PROFESSORADO DA BOLA



Reportagem publicada no Lance! de hoje analisa a chegada do técnico Jorge Fossati ao Internacional.

O uruguaio, campeão da Recopa e da Copa Sul-Americana 2009 com a LDU, virou alvo do clube gaúcho a partir do susto causado pelas pretensões financeiras de Vanderlei Luxemburgo.

É difícil chamar Fossati de “técnico estrangeiro”, da forma como se faz com treinadores de outras nacionalidades que só olham o futebol brasileiro pela TV e desembarcam por aqui para trabalhos, geralmente, ruins (ver Passarella, Daniel; e Matthaus, Lothar).

Entre 1988 e 90, Fossati foi goleiro do Avaí e do Coritiba (por isso fala português). Ele pode não conhecer a entidade chamada Gre-Nal (prepare-se…), mas não deve estranhar nossa maneira de viver o futebol.

Sua chegada é diferente e interessante, mesmo que seja apenas por agregar um novo nome ao revezamento de técnicos promovido pelos clubes brasileiros.

E não deixa de ser providencial, já que o Inter terá pelo menos um adversário equatoriano (Deportivo Quito, com a possibilidade do Emelec ser o outro, se passar pelo Newell’s Old Boys na pré) na fase de grupos da Libertadores.

As outras mudanças:

Atlético Mineiro – mais um clube que contratou Vanderlei Luxemburgo pelo técnico que ele pode ser, mas não foi nos últimos anos. O risco é tão alto quanto o investimento.

Bahia – volta ao trabalho de Renato Gaúcho (no mercado desde setembro, quando deixou o Fluminense), num patamar que está certamente abaixo do que ele ocupava. Pode ser um recomeço.

Grêmio – se o Avaí (sexto lugar) foi um dos destaques do BR-09, Silas merece a mesma qualificação como técnico. No Olímpico, ele entra no inevitável estágio em que boas campanhas são exigidas, ninguém dirá que ele foi “uma surpresa agradável”. Silas parece pronto.

Santos – Dorival Júnior foi uma aposta certeira do novo comando do clube. Ele tem o hábito de montar times competitivos com elencos que não oferecem tanto, e ainda fará seus melhores trabalhos. Não havia nome melhor.

Vasco – sim, teria sido melhor manter Dorival. Mas o Vasco também acertou em seu movimento ao trazer Vágner Mancini, que, um dia, não aceitou trabalhar em São Januário por não se considerar suficientemente preparado. Nem todo mundo é capaz disso.

______

Se você ainda não sabe:

* Cuca renovou com o Fluminense por um ano. Do jeito que 2009 acabou, teria sido um grande erro interromper o trabalho.

* Vão mal as conversas entre o Flamengo e Andrade, que declarou que “parece que querem fazer uma proposta para eu ir embora”.



  • Anna

    Senti pela perda de Dorival. Tenho um pouco de pé atrás com Vágner Mancini por não ter aceito vir pro Vasco da outra vez, mas confesso que foi a melhor pedida para o Vasco neste momento. Se o Flamengo não acertar com Andrade, será uma tremenda bola fora. E o Fluminense acertou em cheio em manter Cuca. Também acho que pode ser um recomeço para Renato Gaúcho no Bahia. Grande abraço, Anna ps. Não sei quase nada de Fossati,então preferi saber de quem conhece mais-você.

  • Cruvinel

    Brincadeira o que o Flamengo esta fazendo com o Andrade!

  • TEOBALDO

    Posso estar enganado, mas tenho a impressão que fora o Flamengo, num momento de puro desespero, nenhum time de ponta contratará o Andrade para técnico. Aguardemos… Saudações a todos.

  • Simplesmente impressionante que o Flamengo nao tenha renovado o contrato com Andrade no instante apos a conquista do titulo – e com um gordo aumento.

    Nao vejo outro tecnico no mercado que possa fazer um trabalho melhor do que ele vinha fazendo. Sera uma tremenda injustica se ele sair, a prova que a cultura brasileira nao valoriza os pratas-da-casa.

    Cleber
    http://www.clebersouza.com/

  • thiago timao

    Andre vc vai dar opiniao sobre a contratação de jogadores dos principais clubes como no ano passado??

  • Anna

    Também estou aguardando as opiniões sobre os “carregamentos móveis” dos times. Você acertou em várias análises ano passado do mercado…

  • Rejane

    Contratações e Renovações de técnicos sempre são polêmicas! Concordo que o risco mais alto foi a contratação do Vanderlei Luxemburgo! O Professor Luxa ainda quer seguir a carreira de político, né?

    André, agora falta você dá a sua opinião sobre as contratações de jogadores!

  • Rafael Barbosa

    André, se isso aqui fosse tweeter, a Ana seria sua seguidora número 1. Ela é sua fã honorária.

    E no aguardo de furos de reportagem, análises e tudo mais sobre contratações de jogadores, eis que meu time já tem um bom técnico mas, no que tange ao elenco, ainda esta no universo encantado da especulação.

    Abs

  • Eduardo Pieroni

    O flamengo vai mandar o Andrade embora e contratar o Celso Roth é brincadeira o que estão fazendo,fora se ele sair um monte de jogador vai embora ta,bém,porque ele da muitas mordomia para alguns atletas.

  • Jovaneli

    Sobre o impasse entre Andrade e Flamengo, penso que ambos estão certos. O técnico pede uma valorização que, na sua visão, é merecedor – e não sou eu quem vai julgar quanto ele merece, embora ache que o padrão salarial dos técnicos no Brasil esteja um pouco fora da curva. Já o clube, sob nova direção, reluta em pagar aquilo que considera fora de sua realidade. Enfim, nem Andrade é “mercenário” nem o Flamengo é ingrato.
    Convido você, André Kfouri, e demais internautas a conferirem mais sobre o que penso neste texto que produzi para o blog “Futebol & Arte”. O link é este aqui: http://blogs.abril.com.br/futebolearte/2009/12/por-uma-gestao-responsavel-no-flamengo.html
    Fiquem à vontade para comentar, também. Grande abraço.

  • Andre Luis

    Salvo me engano essa inflação dos “professores” foi vitaminada pela volta de VL do Real Madrid. Ele queria continuar recebendo aqui o mesmo que ganhava lá.
    Os outros, que não são tão burros, entraram na onda, e os clubes, que não souberam impor um teto orçamentário, dançaram, e feio.

  • Luiz Felipe

    André,

    O melhor da contratação do Fossati é que, se ele der certo, pode acabar com essa “reserva de mercado” dos treinadores brasileiros.

    A maioria deles nunca fez um grande trabalho e, ainda assim, pede e recebe salários estratosféricos, valores não alcançados por grandes executivos na iniciativa privada.

    Alguns, inclusive, recebem salário de duas ou, quiçá, três equipes num ano!!!

    O sucesso do Fossati poderia abrir um novo mercado e acabar com essa farra de pedida salarial do treinadores brasileiros…

    Grande abraço e boas festas

  • Paulo Santos

    Existem grandes treinadores aqui no Brasil, os melhores do mundo, agora que tb estão ficando fora da realidade financeira para os padrões brasileiros não tenha duvida. Para que esses salários exorbitantes acabem comece a olhar outros treinadores de times pequenos que conseguem grandes resultados e são grandes estudiosos do futebol. Aqui na Bahia mesmo temos grandes treinadores, que merecem ser melhor olhados, digo no seu trabalho diario e não só nos resultados.

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo