NOTINHAS PÓS-RODADAS (atualizado com a eleição no C13)



* O que já estava mais perto do Santos (3 x 2 no São Paulo: Júnior César-contra, André, Hernanes, Dagoberto e Durval – 35.695 pagantes no Morumbi) está ainda mais perto.

* Mas poderia estar tão perto, a ponto de transformar o segundo jogo em mera formalidade. Não está porque o São Paulo lutou demais e o Santos (como já vimos nos outros clássicos) ainda não aprendeu a concluir jogos – contra times do mesmo nível – em que está na frente.

* Terceira nota? Como não? Exagerada a expulsão de Marlos, que não mereceu nem o primeiro e nem o segundo (percebeu que estava atrasado e tentou tirar o pé) cartão amarelo.

* Na semifinal dos “emergentes”, o Santo André acabou (2 x 1: Diego, Branquinho e Rodriguinho – 10.919 pagantes no Prudentão) com nove jogos de invencibilidade do Grêmio Prudente.

* E está próximo de garantir que a final do Campeonato Paulista será “santa”.

* Desculpe mais uma terceira nota: mas o que é esse “gramado” do Prudentão?

* O time do Flamengo (2 x 1: Vagner Love-2 e Thiago Martinelli – 24.299 pagantes no Maracanã) é melhor do que o time do Vasco? É. Acima de tudo, tem mais jogadores capazes de decidir um jogo.

* Mas fica complicado falar no jogo, quando a arbitragem anula um gol legal, marca um pênalti que não aconteceu e não marca outro que aconteceu. E os três erros são contra o mesmo time.

*  Terceira nota, obviamente: a arbitragem de futebol no Brasil é ruim. No Rio, parece ainda pior.

* Caio aumentou seu currículo de pé de coelho, no jogo que deu ao Botafogo (3 x 2 no Fluminense: Abreu, Fred-2, Fahel e Caio – 16.025 pagantes no Maracanã) a chance de ser campeão estadual se ganhar a Taça Rio.

* Novamente, o Botafogo não será considerado favorito na sexta decisão contra o Flamengo, desde 2007.

* Terceirinha? Lógico: 15.563 pessoas entraram de graça no Maracanã, no fim de semana. E quem paga são os clubes. Ainda bem que estão ricos…

* O ex-sumido Walter marcou duas vezes, o Internacional (2 x 0 no Ypiranga – 22.822 pagantes no Beira-Rio) agradou sua torcida e vai decidir a Taça Fábio Koff com o Pelotas.

* Numa provável sequência de eventos que certamente chocará o mundo, a decisão do Campeonato Gaúcho será entre Inter e Grêmio.

* Com o time titular, e contra um adversário desfalcado, o Cruzeiro (0 x 0 com o Ipatinga –  11.000 pagantes no Ipatingão) manteve sua vantagem nas semifinais do Campeonato Mineiro.

* Essa é a forma otimista, para o cruzeirense, de olhar para o resultado.

* O Atlético fez mais, ao tomar (2 x 1: Diego Tardelli, Renan Oliveira e Wanderson – 4.787 pagantes no Ipatingão) a vantagem do Democrata.

* Em outra notícia que certamente rodará o mundo, a decisão em MG será entre Cruzeiro e Atlético.

* O Atlético Paranaense (1 x o no Paranavaí: Javier Toledo – 11.279 pagantes na Arena) se deu ao luxo de poupar titulares, e venceu sem problemas.

* Acabou a “fase caseira” do Atlético em seu estádio, no octogonal final do estadual. Tem Atle-Tiba decisivo (surpresa!), no Couto Pereira, na próxima rodada.

* O Coritiba (2 x 0 no Operário: Ariel e Renatinho – 6.048 pagantes no Couto Pereira), que não sai de casa, será campeão se vencer o clássico.

* O Coxa tem 17 pontos em 5 jogos.

ATUALIZAÇÃO, 14h28: Fábio Koff acaba de ser reeleito presidente do Clube dos 13, por 12 votos a 8.

Em tese, é isso mesmo que você está pensando: a CBF perdeu.

Mas é bom esperar um pouco (alguns meses, eu diria).



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo