O QUE QUER HENRY?



Eis uma frase que me assustou:

“Não quero jogar contra o Arsenal”, disse Thierry Henry, sobre o encontro com  seu ex-clube na Liga dos Campeões.

Uau.  A manchete me soou inédita. Nunca tinha visto um jogador dizer isso.

Fui para a notícia, onde encontrei o complemento da declaração de Henry (maior artilheiro da história do Arsenal, com 226 gols):

“Não estou dizendo que não entrarei em campo ou não me esforçarei , pois o jogo é assim, mas não quero jogar“.

Como diria o outro: interrogação! Qual é a mensagem do francês?

Não vou jogar contra o Arsenal” ou “Não gostaria de jogar contra o Arsenal”?

Imaginei que a tradução para o português tivesse dificultado a compreensão da declaração.

No sites esportivos ingleses:

“I’m not saying I won’t try to fight or whatever because that’s the way the game is. But I don’t want to play against Arsenal.”

Traduzindo: “Não estou dizendo que não vou lutar ou qualquer coisa, porque o jogo é assim. Mas eu não quero jogar contra o Arsenal.”

Pouca evolução…

E ele disse mais à Sky, emissora de TV, quando perguntado se comemoraria um gol:

“Forget about it. No. I do not want to play against Arsenal, simple as that.”

Em português: “Esqueça. Não. Eu não quero jogar contra o Arsenal, simples assim.”

E aí?

Parece claro que ele não gostaria de jogar, e não quer jogar. Mas parece igualmente claro que ele não pedirá para não jogar. Isso seria antiprofissional.

Mas, pensando bem, já não pediu?



  • Anna

    A declaração é estranha e parece antiprofissional. Não seria mais fácil dizer que não comemoraria gol no Arsenal, caso fizesse? Seria a mesma coisa que diséssemos que não vamos ou não queremos entrevistar A ou B mesmo com a pauta, ou se recusar a operar alguém na Emergência. Não sei. Mas como não gosto do Henry, nada me surpreende. Abraço, Anna

  • Danilo Otoni

    Acho que ele foi sincero. É mais uma daquelas coisas esquisitas que acontecem no futebol e a gente não se prepara para encarar. E deve acontecer esse mesmo sentimento em muitos jogadores por aqui, aí e em qualquer lugar. Mas do jeito que Henry está, melhor deixá-lo em Barcelona sossegado e tentar com Ibra no ataque.

  • Marcos Vinícius

    “Não gostaria de fazer gol no Vasco”(Edmundo,então atacante do Cruzeiro,no Brasileirão de 2001,ás vésperas do confronto com o Vasco)

    A íntegra da frase do Animal foi essa:

    “Não gostaria de fazer gol no Vasco,pois tenho muita identificação com o clube e com a torcida,mas se tiver oportunidade,farei,pois hoje estou no Cruzeiro”.

    Foi mais ou menos isso que o Henry falou.Mas no outro caso era o Edmundo,polêmico,falastrão.

    Não creio que Fred tenha gostado de fazer dois gols no Cruzeiro,pelo Fluminense,no último confronto entre as duas equipes,que o Reinaldo tenha gostado de fazer gols no Flamengo quando jogava no São Paulo,que o Romário tenha gostado de fazer gols no Flamengo quando atuava pelo Vasco (apesar de dizer que é América,ele é flamenguista).tanto que não comemorava a maioria.

    O que Henry quis dizer,na minha opinião:

    “Não quero jogar contra o Arsenal,devido a história e identificação que tenho com o clube e sua torcida.Mas não estou dizendo que não jogarei.Se for escalado,entrarei em campo.Se tiver oportunidade,farei gols.Sou jogador do Barcelona,devo honrar a camisa e o clube.Mas não quero jogar contra o Arsenal”.

