NOTINHAS PÓS-RODADAS



Começando com o placar de tênis na Vila:

* De uniforme totalmente branco, sem marca nenhuma além do distintivo glorioso, o Santos arrasou (6 x 3: Wesley, Robinho-2, André-2, Zé Eduardo, Diego Macedo, Frontini e Rodriguinho – 11.794 pagantes) o Bragantino, como aquele time, naqueles tempos, fazia. Não faço a heresia da comparação, é claro.

* O time é técnico, talentoso; o treinador é competente; não tem Libertadores para “atrapalhar”… entende o raciocínio?

* Terceira vitória seguida do São Paulo (3 x 1 no Barueri: Marcos Assunção, Washington, Marcelinho Paraíba e Henrique – 5.945 pagantes no Morumbi) na temporada.

* Quinta-feira chuvosa, 10 da noite… tem como reclamar do público? Não. Mas dizer que é perseguição da FPF é exagero.

* Kléber Pereira não marcou na estreia, mas o Internacional não teve problemas para vencer (2 x 0: Alecsandro e Sorondo – público ND no Beira-Rio) o Juventude e se classificar para a semifinal do primeiro turno gaúcho.

* Deve jogar com escalação alternativa contra o Novo Hamburgo, por causa da Libertadores.



MaisRecentes

Vitória com bônus



Continue Lendo

Anormal



Continue Lendo

Saída



Continue Lendo