NOTINHAS PÓS-RODADAS



Libertadores, Copa do Brasil (o sorteio dos mandos na CB acontece hoje à tarde) e a decisão pernambucana:

* A  “atuação perfeita” que o Corinthians (2 x 1 no Flamengo: David-contra, Ronaldo e Vágner Love – 35.561 pagantes no Pacaembu) queria, aconteceu, mas só no primeiro tempo.

* O gol de Vágner Love, logo no começo do segundo, fez o Corinthians murchar. O Flamengo foi mais organizado e mais perigoso na parte final.

* Merecidíssima a classificação do Flamengo, pelo que fez no Maracanã e em metade do jogo no Pacaembu.

* O Corinthians pagou o preço pelo comportamento medroso na ida.

* Thiago Ribeiro será preso se voltar ao Uruguai. Ou contratado pelo Nacional.

* Outra ótima partida, outro gol, outra vitória do Cruzeiro (3 x 0 no Nacional-URU: Thiago Ribeiro, Diego Renan e Gilberto), classificado para as quartas da Libertadores.

* Como dizia a musiquinha, a hora do Atlético Mineiro chegou na Vila Belmiro.

* O Santos (3 x 1: André, Neymar, Correa e Wesley – 14.245 pagantes) voltou a jogar no alto nível de antes das finais do Campeonato Paulista.

* Vanderlei Luxemburgo tem todo o direito de se sentir magoado com os garotos, até de falar em ingratidão. Mas dizer “ao Santos eu só volto como adversário”, apesar de também ser prerrogativa dele, é um exagero.

* O Santos, como clube, não tem nada a ver com a “brincadeira” que alguns jogadores fizeram com o ex-técnico.

* Há quem diga que o Grêmio de Silas não joga o futebol-força que é tradição no Olímpico.

* Também há quem diga que assim é melhor, como provou mais uma vitória (2 x 0: Hugo e Jonas – 25.610 pagantes) sobre o Fluminense.

* Interessantíssima semifinal (a décima do Grêmio) contra o Santos.

* Muricy Ramalho declarou que faltam jogadores para treinamentos coletivos no Fluminense.

* Mesmo desclassificado, o Vasco (3 x 1 no Vitória: Magno, Viáfara, Ramon e Carlos Alberto – 12.377 pagantes) saiu de campo aplaudido em São Januário. A torcida não poderia ter outro comporatamento, depois do que o time fez.

* O árbitro Evandro Rogério Roman (que foi aprovado nos testes físicos da CBF em condições muito estranhas), estava pessimamente mal colocado quando marcou o pênati de Nilton – que foi expulso – em Neto Berola. Pior: não usou o mesmo critério quando deu o pênalti de Viáfara em Elton, aos 29 minutos do segundo tempo. Se o goleiro fosse expulso, um jogador de linha teria de ir para o gol.

* O Vitória é favorito na semifinal contra o Atlético Goianiense.

* O Palmeiras não só perdeu o jogo (Atlético 1 x 0: Marcão – público ND no Serra Dourada) como conseguiu perder mais pênaltis (Atlético 2 x 1) do que o adversário, numa série histórica em que 10 cobranças foram feitas, e só 3 convertidas.

* Foram sete erros seguidos.

* O Atlético Goianiense se junta a Ceará (1994), ASA (2002), Santo André (2004), Ipatinga (2007), na lista de times de orçamento bem inferior que eliminaram o Palmeiras na Copa do Brasil.

* O Sport (1 x 0: Leandrão – 32.826 pagantes na Ilha do Retiro) é pentacampeão pernambucano, pelo terceiro ano seguido derrotando o Náutico.

* E pensar que, no primeiro jogo, o Náutico vencia por 3 x 0 até os 21 minutos do segundo tempo.



MaisRecentes

Sete dias



Continue Lendo

Em voo



Continue Lendo

Não estamos prontos



Continue Lendo