ESTÁ DIFÍCIL PARA ELANO



Elano apareceu no treino do Brasil, que começou agora há pouco.

Mas o bom sinal se transformou em má notícia, logo no início.

Ele pareceu sentir algo no bobinho e, depois, ao correr em volta do campo, murmurou para quem perguntou se ele jogaria contra Portugal:

“De que jeito? Estou cheio de dor…”

Antes do coletivo, os jornalistas tiveram de sair.

Mas há maneiras de saber das coisas. O treino começou com Daniel Alves na vaga de Elano e Julio Baptista no lugar de Kaká.



  • Cláudio Maesi

    A cada vez q vejo o replay da entrada que o Elano levou parece q sinto a pancada em mim. Criminosa…

    []s

  • denilson

    andre …

    quando o time de Dunha perde sem elano…???
    …acho que pelo menos isso pode tirar o Dunga de uma fria….ele sempre trabalhou o julio batista como reserva de kaka…hoje me parece mais lógico que este posto seja ocupado pelo daniel alves (na falta de ganso, r gaucho, diego, alex do fernerbach e mais algums)….se elan não jogar ficar mais facil pra ele não…???

  • Anna

    A lesão dele se agravou ou é só dor daquela pancada criminosa? Espero que ele se recupere logo! Atualize-nos com as notícias, assim que puder, por favor! 🙂

  • Arley

    “… em nome do povo brasileiro…” agradeço a colaboração que certos jornalistas esportivos estão dando para que consigamos trazer o caneco.Um abraço

    AK: O que mostra que você desconhece o papel dos jornalistas esportivos. Um abraço.

  • Alexandre

    “O conflito entre Rede Globo e o técnico Dunga foi deflagrado no último domingo após a vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim. Durante entrevista coletiva, o treinador murmurou xingamentos ao jornalista da emissora Alex Escobar, captados pelo microfone à sua frente. Pessoas presentes no momento afirmam que Escobar chamou Dunga de insuportável ao falar no telefone com o apresentador Tadeu Schmidt sobre o veto de entrevistas, entre elas com Luís Fabiano, autor de dois tentos no jogo.” Fonte UOL

    Sabia que nesse mato tinha coelho!

  • Luiz Fernando Paes

    André,

    em outro blog (não lembro agora qual), li que o Elano respondeu isso aos fotógrafos, ao ser pedirem para ele dar um sorriso pras fotos ..

    agora vc já diz coisa diferente ..

    em que acreditar?

    AK: Não sei se ele disse algo parecido para os fotógrafos. Ao passar na frente dos cinegrafistas, a cena foi como descrevi. Um abraço.

  • Sarah

    André, apesar da comissão técnica não dar entrevistas, já se sabe a gravidade dessa lesão do Elano? Ele volta para as oitavas? Penso que essa formação com o Daniel Alves talvez seja ainda melhor. Concorda? Parabéns pelo bom trabalho e pela clareza sobre o papel do jornalista. Não só a você, mas a toda ESPN.

    AK: A lesão do elano é a do jogo contra a Costa do Marfim, no tornozelo direito. Ele pode se recuperar a tempo, mas nesse momento parece desaconselhável escalá-lo. Obrigado e um abraço.

  • Guilherme

    A pergunta é: Se o time com Dani Alves e J. Baptista voar e o Brasil fizer a grande apresentação da Copa, o técnico terá a coragem que faltou ao Parreira em 2006 e manter o time? Na ocasião, o time misto fez a melhor apresentação daquele time na partida contra o Japão, com Robinho, J. Pernambucano….

    AK: Acho que o time não mudará. Um abraço.

  • Roberto Carlos

    Andre
    Se o Brasil for campeão, você acha que o estilo Dunga de tratar a imprensa e blindar os jogadores poderá ser norma obrigatória a ser seguida pelo seu substituto?
    Abraços

    AK: Depende da pessoa e do acerto que ela fizer. Depende muito dos jogadores, também. Acho mais provável um sistema um pouco mais aberto. Um abraço.

  • jorge

    E tenho a certeza de que o Elano vai jogar sexta. Mesmo porque esta notícia voce ouviu de terceiros, nem identificáveis. Melhoras para o seu dente !

    AK: Elano tentou treinar, sentiu dores, parou. Trocou as chuteiras por tênis, deu algumas voltas no campo. Falou a frase “De que jeito? Tô cheio de dor…”. A frase está gravada, irá ao ar na ESPN logo mais. Mas você “tem certeza” de que ele vai jogar, então eu fico tranquilo. Um abraço.

  • Edwin Perez

    O que pega é que nós temos um time, enquanto outros tem seleção, espero que Elano não faça falta pois sair em primeiro no grupo é essencial!

  • Mário

    Acho uma idiotice alguem defender esse dunga , todo o futebol vive de patrocínios , a seleção não é diferente. Muito facil ele dar uma de macho durante a competição ,falar que se a CBF o obrigar a deixar jogadores darem entrevistas exclusivas vai ter manda-lo embora, duvido se ele falaria isso a 6 meses atrás. Todo o patrocínador espera ver a sua marca na TV , durante os treinos , entrevistas , e mais ainda… a globo é lider de audiência , uma entrevista exclusiva de um jogador usando a sua marca é ótimo para quem pagou. o patrocinador tem esse direito e paga por isso. com o nível das seleções nas eliminatórias qualquer treinador classificaria a seleção com os pés nas costas, ele se acha dono da seleção , fala besteira atrás de besteiras, precisa do jorginho para ensina-lo, pq esse sim é o técnico da seleção.

  • Roberto Carlos

    Andre
    Voce acredita na possibilidade de na proxima entrevista o Dunga possa pedir desculpa para o Alex Escobar?, não digo desculpa para a imprensa, somente para este profissional pois ele não é um dos desafetos do treinador e é considerado por todos como “gente boa”.
    Abraços

    AK: Seria bom. Mas acho difícil. Um abraço.

  • Joao Luis Amaral

    Acho melhor poupar o Elano, para que ele esteja recuperado para o jogo das oitavas. Fora isso, tem o quesito ‘dar ritmo de jogo’ ao Daniel Alves e ao JBaptista… o que, não é nada, não é nada, se precisarmos dos caras, não entrarão com o freio de mão puxado.
    Ramires poderia ser uma boa opção no lugar do Elano também.

    Grande abraço,
    Joao Luis Amaral

    p.s.: se o Dunga TIVER de pedir desculpas (pq não será algo feito de bom grado, com consciência de que exagerou…) confesso que ficarei surpreso. Minha aposta seria de vê-lo mais ‘light’ na coletiva – se, e somente SE o Brasil ganhar – mas sem dar o braço a torcer.

  • Eduardo C. N.

    André, mudando o assunto, sempre ouvi falar que os norte-americanos não gostavam muito do soccer porque poderiam assistir uma partida de 90 minutos sem que fosse marcado um gol, ao contrário do baseball, basquete e futebol americando onde as pontuações são mais frequentes. Será que com esse gol aos 47 minutos do segundo tempo eles pegaram o espírito da coisa?

  • Alice

    Dunga pediria desculpas se o Escobar pedisse desculpas, também, por estar falando ao telefone durante uma entrevista coletiva.
    Eu sei o quanto deve ser difícil encontrar manchetes quando não se tem, precisam de um assunto, por isso uma conversa simples durante um treino é repetida diversas vezes com a manchete de possível discussão entre jogadores brasileiros, gilberto silva fica contundido de acordo com o parecer médico de um fotógrafo.
    Com certeza temos bons jornalistas mas como em qualquer profissão temos também péssimos jornalistas, ou vão me dizer que todo jornalista é honesto só pelo simples motivo de ser jornalista.
    É bom termos cuidado com o corporativismo, e o compromisso com a verdade o jornalismo deve ter acima de tudo.
    Quando não podemos ter tudo, eu prefiro um mal educado honesto, do que uma “moça” super educado desonesto, pelo menos sabemos com quem estamos lidando.
    E eu realmente não quero olhar treino, os jornalistas é que querem , eu quero ver é o jogo…
    Boa Sorte

    AK: É evidente que nem todo jornalista é honesto. É evidente que há péssimos jornalistas. Alex Escobar, apenas para ficar claro, é honesto e ótimo jornalista. Muita gente fala ao telefone dentro de uma sala de entrevista coletiva. Repórteres de rádio, por exemplo, ficam o tempo todo ao telefone. Comparar alguém que fala ao telefone com alguém que ofende uma pessoa gratuitamente é algo descabido. Mesmo porque Dunga não ofendeu Escobar porque ele falava ao telefone. No mais, esse episódio nada tem a ver com honestidade. Outra coisa: essa Copa do Mundo, como qualquer outra, não sofre por falta de manchetes. E Gilberto Silva se machucou, sim, naquele treino. Tanto que foi substituído por Josué. Um abraço.

  • Eduardo

    O texto a seguir desmascara o discurso hipócrita que está sendo construído, qual seja: “não é certo gastar dinheiro público com estádios, quando há tantas coisas mais importantes a serem feitas, como hospitais, escolas, creches…” – discurso forjado na frustração da reprovação do Morumbi, e no desespero diante da perspectiva da construção de um novo estádio paulistano, o qual transformaria o estádio sãopaulino em um insustentável elefante branco.

    —————————————————————–

    Pós-vexame

    O Dr. Caio Carvalho, principal dirigente do Comitê Paulista de preparação para a Copa-2014, que bombardeou a FIFA com CDs e DVDs da reforma do estádio do Morumbi, que, como sabemos, seria feita com dinheiro público, agora anda dizendo que o Estado só deve investir em saúde, educação e transporte.

    Assim não se apoiaria a construção de novas arenas na Cidade de São Paulo.

    Interessante este “udenismo tardio”, que redefine o papel do Estado e junta-o com um “moralismo de bar”.

    Ora, Caros Internautas, o Estado de São Paulo está gastando R$660 milhões para construir um contestadíssimo teatro de dança; a Prefeitura de São Paulo gasta no Autódromo de Interlagos, em dois anos e meio, o equivalente à construção de um moderno estádio, isto tudo para um evento anual de Fórmula Um; o Governo Federal, através de suas empresas, apóia peças de teatro e produções de cinema em valores que poderiam levantar uma arena de futebol por ano.

    Então, por que não se deveria apoiar a construção de uma arena em São Paulo, nova e moderna, que permita à nossa Cidade receber a abertura da Copa-2014 de forma digna?

    Por que o tal Comitê Paulista da Copa perdeu três anos numa tentativa funesta de reformar o Estádio do Morumbi usando a Copa do Mundo como pretexto para uso de dinheiro público? Estádio esse que todos sabem que só pode ser reformado com muito dinheiro e muitas dificuldades técnicas.

    Deveriam os dirigentes do Estado lembrar-se de Roosevelt, grande Presidente dos Estados Unidos que, em seu New Deal, incluiu grandes investimentos nos esportes e em entretenimento, possibilitando com isso a construção de centenas de teatros e ginásios esportivos por toda a América.

    O erro aqui não é da FIFA, nem de Ricardo Teixeira, mas do Comitê que elegeu como sua prioridade a reforma pura e simples do Morumbi e, para isso, usariam todo tipo de recurso público.

    A reconstrução do Pacaembu ou a construção de uma nova arena devem receber todo apoio do Estado.

    Muitos jornalistas se dizem contra um novo estádio porque existem grupos preparando-se para todo tipo de malandragem. É verdade. Creio que são em número maior do que o imaginado pelos jornalistas, mas creio também que a solução não é “tirar o sofá da sala”.

    Reformar o Pacaembu ou erguer outra arena deve ser algo feito de modo totalmente diferente do que ocorreu no processo da reforma do Morumbi. Deve ser transparente e rigorosamente obedecendo à lei.

    Tudo que não houve nos seis projetos para o Morumbi, que o Comitê Paulista aprovou e que fracassaram por ausência completa de garantias financeiras!

    Se a reconstrução do Pacaembu ou a criação de nova arena for conduzida na penumbra, infringindo a lei e sem nenhuma transparência, como no caso Morumbi, tudo irá para o mau caminho.

    Como bem disse a FIFA: São Paulo tem tudo para abrir a Copa, região rica, com hoteis, hospitais, infraestrutura, grande império financeiro etc, só não tem estádio.

    http://blogdocitadini.blog.uol.com.br/

  • DENISE – RJ

    Dunga é uma pessoa pública, tem grande valor, tá fazendo o seu trabalho, mas demonstra em suas atitudes que a bronca não é só com a Globo. É com Os Jornalistas Brasileiros, que estudaram, se formaram e foram contratados para trabalhar. Que haja regras e limites, concordo, mas o que está acontecendo é uma tremenda grosseria por parte do nosso técnico.
    Na minha opinião, mesmo que a nossa Seleção traga o HEXA, o nosso técnico merece um boicote.l

  • André, tenho certeza que o Dunga se arrependeu de levar o Kléberson. Já que o reserva do Elano se tornou o Daniel Alves, o reserva do Felipe Mello é o Ramirez. O Kléberson se não for para jogar coletivos, não tem nenhuma função no grupo. Por essas e outras teremos quer ver toda a criatividade do Júlio Batista em campo na sexta.

  • Ricardo Medeiros

    Como repórter do primeiro escalão da ESPN Brasil, vc é escolhido pra cobrir a seleção brasileira durante a copa, pois é esta que atrai o maior interesse dos brasileiros. Mas, vc não acharia interessante que houvesse um rodízio, para que vc tivesse a oportunidade de experimentar a cobertura de outras seleções, conhecer melhor outros estilos de trabalho, outras culturas…? Sou grande fã seu. Pra mim, o melhor repórter do Brasil. Abraço.

    AK: Obrigado. Tive a oportunidade de cobrir a Itália em 2006, depois que o Brasil foi eliminado. Talvez um dia seja mesmo interessante cobrir a Copa de outra maneira, mas, por enquanto, acompanhar a Seleção é o que gosto de fazer. Um abraço.

  • Willian Ifanger

    André, nada a ver com o post. Mas eu sei que você não vai ter tempo de falar sobre isso, até porque não está acompanhando, mas é um apaixonado pelo esporte e pelo Esporte.

    Uma pena, em plena Copa do Mundo, termos uma partida de tênis (inacabada) tão épica em solo tão sagrado. 59 x 59, quinto set, Wimbledon. Deveriam parar a Copa do Mundo para acompanhar o final desse jogo.

    Se um dia um ET visitar a Terra e quiser entender do que se trata o substantivo Esporte, se ele precisar de um exemplo empírico para ter essa explicação, é só mostrar o vídeo dessa partida.

    O problema é que vai acabar. Tomara que a quadra esteja lotada, mesmo que seja pra ver somente mais 2 sets. E aplaudir os dois atletas, proporcionalmente ao tempo de espetáculo que proporcionaram.

    AK: Esse jogo é um dos episódios mais sensacionais da História dos esportes. Certamente se tornará um clássico, com DVD, documentário, livros. Inacreditável. Gostaria muito de ver o ponto final, mas acho que não vai dar. Um abraço.

  • leonardo atleticano

    André, vi comentários em outros blogs dizendo que o Escobar, ao saber que entrevistas exclusivas que ele faria para o Fantático , tinham sido vetadas pelo Dunga, ligou para o Tadeu e lhe contou do problema, devia estar com a cara feia e segundo falaram, disse as palavras insuportavel, grosso, babaca e outras, com certeza se referindo ao Dunga. Se for verdade, e se o Dunga escutou, isso não equilibra um pouco as grosserias? E outra, não torna, um pouquinho que seja, a atitude do nervoso tecnico menos condenavel?

    AK: Se fosse verdade que Escobar o ofendeu, sim. Mas, pelo que sei, não é. Um abraço.

  • Joao Luis Amaral

    Na boa, se o Escobar falou ou não coisas durante a coletiva, nao temos como saber, a não ser pelos jornalistas sérios, nos quais acreditamos (como é o caso do André).
    O que não justifica, de maneira alguma, que um cara que ocupa um cargo da importância que o Dunga tem hoje, faça o que fez, em rede MUNDIAL de rádio e TV, com um microfone aberto no focinho.
    Se ele tivesse dois neurônios ativos, poderia ter dado um tapa com luva de pelica, ao vivo, para o mesmo mundo, na Globo ou em quem quisesse, ao declarar, por exemplo (e de forma educada) que não haveria exclusivas para nenhuma emissora, que qualquer decisão envolvendo a participação dos jogadores deveria sempre ser encaminha para ele e coisa e tal.
    Cutucaria a Globo, ganharia a simpatia de todas as outras redes do planeta…
    Mas é pedir muito…
    No meu caso, eu torço pela seleção ganhar sim, APESAR do Dunga.
    Abraço!

  • DIONISIO

    Andre, não sei o que voce acha do uso de tecnologia para ajudar as arbitragens. Acho que tanto os conservadores como os tecnológicos tem bons argumentos para justificar sua preferência. Porém a TV mostrou para todo o mundo a covarde agressão que o Elano sofreu. A FIFA bem que podia usar as imagens contra a impunidade. Penas pesadas e multas são o mínimo para esse tipo de atitude criminosa.

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo