NOTINHAS PÓS-RODADAS (e um artista se vai)



* Tudo indicava para um clássico feio. A campanha dos times, o futebol que eles não jogaram em 2010 e a chuva que caía em São Paulo. Mas nossa sina é cair na eterna pegadinha do futebol.

* Corinthians (4 x 3: Elias, Danilo, Jean, Roberto Carlos, Rodrigo Souto-2 e Alex Silva-contra – 23.773 pagantes) e São Paulo fizeram um jogaço no Pacaembu. O Corinthians foi diferente no posicionamento, na marcação e na postura. O São Paulo só jogou no segundo tempo.

* É evidente que temos uma terceira nota: Washington não mereceu o cartão vermelho, mas por mais incrível que pareça, as expulsões favoreceram o São Paulo. Ótimas atuações, de novo, de Roberto Carlos e Jucilei.

* O Santos (5 x 0 no Monte Azul: Marquinhos-2, PHG-2 e André – 11.929 pagantes na Vila Belmiro) chegou a 70 gols na temporada. Contando o que marcou no amistoso nos Estados Unidos.

* Lindo gol de Ganso, o primeiro.

* O empate (1 x 1: Robert e Pablo Escobar – 3.764 pagantes no Palestra Itália) em casa com o Mirassol eliminou o Palmeiras, mas essa não é a pior notícia.

* Os problemas internos do clube chegaram à polícia, por causa das estúpidas ameaças ao presidente Belluzzo.

* Antes de ser demitido, Vágner Mancini garantiu que o Vasco (3 x 0 no Fluminense: Thiago Martinelli, Dodô e Fágner – 13.096 pagantes no Maracanã) estaria nas semifinais da Taça Rio. Pelo visto, ele tinha razão.

* Com Carlos Alberto inspirado, o Vasco é outro time.

* O Flamengo (2 x 1 no América: Jones Carioca, Adriano e Vagner Love – 3.218 pagantes no Engenhão) já está lá, e curte dois dias de folga.

* A virada sobre o América teve as impressões digitais do “Império do Amor”.

* O sexto jogo sem vitória (2 x 0 para o Caxias: Marcelo Costa e Edu Silva – público ND no Centenário) do Internacional fez o técnico Jorge Fossati balançar.

* Mas já?

* A sequência do Grêmio (2 x 0 no Esportivo: William Magrão e Maylson –  9.375 pagantes no Olímpico) chegou a 13 vitórias.

* Quarto gol de Maylson nos últimos cinco jogos.

* Incrível! O Atlético Mineiro goleou (6 x 0: Fabiano-2, Diego Tardelli-3 e Renan Oliveira) o Ituiutaba, e Obina não fez nenhum.

* Mas Tardelli, que quase não jogou por causa de dores musculares, fez 3.

* A escalação do Cruzeiro, na derrota (3 x 1: Kieza, Alex Santos, Wanderson e Celinho – 5.500 pagantes no Mammoud Abbas) para o Democrata, tinha até jogadores dos times de base.

*  Sete jogadores estavam suspensos. E tem Libertadores (Vélez, no Mineirão) na quarta-feira.

* História que se repete no Couto Pereira: gol de Ariel dá a vitória (2 x 1 no Corinthians-PR: Rafinha, Bruno Batata e Ariel – 5.998 pagantes) ao Coritiba.

* Após duas rodadas do octogonal, o Corinthians Paranaense praticamente não tem mais chances.

* É mais do que evidente que o título será decidido no clássico entre Coritiba e Atlético Paranaense (5 x 0 no Cascavel: Pepe Toledo, Bruno Mineiro-2, Raul e Rhodolfo – 11.365 na Arena).

* O Atlético marcou 13 gols nos últimos 3 jogos.

ATUALIZAÇÃO, terça-feira 30/03, 11h03:

* Com o coração apertado pela partida de um torcedor apaixonado, o Botafogo goleou (4 x 1: Abreu-3, Marcelo Cordeiro e Tony – 797 pagantes em São Januário) o Boavista e é semifinalista da Taça Rio.

