SÁBADO TEM CAMPEÃO MUNDIAL



Não sei se você sabe, mas há um torneio de futebol acontecendo em Abu Dhabi, chamado Mundial de Clubes da Fifa.

Compreende-se que a ausência de um time brasileiro tenha diminuído o interesse por aqui, mas como o Estudiantes de La Plata (que venceu o Pohang Boxers Steelers ontem, por 2 x 1) e o Barcelona (3 x 1 no Atlante-MEX, hoje) farão a óbvia final, estamos diante de mais um confronto entre América do Sul e Europa.

É jogo (sábado, às 14 horas) para ver.

Os argentinos jogarão a vida, claro. O time do Estudiantes não é nenhuma maravilha, mas é inteligente o suficiente para não se meter a encarar o Barcelona de igual para igual.

Sabedoria que o Boca Juniors não teve contra o Milan, em 2007.

O azar do time de Sebastian Verón é que é impossível encontrar o troféu do Mundial de Clubes na galeria do Barcelona. E “o dia em que Adriano Gabiru conquistou o planeta” nunca será esquecido na Catalunha.

O Barça não quer passar por tamanha tristeza novamente.

Os cinco títulos (Liga, Copa, Champions, Supercopa da Espanha e da Europa) que o clube conquistou em 2009 já são suficientes para uma temporada histórica, mas o ano ficará incompleto sem o Mundial.

O fato de o torneio ser disputado nos Emirados Árabes também joga contra o campeão da Libertadores.

Abu Dhabi (da Espanha: 8 horas de voo, 3 de fuso) representa um desgaste muito menor do que a japonesa Yokohama.

Deve dar Barça. Mas é lógico que em um único jogo de futebol, não há nada que não possa acontecer.

Entre outras coisas, é por isso que a gente assiste.



MaisRecentes

O início



Continue Lendo

Desconforto



Continue Lendo

Irmãos



Continue Lendo