana. Aniversário no sábado e mesário no domingo.

    Quanto ao outro jogo, já vi várias partidas assim. Porém, poucas acabam com a virada.

  • Marcos Vinícius

    Discordo da comparação.Ninguém dava como favas contadas a vitória em primeiro turno.O que surpreendeu,e sobre isso nada foi comentado,foi o percentual de votos do(a) terceiro(a) colocado(a),fato esse que foi determinante para que houvesse segundo turno.

    Carpegiani pegou um desacredirado Atlético-PR na antepenúltima posição e o deixou em quinto.Agora vai dirigir o outrora inquestinável São Paulo.O futuro do Furacão passa a ser algo extremamente incerto,depois de tão surpreendente guinada.Silas,para a alegria de muitos flamenguistas,está deixando a Gávea,dando lugar ao rubro negro de coração Vanderlei Luxemburgo.É a dança das cadeiras dos treinadores.E nem uma linha a respeito.

  • Diogo

    Ou poderíamos fazer uma comparação assim: Nos dois jogos da final o 1 fora de casa o time favorito ganhava de um a zero e sofreu o empate no final. Gol de mão com jogador impedido.
    Segundo jogo pode até empatar 0 a 0 em casa que ainda leva… O técnico campeão de tudo nas últimas 2 temporadas sabe o que tem de fazer.

  • Marcos Vinícius

    O Lance! publicou:
    Saída de Silas escancara instabilidade no comando do Fla
    Próximo técnico será o quinto este ano, igualando o recorde negativo de 2005

    Em 2005 o Flamengo não foi rebaixado devido a uma absurda combinação de resultados,e a times que escancaradamente entregaram o jogo,como o Palmeiras,no último jogo,por exemplo,em que o rubro negro venceu por 3×1,no jogo mais entregue daquele campeonato.Luxemburgo está chegando,após pífia campanha com o excelente time do Atlético-MG.

    Boa sorte aos rubros negro.O Flamengo vai precisar.

  • BASILIO77

    SCCP x Ceará…lance de penalti em Iarley, cartão amarelo APENAS para Geraldo e inacreditáveis 3 minutos de acrescimo. A banca recebe, a banca paga. Só para constar.
    Abraço.

  • Renato Mello

    André,
    Pôxa, nenhuma linha sobre o GOLAAAAAAÇO de BICICLETA do Réver, no ÂNGULO??? Não é todo dia que sai um gol desses por aí… merece elogios (e uma notinha, pois não…? rss!).
    Abraço,
    Renato Mello

  • Andre Luis

    AK, desculpe o assunto fora do contexto, mas, o Mais Gelo virou água?

    AK: Não, está apenas dormindo. Um abraço.

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo