NOTINHAS PÓS-RODADAS (atualizado com a eleição no C13)



* O que já estava mais perto do Santos (3 x 2 no São Paulo: Júnior César-contra, André, Hernanes, Dagoberto e Durval – 35.695 pagantes no Morumbi) está ainda mais perto.

* Mas poderia estar tão perto, a ponto de transformar o segundo jogo em mera formalidade. Não está porque o São Paulo lutou demais e o Santos (como já vimos nos outros clássicos) ainda não aprendeu a concluir jogos – contra times do mesmo nível – em que está na frente.

* Terceira nota? Como não? Exagerada a expulsão de Marlos, que não mereceu nem o primeiro e nem o segundo (percebeu que estava atrasado e tentou tirar o pé) cartão amarelo.

* Na semifinal dos “emergentes”, o Santo André acabou (2 x 1: Diego, Branquinho e Rodriguinho – 10.919 pagantes no Prudentão) com nove jogos de invencibilidade do Grêmio Prudente.

* E está próximo de garantir que a final do Campeonato Paulista será “santa”.

* Desculpe mais uma terceira nota: mas o que é esse “gramado” do Prudentão?

* O time do Flamengo (2 x 1: Vagner Love-2 e Thiago Martinelli – 24.299 pagantes no Maracanã) é melhor do que o time do Vasco? É. Acima de tudo, tem mais jogadores capazes de decidir um jogo.

* Mas fica complicado falar no jogo, quando a arbitragem anula um gol legal, marca um pênalti que não aconteceu e não marca outro que aconteceu. E os três erros são contra o mesmo time.

*  Terceira nota, obviamente: a arbitragem de futebol no Brasil é ruim. No Rio, parece ainda pior.

* Caio aumentou seu currículo de pé de coelho, no jogo que deu ao Botafogo (3 x 2 no Fluminense: Abreu, Fred-2, Fahel e Caio – 16.025 pagantes no Maracanã) a chance de ser campeão estadual se ganhar a Taça Rio.

* Novamente, o Botafogo não será considerado favorito na sexta decisão contra o Flamengo, desde 2007.

* Terceirinha? Lógico: 15.563 pessoas entraram de graça no Maracanã, no fim de semana. E quem paga são os clubes. Ainda bem que estão ricos…

* O ex-sumido Walter marcou duas vezes, o Internacional (2 x 0 no Ypiranga – 22.822 pagantes no Beira-Rio) agradou sua torcida e vai decidir a Taça Fábio Koff com o Pelotas.

* Numa provável sequência de eventos que certamente chocará o mundo, a decisão do Campeonato Gaúcho será entre Inter e Grêmio.

* Com o time titular, e contra um adversário desfalcado, o Cruzeiro (0 x 0 com o Ipatinga –  11.000 pagantes no Ipatingão) manteve sua vantagem nas semifinais do Campeonato Mineiro.

* Essa é a forma otimista, para o cruzeirense, de olhar para o resultado.

* O Atlético fez mais, ao tomar (2 x 1: Diego Tardelli, Renan Oliveira e Wanderson – 4.787 pagantes no Ipatingão) a vantagem do Democrata.

* Em outra notícia que certamente rodará o mundo, a decisão em MG será entre Cruzeiro e Atlético.

* O Atlético Paranaense (1 x o no Paranavaí: Javier Toledo – 11.279 pagantes na Arena) se deu ao luxo de poupar titulares, e venceu sem problemas.

* Acabou a “fase caseira” do Atlético em seu estádio, no octogonal final do estadual. Tem Atle-Tiba decisivo (surpresa!), no Couto Pereira, na próxima rodada.

* O Coritiba (2 x 0 no Operário: Ariel e Renatinho – 6.048 pagantes no Couto Pereira), que não sai de casa, será campeão se vencer o clássico.

* O Coxa tem 17 pontos em 5 jogos.

ATUALIZAÇÃO, 14h28: Fábio Koff acaba de ser reeleito presidente do Clube dos 13, por 12 votos a 8.

