NOTINHAS PÓS-ÚLTIMO AMISTOSO



* O que vimos em Londres foi o Brasil (2 x 0 na Irlanda: Andrews-contra e Robinho – 40.082 pagantes no Emirates Stadium) que nos acostumamos a ver na “Administração Dunga”: solidez defensiva, predileção pelo contra-ataque, alguma dificuldade na criação.

* É um time que não se incomoda por “não jogar bonito” porque, imagem de seu técnico, tem outras prioridades. Por isso talvez seja a seleção mais competitiva do mundo, hoje.

* Não há dupla de zagueiros que se compare a Lucio e Juan, mas nem de longe. Mas ainda há um probleminha no lado esquerdo da defesa (e isso não é culpa de Michel Bastos), que todos os adversários já identificaram.

* Grafite deve ter saído do jogo com um gosto de ah-se-ele-tivesse-me-chamado-mais-vezes. Não haverá outra chance, o que pega Dunga na falácia de que “todos tiveram cinco ou seis oportunidades”. Grafite teve uma fração de uma oportunidade.

* Desde 1997, ainda não vi Daniel Alves jogar mal pela Seleção. Acho que não verei. E periga ele arrumar um lugar no time.

* Não na lateral direita, pois ali é o território de um tanque chamado Maicon.

* Interessante o comentário de Paulo Roberto Falcão, ao final do jogo: algo como “o Dunga vai olhar para o Ronaldinho Gaúcho com carinho”. Opinião ou informação?

* Sobre o assunto, e para fechar, certeiro post do meu chapa PVC, no blog dele. Ronaldinho foi mal convocado para a Olimpíada de Pequim, e pode ser “mal não-convocado” para a Copa do Mundo.

_____

Belletti é um cara gente boa. Sorte da babá dos filhos dele.



  • felipe

    daniel vai jogar na lateral esquerda pode escrever ae andre….

    AK: Mmmm… acho que não. Quem marcaria daquele lado? Um abraço.

  • Eduardo Pieroni

    Boa André, pô cara atê concordo que o Ronaldinho deveria se chamado mas ele vai entrar aonde , vai estragar o time por que todos os jogadores correm e se aplicam no campo ninguém fica parado esperando a bola chegar, acho que deve ser o reserva imediato do KAKA, e ainda a BABA do beletti vai no campo com um outdoor daqueles e não que ser percebida ainda bem que é o beletti se você o LUXEMBURGO RUA.

  • Massara

    O segundo gol da seleção foi uma pintura.

    André, não concordei com o que você escreveu sobre o RG no penúltimo post. Acho que ele foi sim um dos símbolos do fracasso do time em 2006.

    Parecia que estava a passeio, chegou fora do peso, só queria brincar nos treinos, sem nenhuma aplicação. Sei lá. Tenho medo de juntar RG, Robinho e Adriano na seleção e virar aquele samba desenfreado dentro do ônibus, brincadeirinha o tempo todo no treino etc.

    Acho que os três acima são igual àquelas crianças bagunceiras. Quando estão sozinhas, ficam comportadas. Mas quando encontram os amiguinhos baderneiros, vira zona e ninguém segura.

    O clima na seleção me parece ser de união e de foco no título. Não acho válido ameaçar isto.

    E vc?

    Abs.

    AK: Será que você não está confundindo os Ronaldos? RG se apresentou logo depois de ser campeão da UCL com o Barcelona. Talvez estivesse desgastado, mas não fora de forma. E as questões sobre falta de comprometimento não estavam relacionadas a ele na Copa da Alemanha. O que quero dizer é que é injustiça colocar esse tipo de coisa na conta dele. Um abraço.

  • leonardo atleticano

    André, Ronaldinho aceitaria ir para ser um mero coadjuvante? Acho que não. Chegando na áfrica e ficando no banco de reservas, não é provavel que ele caia na farra e arraste mais alguns com ele? Acho que ele já teve mais chances que muita gente, e em diversas situações ele demonstrou não estar nem ai para nada, não creio que seja um jogador em que se pode confiar, e vejo que para o Dunga, confiança é tudo. Não é só confiar no futebol, é em tudo, na postura, na dignidade, na lealdade e na dedicação.

    AK: Você tem um ponto aí, sobre a questão da titularidade. Mas acho que tudo pode ser resolvido com honestidade, clareza na conversa. Sobra farra, não creio que isso será possível desta vez. Um abraço.

