E NÃO CHOVEU…



O plano B da organização do Super Bowl para o “Media Day” só poderia ser um: encontrar um local coberto para as entrevistas.

Não choveu na manhã desta terça-feira em Miami, mas ninguém quis correr o risco. O Dia da Mídia foi transferido para um salão no gigantesco andar dos camarotes do Sun Life Stadium.

A mudança não comprometeu o caráter circense do que pretende ser uma sessão de entrevistas sobre o SB. Uma TV mexicana mandou uma modelo vestida de vaqueira para falar com os jogadores dos Colts, e outra vestida de santinha para falar com os jogadores dos Saints.

Provavelmente uma explosão de criatividade.

Havia também dois caras com roupa de padre, e figuras estranhas variadas.

A impressão que dá é que há cada vez mais gente que só quer fazer “brincadeiras”, porque há cada vez mais gente que só quer ver “brincadeiras”. Resultado da transformação de atletas em celebridades, e da chamada “indústria do entretenimento”.

Esperamos que o fã de esportes (você está ai?) permaneça interessado em… esportes.

O Super Bowl XLIV será o décimo realizado em Miami, um recorde. O estádio que hoje se chama Sun Life Stadium (inaugurado em 1987, já teve outros seis nomes), receberá o jogo pela quinta vez.

O privilégio vem do céu. Enquanto a maior parte do país sofre com o frio e a neve, a região sul da Florida oferece clima agradável. Isto é, quando não está chovendo.

A chance de chuva no domingo é de 20%. Se cair água, o Indianapolis Colts (quarto SB, os quatro em Miami) não reclamará. Foi nesse mesmo estádio, três anos atrás, que Peyton Manning levou o time ao título, vencendo o Chicago Bears no único SB molhado da História.

Digamos que os jogadores do New Orleans Saints também não estão com olhos grudados no canal da previsão do tempo. Talvez não haja um time mais capaz de lidar com a água, depois de tudo o que aconteceu por causa do furacão Katrina, em 2005.

Os Saints estão em seu primeiro SB, com a sensação de que as coisas não acontecem por acaso. Parecem ser os “favoritos sentimentais” dos americanos, que sempre escolhem um lado nesse jogo que não se restringe a duas torcidas.

Numa nota pessoal, estou me transformando em setorista dos Colts. Será a quarta vez que porei meus pés nesse estádio (ok, aí vão os nomes: Joe Robbie Stadium, Pro Player Park, Pro Player Stadium, Dolphins Stadium, Dolphin Stadium e Land Shark Stadium), para ver o mesmo time.

Em 2000, de férias e sentados na última fila do último andar, minha mulher e eu vimos uma vitória do Miami Dolphins sobre os Colts, na prorrogação. A localização podia ser melhor, mas valeu o ingresso.

Em 2007, trabalhei em meu primeiro SB, em que os Colts ganharam dos Bears.

No ano passado, cobri um Monday Night Football: Dolphins x Colts.

Agora, de novo.

Talvez eu peça um emprego a eles…



  • Álvaro

    André,
    concordo totalmente com você, as “brincadeiras” são de matar. Mas, desculpe, assisti outro dia a um jogo dos Colts contra os Ravens pela ESPN e os narradores brasileiros… Ficaram horas discutindo se cavalo deita, o pescoço da girafa e coisas assim (nem vou mencionar uma brincadeira sexista de último nível). Era tanta informação, e um nível de comprometimento tão grande em relação ao jogo, que não havia tempo nem para falar do jogo, ou da contusão de um jogador…
    Abraço

  • Edouard Dardenne

    Depois de um longo e tenebroso verão sem férias, mas cheio de trabalho, eu, fã genuíno do esporte, posso dizer que estou aqui. Eu gostaria de ver o Saints vencedor apenas porque acho que representará mais para o esporte. Eu não acho que o esporte profissional (esse ou qualquer outro) seja uma ferramento de justiça. Mas seria agradável ver o time de N. Orleans vencer apenas para lembrar que o esporte vira e mexe oferece essas oportunidades de redenção. A cidade merece essa vitória.
    Pode ser que o Saints perca. Mas, como diz o outro, em livre tradução: “em um domingo qualquer, você vai vencer ou vai perder. Mas o importante é: você pode vencer ou perder como um homem?”
    Um abraço e sucesso na cobertura. Espero que a equipe brasileira da ESPN consiga um baita furo nesse domingo.

    AK: Obrigado! Um abraço.

  • Gavião

    André, pelo que se comenta aí, Freeney joga ou não?
    Abraço

    AK: Fala-se muita coisa, né? Mas como é possível alguém se curar, em uma semana, de uma lesão que pede de seis a oito? Um abraço.

  • Shao

    Já que meu favorito (Vikings) não chegou ao SB, assim como o amigo Dardenne, eu também vou torcer por Saints. Também pelos mesmo motivos.
    Abraços e bom trabalho.

  • “Mister Andréson, welcome back! We missed you!”
    (Também voltei também ao batente, após 1 mês e pouco de muita praia… afinal, alguém têm que descansar nesse país!)

    Sobre as “brincadeiras”… creio que existam “brincadeiras” e “BRINCADEIRAS”… algo leve, como faz o Thiago Leifert, tornando qualquer entrevista (ou matéria) mais leve e bem humorada é uma coisa. Outra bem diferente é armar um circo e querer aparecer mais que o entrevistado, com piadas apelativas… algo bem comum hoje em dia, na programação da TV aberta.

    E, além dos que fazem (e dos que assistem), temos outra categoria: os atletas que adoram participar do tal circo, deixando de lado o foco principal. Nada melhor que participar de uma “brincadeira” dessas para aparecer mais na mídia…

    Agora, sem querer fazer o Advogado do Diabo: entre ver o Jorge Henrique, por exemplo, comentando (em qualquer entrevista/coletiva) que “o jogo foi jogado”, “o professor pediu pra defender em massa e atacar em bolo”, “clássico é clássico, e vice-versa”, etc. e vê-lo em alguma situação diferente do lugar comum (mas que remeta ao assunto principal, obviamente), prefiro, de longe, a 2ª.

    (Mas também não quero vê-lo com um nariz de palhaço e uma buzina de Scania na mão, entrando em uma igreja, acompanhado da tchurma do Pânico, em pleno casamento do R9 com sua 47ª noiva!)

    A questão principal é saber utilizar a tal criatividade!

  • Othon

    Go Saint´s !!! Estarei acompanhando vcs em todos os boletins e na transmissao no domingo !!! Bom Trabalho !!!

    ps: nao deixe de ir no Perricone´s, em Downtown…vale muito a pena…

  • Em QAP.

    Câmbio.

  • Leandro Azevedo

    O Freeney vai ser um ponto estrategico no Super Bowl, mas nao acho que vai ter a importancia que muita gente esta esperando. Muitos falavam que o Colts nao iria ser o mesmo sem o Bob Sanders, o que nao aconteceu.

    Acho que o Defensive Coordinator do Colts vai acabar mudando o Freeny com o Mathis de lado, para que o Freeney jogue no lado esquerdo da defesa e nao tenha que apoiar tanto no tornozelo direito.

    Mas e no mais Andre, quais sao os temas mais discutidos pelos jornalistas fazendo a cobertura do Super Bowl?

    Abraco

  • Ed

    Olá André,

    Criei um blog e como sou apaixonado por futebol americano, nesta semana de Superbowl todo dia escrevo um texto com alguma história interessante envolvendo o tema. A de ontem foi sobre a relação entre os Saints e a familia Manning. Se puder dar uma olhada, acho que vai gostar da história: edtoday.wordpress.com

    Um abraço e boa sorte na transmissão do jogo!

  • Nelson Bigeschi Junior

    Olá André

    Você arrisca um palipite?
    Não sou grande conhecedor mas acho que dá Colts.

    Grande abraço. Bom trabalho.

    AK: Meu palpite é o mesmo. Mas seria legal ver os Saints vencerem. Um abraço.

  • Leonardo

    Oi André….
    Confesso que estou animado para esse Super Bowl…
    Primeiro, porque sou torcedor fanático dos Colts desde que estudei nos EUA (e é legal ver que o Austin Collie, que jogou pela universidade que estudei, BYU, joga nos Colts agora).
    Segundo, porque sempre é muito legal assistir a uma transmissão contigo, com o Everaldo Marques e com o Paulo Antunes.
    E terceiro, porque o Super Bowl em si é algo fantástico. É fácil entender porque os americanos esperam tanto por esse dia. É muito bacana mesmo…
    Um abraço…

  • Lucas Costa

    Não sei se interessa, mas ai vai a curiosidade:

    no link abaixo está o vídeo de um dos comerciais que a Hyundai vai passar durante o Super Bowl. A propaganda mostra o quarterback Brett Favre recebendo o prêmio MVP na temporada de 2020!!!

    http://www.thetorquereport.com/2010/02/video_brett_favre_featured_in.html#more

    Esse site é muito bom para quem se interessa por carros!!!

    Parabéns pelo blog e pela cobertura do Super Bowl André!!

    AK: Valeu pelo link. Obrigado e um abraço.

  • Fernando

    Já que não deu pros Vikings (torcia pelo Favre, mas acho que ele foi mal ´no último drive do tempo regular) acho que dá Colts. Estão jogando muito.

    Abraço e bom trabalho. Não estou com nenhuma inveja. Nenhuma. Nenhuminha. Sério.

  • Ely Elson Gomes Leão

    André, bom dia. Meu comentário é apenas para lhe desejar muitas felicidades pelo seu aniversário. Parabéns mesmo!!!!!!! Você é um jóvem de berço! Sou fã incondicional do seu pai
    Abraços, Ely Leão – Brasília/df

    AK: Obrigado. Mas quem comemorou aniversário ontem foi meu irmão, Daniel. Um abraço.

MaisRecentes

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo

Troféu



Continue Lendo