ESTÁ ESQUENTANDO



Às 20h20 desta quinta-feira, o termômetro do carro alugado marcava 27 graus. O sol estava indo embora, mas o calor, não.

É difícil acreditar que o tapete do Santiago Bernabéu é de grama natural. Mais parece o feltro de uma mesa de sinuca.

Qualquer defeito no domínio da bola é de inteira responsabilidade do acusado.

Um dos grandes templos do futebol mundial está sendo preparado para a final deste sábado.

Não é novidade na história do Bernabéu, que já recebeu a principal decisão europeia outras três vezes: 1957 (título do Real Madrid em casa, o segundo de uma sequência de cinco), 1969 (segunda conquista do Milan) e 1980 (bicampeonato do Nottingham Forest).

Não se pode esquecer, é claro, que a tarde mais importante dos 63 anos de história do estádio foi a final da Copa do Mundo de 1982. Interessante lembrar que aquele foi um encontro entre italianos e alemães, exatamente como agora.

Os preparativos estão chegando ao final. Quem entrou hoje no Bernabéu ouviu sons que nada têm a ver com futebol, e sim com a construção do melhor ambiente possível para Inter, Bayern e os 75 mil privilegiados que aqui estarão.

Nesta sexta-feira, o gramado será liberado para os finalistas. O Bayern já confirmou que fará seu último treino no local do jogo, mas a Internazionale insiste em trabalhar no CT do Real Madrid.

Também teremos as entrevistas coletivas oficiais dos dois técnicos, acompanhados de dois jogadores de cada time.

A imprensa espanhola está ansiosa pelo encontro com José Mourinho, mas ele obviamente não falará sobre seu futuro.

Abaixo, a vista do estúdio da ESPN em Madri.

Fundo comum…



MaisRecentes

Pertencimento



Continue Lendo

Vitória com bônus



Continue Lendo

Anormal



Continue Lendo