Em tese, é isso mesmo que você está pensando: a CBF perdeu.

Mas é bom esperar um pouco (alguns meses, eu diria).



  • Alexandre Reis

    André, discordarei de vc em dois lances:

    1 – O gol do Vasco só não é falta se o jogo for futebol americano.

    2 – O Léo Moura foi empurrado e não importa a força, empurrão é falta .

    3 – A cortada do Willians foi linda. rsss Penalty claro.

    Abs

    Alexandre Reis

  • Ricardo Inocencio

    André…

    Nenhum comentário sobre o jogaço de sábado no Bernabéu ?!

    O jogador de playstation continua “voando”….

  • Marcos Vinícius

    Gostaria de deixar claro que,como todo vascaíno,estou indignado com o resultado da partida de ontem.Sem desmerecer o ótimo time do Flamengo,mas très erros absurdos de arbitragem contra o mesmo time mostram que o que houve no Maracanã foi tendencioso,parcial e determinante para o resultado final da partida.De fato o time do Flamengo é melhor que o do Vasco.Isso torna o ocorrido ainda mais agravante,pois o Flamengo não precisava da mãozona que teve,tem time e bola para ganhar de qualquer time do Brasil.No jogo da Taça Guanabara o Vasco foi prejudicado pela arbitragem,o pênalti em cima do mesmo Léo Moura não ocorreu,e o resultado foi diretamente influenciado por erro de arbitragem.Ontem vimos a mesma coisa.Até onde isso vai?Até quando o Cariocão será marcado por erros de arbitragem,beneficiando,geralmente,o mesmo time?Durante o Brasileiro,fica evidente que o nível de nossa arbitragem é fraco,pois erros acontecem aos montes,mas acontecem para todos os lados,erram beneficiando e prejudicando todos.Mas no Rio a situação já está ficando vergonhosa!Um árbitro que ninguém nunca ouviu falar apita um clássico decisivo e comete erros determinante para que a final do turno seja modificada.Sempre disse que,antes de ser vascaíno,sou amante do bom futebol.Mas não dá pra ficar impassivel diante de tudo que aconteceu e vem acontecendo no Rio de Janeiro.

  • Anna

    Eu nunca reclamei da arbitragem, mas desta vez foi demais. O Flamengo não precisava disso. Foi desastroso e eu fiquei com muita raiva, mesmo. Foi a primeira vez que me senti assim, como se meu time fosse “roubado” num jogo que o Flamengo parecia se esforçar para perder. Agora, é pensar na Copa do Brasil. Vida que segue. Abraço, Anna

  • Bernardo Campello

    KKKKKKK…. Alexandre Reis. Curto, grosso e objetivo!!!!!!!! Realmente é a primeira opinião contrária a de todos os comentaristas. Todos foram unânimes sobre esses 2 lances pró Flamengo. Quanto ao penalti do Willians…… precisa nem comentar…. clássico…. mas o juíz de fato estava incoberto. Enfim…. o futebol não é ciência exata e está sujeito a erros de interpretações….aqui, na Europa e se houver futebol em Marte também.

  • Marcos Vinícius

    Corrigindo:
    O jogo em que “houve” o pênalti em cima do Léo Moura foi na Taça Rio,segundo turno,e não na Taça Guanabara,quando Vasco e Flamengo não se enfrentaram.

  • paulo

    André, vc não fala do cartao amarelo que o árbitro deu pro Neymar, no lance do Dagoberto. No primeiro cartao do Marlos, ele também nao tocou no Léo?? Que absurdo…!!! É muita inveja do Santos, só porque o clube não é da capital. Bairrismo, tem limite!!

    AK: Engraçado você não apelar à bobagem do bairrismo quando eu elogio o Santos, o que fiz durante todo o campeonato. E nesse caso, estou falando da arbitragem, nem crítica ao time eu fiz. Parabéns. Um abraço.

  • frau

    Como o Coxa tem 17 ptos em 5 jogos? Quanto vale uma vitória por lá?

