NOTINHAS PÓS-RODADA



A prova de que o “jogo dos líderes” não decidia nada é a pontuação do Cruzeiro…

As notas da abertura da vigésima-segunda rodada:

* A quinta vitória seguida (4 x 2 no Guarani: Rômulo, Wallyson, Geovane, Paulo Roberto, Fabinho e Farias – 14.228 pagantes na Arena do Jacaré) deixou o Cruzeiro a um ponto do topo da tabela.

* Momento decisivo do jogo: o terceiro gol mineiro, um minuto depois do empate do Guarani.

* A subida do Botafogo parou no Serra Dourada, na goleada do Goiás (4 x 1: Wellington Monteiro, Rafael Moura-2, Abreu e Bernardo – 12.480 pagantes), que não é mais o lanterna.

* O Goiás, com Jorginho, não perde há 3 rodadas.

* O Atlético Paranaense (2 x 1 no Atlético Mineiro: Bruno Mineiro, Obina e Ivan Rodriguez – 14.386 pagantes na Arena) fez um gol aos 2 minutos de jogo, e outro quando faltavam 2 minutos para o jogo acabar.

* E os dois gols nasceram (novidade!) de cruzamentos de Paulo Baier.

* Nada mais apropriado do que a presença de Felipão no aniversário de 107 anos do Grêmio. Afinal, ele é um personagem histórico no clube gaúcho.

* Mas o jogo não era comemorativo e o Palmeiras (2 x 1: Marcos Assunção, Ewerthon e Jonas – 34.166 pagantes no Olímpico) não estava em clima de festa.

* O Santos ganhou (4 x 2 no Atlético Goianiense: Josiel, William, Edu Dracena, Madson, Alan Patrick e Marcel – 3.873 pagantes na Vila Belmiro) e Neymar foi o destaque do jogo.

* A manchete é corriqueira nos últimos tempos, mas esconde o grave problema criado por Neymar, que desrespeitou seu técnico, se desentendeu com os companheiros e foi criticado pela própria torcida.

* Claro que vale uma terceira nota (e vale dizer que escrevo mais sobre o assunto no Lance! de hoje – o texto estará aqui amanhã): até agora, os problemas de Neymar eram com os adversários. O piti de ontem mostrou que seus companheiros estão incomodados, o que pode ser crucial no “processo de enquadramento” do garoto. Para as pessoas que comandam o Santos, educar Neymar – como bem disse Renê Simões – é uma tarefa muito mais simples do que recusar o dinheiro que o Chelsea ofereceu.

* Quarta nota, se você me permite: O Santos anunciou que multará Neymar (está correto. Suspendê-lo é punir o time), que dará uma entrevista coletiva logo mais. O encontro com a imprensa faz parte da obrigatória admissão pública de culpa.

* A primeira vitória do Flamengo (2 x 1 no Grêmio Prudente: Adriano Pimenta, Diego Maurício e Toró – 3.815 pagantes no Prudentão) sob o comando de Silas quase não aconteceu.

* O gol de Toró saiu aos 49 do segundo tempo.

* A primeira vitória fora de casa em 4 meses foi a melhor atuação do Corinthians (2 x 1 no Fluminense: Jucilei, Iarley e Washington – 20.728 pagantes no Engenhão) no BR-10.

* Apesar da derrota, o gol de Washington segurou o Fluminense na ponta.

* O Vitória (0 x 0 com o Ceará – público ND no Barradão) está perigosamente próximo da ZR, e pode ser ultrapassado logo mais pelo Avaí.

* Ficou claro que o empate era o objetivo do Ceará no Barradão.



MaisRecentes

Anormal



Continue Lendo

Saída



Continue Lendo

Em controle



Continue Lendo