MOMENTOS, PRÊMIOS E UM AGRADECIMENTO



A seleção da África do Sul dançando no túnel do Soccer City, antes da estreia.

A defesa de Suárez, em Uruguai x Gana.

O gol de Tévez, contra o México.

O de Van Bronckhorst, contra o Uruguai.

O de Luís Fabiano, contra a Costa do Marfim.

O de Villa, contra Honduras.

A entrada de Nelson Mandela no Soccer City, antes da final.

Casillas ajoelhado, chorando, após o gol de Iniesta contra a Holanda.

Momentos inesquecíveis da Copa do Mundo de 2010.

Ficarão todos gravados na minha memória.

Mas há um momento que não está especificamente ligado a essa Copa, mas aconteceu nela e é algo que me acompanha nesses anos de carreira.

É a hora em que a Seleção Brasileira sobe ao gramado para o aquecimento, bem antes de um jogo.

Nessa hora, o clima no estádio é de altíssimo astral. Música tocando, as pessoas chegando, quem já viu um jogo do Brasil numa Copa do Mundo sabe do que estou falando.

Tem a ver com um sentimento de raízes que eu não sei se pode ser chamado de patriotismo. Para mim, é mais algo que remete à minha família, minha casa, meus amigos.

Quando a Seleção Brasileira sobe, é sempre emocionante.

______

Minha seleção da Copa (fique à vontade para mandar a sua):

Casillas, Lahm, Puyol, Juan e Van Bronckhorst; Schweinsteiger, Sneijder, Iniesta e Xavi; Mueller e Forlán.

Votei em Forlán como o melhor jogador do Mundial.

______

Após quase 50 dias de trabalho ininterrupto, começa exatamente agora um curto período de descanso.

Quero agradecer a todos que ajudaram a fazer este blog durante a Copa.

A participação de vocês é a razão dele existir.

Muito obrigado pela companhia.



MaisRecentes

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo

Paralelos



Continue Lendo