  • Anna

    Ronaldinho Gaúcho deveria ser convocado, mas para dunga fidelidade aos princípios vale mais que jogar bem. Além disso, ele dá as chances e se são esgotadas, não volta atrás. E para completar, teve que engolir a seco uma convocação de Ricardo Teixeira para a Olimpíada de Pequim. Dunga é, infelizmente, rancoroso.

  • Faala, André!

    Entendo seu ponto de vista, mas acho que o Dunga não o chama pra seleção por uma questão “tática”: o Dunga teria que mexer no esquema pra colocá-lo em campo. E aí a questão não é de “saber mexer”, mas de “querer mexer”.

    E acho que ele não quer mexer.

    E, pensando bem… tanto cara que veio pra seleção e fez coisas boas (veja o Grafite, coitado…), e o cara chama justo um cara que teve diversas oportunidades e não fez nada… nem falo da Olimpíada, mas dos outros jogos… lógico que, seguindo na linha do PVC, ele não deveria ter convocado o RG antes, quando estava em má fase, mas só agora… quem sabe desse certo… mas como falei, tem a questão tática… o Dunga não acha segurança suficiente pra botar um 4-3-3 (JC; Maicon, Lúcio, Juan, [LE]; Gilberto Silva, Felipe Melo, Kaká; RG, Robinho e LF). Pior que até dava… nesses casos, os laterais não sobem muito, por causa dos pontas (dava até pra ser o Gilberto na LE)… e dava até pra trocar um dos volantes por Daniel Alves ou Elano… bem, o Dunga não quer, então deixa pra lá.

    Abraço!

    AK: Se for uma questão tática, é preciso respeitar a opção do técnico. Mas ele deveria dizer isso. Um abraço.

  • Daniel Alves joga MUITO, desde sua passagem pelo Bahia já dava p/ perceber que iria longe… assistindo os Brasileirões de 2002 e 2003 perguntava: ” – quem diabos é esse menino?”, moleque que só ele, lateral na escalação, atacante no decorrer do jogo, driblava muito (hoje é bem mais discreto nesse fundamento) e finalizava bem! Dali foi direto p/ o Sevilla e o resto é história…

    Nessa Seleção Dura, digo Dunga, jogaria fácil no meio: Felipe Melo, Dani Alves, Kaká e Ramires; com Luis Fabiano e Nilmar de titulares…

    Sabe quando isso acontecerá? “Dunga”!

  • Arthur Arico Pedro

    Eu acho que existe uma dupla de zaga melhor que a brasileira. A dupla de zaga inglesa formada por Ferdinand e Terry. Eu acho essa dupla melhor que a brasileira, mas apenas um pouco melhor.

    Mas a defesa do brasil com certeza é melhor que a inglesa pois conta também com o melhor goleiro do mundo e o melhor lateral direito do mundo, alias os dois melhores laterais direitos do mundo.

    Abraços

  • Hey Arthur!

    Se eu fosse inglês, te responderia: “Pelo menos temos dois laterais esquerdos decentes!”

    E você, bom brasileiro, responderia: “Tinham, palhaço! Um tá machucado e outro tá com a cabeça ‘pesada’…”

    Hehehe.

    —-

    Anna,

    li em algum lugar (PVC, como sempre, acho), que não foi carteirada do RT, não… a escolha foi do próprio anão… digo, Dunga. O RT quis apenas aproveitar situação…

    Beijão!

    —-

    André,

    é impressão minha ou esse time tá a cara do de 94?!

    Grande abraço!

  • Anna

    Alejj, muito obrigada pela informação! Beijo, Anninha

  • murilo sc

    ola Andre, sei que estou saindo do post, mas é que ontem na ESPN assisti ao jogo brasil x italia, a partida final da copa de 70, nunca havia visto o jogo na integra somento os gols do jogo ( provavelmente umas mil vezes).O jogo pra mim mostrou a diferença na qualidade dos jogadores, a preparação fisica como frisou o PVC e a marcação avançada que a equipe do Brasil fazia. via-se Tostão, Jairzinho, Rivelino e Pele, marcando, dando carrinho, fazendo cobertuta aos laterais, fantastico, um futebol estremamente atual diga-se. Em alguns momentos ficava aflito em ver o jogo, pois o time Italiano batia até na sombra dos jogadores brasileiros, o juiz conduzia o jogo sem um cartão amarelo ( ja existia Andre cartão amarelo em 70?) somente na conversa, coloca a bola no chão e vamo pro jogo, hoje em dia, um jogo daquele nao terminaria sem briga. Os jogadores do Brasil experiente tocavam a bola e esperavam a falta pra fazer o tempo passar. Acho que o futebol Italiano mudou para um futebol forte de marcação, burocratico depois desse jogo. Os jogadores brasileiros eram craques, mas eram de uma simplicidade, eles faziam o jogo ser tao facil e simples que parecia que qualquer um poderia estar naquele time. Pelé não sei se ele estava jogando os 90 minutos, mas ele decidiu o jogo em tres lances de craque. Hoje o Brasil joga igual a Italia e o RG não vai pra copa pois não joga os 90 minutos, mas ele tem que jogar 9 segundos por jogo e decidir. Andre voce sabe quando e quais serão os proximos jogos? gostaria de ver a Holanda de 74 e um jogo do Brasil de 82. Abraços, parabens por seu trabalho.

    AK: A primeira Copa com cartão vermelho foi justamente a de 1970, mas ninguém foi expulso naquele mundial. Veja a lista dos jogos abaixo:

    O Canais ESPN exibem a partir de 2 de Março, “Os Clássicos dos Mundiais”. São jogos históricos das Copas do Mundo que vão ao ar todas as terças-feiras, às 21h00, na ESPN. As reprises acontecem na ESPN Brasil todos os domingos depois do Bate-bola, a partir de 07/03.

    Confira abaixo a lista de jogos, que serão narrados e comentados com a visão atual.

    Copa de 70 Final Brasil x Itália 02/03 na ESPN e 07/03 na ESPN Brasil
    Copa de 74 Brasil x Holanda 09/03 na ESPN e 14/03 na ESPN Brasil
    Copa de 74 Final Alemanha x Holanda 16/03 na ESPN e 21/03 na ESPN Brasil
    Copa de 78 Brasil x Argentina 23/03 na ESPN e 28/04 na ESPN Brasil
    Copa de 78 Argentina x Peru 30/03 na ESPN e 04/04 na ESPN Brasil
    Copa de 78 Final Argentina x Holanda 06/04 na ESPN e 11/04 na ESPN Brasil
    Copa de 82 Itália x Brasil 13/04 na ESPN e 18/04 na ESPN Brasil
    Copa de 86 Inglaterra x Argentina 20/04 na ESPN e 25/04 na ESPN Brasil
    Copa de 86 Final Argentina x Alemanha 27/04 na ESPN e 02/05 na ESPN Brasil
    Copa de 90 Itália x Argentina 04/05 na ESPN e 09/05 na ESPN Brasil
    Copa de 90 Final Alemanha x Argentina 11/05 na ESPN e 16/05 na ESPN Brasil
    Copa de 94 Final Brasil x Itália 18/05 na ESPN e 23/05 na ESPN Brasil
    Copa de 98 Final França x Brasil 25/05 na ESPN e 30/05 na ESPN Brasil
    Copa de 02 Final Brasil x Alemanha 01/06 na ESPN e 06/06 na ESPN Brasil
    Copa de 06 Final França x Itália 08/06 na ESPN e 10/06 na ESPN Brasil – único que não será no domingo na ESPN Brasil

    Um abraço.

  • Rejane

    André, gostei muito do seu post sobre a seleção brasileira! Concordo também com o comentarista Arnaldo Ribeiro sobre o técnico Dunga! O Dunga sempre foi ranzinza então não vai mudar!
    Agora essa da babá dos filhos do Belletti foi muito engraçado! Ela menti para o patrão dizendo que está doente e acaba se entregando com um cartaz pedindo para o Galvão filmá-la em pleno jogo da seleção brasileira! Tinha é que se esconder…kkkk Sorte dela do Belletti não despedi-la!

  • Hey Murilo

    Por isso que muita gente considera a seleção de 70 a melhor de todos os tempos.

    Na Band, antes da Copa de 94, todos os jogos do Brasil na Copa de 70 foram reprisados, coloridos, narrados pelo Luciano do Valle e comentados por Rivelino e Gérson, que estavam naquele timáço. Vi, e não me esqueço. Fan-tás-ti-co!

    Ah, se eu tivesse ESPN em casa… teria que comprar uma TV só pra mim, pois não ia perder esses jogáços por nada!

    Abraço!

  • Eduardo Pieroni

    BOA ALEJJANDRO, pô veio eu to achando que voce é melhor que o dunga deu uma aula para encaixar RG no time manda o email para a CBF muito bom.

    abraços

  • Fred Ferreira

    André, Concordo com você com relação a zaga formada pelo Lucio e Juan. Também acho que não temos outra dupla melhor, no entanto, infelizmente, não confio na condição física do Juan, ele se machuca toda hora e, o Tiago Silva, que todos consideram o seu susbtituto imediato, está muito longe de tre o mesmo nível…

  • Guilherme Gios

    O ser humano precisa crer que a grama do vizinho é mais verde, que a solução está do lado de fora, que o problema da seleção é a falta de criatividade e que a solução se chama Ronaldinho-só-jogo-bem-em-clubes-e-de-vez-em-quando. Na Argentina, a solução é o Riquelme-nunca-joguei-bem-na-seleção-mas-no-Boca-sou-Deus. Aqui no Brasil a esperança, a desculpa prévia e o “eu-te-disse, eu-te-disse” já têm dono: o mico de circo.

    O que desafia a minha compreensão é o fato de que o Ronaldinho NUNCA teve uma fase boa na seleção e mesmo assim ele é a solução de todos os problemas (quais?).

    Chupa dentuço, vai ver o Hexa de casa. Só cuidado para não dar festas fechando hotéis por dias e noites antes de clássicos, porque não pega muito bem, sabe…

    AK: Nunca li, nem ouvi, que o Ronaldinho é a “solução dos problemas” da Seleção. Um abraço.

  • Lucas

    O mais importante de tudo para se obter o título de uma Copa, é que o grupo esteja realmente “fechado” com o treinador, independentemente do que pensa a opinião pública ou a imprensa dita especializada. Se o título vier, com ou sem os Ronaldos, não importa, todos terão de se curvar a decisão do técnico. A opinião publica deste país carente, festejando e a crítica especializada, tendo de cobrir (por obrigação) e badalar os vitoriosos! O resto é marola, fofoca, besteira!

  • Massara

    Tem razão sobre a forma física, André. Falha minha.

    Mas achei o RG sem compromisso em 2006. E justamente ele, que é “o cara que pode decidir em um lance” não decidiu nada naquela copa. Muito menos contra a França.

    Acho que cabe ao Dunga avaliar mesmo, porque ninguém melhor do que o treinador para saber o comportamento do jogador na concentração, o nível de comprometimento e de vontade de ganhar etc.

    Abs.

  • Joao Luis Amaral

    Fala, André!
    O que mais deve incomodar o Dunga é ‘ter que baixar a crista, ter que dar o braço a torcer’ para a mídia e convocar o cara. Principalmente se esse jogador filho da mãe resolver cobrar uma falta como aquela contra a Inglaterra em 2002 (Seaman era o goleiro, era isso?) e resolver as partidas.
    Se não me engano, já o ouvi declarando que ‘Seleção é momento’. Se ele realmente acredita (e ouve) no que diz, deve apenas estar esperando o momento certo, pegar o cara no auge, voando (sabe aquela tática de colocar o craque do time por um/dois jogos no banco, pro cara voltar mordido?). Quanto mais o RG tiver que correr e se esforçar e brigar e correr mais ainda, melhor chegará na Copa. Vai estar ‘mordendo a mesa’ (seja lá o que essa expressão queira dizer).
    Abs.

  • Leonardo Pires

    André, vou aproveitar um gancho de uma resposta sua aí em cima. Eu não vi nenhum episódio do “Clássicos dos Mundiais” da ESPN. De todo modo, assisti, outro dia, no Pontapé Inicial, à chamada do programa. Pelo que vi e compreendi, me pareceu que vai ser mais uma descrição dos jogos do que propriamente uma narração. Pareceu-me muito uma transmissão extremamente técnica e desemocionada. Cheguei a comentar isso no programa, o que me rendeu severas críticas do Trajano, a quem consigo perdoar por saber de seu temperamento explosivo e forte personalidade (são poucos, a despeito disso, de quem aceito tal atitude e continuo admirando). Advêm daí 3 perguntas: vc assistiu ao programa?; O que vc achou (ainda compreendendo a proposta); O Trajano tem dificuldades em receber críticas do ‘fã do esporte’?

    AK: Se eu assisti qual programa? O PI ao qual você se refere? Não, não vi. Quando o PI está no ar, estamos fechando o SC. Já o Brasil x Itália em 70 eu vi trechos. As narrações serão como releituras dos jogos, porque obviamente você não pode narrá-los como se fossem eventos atuais. Não creio que o Trajano tenha dificuldade de receber críticas do fã de esportes, mas ele certamente tem uma maneira peculiar de responder a essas críticas. Um abraço.

  • Felipe Soares

    Na boa, acho um absurdo essa campanha toda a favor do Ronaldinho Gaucho.O time está unido, na medida do possível entrosado, vencendo tudo, jogando com raça (coisa que agente tanto cobrava a seleção) e ainda tem gente que torce o bico.

    Ganhamos do Uruguai depois de 300 anos na casa deles (fora o show) e ganhamos da Argentina no quintal deles dando show também, sem contar as finais da copa américa onde deitamos encima dos hermanos e da copa das confederações em uma partida histórica.Ai eu pergunto: A seleção joga tão mal assim??A seleção é tão pragmática assim??

    As partidas em que o Brasil não jogou bem foram aquelas que o time adversário ficou se defendendo o tempo todo e ai não tem como jogar bunito, não tem como por velocidade nas jogadas e etc.

    Falam tanto do Dunga como jogador que nem parece que ele foi capitão de uma seleção brasileira (onde existem centenas de bons jogadores) em duas copas do mundo e que levantou a taça em uma delas…se ele fosse tão ruim assim será que se quer ele teria sido convocado???E eu lembro bem da dedicação e da visão de jogo que ele tinha, logicamente mais defensivamente.Não quero comparar ele com jogadores como Gérson, Rivellino, Falcão e etc…mas é uma injustiça falar que ele foi um jogador mediocre.

    Estranho né?O gaúcho resolveu jogar só agora???Por que será?Então o Elano, o Ramires, o Julio Baptista que foram fiéis a seleção e jogaram muito bem, conquistando tudo que competiram, tem que sair pra dar lugar pro Gaúcho??E eu não sei que implicância é essa de vocês com o Dunga.O cara deu chance pro Sr. Ronaldinho Gaucho várias vezes e o mesmo sempre desapontou…SEMPRE!!!O Pato é a mesma coisa, o Dunga deu várias chances e o cara nada fez.Agora Marcelo vocês estão de brincadeira né??O Dunga chamou também, só que em 3 jogos o Michel Bastos foi muito melhor que ele, sem falar no André Santos.Que estranho né…ninguém ta falando do Roberto Carlos pq???Já queimaram a lingua??

    LAMENTOS…

    AK: Não sei sobre quem você está falando quando diz “vocês…”. Eu me responsabilizo pelo que escrevo e digo, e não “faço campanha” pela convocação de ninguém. Nunca critiquei o Dunga técnico levando em conta o Dunga jogador, e tenho escrito, há tempos, que o time é bom, que o ambiente é ótimo, que o mérito de ter mudado as coisas é da atual comissão técnica. Isto dito, não vejo nenhum problema em entender que um jogador como Ronaldinho Gaúcho deve ser convocado pelo que ele pode fazer, em determinadas circunstâncias, na Copa do Mundo. Não acho que ele deva ser titular. Tenho escrito, também, que se a opção do Dunga for técnica, tática ou de formação de grupo, será preciso respeitá-la. Mas não é isso que ele diz quando toca no assunto, sempre trazendo de volta os problemas de 2006, que não são relacionados ao RG. No mais, é uma contradição você querer dar a sua opinião sobre o assunto, mas considerar que quem pensa diferente de você está cometendo “um absurdo”. Um abraço.

  • David

    Acho que o Ronaldinho tinha que estar na lista de convocados, mesmo que seja como opção no banco. Hoje o Brasil joga bem e tem bons resultados, mas nossas melhores atuações são sempre em jogos em que o adversário dá ao Brasil o contra-ataque. A outra arma é o jogo aéreo nos escanteios. E contra as retrancas? Alguns exemplos são o empate contra a bolívia no engenhão e a vitória suada contra os EUA na final da copa das confederações. O único jogador desta seleção que tenta furar a retranca no drible é o Robinho, mas sozinho fica difícil para ele e para a seleção. Pensem aí, quando o time titular do Brasil não resolve o jogo qual a opção do banco de reservas que muda o padrão de jogo? Acho que em uma copa é necessário ter alternativas para mudar o jogo se necessário, por isso o Ronaldinho deveria estar entre os convocados.

    AK: Onde assino? Um abraço.

  • Felipe Soares

    Quando digo “vocês” é pra quem compartilha das idéias que eu sou contra e escrevi acima, se não é o seu caso eu não entendo o por que se doeu.Estou falando sobre alguns jornalistas que leio e escuto e algumas pessoas que conheço e que vejo o depoimento em sites esportivos.

