NOTINHAS PÓS-RODADAS



* A melhor partida do ano (e a primeira atuação convincente num jogo decisivo na temporada) deu ao São Paulo (2 x 0 no Cruzeiro: Dagoberto e Hernanes – 48.602 pagantes no Mineirão) uma gigante vantagem no caminho para as semifinais da Libertadores.

* Os dois gols são-paulinos tiveram as impressões digitais do estreante Fernandão, jogador inteligente, que sabe exatamente como contribuir. Mesmo sem as condições ideais.

* Até ontem, não havia um exemplo prático sequer que pudesse sugerir que o São Paulo faria a atuação que fez. A ideia de que o time renderia melhor se voltasse a jogar com três zagueiros era evidente para quem estava prestando um pouco de atenção. Mas faltava ver. Não falta mais.

* O maior problema do Cruzeiro (que não jogou no nível em que estava acostumado) foi enfrentar um time seguríssimo na defesa, e que “escolheu” a noite de ontem para mostrar uma aplicação inédita em 2010.

* Quinta nota? Por que não? O chute de Roger, que bateu nas duas traves aos 38 do segundo tempo, foi o símbolo de uma noite que o cruzeirense quer esquecer.

* Libertadores, Maracanã cheio, adversário estrangeiro, torcedor do Flamengo (U. de Chile 3 x 2: Victorino, Olarra, Adriano, Fernández e Juan – 61.643 pagantes) decepcionado. O que acontece?

* Bruno falhou (existe goleiro que não falha?) no segundo gol e soltou mais uma pérola: “estou me lixando para eles” (a torcida).

* Repito o que escrevi nos palpites: em termos de potencial, não dá para comparar a U. de Chile com o Flamengo. Desde que esse potencial seja usado, é claro.

* Grêmio e Santos (4 x 3: André-2, Borges-3, Jonas e Robinho –  38.475 pagantes no Olímpico) fizeram o melhor jogo de futebol no Brasil neste ano. Um espetáculo que merece todos os aplausos.

* No intervalo, o Santos vencia por 2 x 0 e estava praticamente classificado. Aos 37 do segundo tempo, quem tinha a vaga era o Grêmio, com 4 x 2. O gol de Robinho deixou tudo aberto para o que promete ser outro jogaço na Vila.

* Gol que só saiu porque PHG não é um jovem jogador em formação. É um jovem jogador pronto.

* O Grêmio tem tudo para criar problemas para o Santos na Vila. O time de Silas já mostrou que sabe jogar fora de casa.

* O Santos volta para casa com um resultado um pouco melhor do que o que conseguiu no Mineirão, contra o Atlético. Por ter feito um gol a mais como visitante.

* Na semifinal menos badalada, o Atlético Goianiense (1 x 0 no Vitória: Rodrigo Tiuí – 7.097 pagantes no Serra Dourada) teve mais uma noite feliz neste histórico ano de 2010.

* Há uma importante diferença entre ter de vencer o Vitória no Barradão (o que ninguém conseguiu) e ter de sobreviver ao Barradão.

* Ainda assim, não quero dizer que sobreviver será fácil.



MaisRecentes

Sete dias



Continue Lendo

Em voo



Continue Lendo

Não estamos prontos



Continue Lendo