    AK: Vale 3 pontos. Mas o Coritiba fez a melhor campanha na fase de classificação e começou o octogonal com dois pontos de bonificação. Um abraço.

  • felipe

    andre pq o ganso pode tudo em campo?

    admitiu ter dado no ronaldo por maldade e nada aconteceu.
    ontem deu um cotovelada no dagoberto dentro da area e nada de novo. o que tem de diferente de todos os outros jogadores?

    e otra com menos de 10 minutos robinho fez uma falta gesticulou jogou a bola longe e nada. fernandinho e cicinho fizeram a mesma coisa e foram amarelados. dois pesos duas medidas para o “juiz” ?

  • Edouard Dardenne

    Eu queria poder dizer: “Nossa, ainda bem que temos o apito eletrônico! Caso contrário, o Vasco teria sido muito, mas muito mesmo, prejudicado no jogo de ontem!”.
    A sua notinha talvez dissesse qualquer coisa do tipo: “O Flamengo não fica fora de uma decisão do Estadual doRio há 5 anos”.

    Se eu usar comandos de HTML (tipo teste ), eles funcionam no comentário?

    Um abraço.

    AK: Acho que funcionam. Um abraço.

  • É difícil determinar preferências nestas finais do campeonato paulista. Pontepretanos possuem histórica antipatia pelo São Paulo e alguma identificação com o Santos. Mas eu repudio particularmente o tratamento jornalístico hipocritamente favorável que o Peixe recebe.
    A imprensa dos grandes veículos é incapaz de reconhecer as forças esportivas do interior, e por isso trata a cidade litorânea como um subúrbio da capital. Os cronistas-torcedores tentam se apoderar da imagem do Santos, transformando-o numa espécie de “time grande em miniatura”, radicado na super-metrópole que simboliza a superioridade dos centros urbanos. Até a Vila Belmiro, menor do que a maioria dos estádios, ganha status de arena ou “caldeirão”.
    Mesmo a festejada superioridade técnica dos “meninos da Vila” merece questionamentos. Primeiro, porque ela é exagerada pela mídia, para ocultar a vergonha com o fracasso de Corinthians e Palmeiras. Ademais, a crônica nunca esteve realmente interessada em elogiar o bom futebol. Há pouco mais de oito anos, o time da Ponte contava com o zagueiro Fábio Luciano, os volantes Mineiro e Fabinho, os atacantes Luís Fabiano e Washington. Ninguém jamais se lembrou de dizer que enchia os olhos vê-los jogar.
    Seja como for, parece mais fácil colocar as barbas de molho e esperar que tudo se encaminhe de modo a favorecer um improvável triunfo de qualquer dos times interioranos.

  • Leonardo atleticano

    André, como vão fazer em uma final de copa do mundo decidida no Maracanã? Vai haver venda de ingressos? Parece que metade do Rio de Janeiro tem direito de fazer o que bem quiser do estádio.

  • Alexandre

    Beneficiaram o Flamengo, é? Cadê a novidade? ; )
    E o coxa: 17 pontos em 5 jogos? Uau!

  • Elizeu Santana

    Caro Andre mesmo sendo fã do seu pai ,vou ser honesto é a primeira vez q acesso seu blog,e já parabenizando pelas colocações,mas você não acha que ele( arbitro já começou errando no cartão dado ao Neymar e depois usando o mesmo critério(nenhum)deu dois cartões seguidos para o Marlos prejudicando o São Paulo,e q talves sendo alertado no intervalo sobre os erros cometidos,tentou fazer média no segundo tempo ,acionando um freio automatico na equipe do Santos distribuindo cartão sem critério nenhum,colocando todos com medo de expulsão,

  • Pedro Valadares

    Meu Deus! Esse post me encheu de notícias que só reforçam a organização do futebol brasileiro.

    No Maraca, mais de 15 mil entram de graça. No paranaense, não bastasse haver poucos times competitivos, o regulamento permite que ukm time mande todos os jogos em casa e, pasmem, comece com dois pontos de vantagem!

