MAIS NOTINHAS PÓS-RODADA (e PHG de molho)



Fechando a décima-sexta:

* O Palmeiras não deveria ter convidado Elias para a festa dos seus 96 anos. O meia do Atlético Goianiense (3 x 0: os 3 dele – 13.522 pagantes no Pacaembu) foi a principal estrela da noite.

* Felipão: “Levamos um banho de bola”.

* No Maracanã quase fechado, Flamengo e Atlético Mineiro nem abriram o placar (9.566 pagantes). Na chance mais clara, Fábio Costa evitou um gol quase feito de Leandro Amaral.

* Foi apenas o segundo empate dos mineiros no BR-10.

* O Vitória (1 x 1 com o Guarani: Júnior e Rômulo – 6.338 pagantes no Barradão) ficaria em distância de ataque ao G-4, se tivesse vencido em casa.

* Um sapo passeou pelo gramado, durante o primeiro tempo. É sério.

______

Desgraçadamente triste a lesão no joelho esquerdo de PHG.

Lógico que não existe “hora boa” para algo assim, mas o momento nos leva a lamentar ainda mais.

Ganso é o jogador fundamental do sistema que a Seleção Brasileira pretende utilizar nos próximos anos, um estilo de mais apreço pela bola.

Com a carreira em espera por 6 meses, a nova Seleção terá de andar sem ele. Menos mal que serão apenas 3 jogos, sem nenhuma competição no caminho.

Para o Santos, claro, o baque é muito pior.

Lembro de uma frase de Muricy Ramalho sobre Ronaldo, quando Corinthians e São Paulo se enfrentaram nas semifinais do Campeonato Paulista do ano passado. MR falava sobre a sensação estranha de ter Ronaldo como adversário. “Ronaldo é um jogador de todos nós”, disse.

Tenho essa sensação em relação a PHG. Acho que não estou sozinho.

Como escrevi na atualização das Notinhas de ontem, que ele volte bem.

E igual.



  • Thiago Mariz

    Sobre PHG, o medo, para mim, não é essa lesão. Mas algo repetitivo. Claro que não dá para profetizar, entretanto o passado de vários jogadores brilhantes (incluindo o próprio Ronaldo) que tiveram suas carreiras mais marcadas pelas lesões que pelo futebol, assusta.

  • leonardo atleticano

    André, quando o Palmeiras de Felipão eliminou o Vitória, vc disse que finalmente acontecera a estréia do estilo Felipão. Eu discordei e disse que certos tecnicos são endeusados demais, e que a mídia enche demais certas bolas e murcha outras sem dó nem piedade.
    Esse Palmeiras tambem é do Felipão, ou ontem o time era do Murtosa?
    Felipão para mim está no mesmo patamar do Luxa, vivendo do passado, com o Felipão é claro, gozando de muita boa vontade por parte da mídia, e o profexor tendo muitos inimigos no meio, mas o resultado em campo, e as despesas astronômicas são mais ou menos as mesmas.

    AK: Eu acho que você não captou o que eu quis dizer. É óbvio que, em todos os jogos, o Palmeiras é o Palmeiras de Felipão (isso precisa ser escrito?). O que eu disse é que, contra o Vitória, pela primeira vez, o time mostrou a cara de seu técnico. Se Felipão não fosse o treinador do Palmeiras naquele jogo, o time não se classificaria. Discordo de você em relação a ele. Um abraço.

  • Anna

    Paulo Henrique Ganso, como Ronaldo, é, sim, um jogador de todos nós. Boa lembrança do que disse Muricy! Espero que ele se recupere prontamente. Quanto ao Palmeiras, foi, copiando o Juca Kfouri, um presente de grego a derrota para o lanterna do campeonato nos 96 anos do clube.

  • Edouard Dardenne

    Cara, quer apostar quanto? Vai ter gente aparecendo aqui dizendo que a sua referência ao sapo no Barradão revela o mais detestável preconceito da mídia bairrista do eixo do mal contra a Bahia, os times baianos e seus estádios.
    Um abraço.

    AK: Não quero apostar. Vai acontecer. Um abraço.

  • eduardo pieroni

    Boa Andre, tô achando que esta camisa 10 vai ficar com o Juliano ou Felipe coutinho ou ate o Bruno Cesar tera alguma chance se continuar jogando assim, o que acha????

    AK: São candidatos, mesmo. Um abraço.

  • Danilo Otoni

    Eu não achei o jogo Flamengo 0 x 0 Atlético/MG ruim como quase todos acharam. Na verdade, vi dois times receosos com as próprias qualidades – o que é muito bem compreensível visto suas posições na tabela.

    Mas os dois times tiveram claríssimas chances de mexerem no placar.

    De bom, pro Flamengo, é a solidez da defesa. Quase não abre espaços pros adversários e, parece, encontrou um goleiro à altura do falecido antigo. Quanto ao Galo, é sempre bom contar com Réver e com alguns lampejos de Tardelli.

    PS: Não aceito alguns flamenguistas pedirem Luxemburgo como técnico achando que o “profexô” será a salvação. Há algum tempo ele deixou de ser grife e virou algo cafona. Sem contar no histórico de ações maculadas deste indivíduo. Prefiro, com toda sinceridade, Rogério Lourenço.

  • BASILIO77

    Concordo com o L.Atleticano no que diz respeito a diferença de tratamento dado pela imprensa ao Felipão e ao Luxa. Há motivos para dizer que os DOIS estão em decadência…mas só se diz isso sobre o Luxa.
    Entretanto, acho que o Felipão dá jeito no Parmera, já o Luxa…sei não…
    o pouco que ví do galo, nem pareceu um time tipico do Luxa que sempre levou os seus jogadores a dar TUDO em campo…parece que o estado físico dos jogadores do galo está mal.
    Abraço.

  • Allejo

    Aposto que foi algum repórter do eixo do mal RJ-SP que jogou o sapo no campo do Vitória hahaha, abraço !

  • leonardo atleticano

    André, todos nós sabemos que o Palmeiras será sempre o do Felipão. Só frisei, que na vitória ele foi super valorizado.
    Apenas uma opinião minha, tecnicos no Brasil que há anos não ganham nada recebem verdadeiras fábulas. Só isso meu caro.
    Não discordei de vc em momento algum, só me lembrei de um texto seu escrito a alguns dias, sinal que acompanho seu textos.
    Fico chateado é que, a qualquer discordância, vc vem com a mesma conversa de falta de capacidade dos seus leitores.

    AK: Não falei em falta de capacidade. Disse que você “não captou”. A falha pode ter sido minha, ainda que eu entenda que está escrito de forma clara. Não concordo que eu tenha supervalorizado o Felipão. Se eu tivesse escrito que “foram as mudanças táticas do técnico que levaram aos 3 x 0…”, vá lá. Mas falei em espírito, em atitude. Um abraço.

  • leonardo atleticano

    Mas que fique claro, me identifico muito com seu textos, temos a mesma idade, dois filhos e o mesmo gosto pelo esporte, apenas acho que todo reporter tem suas preferências, o que é absolutamente normal em se tratando de seres humanos. E nenhum gosta de admitir, quando falamos que um ou outro é super valorizado, e outros são tratados com menos valor, não é para ofender, é só para mostrar opinião. Um abraço.

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo