MAIS DO MESMO



A Seleção Brasileira precisou de 34 minutos para fazer o mais difícil: o primeiro gol.

Vítima serial do Brasil, o Chile tentou algo novo. Obedeceu as palavras de seu técnico (“é difícil marcar o Brasil. Uma forma de marcar menos é atacar”) e foi à frente.

Pacientemente, e sem correr riscos, a Seleção aproveitou o espaço.

O gol de Juan foi a chave. Ávidos pelo empate, os chilenos convidaram o time brasileiro ao que ele mais gosta de fazer.

Interessante que a jogada do segundo gol começou com uma disputa no alto que foi vencida por Luis Fabiano. Depois de Robinho e Kaká (belo passe), a bola voltou ao artilheiro.

Lance para reafirmar que o contra-ataque da Seleção Brasileira é um dos melhores do mundo.

No segundo tempo, Ramires criou o gol de Robinho, que sempre marca contra o Chile (7 em 5 jogos). Foi o primeiro gol do atacante do Santos em Copas do Mundo.

No restante do jogo, os chilenos devem ter pensando que, seja qual for a estratégia contra o Brasil, o resultado é o mesmo.

Bela partida de Gilberto Silva. Para mim, o melhor em campo.

Sexta-feira, em Port Elizabeth, encontro com a Holanda.

Jogo de Copa do Mundo.



  • Anna

    Eu gostei mais do Juan. Ele e Lucio impecáveis.E Michel Bastos se redimiu. Também gostei das arrancadas do Kaká e desse passe que você mencionou. Os contra-golpes da Seleção Brasileira são os mais bonitos. Gostei muito do jogo. Que venha a Holanda! Tem tudo para ser um jogaço à la Alemanha e Inglaterra.

  • Javier

    Olá Andre.
    Esse contra a Holanda é mesmo o primeiro jogo de Copa do Mundo pra gente. Brasil e Portugal é jogo de patrícios que tem todo ano. Costa do Marfim e Coreia é como aqueles papa-níqueis do Ricardo Teixeira e o Chile já é da casa. Depois semi-final com o Uruguai também é jogo doméstico. E a final com a Alemanha, esse sim será o jogo da Copa.
    Um abraço.

  • Leonardo Pires

    O contra-ataque (vou confiar em você, André, e tascar um hífen aqui) da Seleção pode ser bom, mas ainda é lento se comparado à velocidade que a Alemanha empresta à sua contra-ofensiva (hífen? Malfadado Acordo Ortográfico…)

  • Torcendo contra
    (publicado na revista Caros Amigos em junho de 2010)

    Vai começar o espetáculo do ufanismo histérico. Mídias de todos os suportes serão tomadas pela publicidade oportunista do verde-amarelo. Jornalismo e marketing, amalgamados por interesses comuns, fornecerão os delírios de união e superioridade que o público precisa para engolir a farsa consumista. Milícias uniformizadas tomarão ruas e bares, assegurando a adesão das massas ignóbeis à ditadura do hexa.
    Pois não contem com este humilde escriba. Torço apaixonadamente para o fracasso da seleção brasileira na África do Sul. Quanto mais humilhante e precoce, melhor. De preferência jogando mal, tomando olé, sob apupos das torcidas e o escárnio da crônica internacional. Que os falsos craques sejam desmascarados, patrocinadores amarguem prejuízos, apresentadores e comentaristas engasguem na desmoralização dos seus favoritismos.
    A escolha soa impopular e arriscada, mas deveria constituir uma demonstração de coerência para os apaixonados pelo esporte. O time da CBF personifica os vícios e artimanhas que envenenam o futebol nacional. Ali podemos entender a pauperização dos campeonatos regionais, a destruição de clubes interioranos, o êxodo de talentos, o esvaziamento dos estádios, a imoralidade dos bastidores.
    Uma seleção formada quase exclusivamente por jogadores de times estrangeiros não possui qualquer identidade com o torcedor brasileiro. Eles nem ao menos são melhores do que dezenas de atletas que jogam no país, e que formariam uma equipe mais entrosada, motivada e empolgante. Mas, claro, Dunga não pode privilegiar a qualidade. Sua caricatura de sargento brucutu ameniza as motivações financeiras da convocação, que atende aos interesses de empresários, cartolas e especuladores.
    O legítimo espírito patriótico deve repudiar esse empreendimento nefasto e sua utilização da retórica nacionalista em benefício de corjas obscuras.

  • Guilherme Gios

    André,

    Até que enfim alguém assistiu o mesmo jogo que eu! Gilberto Silva realmente foi o melhor em campo.

    Abs

  • Luzimar

    Kfouri, concordo com tudo que vc disse! O Brasil estava meio confuso nos primeiros trinta minutos, acredito que o Daniel Alves seja bom para o Barcelona, mas particularmente ja fazem dois jogos que o vejo jogar naquela posiçao de meia adiantada e nao estou sentindo firmeza nela…espero com fé que o Elano volte logo, pois assim o Maicon tem alguém que o ajude nas jogadas de força! Vitoria merecida do Brasil, mas nao me encheu os olhos pois nao gosto de ver os zagueiros fazendo o trabalho dos caras de criaçao. Um bom exemplo disso como vc bem colocou a bela partiçao do “nosso” Gilberto Silva, ele é um cara que impoe respeito pra mim, além dele o Juan e o Julio Cesar e o Lucio, sao pra mim os melhores desde o inicio!!! Estou muito desapontada com o Ramires, o Daniel Alves e com o Michel Bastos….cadê os laterais esquerdos do Brasil???? sumiram???? o Dunga tem que parar de ser teimoso, se ele tivesse colocado o Kleberson no lugar do Ramires, a seleçao teria rendido muito mais…e nao teria colocado o Daniel Alves, se era pra ser assim colocava logo o tal do Neimar que ao menos corre mais e tem mais talento

  • Rafael

    são 8 gols andré! concordo com td q vc falou… gilberto silva como antigamente e em boa parte a causa disso foi a bela atuação do ramires q infelizmente nao vai poder jogar contra a holanda.

    AK: São 8, contando com o jogo de 2005, pelas Eliminatórias. Com Dunga como técnico, são 7. Um abraço.

  • Camila Cunha

    Concordo no que diz respeito à atuação de Gilberto Silva,realmente foi uma das melhores dele pela seleção.Contra a Holanda, o jogo muda.Nós temos a expectativa de que será uma grande partida.

  • Leonardo Pires

    Guilherme Scalzilli, na hora de transcrever um texto, especialmente um tão autoral quanto esse que você escolheu, é imprescindível citar o nome do autor! Ou, como disse um certo jornalista da Folha (ponto de ironia!): dar nome ao boi.

  • Willian Ifanger

    Foi o famoso jogo somente pro Chile passar no banco e assinar a “cardenetinha” (aliás, o Lúcio deveria ter entregado o cartão de cliente preferencial pro goleiro do Chile e não a flâmula). Sem maiores problemas.

    E não vejo a Holanda como adversário complicado, mesmo sendo um meio-clásscio de Copas. Tem um bom time, mas nada que faça perder o sono.

    O caso é que a encrenca toda ficou do outro lado das chaves.

    Nas “CNTP”, o Brasil deve ser finalista. Lógico, sem brincadeiras pra não dar sopa pro azar.

    E também achei o Gilberto Silva o melhor em campo. Porém, isso não é nada bom…..hehehhe.

  • leonardo atleticano

    Amigos, Gilberto Silva joga bem há muito tempo, o problema é ele concorrer na posição com queridinhos da mídia como Ernanes, Elias e Ganso, por isso seu valor nunca foi reconhecido, e como a maioria dos torcedores funcionam como papagaios repetindo o que parte da mídia viciada fala, ele sempre sofreu preconceito. Jogou muita bola mais uma vez, mais uma vez sem levar cartão, sem fazer faltas na entrada da área e sem querer ser o que não é. Gilberto Silva, Juan e Lúcio estão dando gosto de se ver. Ao contrário do badalado ataque, que não rende o que pode, a defesa se mata para fazer o possível e o impossível pelo time.

  • Wanderley Takahashi Assis

    André, vc concorda que o melhor em campo ontem, foi o Felipe Melo?
    Não errou uma saída de bola, não errou um passe, não errou na marcação, como ele fez no gol da Costa do Marfim, não deu uma botinada, não tomou um cartão amarelo!
    Enfim, foi perfeito em todos os fundamentos e não comprometeu com a sua incapacidade futebolistica!
    Parabéns para o Felipe Melo, com a sua melhor atuação com a camisa canarinho!!!

  • Teobaldo

    Parabéns ao Leonardo Atleticano pelo lúcido comentário. E complemento com a seguinte observação: O Lúcio só dá aquelas arrancadas, no melhor estilo “porra louca”, porque sabe que a cobertura do Gilberto Silva será eficiente… como sempre. Em relação à preferência pelos queridinhos é chover no molhado. Um abraço a todos.

  • Ebenezer Andrade

    A superioridade do Brasil, não era só tecnicamente e sim fisicamente. Os jogadores do Chile, não estavam a altura do vigor físico dos brasileiros. A cabeçada de Juan, deu para perceber isto. Subiu sozinho. O time do Chile, não tem pegada, os jogadores são baixos e aparentava estarem muito mal preparados. Ai foram pra cima e tomaram três. Pobre Chile, não aprende que o único time que joga de igual pra igual com o Brasil é a Argentina e de vez e quando leva trolhada.

  • JD

    “(…) os chilenos deve ter pensando (…)” – que o jornalista escreve mal português… apesar da lingua afiada. É, segundo Freud, muito simples. É o tipo do cara que assiste mais a novelas do que lê novelas.. dá nisso, escreve mal, para um público pouco exigente.

    O Dunga tá certo em não gostar de voces.. Vocês são fracos.. não conseguem falar a mesma coisa por 45 min.. vai perdendo.. muda de opiniao, vai ganhando.. adapta a opiniao.

    Falo “voces” porque em todos os blogs e reportagens está repleto de erro de ortografia, regencia, concordância.

    Vai Bra si si si si sil.

    AK: Tenho uma vaga de revisor aberta. Você é o candidato perfeito: escreve bem e tem muito tempo ocioso. Aceita?

  • Ana Rosa

    Quando se vai reconhecer que o passe de Robinho para Kaká é que foi magistral, lúcido e efetivo?
    Um jogador mais burrinho cruzaria aquela bola para a área, onde Luís Fabiano estava cercado de jogadores chilenos.
    Robinho, bem mais inteligente, acabou completamente com a defesa chilena, ao tocar aquela bola Kaká, que estava mais atrás. Aí, ficou fácil para Kaká dar o passe que deixou Luís Fabiano na cara do gol.
    Genialidade de Robinho, frise-se.

    AK: Robinho é um contra-atacante magistral. Por isso ele jamais perdeu seu lugar no time. Mas discordo totalmente da sua visão. Não há comparação entre a dificuldade dos passes. Um abraço.

  • vanderley

    e este andre kfouri e aquele mesmo que disse iria vestir saia se o internacional perdesse aquele titulo de libertadores, ele esta conversandoe bobagem dizendo que a holanda é holanda pois apostaria com voce como nenhum time desses ai irá segurá a alemanha neste time não tem so dois ou tres jogadores como na holanda quem viver verá certo …

    AK: Amigo, não tome remédios sem prescrição médica. É perigoso. Um abraço.

MaisRecentes

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo

Sozinho



Continue Lendo