* O time agora sonha com o título Estadual, sem final. Armando Nogueira estará torcendo.

______

Armando Nogueira morreu, e eu não consigo traduzir meu lamento.

Na verdade, seria até ridículo escrever alguma coisa sobre ele.

Não tenho esse direito.

Direi apenas que, na minha profissão, Armando era e será um ícone, um ídolo, um mestre.

Escrever como ele escrevia é arte.



  • Anna

    Só o Fluminense para ressuscitar o Vasco! Enfim, Carlos Alberto desequilibra, mesmo, em qualquer circunstância e o time criou dependência dele. Também senti pela morte de Armando Nogueira. O Jornalismo está de luto. Abraço, Anna

  • Lucas

    Que tal publicar novamente aquele vídeo mostrando um cara armado nas arquibancadas do Palestra Itália? Só pra estimular os torcedores alviverdes realmente “do bem”, a frequentarem o estádio neste momento de crise… Vai ajudar bastante na quarta-feira… Porque exibir este vídeo naquela oportunidade não causou nenhum tipo de prejuízo à imagem do clube, né? Já bastante abalada… Jornalista pode tudo, né? Nunca banalizam nada! São donos das informações e da forma com que as divulgam! Manipulação de informação, injúria e difamação eram crimes na época em que vigorava a Lei de Imprensa! Hoje, qual seria o fórum adequado para quem se vê prejudicado por um ato de um jornalista? Procurar um advogado e a justiça comum? Abraços e obrigado pelo carinho com que tratas com respeito e da mesma forma, todos os clubes brasileiros e paulistas, sem exceção…

    AK: Exatamente. Um advogado e a Justiça. Vale também procurar um médico. Desculpe, não vou discutir com você sobre jornalismo. Um abraço.

  • Danilo Otoni

    De todos os jogos citados, vi dois.

    Flamengo x América – O time rubronegro está com uma preguiça danada. Às vezes chega a parecer soberba, pois os jogadores pensam que farão gol a hora que quiserem. Kléberson foi uma figura nula no jogo e Adriano apenas andou em campo (cabisbaixo, pensativo e descontente – essa minha impressão). O Ameriquinha do Trajano é um bom time (se isto serve de alento) e, se manter a base, pode dar “sangue” nos próximos campeonatos.

    Santos x Monte Azul – Não consigo falar do mal do Santos. E nem posso! É muito gostoso ver esse time jogar. Sem mais.

  • Prefiro a manchete “São paulino Massa fica chega primeiro que corinthiano Barrichelo no GP de Melbourne”… hehehe…

  • Lucas

    Quando se faz o que se faz e se sabe porque se faz, não existem mesmo argumentos para discussão. A alternativa tem que ser a de se desqualificar mentalmente (ou de qualquer outra forma) o leitor… Bem ao seu feitio! Muito obrigado.

    AK: Não o desqualifiquei. Seu comentário o fez. Um abraço.

  • Rodrigo

    As expulsões de Dentinho e Washington foram injustas, não precisava. Se fosse no campeonato inglês ou italiano, o juíz chamaria os dois, daria uma bronca e volta pro jogo. Os juízes daqui tentam (somente tentam) se impor usando os cartões, pois não tem o respeito dos jogadores.

    Quanto ao Armando, é de se lamentar, e muito. Formou, na minha opinião, a Santíssima Trindade das mesas redondas: Armando, Trajano & Juca, na época do Cartão Verde. Quando chega a hora não tem como. Que ele descanse em paz e Deus conforte seus familiares nessa hora difícil.

  • Eduardo Pieroni

    Boa andré, este cara andou dobrando a doze do baguim… que ele toma , mas o coringão esta voltanto cuidado!

  • Jose Carlos Andrade

    Bem, meu caro jornalista vc. pode se achar muito bom no que faz, porém, me perdoe, não conhece nada de geografia ou história do Brasil.
    quando não comenta nada do futebol do Norte e Nordeste, é uma vergonha, acontecem clássicos com quase 30000 pessoas de aproximadamente um século de existência e nada. Cadê a notícia?
    Mude que ainda é tempo!!

    AK: Eu gostaria de poder ver tudo. Mas não posso. Um abraço.

  • Caro André Kfouri,
    Com sua permissão, peço a gentileza
    HOMENAGEM A ARMANDO NOGUEIRA >

    Voa Armando, voam as palavras ,

    as palavras que descrevem a vida, a vida como ela é ,

    As mesmas que descrevem o mestre…

    E lá vêm, Armando, driblando, ludibriando e encantando…

    Descreve o menino, cita a esférica, deslumbra o mundo,

    troca os pés pelas palavras,

    Célebre Armando, armador cerebral,

    do time dos homens, dos jornalistas amantes

    das coisas do Brasil ,

    ARMANDO, FUTEBOL E CARNAVAL !

  • Pelé foi o Armando Nogueira dos gramados!

    Certa vez, em minhas 1ªs incursões na área, tive a cara-de-pau de enviar um e-mail p/ o Mestre, pedindo a fabulosa homenagem que fez p/ o Dener (texto “O Filho do Drible”), p/ fazer uma homenagem póstuma.

    Mestre Armando não só respondeu na hora como enviou o magnífico texto e ainda cobrou: “ – quando estiver pronta, envie para mim…”

    Nunca consegui finalizar (boas fotos do Dener são raras)… mas agora não descansarei até concluí-la!

    Sujeitos como Armando Nogueira são eternos, como diamantes… estarão presente SEMPRE, em nossa memórias!

    Não bastasse sua excelência no Jornalismo, era um grande ser humano, NÃO dispensa comentários… é p/ se comentar durante muito tempo!

    Nas horas vagas tinha, como hobby, o prazer de voar… era PILOTO! Isso mesmo, pilotou até pouco tempo atrás…

    Descobri esse fato quando Angélica apresentou esse lado do Mestre no programa Estrelas! Fiquei embasbacado!

    Pensei: ” – o que mais faltava p/ esse homem fazer?”

    Pensando agora, nada! Ele fez tudo e mais um pouco! Pegou seu último voo no Planeta Terra e agora singrará novos horizontes!

    Viaje em PAZ, Mestre!

    http://felldesign.wordpress.com/2010/03/29/mestre-armando-nogueira-14011927-29032010/

  • Leonardo atleticano

    André, meu Galo venceu um time bem fraquinho, inclusive rebaixado, mas fez o que se deve fazer, respeitar o time adversário, a torcida que pagou ingresso e não tirar o pé do acelerador. O Armando Nogueira se foi, e nesse caso eu acredito que a unanimidade não seja burra, pois o homem foi e é uma unanimidade entre todos, admirado pelo público e ainda mais pelos colegas.

  • Eduardo Pieroni

    BOA Rodrigo, falou e disse : a melhor mesa redonda de programa de TV aberta que ja se viu aqui no Brasil – Armando,Juca eTrajano sem duvida alguma .

  • Rodrigo Arduine

    Já que você pediu na “Caixa Postal” vou publicar aqui uma frase que achei, no mínimo curiosa, devido ao humor negro embutido e que pode ser usada por você em uma das próximas edições do “Caixa Postal”:

    “Em algum lugar tem algum sortudo tendo um infarto!”

    Jack Nicholson, no filme “Antes de partir” (The Bucket List), abraçado ao sanitário, sentindo os efeitos colaterais da quimioterapia.

    Triste, porém ele me fez rir disso!

  • Paulo

    O Palmeiras é muito maior do que o mau futebol que alguns de seus jogadores podem demonstrar. O Palmeiras é muito maior do que as críticas recebidas de uma imprensa com má vontade, que só se interessa em fazer perpetuar uma crise. O Palmeiras é muito maior do que erros ou acertos momentâneos de sua diretoria. O Palmeiras é muito maior do que a violência ou os protestos de torcidas uniformizadas mais preocupadas em atender a interesses políticos das oposições ao clube. O Palmeiras tem casa, tem estádio próprio e é muito maior do que os times de lobby ou de Presidentes da República mais interessados em eleger seus candidatos nas próximas eleições. Convoco os palmeirenses de verdade a darem um basta nos protestos e apoiarem a equipe frente ao Paysandu, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. Independentemente do resultado do jogo, vamos mostrar que o Palmeiras merece sempre o respeito dos críticos, jornalistas, adversários, dirigentes, empresários de jogadores e arbitragens!Avanti Palestra de Meus Ancestrais! Avanti Palmeiras de Todos Nós!

  • Léo

    Boa tarde André, não me conformo com a falta de vontade dos jogadores tricolor, será q a culpa é do Ricardo Gomes ou os jogadores estão tentando derrubar o treinador, se fizer um catadão na torcida joga com mais vontade que o time! O presidente contrata um lateral para o treinador deixar no banco, cade as promessas de utilizar os meninos da base, cadê o craque Sérgio Mota, pq não põe o menino pra jogar???? Até qdo Ricardo!!!! Acho q seu tempo já deu, tem mtos “bad boys” e o treinador é mto bonzinho, não vai dar liga… será q estou mto errado? Por favor me dê uma LUZ!
    Abraço

  • Anna

    André,bota umas frases do Mestre Armando? 😉 Seria bem bacana! 🙂

  • Emerson

    André, se você não tem direito de escrever sobre o mestre , eu tenho muito menos,portanto só da para dizer que este fará muuuuita falta!!!
    Ah, Armando! Pena que não és imortal, embora em alguns momentos parecesse, mas estarás sempre eternizado nas palavras,brilhantes, que escreveste.

  • Marcos Vinícius

    Armando Nogueira era conhecido por muitos,inclusive eu,como jornalista esportivo.Mas a figura dele,pro jornalismo brasileiro,foi tão importante que ele recebeu,hoje,dia 29 de março,uma justa homenagem de um telejornal que ele ajudou a elaborar:o Jornal Nacional.

  • Marcelo

    Pouco acompanhei o Armando Nogueira, mas sei que ele nunca desrespeitou os clubes, os torcedores, nunca faltou com respeito e nunca chingou quem quer que seja, diferente de certos jornalistas como josés trajanos da vida.

    AK: Mesmo porque CHingar alguém é impossível. Um abraço.

  • Ou, seguindo o pedido da Anna, algum “causo”/situação interessante que vocês passaram juntos!

    Mauro Beting contou um muito bom, sobre o “gerundismo”… 😉

    Abraços!

  • Rodrigo

    Eduardo, assistir ao Cartão Verde naquela época era obrigatório. Achava engraçado lá em casa: o prédio inteiro vendo Fantástico ou Silvio Santos e em casa, a sala sempre cheia, com meus irmãos e meus pais com a TV ligada na TV Cultura, vendo o CV. Não perdia por nada…

  • Anna

    Só vi a atualização agora. Muito fofo o comentário! Armando Nogueira vibrará com o seu Glorioso lá do Céu, junto com Garrincha.

  • Mauro Domingos

    AK, fico de cara quando vejo alguns ‘leitores’ reclamando de q não falam do futebol do norte e nordeste… Gente, como alguém q mora em SP, trabalha em SP e cobre os assuntos de SP tem tempo pra ‘acompanhar’ com mais atenção os assuntos do futebol dai??? Querem saber mais informações sobre o futebol da sua região??? Procurem a imprensa, os blogueiros dai da região q, com certeza, estarão bem mais informados… Eu faço assim. Quando quero saber sobre o futebol e qualquer outro esporte aqui de Brasília, leio os jornais e os blogs de gente q mora e cobre o esporte aqui….

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo