MEU DENTE (e o púbis de Kaká)



Desculpem pela ausência, tive um problema médico para resolver.

Odontológico, para ser mais preciso.

Um pedaço de um dente lá de trás apareceu no meio da comida ontem, durante o almoço.

Liguei para o serviço de assistência internacional contratado pela ESPN na mesma hora. À tarde, durante o treino dos reservas do Brasil, me ligaram de volta marcando a consulta ao dentista para hoje de manhã.

Talvez o consultório que visitei aqui em Joanesburgo seja melhor do que o do meu dentista em São Paulo (que ele não leia isso). A única coisa que eu achei estranha foi que a cadeira ficou muito inclinada, me senti de cabeça para baixo.

O cara olhou, soltou um “mmm… uma fratura grande, porém limpa. Vou resolver e depois te explico o que fiz”.

Concordei. O que mais poderia fazer?

Em menos de meia hora, estava dentro do carro. O dente já tinha sido tratado, e será novamente. O cara disse que fez algo “que não é provisório, mas também não é permanente”, que vai aguentar firme enquanto eu estiver longe do Brasil.

Vamos torcer.

Cheguei ao clube de golfe a tempo de ver a entrevista coletiva de Kaká, na qual ele contestou a informação publicada nesta nota.

O jogador mais importante da Seleção Brasileira disse que sente “dores normais, como qualquer outro jogador”. E que as dores não estão relacionadas ao problema no púbis que o incomodou nos últimos meses.

Na mesma entrevista, porém, Kaká declarou que uma cirurgia após a Copa do Mundo é algo que será discutido.



MaisRecentes

Filme



Continue Lendo

Perversidades



Continue Lendo

Arturito



Continue Lendo