    Pra completar:Jogando pelo Figueirense,no Brasileiro de 2003,se não me engano,Edmundo marcou três dos cinco gols sofridos pelo Vasco na goleada de 5 x 1,em jogo realizado no Orlando Scarpelli.

    AK: Vale lembrar que, nesse jogo entre Cruzeiro e Vasco, Edmundo perdeu um pênalti. E acabou deixando o clube. Um abraço.

  • Marcos Vinícius

    André,é verdade.Tinha me esquecido disso.

    Mas Edmundo e marca do pênalti nunca tiveram uma relação muito amigavel,não é?

  • Leandro Azevedo

    Eu acho que estao fazendo muito com m pouco ai… O henry falou que nao gostaria de jogar contra o Arsenal e acho que por respeito a camisa que vestiu por tanto tempo e foi idolo… ate perdendo uma Champions para o Barca.

    Acho que se sentiria “culpado” caso for dele o gol que elimine o Arsenal tirando mais uma vez a chance de conquistar o titulo. Acho que nao passa disso e com o Ibrahimovic jogando (ou nao jogando) a bola que esta e com Pedro e Bojan ainda sem muita experiencia, vai acabar sobrando pra ele msm.

    Abraco

  • Luiz

    Isso, coloca o Ibra que tá jogando muito… Ele não se recusou a jogar. Apenas disse que não quer jogar. É a mesma coisa que a mãe que coloca o prato na mesa e o filho diz que não quer comer: duas opções, ou ela deixa ou faz o filho comer. O Pep que sabe se vai deixar ele de fora ou fazê-lo jogar. Mas discordando da Anna, ele é profissional, se jogar ele vai fazer o melhor, independente de querer jogar ou não. Só tem que ver se o Guardiola quer um jogador em campo sem a paixão de jogar… Independentemente disso, achei muito bonito da parte dele por tudo o que ele significa pro Arsenal.

  • Marcelo

    Acredito que na frase “querer” pode significar “nao ter vontade de” ou “nao gostaria”. Por exemplo “Amanha tenho prova de matematica. Nao quero faze-la, mas irei.” ou ainda: “O pneu do meu carro furou. Nao quero troca-lo, mas é necessario.”. A açao nao é agradavel, nao proporciona prazer, mas faz parte das obrigaçoes. O cidadao frances é muito honesto com seus sentimentos, nao faz média. Aprecio isso e acho que esta certo em dizer o que pensa. O que nao significa necessariamente que isso seja antiprofissional. Moro na França ha seis anos e a frase dele nao me choca e nem me parece antiprofissional. Cada um interpreta como deseja. Abraço.

    AK: A frase também não me parece antiprofissional. Pedir oficialmente para não jogar, seria. Um abraço.

  • Paulo

    Privilégios não deveriam existir em nenhum campo da atividade humana, mas infelizmente existem. Há o jogador que é considerado cabeça de bagre e o jogador considerado fenômeno. Henry é considerado por muitos, lá fora, como um artilheiro fenômeno. Por que não poderia pedir pra não jogar? Aqui no Brasil tem jogador de elite, privilegiado em termos de salário, como ele Henry, que só é escalado quando quer!

  • Eduardo Pieroni

    Boa André, o Henry pode tudo até gol de mão dele é valido,foi sincero ,e sinceramente acho que foi o melhor jogador que vi jogar pelo arsenal,o cara no Arsenal chutava muito, da esquerda puxa para a direira e….angulo,todo jogo era assim , mas o time ajudava muito.

  • Marcelo

    André, acredito que a frase do Henry seja também vítima da subtilidade das línguas. Pesquisei sobre o que dizem os sites franceses a respeito da declaração de Henry e encontrei diferentes interpretações
    France football
    « je ne voulais pas jouer contre Arsenal » = eu não queria jogar contra o Arsenal
    France 24
    « je n’ai pas envie de jouer contre Arsenal » = eu não tenho vontade de jogar contra o Arsenal
    Porém, lendo toda a matéria, desde as frases anteriores, fica claro que ele dizia que preferia que fosse outro adversário (por razoes obvias), que não ficou feliz que o Arsenal tenha sido o adversário. É natural, devido ao seu passado e apreço pelo Arsenal, que prefira jogar contra outras equipes.
    Acho que não há razão para polemizar em torno desta frase.
    Abraço

    AK: Obrigado pela contribuição. Como já escrevi aqui durante o episódio do gol de mão, Henry é um dos meus jogadores favoritos. Acredito que se alguém tem personalidade para pedir para não jogar (ainda que eu ache errado), é ele. Minha intenção não é polemizar. Um abraço.

  • Rodrigol

    Olha, eu não acho justo falar que ele já pediu para não jogar.
    E não me entenda mal, mas para mim há uma certa hipocrisia nesta conclusão.
    A verdade é que qualquer coisa que dissermos é sujeita a interpretações e julgamentos. Para evitar isso é melhor mentir para não se sujeitar a críticas?
    Se a pergunta do repórter foi (acho): Henry, como vc se sente com relação ao jogo com o Arsenal? Ele deveria responder “Eu me identifico totalmente com o clube, mas quero muito jogar e fazer muitos gols para o meu time atual se classificar facilmente…” (?!). Mesmo que isso fosse completamente diferente do que ele sente?
    (lembrando que obviamente nenhum jornalista iria deixá-lo em paz se desse só evasivas)
    Desculpe-me eu não acho. Para mim, juntamente com seu sentimento, ele também reafirmou sua condição de profissional.
    E por último, penso também, que até para o seu técnico foi bom saber dessas declarações, caso o jogador se mostre costumeiramente uma pessoa muito emotiva, já sabe que não deverá escalá-lo.
    Por outro lado, caso seja conhecido por ser pouco influenciável , não haverá problemas em mandá-lo ao jogo se necessário.

    AK: Eu apenas acho que ele poderia ser mais claro. E pelo comentário enviado pelo Marcelo, com a frase em francês, entende-se que ele não disse “não quero jogar”. Um abraço.

  • Marcel Souza

    Agora me diga, e se ele jogar e perde um penalti e o Barça for eliminado? como fica? Muito complicado falar esse tipo de coisa…

  • Bruno Pulcinelli

    André, boa tarde.

    Sou torcedor do Arsenal desde a temporada 2001/2002 mais ou menos e tive a oportunidade de acompanhar boa parte da trajetória do henry atuando pelo time. Ele é uma espécie de rogério ceni para o SP, marcos para o Palmeiras. Quando ele fez o gol no último jogo no highbury ele beijou o gramado. Levou o time ao título invicto de uma maneira impressionante. Fez sua melhor temporada naquele ano. Tive a oportunidade de ir ao Emirates vê-lo jogar em janeiro de 2007 e a relação da torcida do arsenal com o henry era algo absolutamente diferente.
    As comparações feitas com Edmundo, Fred e Reinaldo feitas por outros comentários acabam diminuindo essa relação henry-arsenal. Na europa são poucos os exemplos como este. Maior artilheiro da história de um time desta grandeza é algo bacana.

    Enfim. não acho nada profissional se ele pedir para não atuar. Acho tbm que o Guardiola vai ter uma dor de cabeça com esta escalação, principalmente se ele se colocar no lugar de henry, imaginando enfrentar o barça enquanto era jogador.

    Mas sei tb que como torcedor jamais gostaria de ver o Henry fazer um gol contra o arsenal. Nunca tiraria o brilho de sua carreira no time, mas deixaria uma mancha.

  • Haroldo

    Perigosa declaração! Imagina um lance no último minuto onde ele fique cara a cara com o Almunia, perca o gol, e classifique o Arsenal. E aí?

  • David

    Eh o mesmo desbocadinho q disse q no Brasil se joga mta bola pq nao vao a escola…

    Nao tenho nada contra ele nao querer jogar, mas me irrita o jeito de “só eu no mundo falo o que penso” do Henry.

    Eu se fosse o Pepe deixava ele de fora desse jogo pra beneficio de todas as partes. O Barça joga tao bem sem ele qnto com, agora com o Pedro titularizado. Poe o Ibra na frente e pronto.

  • Guilherme Gios

    Me assustei com a declaração dele também.

    Mas ele é o cara!! Tenho só 21 anos, mas ele é o melhor centroavante não brasileiro que vi jogar (depois do Ronaldo e Romário).

    Ps: É bom quando alguém fala o que pensa e sai da mesmice nesse mundo enquadrado do futebol… Vide Marcos, Rogério, Romário…

  • Andre Luis

    Parei, como diria o Trajano. Ak, ele foi claro o suficiente para demonstrar que não quer, realmente, jogar. Mas ele não é burro de falar para a imprensa isso de forma explícita.
    É preciso ler nas entrelinhas.
    Eu não acredito que se ele entrar em campo irá, minimamente, se esforçar. Isso é pior que jogador que diz que não irá comemorar gol contra seu ex-clube.

    SRN

  • Vamos lá, adoro comparações:

    Ronaldo=Romário>Van Basten>Henry (na época do Arsenal) ….

    Me surpreendeu muito seu declínio no Barcelona. Achei que fosse “voar” no time catalão…

    Mas respeito o fato dele expressar essa angústia, só não pode ir além disso!

    Quem aqui gostaria de vê-lo cobrando um penal decisivo no confronto????

    \o

  • Joao Luis Amaral

    Talvez ele tenha dado o tom de ‘cáspita, justo o Arsenal? Tinha mais uma meia dúzia lá, e justo o time que eu não quero jogar contra cai no nosso caminho’? Ou ‘droga, pq ninguém eliminou o Arsenal antes?’…

    Mas é estranho mesmo uma declaração dessas, sabendo que ambos os times são fortes e se cruzariam em algum momento, em CNTP… ou seja, se ninguém os eliminasse, mesmo que fosse na final, ele TERIA que jogar contra…

    Abs.

  • Marcio

    Ate entendo o Henry fazer uma declaração dessas, mas acho que so acaba criando polêmica desnecessária para o lado dele.

    Afinal se o Barça ganhar tudo bom, mas se o Arsenal ganhar (o que não é nada impossível) e em algum lance o Henry falhar (perder uma bola, perder um gol fácil etc. o que é perfeitamente normal), ai já viu o que vão dizer, ou pelo menos, comentar….

  • Murillo Mathias

    Qual o mistério? Ele não quer jogar. Se ele vai jogar? Acho que isso passa pelo técnico, grupo e outros 76532 fatores. (Afinal, ele não é o
    Adriano e o time que ele joga não é uma bagunça como o meu time…)

    Não há diferença qualitativa entre as expressões “eu não quero jogar” e “não gostaria de jogar”, no máximo uma questão de ênfase, educação, eufemismo.

    Mania de querer interpretar o que o cara diz…

    AK: “Não há diferença qualitativa entre as expressões “eu não quero jogar” e “não gostaria de jogar”, no máximo uma questão de ênfase, educação, eufemismo.”

    Discordamos. Há diferença, sim. E não é pequena. No caso, a diferença é exatamente o que esclarece o que ele disse. Um abraço.

  • Francisco

    Frase original (em francês):

    “Je ne dis pas que je ne vais pas jouer parce que c’est le jeu. Je n’ai juste pas envie de disputer le match contre Arsenal.”

    Tradução livre:

    “Eu não digo que não vou jogar porque o jogo é assim. Eu só não gostaria de disputar a partida contra o Arsenal.”

    http://www.france24.com/fr/20100324-football-thierry-henry-interview-sky-news-arsenal-ligue-champions-barcelone

    AK: Esclarecido. Obrigado e um abraço.

  • Ricardo Pires

    Acho que ele foi sincero. Henry apareceu pro mundo no Arsenal e conquistou seguidas vezes o campeonato inglês, um inclusive de forma invicta. Foi capitão e principal referência do time. Estava em campo quando os Gunners perderam para o Barcelona de Ronaldinho na final da Champions. Ou seja, deve ser bem incômodo mesmo entrar em campo e contribuir (se for o caso) para a queda do Arsenal, que vem jogando uma bola redonda.

    Mas depois dessa, acho que o Pepe Guardiola vai voltar com ele para o banco e escalar o Ibra, que vem deixando a desejar. Ou então entra com Pedro ao lado de Messi e mais um meia, ficando Xavi, Busquets, Iniesta e Toure.

    Abs

  • Nilton

    Queria ver ele falar isto se fosse na final.

  • Heitor

    André e Francisco, a entrevista original foi dada em ingles, nao é mesmo? Entao o que dizem os sites franceses sao interpretaçoes/traduçoes. Mas como explicou o Marcelo, a mensagem que Henry quis passar foi de que preferia que fosse outro clube e nao que nao quer jogar contra o Arsenal, ponto final.

  • Massara

    A questão é: você como técnico escalaria o Henry depois de uma declaração dessa?

    Pep Guardiola é muito inteligente. Com Ibrahimovic à disposição (ainda que em má fase), parece-me óbvio que a coisa certa a se fazer é não escalar Henry, por tudo o que isto poderia implicar.

    Mesmo que ele entre e jogue razoavelmente bem, se ele perde um gol daqueles feitos (tipo os que o Ibra perdeu no último jogo do Barça), estará instaurada a polêmica.

    E, convenhamos, Henry já teve sua cota de polêmica para o ano de 2010.

    Abs.

  • Alex

    Ele foi sincero, não quer jogar, mas vai ser profissional e jogar.
    Nós não sabemos o que queremos, se os jogadores tenham ou não identificação com o clube!

  • Henry não está numa situação tão confortável assim no Barcelona pra poder ficar dizendo coisas como essa. Acho que ele está é fazendo isso como provocação pra que seja liberado no final da temporada e possa voltar à Inglaterra. Ele é muito amigo do Arsene e poderia levar a experiência de que o Arsenal tanto precisa. Talvez tudo isso seja já uma jogada de transferência.

    Ou ele é muito burro mesmo!!!!

  • Aqui na França já se fala de uma possível volta de Henry à Inglaterra. Não se fala especificamente em Asenal, mas não vejo outro clube pra ele jogar. Manchester City talvez?? O Vieira poderia ser um incentivador, mas Arsene tb poderia seduzí-lo a voltar a vestir a camisa dos Gunners.

  • Pensando bem, depois de uma declaração destas, não dá pra ele jogar em outro time na Inglaterra. Como disputar a Premier Ligue sem jogar contra o Arsenal. É, pode ser que o bom filho volte à casa.

    AK: Em outro time inglês é impossível. A não ser que seja um nanico, o que não parece estar no futuro do Henry. Um abraço.

  • Francisco

    Heitor, você tem toda razão. Depois vi o vídeo do Thierry falando em inglês na entrevista para Sky News (que está no mesmo link que eu enviei, rs). Basicamente ele diz que não gostaria de jogar contra um time cuja torcida o apoiou mais do que em qualquer outro time em sua carreira, o que não acontecerá novamente, já que está velho agora. Interpretei correta a informação do site francês simplesmente porque… o Thierry é francês! Ops!

  • Fabio

    Bom, pra quem acompanha MMA(mixed martial arts, antigamente conhecido como vale tudo)acontece muito isso de lutador X não querer enfrentar lutador Y.
    Uma das justificativas pra isso é o tempo de convívio e amizade q existe entre alguns…
    Exemplo: Wanderlei Silva e Shogun,e outros q tem por aí…

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo