A MELHOR DECLARAÇÃO DA COPA (por enquanto)



“A convocação era às 6 da tarde na Alemanha. Treinamos de manhã e eu fui para casa. Depois do almoço, subi para arrumar algumas coisas no quarto, porque a gente já tinha planos de viagem se eu não fosse convocado. E pensei: vou dar um cochilo e acordar para ver a convocação. Quando eu acordei, já eram 17h45, estava todo mundo ansioso na sala da minha casa. Resolvi que não ia ficar ali, não. Fui para o jardim e fiquei lá com o meu cachorro, pensando: bom, se acabar e ninguém falar nada, é porque não fui. Se a portar abrir… só sei que ouvi a maior gritaria lá dentro, todo mundo saiu correndo chorando, a gente se abraçou e lembro do que a minha mulher me disse: você lutou por isso, você merece.”

Grafite, em entrevista coletiva neste sábado, em Joanesburgo.



MaisRecentes

Vitória com bônus



Continue Lendo

Anormal



Continue Lendo

Saída



Continue Lendo