    E para fechar, Fábio Koff é reeleito no clube dos 13. Ele que sempre criticou a continuísmo de Ricardo Texeira, agora vem com um papop mole de que em multinacionais há presidentes com mandatos de até 50 anos! A CBF perdeu, mas o futebol brasileiro não ganhou!

    Abs!

  • Gilson

    André, concordo plenamente com voce sobre a arbitragem brasileira, péssima em qualidade. Tá na hora(ou ja passou) de fazerem uma reciclagem. Ontem o que se viu nos dois clássicos de São Paulo e Rio, foi lamentável.
    O árbitro do jogo São Paulo e Santos, quase conseguiu estragar o melhor jogo do campeonato. Eu digo quase, porque o São Paulo, mesmo com 1 a menos, acabou equilibrando o jogo.
    Se o jogo fosse apitado por um árbitro europeu, nenhum dos dois cartões do Marlos seriam aplicados. Aliás, o erro dele começou, quando deu o cartão amarelo para o Neymar, num lance de falta normal do jogo. Depois ele se perdeu, e começou a amarelar todo mundo, sem necessidade nenhuma, pois o jogo estava leal e sendo bem jogado.
    Quanto ao jogo do Maracanã, é mais lamentavel mesmo, pois foram 3 erros contra a mesma equipe.

  • Iuri Lapsky

    Caro André e amigos, quanto ao campeonato paranaense, aos 17 pontos em 5 jogos e ao supermando quero avisar que finalmente está acabando, faltam apenas duas rodadas.
    Meu Deus, o que inventarão para o ano que vem não sei, tenho até medo de pensar.
    André, pô foi sacanagem sua essa última nota sobre a eleição no Clube dos Treze, “Em tese, é isso mesmo que você está pensando: a CBF perdeu.
    Mas é bom esperar um pouco (alguns meses, eu diria).”
    Agora vamos ficar esperando meses? Esperando o que? Pô sacanagem!

    Abraços,

  • Danilo Xis

    André,

    O lance do 1* gol não foi falta do Littler Robson no Alex Silva (obstrução), seguindo o lance o mesmo jogador estava impedido e isso não seria passível de anulação da jogada?
    No lance do 3* gol do Santos vc achou mesmo falta no Durval? Afinal ele claramente dobra a perna quando o Miranda da o bote ( repare que não há contato entre eles).

    Abs

  • Marcel Souza

    A aritmética do Coxa é sensacional, 17 pontos em 5 jogos! como diria o Milton Leite, que beleza!!!

    E apesar da discussão sobre o acerto ou não da expulsão do Marlos, é triste constatar que mais uma vez o São Paulo “entregou a rapa” no final do jogo. Pelo menos o pessoal do meio e do ataque lutou como um leão pra conseguir o empate. Tomara que tenha o mesmo espírito pro jogo de volta.

  • Deivid

    A arbitragem do RJ é ruim? Sim, tanto quanto a do resto do Brasil, nem mais, nem menos.

    Quando aos lances do jogo Fla x Vasco:

    Se no lance do gol anulado não foi falta, acho que ando bebendo demais nos jogos;
    no lance do penalti a favor do Flamengo, Léo foi empurrado. Não importa a força ou se ele valorizou, empurrão é falta;
    e no lance do Willians, foi penalti, porque ele teve a intenção de colocar a mão na bola, atrapalhando o jogador do Vasco.

    Fica mais bonito assim, não é?

  • Leonardo atleticano

    André, ser árbitro tambem não deve ser fácil, todo mudo prega o banimento da violência no futebol, o dia que o juíz resolve dar cartões amarelos, ele também é criticado, sem a tecnologia a favor, e com com toda ela contra, ser juíz vai ser cada dia pior.

  • Luis

    André:
    Segue uma sugestão de pauta: que tal fazer um levantamento sobre os jogadores convocáveis e os empresários que os agencia?
    Haverá alguma relação podre entre as convocações e interesses comerciais nada louváveis?
    Ah! Além da relação de empresários, cabe também a lista de patrocinadores de cada jogador (Adidas, Nike, Ambev, Coca Cola, Vivo, etc).
    O Dunga se coloca como pessoa absolutamente ética e transparente. Será?
    Nada melhor do que verificar objetivamente isto, através da relação entre empresários/patrocinadores e a lista de convocados.

  • Rogério

    Sobre o assalto ao vasco ontem, não sei porque voces reclamam tanto, pois isso já acontece no rio de janeiro há pelo menos uns 2o anos …
    desde as papeletas amarelas,pasapor 2007 , 2009 agora 2010 … e sempre a favor da mesma porcaria…

  • Mauro Domingos

    Concordo André. A CBF perdeu. Junto com a Globo Esportes… Mas ai eu pergunto: Será q vai fazer diferença o Koff continuar? Ele diz q vai fazer ‘isso ou aquilo agora’… Agora? O cara ta la desde 96 e diz q vai ‘fazer algo agora’? Acho q essa derrota serve para q os clubes não fiquem 100% presos a CBF/RGT. Mas acho tbm q a continuação do Koff no cargo não é vitória pra ngm.

  • Anna

    Em suma, nada vai mudar no clube dos 13 com a eleição de Fabio Koff. Eu estou meio amarga hoje, me perdoe André e blogueiros, mas nada como um dia após o outro. Daqui a pouco verei a repercussão no BB2, já que não pude assistir os outros programas da Espn… Grande abraço, Anna

  • Gustavo

    André,

    Você sabe como o Kleber Leite pôde concorrer à Presidência do C13 sem ser representante de nenhum integrante do C13 ??? É mais estranho que os 17 pontos em 5 jogos do Coritiba.

    Abraço

    AK: O KL já foi presidente do Flamengo. Assim como o FK, no Grêmio. Um abraço.

  • Edouard Dardenne,

    alguns funcionam sim, como você pode ver, inclusive links.

    Agora, o marquee eu já não sei…

    Nem esses daqui.

    Abraço!

  • Bem, dos que eu apliquei, funcionaram:

    Negrito
    Itálico
    Code

    Não funcionaram: sublinhado (u), tachado (s), marquee, blink, e sobrescrito (sup).

    É, dá pra fazer alguma coisa…

    Abraço!

  • Marcos Vinícius

    Rabello manteve sua visão em relação ao pênalti não marcado e garantiu que a bola não bateu no braço do volante Willians, do Flamengo. Segundo o presidente da Coaf, o lance foi visto mais de vinte vezes.

    – Vimos e revimos esse lance mais de vinte vezes e eu garanto, não foi pênalti. A bola não toca no braço do Willians. Isso é nítido. Esse lance não vamos mais discutir

    Rabello(Jorge Rabello) é presidente da Comissão de Árbitros do Estado do Rio de Janeiro (Coaf-RJ).

    Impressionante é o absurdo de um jornal publicar uma notícia como essa.O homem disse que viu a jogada mais de vinte vezes e que a bola não toca no braço do volante do Flamengo.Simplesmente impressionante!

    Sou contra a idéia de uma “Teoria da Conspiração”,mas o que dizer depois desse comentário do homem que manda na arbitragem do Rio de Janeiro.

    Indignado,sem mais.

  • Edouard Dardenne

    Grande, Alejjandro, valeu pelas dicas. abraço.

  • André, certamente um Gre-Nal na final do Gauchão vai rodar o mundo. Afinal, apesar de tudo, só tivemos UM clássico nos últimos dez anos na decisão. Como diria o seu pai, não é nada, não é nada, mas é alguma coisa…

  • André Ribeiro

    André (Xará),

    Como sempre, as notinhas pós-rodadas estão muito boas, mas vou fazer um desabafo. Achei que junto com a notinha sobre a injusta expulsão do Marlos, faltou colocar os injustos cartões que também fora distribuídos aos jogadores do Santos. Foram 6 amarelos no total, ao passo que para o São Paulo, além do Marlos, só o Cicinho!

    Eu tenho a impressão que, se o juiz distribuir 16 cartões amarelos TOTALMENTE INJUSTOS em um jogo, 2 para o mesmo jogador de uma equipe (o que levará a expulsão do atleta) e os outros 14 para os 11 jogadores titulares do outro time, mais os 3 reservas que entraram no decorrer da partida, O TÉCNICO, OS JOGADORES E TODOS OS TORCEDORES DO TIME QUE TEVE O JOGADOR EXPULSO IRÃO RECLAMAR, DIZER QUE FORAM PREJUDICADOS… E A IMPRENSA TAMBÉM SÓ IRÁ LEMBRAR DESTE LANCE, DIZENDO QUE PREJUDICOU A EQUIPE!

    Deixo claro que você não fez isso, só citou a injusta expulsão e esqueceu de citar as outras falhas.

    Só que eu ouvi tanto dos meus amigos, que o jogo foi roubado, li tanto na internet os são paulinos chorando e vi muito pouco na imprensa alguém falando que o São Paulo não foi prejudicado. Na verdade foi prejudicado, assim como o Santos, PQ O JUIZ NÃO PREJUDICOU UM TIME EM BENEFÍCIO DO OUTRO, ELE PREJUDICOU O JOGO! Os jornalistas tem que perceber que o que eles falam, o povo repete “ipsis litteris” no dia seguinte. E o pior é que quando você se justifica, dizendo o que eu estou dizendo, eles ainda completam: “NENHUM JORNALISTA DISSE ISSO! FOI ROUBADO SIM!”

    Se o juiz tem um critério horrível, mas mantê-lo durante os 90 minutos, ele NUNCA será injusto ou prejudicial a uma equipe, mas sim ao jogo!

    Os jogadores do Santos que levaram cartão, o triplo dos jogadores do São Paulo, só não foram expulsos porque não fizeram a segunda falta, porque se fizessem seriam expulsos pelo péssimo árbitro! O Marlos que prejudicou o São Paulo, pois deveria ter percebido, como os outros, que não poderia ter feito outra “faltinha”, porque o juiz amarelava todas as “faltinhas”!

  • Carlos Futino

    André Ribeiro,

    eu ainda não vi ninguém dizendo que o juiz roubou para o Santos. O juiz errou para os dois lados. O Tricolor teve azar de que as consequencias do erro foram maiores para o lado dele, e isso não dá para negar.

  • Tiago

    Desculpe a sinceridade, mas seu conhecimento de futebol esta centrado em seu fanatismo por algum clube. Tanto o Santos nao soube matar o jogo em classicos que perdeu apenas 1 e venceu 3 …

    AK: Venceu o São Paulo em jogo equlibrado; perdeu a oportunidade de golear o Corinthians (e quase sofreu o empate com dois homens a mais), e perdeu para o Palmeiras depois de fazer 2 x 0 e parar de jogar. O fanatismo está do seu lado, não do meu. Um abraço.

  • Iran Né

    Caro André, eu não sei onde você viu tantos erros contra o timeco do Vasco. Qual gol do Vasco que foi legal o do Elton ? Você deve está de brincadeira ou cego se não viu o empurrão do Elton. A bola tão questionada na mão do Willians não foi penalti, ele nem estava vendo a bola e não poderia amputar o braço.
    Os outros lances eu nem vou discutir.
    Um grande abraço !

    Iran Né

    AK: É. Eu estou de brincadeira. Você é que está falando sério. Um abraço.

  • Reinaldo Soares Estelles

    O impedimento

    1 – Botafogo x Fluminense: A arbitragem valida um gol de jogador em posição de impedimento que participa da jogada, justamente o terceiro do Botafogo!! Se o jogador abre as pernas e deixa a bola passar ele participa da jogada, não é mesmo?? Será que nenhum dos 5 (cinco!!!) homens de amarelo que são responsáveis pela arbitragem do jogo (fora o “quarto árbitro”, que no Rio é o sexto, eu acho…) viram o lance?? Esse foi o gol “mais irregular” que vi nos últimos tempos!!!

    2 – Afinal de contas, sem ironia, o que fazem os “ajudantes de árbitro”(?) atrás dos gols cariocas?? O que eles podem fazer efetivamente?? Qual é o “status” desses auxiliares frente ao trio de arbitragem?

    3 – Por quê a imprensa falou e esmiuçou muito mais o lance do Léo Moura (que foi tocado e se jogou descaradamente) dentro da área do que este que é o tema deste post??

    Abração

    Reinaldo

  • Olá André!

    Parabéns pelo seu trabalho, gosto muito dos seus textos, e semana passada ainda vi seu desempenho como ator em Boleiros 2 – Vencedores e Vencidos.

    Quase nunca comento posts de blogs, pois leio uns 30 e fica difícil mesmo, mas este achei estranho e vou comentar, ainda mais vindo de um cara sério na minha opinião como você.

    Respeito a opinião contrária as minhas, mas continuo concordando ou discordando de acordo com os argumentos expostos.

    Bem, sendo assim vamos lá;

    1 – Na minha opinião (o que necessariamente não significa que é verdade) foi falta no gol do Vasco, e não foi pouca, foi muita falta, tanto que nem os próprios jogadores reclamaram, nem quem fez o gol;

    2 – Sobre o penalti também achei que foi (sim, sou Flamengo, mas estou argumentando de forma imparcial), o Léo foi empurrado, pouco ou muito eu não sei, se ele ajudou? Pode ser, mas foi empurrado, se o juíz não marcasse não seria um ABSURDO, mas marcou o que ocorreu empurrão;

    3 – O penalti não marcado contra o Mengão foi claro, apesar de conhecer alguns Flamenguistas até sensatos e fora do calor da partida ainda jurarem que não foi penalti, para mim foi e MUITO, era penalti e amarelo, no caso vermelho, o juíz estava encoberto, o lance era do bandeira, falando nisto, eu vi no jogo AO VIVO o juíz fazer um sinal como se a bola tivesse saído na cobrança de escanteio, mas não confirmei ainda, o bandeira marca que a bola saiu, por favor se ocorreu publique.

    Agora como brincadeira é dizer q o juíz não deu para o Vasco não perder o penalti novamente, falando sério, para com este negócio de esquema e tal, o Fla na quinta teve 2 penais a favor e não foram marcados e não empatou por causa disto.

    FlaHEXAbraços!

    AK: Bom, obviamente discordamos nos tópicos 1 e 2. Não vejo problema nenhum nisso. Quanto ao meu “desempenho” no Boleiros 2, exagero da sua parte. Obrigado pelo comentário. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Em tempo: o PH, aquele que deu uma de propósito no Ronaldo no início do clásico na Vila, oportunidade em que o critiquei, acertou o Dagoberto no jogo de domingo. O atacante sãopaulino precisou ir ao dentista, com suspeita de ter quebrado a raiz de um dos dentes.
    Pode ser que naquele caso, ele apenas tenha “chegado junto”, em que não acredito. E, neste caso, tenha sido sem querer, em que tb não creio. Mas infelizes as coincidências.. Um abraço.

  • Lucas

    A eleição de Fábio Koff foi bastante elucidativa para a administração do futebol de São Paulo. De um lado, votaram juntos São Paulo e Palmeiras, pelo candidato vitorioso. Do outro lado, votaram com Kleber Leite, Corinthians e Santos. O candidato derrotado era o nome de Ricardo Teixeira. Em função disso, o Morumbi será vetado para o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. E o Corinthians, no ano do seu centenário, comemorará a construção do seu estádio com dinheiro público, que será inaugurado em 2014, coincidentemente ano do centenário de outro grande clube paulista: o Palmeiras. Como se vê, o petista Andres Sanchez, cupincha do presidente Lula, já alivanhou tudo para dar ao Bando de Loucos, o seu tão esperado grande estádio! A Copa do Brasil em 2014, será a Copa do Populismo! E a Copa do Lobby e da Força do Marketing corintiano! Depois me dizem que o futebol não é negócio! É sim e de política forte envolvida… Abraços.

  • BASILIO77

    Lucas, o futebol só é limpo quando o “nosso” time ganha.
    Veja o caso do sampaulo, foi tricampeão brasileiro, feito sensacional que não se repetirá nos próximos 30 anos…consolida-se como o maior vitorioso dos clubes brasileiros…mas tudo isso sem ser forte politicamente falando…nos bastidores como costuma-se dizer.
    Tudo conquistado absolutamente de forma limpa e sem interferência de agentes externos ás 4 linhas.

    MAS…caso se confirme a exclusão do morumbi como sede da copa, o que duvido, mais uma vez o sampaulo será inovador, após conhecermos o chororô “a culpa foi do juiz”, vamos conhecer “a culpa foi da CBF e dos politicos populistas”.
    Ou seja, quando o tricolor ganha é por pura meritocracia mas quando perde..aí são as “malignas forças ocultas”, complôs interplanetários contra o clube da ética e defensor do bem geral…donos exclusivos da verdade.

    Ainda duvido que o tricolor se dê mal nessa jogada toda de estádios e copa 2014. Só acredito vendo.
    Afinal, o morumbi é prova concreta da força do sampaulo quando o assunto é poder político para alcançar objetivos proprios.
    Abraço.

  • Edouard Dardenne, olá novamente!

    Eu já não tinha acreditado “ao vivo”, mas ontem a Band ficou passando os lances exaustivamente e ficou absolutamente claro que o PHG dá uma COTOVELADA no Dagoberto, e ainda depois leva as mãos à cabeça como também tivesse sido atingido.

    Ele é um excelente jogador (e gostaria de vê-lo na Copa este ano), pena que sua conduta “aparentemente” não esteja à altura de seu futebol.

    Abraço!

  • Giovani

    Discordo de voce em relacao a alguns lances do jogo Flamengo X Vasco.
    No lance do gol anulado, houve falta. Ve-se claramente que o Elton empurra o Juan. Talvez nao precisasse do empurrao, devido a diferenca no tamanho dos jogadores.

    Quanto ao lance do penalti marcado, o Leo Moura foi empurrado. E empurrao e falta. Dentro da area e penalti. Quem joga futebol sabe que, enquanto correndo, qualquer empurrao desetabiliza. O Leo pode ate ter valorizado, mas o empurrao ocorreu.

    Alem disso, o Juan foi expulso de maneira equivocada. No lance do segundo cartao amarelo, ele visa a bola e a acerta. O choque com o Fagner foi consequencia. Nao houve violencia. O Juan simplesmente parou a bola.

    Em relacao ao penalti a favor do Vasco, concordo com o que foi dito. O senhor Rabello precisa de oculos.

    Abracos!

    AK: Estamos de acordo quanto ao segundo amarelo do Juan. Um abraço.

  • Fabricio

    André,

    somente para correção, o Público de Ipatinga e Cruzeiro foi de 11000 pagantes conforme o borderô divulgado pela imprensa mineira no link http://www.superesportes.com.br/ed_esportes/003/template_esportes_003_150541.shtml

    AK: Obrigado pela atenção. Um abraço.

  • Paula

    O pior lance da arbitragem para mim foi não ter advertido Ganso qdo ele entrou por tras, ainda no primeiro tempo, em um jogador do sao paulo e deus duas botinadas

  • Odilon – Joinville SC

    Pela primeira vez faço um comentário em seu blog e vejo que você foi um dos unicos a fazer uma analise correta dos erros no classico de domingo no maracanã, realamente é um vergonha.

    Ai eu pergunto, um menino que assitiu o jogo viu que o que aconteceu e ve que todo mundo sai impune e ainda comemorando este roubo o que vai acontecer com esse menino? eu digo ele vai se tornar um corrupto, ladrão, ou no minimo fazer coisas ilegais achando que é legal.

    Parabéns pela sua imparcialidade.

MaisRecentes

Presente



Continue Lendo

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo