NOTINHAS PÓS-RODADA



O Fluminense recuperou a ponta.

O Flamengo está às portas do calabouço.

As notas da vigésima-quinta rodada:

* Já é possível vislumbrar o Atlético Goianiense (3 x 0 no Grêmio Prudente: Agenor, Thiago Feltri e Marcão – 2.641 no Serra Dourada) fora da ZR.

* Ué, Elias não marcou?

* Neymar jogou muito na vitória do Santos (4 x 1: Marcel, Edu Dracena, Thiago Ribeiro, Alex Sandro e Neymar – 9.542 pagantes na Arena Barueri) que encerrou a invencibilidade do Cruzeiro.

* Alex Sandro fez uma pintura de gol.

* O árbitro Héber Roberto Lopes não marcou um pênalti – que aconteceu –  para o Guarani (1 x 0 no Vasco: Baiano – 5.594 pagantes no Brinco de Ouro),  mas compensou com outro – que não aconteceu.

* E deve achar que, assim, fez uma boa atuação.

* O Palmeiras (3 x 1 no Flamengo: Kléber-2, Petkovic e Lincoln – 9.894 pagantes no Engenhão) tem campanha melhor fora – 19 pontos – do que em casa – 16.

* Foi a primeira derrota do Flamengo no Engenhão. Eram 7V e 2E desde 2007.

* Vale uma terceira nota: eu ouvi bem o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, dizer (em resposta a Felipão) que o Engenhão é o quarto melhor estádio do mundo?

* A derrota para o Goiás (3 x 0: Carlos Alberto e Rafael Moura-2 – 18.528 pagantes), placar do primeiro tempo no Morumbi, foi o ponto mais baixo da temporada do São Paulo.

* O curioso é ver pouca (em alguns casos, nenhuma)  indignação por parte dos jogadores.

* No super-utilizado Engenhão, Botafogo e Atlético Paranaense (1 x 1: Edno e Guerrón – 7.409 pagantes) fizeram um belo segundo tempo.

* Os dois times reclamaram do resultado.

* Dorival Júnior estreou pelo Atlético Mineiro, mas não conseguiu mudar o hábito do time de perder (Grêmio 2 x 1: Jonas, Gabriel e Diego Tardelli – 12.262 pagantes na Arena do Jacaré) em casa – foi a oitava vez.

* Renato Gaúcho: “comigo desde o primeiro turno, o Grêmio brigaria pelo título”.

* A maior goleada da rodada saiu dos pés do preocupado Avaí (5 x 0 no Ceará: Rudnei, Davi-2 e Jéferson-2 – 4.160 pagantes na Ressacada), que não vencia havia 40 dias.

* O Ceará, em décimo-terceiro, só tem 2 pontos a mais do que o Avaí.

* Internacional (3 x2: Tinga, Jorge Henrique, Alecsandro, Bruno César e Andrezinho – 33.787 pagantes no Beira-Rio) e Corinthians fizeram, talvez, o melhor jogo do BR-10. Nenhum resultado seria injusto.

* Se não tivesse escorregado, Paulo André provavelmente não faria a falta que originou o terceiro gol do Inter.

* Com as derrotas de Cruzeiro e Corinthians, a rodada ficou sob medida para o Fluminense (2 x 1 no Vitória: Conca, Henrique e Rodriguinho – 11.187 pagantes no Barradão).

* Grande partida de Conca.



MaisRecentes

Vitória com bônus



Continue Lendo

Anormal



Continue Lendo

Saída



Continue Lendo