    E os problemas de 2006 não podem serem relacionados ao RG???Então a quem seria?Lógico que não foi ele sozinho, mas JUNTO a ele, Ronaldo e o Adriano também ficaram devendo e muito.

    O que acho um absurdo é a idéia de sacar do time algum jogador que lutou 3 anos e meio para estar ali e por no lugar um que não joga nada a mais de 4 anos e resolveu jogar 2 meses bem.

    É questão de opinião, não tem gente que acha um “absurdo” o Gilberto Silva ser titular?Ou acha um “absurdo” o Carlos Eduardo, jogando na segunda divisão alemã, também ser convocado?

    Abraço.

    AK: Na Copa de 2006, só a defesa (e o Zé Roberto) jogou bem. De resto, todo mundo ficou devendo. Todo mundo. De novo: não acho que alguém tem de ser sacado do time. Quanto a “me doer”, engano seu. Estamos apenas conversando (o espaço é para isso). Um abraço.

  • Leonardo Pires

    André, realmente meu texto acima sofreu de ambiguidade, fato que percebi logo após tê-lo remetido. Eu me referia ao 1.o episódio do “Clássicos”. Como eu disse, compreendo a proposta do programa, entretanto, a mim me pareceu uma fórmula que deixou a emoção (ingrediente fundamental de qualquer boa partida de futebol) ao largo. Ver o Palomino narrando assim: “aí agora vem o lance do gol. Observem o quique da bola. Gol. (…)” me soa mais como uma descrição do jogo… Eu imaginei (e por isso digo compreender que a proposta é outra) que seria feita uma narração tradicional (com grito de gol e tudo) mas com uma linguagem moderna, atualizada, contemporânea. É dizer, eu esperava uma outra condução, o que o Trajano, naqueles seus rompantes irascíveis, não conseguiu compreender.

  • Guilherme Gios

    André,

    Talvez não a “solução dos problemas”, mas “o único que pode decidir em um lance, na ausência do Kaká”, “se o Kaká se machucar, quem resolve esse problema? O Júlio Baptista? Não! Tem que ser o Ronaldinho, só ele consegue…”

    Continuo feliz com a ausência dele.

    Amo futebol, e se tivesse o talento que ele tem para jogar, nunca desperdiçaria com noitadas e teria muito mais raça…

    Continuo com o Dunga.

    Abraço.

  • Leonardo Mampo

    Prezado André, primeiramente admiro seu trabalho e vejo que vc é um dos poucos colunistas que responde aos comentários de seus leitores. Continue assim, pois esta interação é muito gratificante aos seus leitores. Em relação ao tópico, quero muito estar errado, mas na minha opinião o Brasil não leva esta copa, poderá levar a próxima. Por quê? Porque o Brasil só foi campeão em mundiais que ocorreram fora da Europa. (exceto em 1958) época em que as questões financeiras e comerciais não privilegiavam determinados países. Ah, mas em 2010 será na Africa do Sul, e não na Europa e portanto o Brasil poderá sim ser campeão, certo? ERRADO!! Se o Brasil for campeão em 2010, a copa de 2014 não poderá ter uma seleção campeã da Améica do Sul e sim do continente europeu, pois existe o rodízio de campeões, onde em nenhum momento após 1962, um país europeu ficou sem o caneco duas copas seguidas. André, será que mera coincidência?!?! Abraços.

    AK: Todas as copas têm algumas arbitragens estranhas. Se você olhar para elas querendo crer que há esquema, fica com a pulga atrás da orelha. Um abraço.

  • Alexandre

    Não sei se você concorda, André, mas a impressão que tenho ao ver o Brasil jogar é semelhante à dos jogos daqueles times limitados tecnicamente, que estão jogando um futebol redondinho, mas aí ficamos pensando: quando é que vai acabar a “mágica”? E, de fato, um dia acaba, e o time volta a jogar conforme o seu (baixo) potencial.
    A única Copa que o Brasil ganhou com apenas um Craque foi a de 94. Já que o Dunga parece não querer o RG, hoje só temos o Kaká.
    Será uma verdadeira façanha repetir 94.

    AK: Eu gosto do time. Ele é bom, rápido, forte, enfim, muito competitivo. É muito difícil ganhar da Seleção Brasileira. Só acho que Dunga poderia ter mais cartas na manga. Um abraço.

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo