NOTINHAS PÓS-RODADA



Mosaico rubro-negro: “A maior torcida do mundo (nem sempre) faz a diferença”. O negrito, claro, é do blog.

Monumental chance perdida no Maracanã.

E a briga lá embaixo é sangrenta.

As notas da trigésima-sexta jornada do BR-09:

* Perdendo por 2 x 1, e com um jogador a menos, o Náutico (3 x 2 no Corinthians: Bruno Mineiro, Ronaldo, Elias, Carlinhos Bala e Aílton – 14.124 pagantes no Pacaembu) encarou com coragem o que poderia ser sua despedida da Série A.

* Mas a substituição guardada para Escudero foi gasta com Marcelinho, que se machucou. E a falta que o argentino fez, fora da área, aos 46 do segundo tempo, foi transformada pela arbitragem em pênalti.

* Até os 45 minutos do segundo tempo, o Atlético Paranaense (1 x 1 com o Cruzeiro: Marcinho e Leonardo Silva – 17.686 pagantes na Arena da Baixada) estava livre do risco de rebaixamento.

* O Cruzeiro está invicto (sem contar o clássico e BH, 6V e 4E) como visitante no returno, ainda com chances de Libertadores em 2010.

* O Santo André (4 x 2 no Avaí: Marcelinho Carioca, Wanderley, Muriqui, Camilo-2 e Marquinhos – 3.167 pagantes no Bruno José Daniel) fez como o Náutico: venceu e sobreviveu para lutar em mais uma rodada.

* A derrota fora de casa eliminou as chances de Libertadores do Avaí.

* O Fluminense (3 x 0 no Sport: Zé Antonio-contra, Fred e Conca – 9.362 pagantes na Ilha do Retiro) não saiu do calabouço, mas agora só depende dos próprios resultados para tanto.

* Incrível arrancada do Fluminense: 8 vitórias seguidas, contando o BR-09 e a Copa Sul-Americana.

* Na matemática, sempre fria, é isso: o Santos (4 x 0 no Coritiba: Madson, Kléber Pereira e Neymar-2 – 3.942 pagantes na Vila Belmiro) jogará a Série A em 2010.

* Mas e o Coritiba?

* Tarde de Jóbson na vitória que manteve o Botafogo (3 x 2 no São Paulo: Jóbson-2, Washington, Jorge Wagner e Renato – 26.513 pagantes no Engenhão) fora do U-4. Mas se não fosse expulso pela comemoração do terceiro gol, ele poderia ajudar o time – que segue ameaçado – no final do campeonato (NÃO QUE EU SEJA A FAVOR DO CARTÃO PARA QUEM TIRA A CAMISA…).

* Chave para o resultado: o segundo gol do Botafogo, só dois minutos depois de levar a virada.

* Eram quase 500 minutos sem marcar um gol, mas o Vitória finalmente venceu (2 x 1 no Grêmio Barueri: Leandro Domingues, Roger e Val Baiano – 19.857 pagantes no Barradão) um jogo.

* Mais uma derrota (seria a sexta seguida) e o time baiano estaria no bolo dos rebaixáveis.

* Gigante vitória do Internacional (1 x 0 no Atlético Mineiro: Giuliano – 41.842 pagantes no Mineirão) fora de casa. Em tese, até o título é possível.

* A terceira derrota seguida (segunda no Mineirão) foi um golpe nos planos “bolivarianos” do Atlético.

* Se o Flamengo não for campeão, o empate (0 x 0 – 78.639 pagantes no Maracanã) em casa com o Goiás será lembrado como o jogo em que o troféu escapou.

* Preces são-paulinas atendidas no Maracanã lotado.



  • Anna

    O Flamengo perdeu uma grande chance. Parece que ninguém quer levar o Brasileirão.O Verdão volta ao páreo, mas o São Paulo aumentou muito suas chances de ser hepta. O mosaico do Fla era bonito, mas ficou um pouco desorganizado. O do Flu ficou melhor,a meu ver. Sou contra cartões a quem comemora gol tirando a camisa também. Era um momento mágico e Jobson não merecia ser expulso. Agora o bota vai muito desfalcado para um jogo de vida ou morte na Arena da Baixada. O duelo será entre paranaenses e cariocas pela última vaga do calabouço. Vamos esperar. Cravo que nenhum carioca cai. Grande abraço, Anna

  • Thiago Escobar

    André, sou palmeirense, mas o mosaico que a torcida do Flamengo fez foi uma das coisas mais bonitas que eu já vi….e sobre a expulsão do Jobson, eu tambem concordo que depois de um gol, principalmente como foi ontem, o jogador tem todo o direito de tirar a camisa…mas se ele não tivesse sido expulso não teria como ajudar o bota na proxima rodada, pois ele já estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo!!abraços!

  • walter

    Juca,
    A alegria do futebol é o gol, e como tal é sempre comemorado, mesmo que seu time esteja perdendo, não é mesmo?
    Os jogadores jogam de short, os torcedores vão sem camisa, ou com camiseta(tem esporte que a camiseta é a camisa).
    Bom , digo isso para mostrar que o nú, ou seja o semi-nú, está presente no esporte e vem uns caras e dizem que não pode tirar a camisa para comemorar o gol. Acho quew este caras são umas bichonas não assumidas que tem medo de se revelarem ao verem o peito nú do jogador.

    AK: A proibição de tirar a camisa não tem a ver com semi-nudez. É uma burra extensão à proibição de exibir mensagens por baixo do uniforme. Ah, o blog do Juca está em http://blogdojuca.blog.uol.com.br/. Um abraço.

  • Leandro Azevedo

    E o Vozao voltou!!!!!

    Nao sei se teve a chance de ver Andre, mas o que a torcida do Ceara fez na frente do aeroporto para esperar o time foi algo inacreditavel!!!

    Boooooooooora Vozao!!!

    Abraco

  • Fábio

    “Se o Flamengo não for campeão, o empate (0 x 0 – 78.639 pagantes no Maracanã) em casa com o Goiás será lembrado como o jogo em que o troféu escapou.”
    André, não era o jogo contra o Barueri??? Pq a fixação com o “título” do Flamengo??
    E gostaria que você disesse o que pensa a respeito de quantas perdas de mando o Botafogo deve sofrer pela gandulagem, bem como as penas para Juninho e o outro jogador expulso aos 48’…. uns 500 jogos, considerando os 3 do Dagoberto e do Jean??

    AK: “Fixação”? O Flamengo não está disputando o título? Um abraço.

  • Ariel

    As preces foram atendidas ou os extratos checados?

  • Tiago Tricolor Cardoso (Franca/SP)

    Equilíbrio e Indefinição!

    Tropeço, Euforia, Reviravolta, Alívio e Confiança!

    Como o futebol é maravilhoso e enlouquecedor, capaz de despertar os sentimentos mais profundos e incompreensíveis! Seja de satisfação ou desapontamento!

    Com vários personagens em seu currículo -“Mágico das emoções”, “Ceifador de ilusões”, “Rei do acaso”- encanta multidões e deixa os entendidos a ver navios.

    Comandando as quatro linhas, os deuses do futebol convidam quase todos para apreciarem o espetáculo. Apenas um indivíduo não tem o prazer de participar. Quem seria o desprezado? Como podem deixar um único azarado de fora da festa mais democrática e contagiante do mundo!

    O escolhido a dedo é a lógica! Ela frequenta assiduamente todos os outros esportes, mas tem o azar de não ser parte integrante do sublime futebol.
    Azar dela ou sorte dos admiradores do enigmático e formidável esporte?
    Os humanos declaram abertamente que a generosidade e a gratidão são as maiores qualidades por eles exercidas, mas por não estarem no controle de tudo vêem-se na impossibilidade de convidar a lógica para fazer parte do adorado futebol.
    Curiosamente, tiram proveito por estarem com as mãos atadas e agradecem os deuses do futebol pela restrição à lógica.
    Além disso, tiram sarro dos apreciadores dos outros esportes em que a lógica é convidada “VIP”.
    Aqueles que acompanham outras modalidades tentam argumentar, mas no final são superados pelo imprevisível e atrativo futebol.

    Num bate-bola entre os deuses e a lógica nota-se o seguinte diálogo:
    A lógica para não sair por baixo, pomposamente como de costume, contra-ataca: ―Vocês dizem que eu nunca sou convidada para uma partida de futebol! Isso é um equívoco! Se eu frequento os principais campeonatos da Europa, por que não posso participar do Campeonato Brasileiro?
    Os deuses do futebol respondem: ―Bom proveito. Mesmo assim, você não reina absoluta como em outros esportes. Fique por lá mesmo, desfrute o primeiro mundo!
    A lógica discorda: ―Por que eu não mereço? Todos falam que o Brasil é hospitaleiro! Cadê a igualdade de condições? Essa história é balela! Por que o São Paulo ganhou os últimos três Brasileiros, uma Libertadores e um Mundial nos últimos cinco anos e pode ganhar mais um campeonato nacional? Se ganhar alcançará o 7° título brasileiro em sua história e o 4° seguido, um feito inédito! Qual o sentimento dos rivais? Preocupação ou admiração?
    Então, os deuses cansados de tanta ladainha finalizam: ―Esse time é experiente e predestinado! Conhecido como Clube da Fé por protagonizar façanhas! Sem mais questionamentos! Caí fora sua estraga-prazeres! Ainda bem que o Brasil está livre de você!

    Entre tantas histórias, a 36° rodada do Brasileirão 2009 serve como parâmetro. Haja dedo cruzado, tranquilidade e palpites nos dois últimos domingos!

    Antes do início da rodada os seis primeiros eram os seguintes (pontos/vitórias):
    1°São Paulo 62/17
    2°Flamengo 60/17
    3°Palmeiras 59/16
    4°Internacional 56/16
    5°Atlético-MG 56 /16
    6°Cruzeiro 55/16

    Encerrada, visualiza-se (pontos/vitórias):
    1°São Paulo 62/17
    2°Flamengo 61/17
    3°Internacional 59/17
    4°Palmeiras 59/16
    5°Atlético-MG 56/16
    6°Cruzeiro 56/16

    Os jogos restantes (37° – 29/11 e 38° – 06/12) que vão definir o campeão e os 4 para a Libertadores acontecerão no mesmo horário (17h).
    Portanto, analisemos:

    São Paulo
    37°Goiás X São Paulo e 38°São Paulo X Sport
    Após enfrentar o Botafogo com uma lista infindável de problemas o Tricolor do Morumbi vai ao Serra Dourada -contando com o apoio de seu torcedor- encarar o perigoso Goiás. Este responsável pela maior surpresa da última rodada ao calar quase 84 mil torcedores do Flamengo em pleno Maracanã e frustrar a expectativa rubro-negra de assumir a ponta.
    Depois recebe o rebaixado Sport para talvez confirmar o tetra-hepta. Um minuto de desatenção pode comprometer a campanha tricolor. União, garra e obediência tática são essenciais para mais um título.

    Flamengo
    37°Corinthians X Flamengo e 38°Flamengo X Grêmio
    Com a possibilidade desperdiçada de assumir a liderança diante de sua torcida no jogo contra o Goiás, agora o Flamengo encara o Corinthians no estádio Brinco de Ouro em Campinas a pedido da Polícia Militar da Capital paulista, visto que o Palmeiras recebe no Palestra Itália o Atlético-MG.
    Torcendo para que a síndrome Cabañas (festa antecipada e estádio lotado) não o ataque novamente, tenta se recuperar contra um Corinthians mordido pela última derrota de virada para o Náutico no Pacaembu, pressionado pela própria torcida para não vencer o jogo e com o antes flamenguista Ronaldo prometendo vingança e profissionalismo. Vamos ver?
    Na última rodada recebe o sempre encardido Grêmio para quem sabe conquistar o penta.

    Internacional
    37°Sport X Internacional e 38°Internacional X Santo André
    Enfrenta o rebaixado Sport e o quase condenado Santo André. Não deve ter dificuldade para se classificar para a Libertadores. Com uma combinação de resultado ainda sonha com o título.

    Palmeiras
    37°Palmeiras X Atlético-MG e 38°Botafogo X Palmeiras
    Dois jogos de vida ou morte para o Palestra. Depois de ficar 19 rodadas na liderança e atingir a péssima marca de 6 pontos nos últimos 9 jogos tenta fazer as pazes com sua torcida e afastar o fantasma dos rivais por uma das vagas à Libertadores. A não classificação seria traumática. A 3 pontos do líder está na briga pelo título. Porém muito difícil, pelo futebol apresentado nas últimas partidas, por ter 2 confrontos decisivos e 3 concorrentes a sua frente.

    Atlético-MG
    37°Palmeiras X Atlético-MG e 38°Atlético-MG X Corinthians
    Com 3 derrotas seguidas e sem condições de título vai a São Paulo pegar o também abalado Palmeiras num confronto direto por uma das vagas à competição continental.
    Por último recebe o Corinthians no Mineirão para tentar acalmar os ânimos de sua torcida e quem sabe se garantir na Libertadores.

    Cruzeiro
    37°Cruzeiro X Coritiba e 38°Santos X Cruzeiro
    Depois de altos e baixos no decorrer do campeonato recebe o preocupado Coritiba e visita o tenso (eleições) Santos na Vila Belmiro. Queixando-se de tantas oportunidades perdidas após uma bela recuperação luta para ser um dos 4 felizardos do concorrido e valioso G4.

    Tudo pode acontecer! Não duvidem de nada!
    O tetracampeão Zagalo diz: “Aí sim fomos surpreendidos novamente!”

    “Tricolor do Morumbi, o único 6-3-3 (20 finais) do Brasil com apenas 73 anos!”

    Tiago Tricolor Cardoso (Franca/SP)

  • Cruvinel

    Eu quero ve se esse time do Goias vai ter peito e garra para lutar e jogar (do jeito q jogou com o Flamengo) contra o Sao Paulo!
    Afinal, 3 ou 1 ponto para o Goiás devia ser muito importante!

    Depender do Goias para ser campeao … é mais fácil o Náutico nao ser rebaixado!

  • Orlando Baleroni

    André, uma pena que alguns elencos (como o do meu Timão) e dirigentes não se acostumaram com a lógica dos pontos corridos. É o jargão, mas vale a pena recitar: TODO JOGO É IMPORTANTE, POIS VALE OS MESMOS TRÊS PONTOS. Mesmo assim, como é bom o campeonato nesse formato, pois faltam duas rodadas para o fim e temos 4 ou 5 times com chances (e do jeito que o campeonato está, ninguém pode prever o que acontecerá nos últimos capítulos) de ser campeão. São, no mínimo, 10 partidas decisivas, fora aquelas que envolvem os possíveis rebaixados.
    Sobre as comemorações, aí vai uma pergunta: o que dá pra fazer contra essa idiotice de proibir o atleta tirar a camisa? Não que eu concorde com o ato, pois quando acontece o mais prejudicado é o clube, que não tem suas cores estampadas pelas muitas câmeras direcionadas ao goleador, sem falar no patrocinador do clube, que paga milhões e, na hora do melhor momento, não tem seu nome veiculado na camisa. Mas, também não vejo qualquer motivo nisso para cartão amarelo. Muito pior é a atitude de alguns em cuspir o tempo todo no gramado ou das intermináveis reclamações, ou ainda aqueles que cometem diversas “faltinhas” durante o jogo. Se o que não pode é exiber camiseta com dizeres (o que também é discutível), que a regra se restrinja a isso. Repito: o que o pode ser feito?
    Grande abraço.

  • Eduardo Pieroni

    O TIAGO abre um BLOG vèio!!!!!!!

  • Evandro Machado

    André,

    Pelas partidas a serem disputadas, quem seria seu palpita da última vaga pra cair?
    Acho que o Flu, no embalo que tá, pode ser “prejudicado” pela Sulamericana. O desgaste é enorme.
    O Furacão precisa só não bobear como fez sábado (sem contar outras partidas como o Atletiba, Palmeiras e São Paulo no 1º turno, entre outras) e escapa, ajudando por tabela o Coxa.
    Esse sim tá complicado, pois arrisca ter que disputar uma decisão em casa contra o Flu.
    Deles, o que considero o pior time é o do Botafogo.
    E vc? O que acha?

  • Cruvinel

    “O TIAGO abre um BLOG vèio!!!!!!!” ²
    kkkkkkkk

    Nem li….

  • Simone

    Como boa flamenguista que sou, eu ainda acredito. Mas empatar naquele joguinho chato, sem raça, sem 1% da emoção da torcida pode mesmo ter levado embora o título. Era tão simples, o São Paulo perdeu, bastava ganhar. Nem sempre o simples é o caminho escolhido.
    Pior que isso só levar cartão vermelho por comemorar sem camisa.
    Abçs

  • capu

    André, os deuses da tabela estão atuando ,de novo ! Na penúltima rodada um “mata-mata” (ou quase) pela Libertadores (Palmeiras x Galo) , outro lá embaixo (Atlético-PR x Botafogo) e um “morre-morre” entre Santo André e Náutico. Sensacional !!!!

  • leonardo atleticano

    André, uma coisa estranha ocorre nesse brasileiro, contratar estrelas está dando muito errado, Goiás veio com Fernandão e afundou, Palmeiras veio com wagner Love e afundou, O Galo veio de Ricardinho e ídem. Será acaso, ou a turma está se rebelando contra os medalhões? Incompetência total do meu Galo, quero largar essa cachaça mas não tem como.

  • Roberto

    André, se não me engano, o Jobson já nao poderia jogar o próximo jogo por estar suspenso pelo 3º cartão amarelo. Se der você pode verificar isso por ai.
    E outra, agora uma bucha pra ti.. Que virada foi mais emocionante, a do Flu sobre o Cruzeiro em pleno Mineirão ou essa do Bota de ontem?
    Ainda fico com a do Flu, pela quantidade de gols que tinha contra e por ser dentro da casa do adversário.
    Aliás, cada vez mais acredito em milagres.. no futebol. O que o Fluminense tá fazendo esse ano é digno de ser chamado de tal.
    Um abraço.

    AK: Sim, ele já estava suspenso pelo terceiro amarelo. Agora não jogará mais no BR-09. Sobre as viradas, difícil comparar. Mas a do Fluminense foi mais difícil. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Com relação à expulsão do Jobson, e a consequente suspensão, um comentário: Ele levou o segundo amarelo no lance do gol, e não o vermelho direto. Neste caso, ele não pega dois jogos de suspensão, mas apenas um. Somente ocorre a suspensão por dois jogos se o jogador que já tem 2 amarelos acumulados toma um amarelo e, sem seguida, um vermelho ‘autonomo’. Neste caso, a suspensão se dá cada qual por motivos independentes. Não é o caso do Jobson. Um abraço.

    AK: Engano. Jóbson levou um cartão amarelo (o terceiro) ao discutir com Richarlyson. Depois, na comemoração, levou o segundo amarelo no jogo eo vermelho. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Exatamente. O segundo amarelo (do jogo, não da série) foi recebido no lance do gol. Em razão disso, os dois amarelos (1º no lance com Richarlyson e depois, o 2º, no lance do gol) não são computados para fins de suspensão, apenas o vermelho é. É o que diz o artigo 55 do Regulamento Geral. Pode conferir lá… Ele cumpre apenas 1 jogo de suspensão, e entra em campo pendurado na última rodada. Um abraço.

    AK: O Jóbson estava pendurado. O primeiro amarelo que ele levou no jogo (com Richarlyson) o tirou da partida contra o Atlético Paranaense. O vermelho aumentou a punição para dois jogos. Artigo 55, letra b:

    b) Quando o cartão amarelo for o terceiro da série, o atleta será penalizado
    com dois impedimentos automáticos, sendo um pela seqüência de três
    cartões amarelos e outro pelo recebimento do cartão vermelho;

    Correto? Um abraço.

  • BASILIO77

    Mas não tava tudo armado pro Flamengo ser campeão?
    Abraço.

  • Edouard Dardenne

    Eu entendo que esta alíena ‘b’ somente se aplica no caso da alíena ‘a’, que diz:
    a) Quando um atleta for advertido com um cartão amarelo e, posteriormente, for expulso de campo com a exibição direta de cartão vermelho, aquele cartão amarelo inicial permanecerá em vigor, para o cômputo dos três cartões que importarão em impedimento automático;

    Para o caso do Jobson, creio que seja melhor aplicável a alínea ‘c’:

    c) Quando um atleta recebe um cartão amarelo e, posteriormente, recebe o
    segundo cartão amarelo, com a exibição conseqüente do cartão vermelho,
    tais cartões amarelos não serão considerados para o cômputo dos três que
    geram o impedimento automático.

    Assim, penso que a situação seja a seguinte:
    Jobson entrou em campo pendurado. Na confusão com o jogador do SPFC, tomou o 3º amarelo da série (1º no jogo). Naquele momento, ele estava fora do jogo seguinte, por conta da série de 03 amarelos.
    Fez o gol e tirou a camisa. Por causa disso, tomou o 2º amarelo no jogo e, em consequência, o vermelho. Então os dois amarelos recebidos no jogo não são computados, e apenas o vermelho é. nesse instante, o que o tira do próximo jogo é o vermelho, e não os três amarelos. Deste modo, ele cumpre um jogo de suspensão, e entra em campo pendurado (com os dois amarelos recebidos antes do jogo de ontem) na última rodada.

    Caso o árbitro o tivesse expulso direto no lance do gol, ele teria somado 1 amarelo e 1 vermelho. Aí sim teria dois jogos a cumprir.

    Estou bastante seguro de que é assim, mas você não quer ligar pro Renato Marsiglia, não??

    Um abraço.

    AK: Na mosca, Edouard, como sempre. Eu é que me confundi e fui seco na alternativa errada. Obrigado pelo alerta e pelos comentários. Um abraço.

  • Fred Ferreira

    André,

    Fica feio um jornalista não saber que o cartão vermelho, quando aplicado após o segundo amarelo, anula os 2 cartões amarelos aplicados no jogo. Assim sendo, o Jobson é suspenso do próximo jogo pelo cartão vermelho e permanece “pendurado” com 2 cartões amarelos.

    Se, a sua “lógica” existisse, o jogador ficaria com 4 amarelos e 1 vermelho. Ou seja, seria suspenso de 2 jogos e ainda voltaria com 1 cartão amarelo. Isso simplesmente não existe.

    Um abraço,

    AK: Feio? Feio seria não reconhecer a informação errada. Um abraço.

  • Ricardo Pires

    Jobson e Gilberto: ambos fora do Brasileirao por pura irresponsabilidade e falta de maturidade.

    O Flamengo ontem deu bye, bye ao titulo, na minha humilde opiniao. Acho que o Cruzeiro ainda tem chance de entrar no G4 na vaga do Palmeiras, que vai de mal a pior. Mas tah dificil…

    Abs

  • O Sao Paulo tem sido um dos times mais sortudos que eu conheco. Quando eles perdem, todos os outros times tambem perdem. E muita incompetencia da concorrencia!

  • Fred Ferreira

    André, Para te ajudar a esclarecer a questão dos cartões amarelos :

    Copiei direto do site da CBF :

    § 1° – O controle da contagem do número de cartões amarelos e vermelhos
    recebidos pelo atleta é da exclusiva responsabilidade dos clubes disputantes da
    competição.

    § 2º – Na aplicação dos cartões amarelos deve prevalecer o seguinte
    protocolo:

    a) Quando um atleta for advertido com um cartão amarelo e, posteriormente,for expulso de campo com a exibição direta de cartão vermelho, aquele cartão amarelo inicial permanecerá em vigor, para o cômputo dos três cartões que importarão em impedimento automático;

    b) Quando o cartão amarelo for o terceiro da série, o atleta será penalizado
    com dois impedimentos automáticos, sendo um pela seqüência de três
    cartões amarelos e outro pelo recebimento do cartão vermelho;

    c) Quando um atleta recebe um cartão amarelo e, posteriormente, recebe o
    segundo cartão amarelo, com a exibição conseqüente do cartão vermelho,
    tais cartões amarelos não serão considerados para o cômputo dos três que
    geram o impedimento automático.

    Gosto de você como jornalista, mas nessa questão você errou feio….principalmente por ter insistido no erro sem estudar direito…

    abs,

    Fred

  • Edouard Dardenne

    ‘Acertar’ esse tipo de coisa é bobagem. Eu to mesmo preocupado porque acho q vou acertar um outro palpite… Para minha tristeza, acho que o SPFC será campeão com aqueles 66 pontos de que falamos outro dia. Obrigado e um abraço.

  • Murilo_ Sao Paulinoo!

    Nossa meta é sermos 24 vezes campeão!
    Vamos Sao Paulo! *-*

  • Raphael

    Tem muita gente dizendo que o Flamengo não jogou com disposição contra o Goiás, mas a verdade é que nessas últimas partidas o time tem se caracterizado pela paciência e inteligência… estranho seria ver os jogadores partindo pra cima e dando espaço para os contra-ataques do Goiás, que tem bons laterais e um ataque de respeito.

    E André… a MAIOR torcida do mundo faz diferença sim! Diante daquela massa restou ao Goiás jogar para segurar o Flamengo, porque se fosse em qualquer outro lugar, o rubro-negro perderia, tamanho era o nervosismo dos jogadores diante do jogo truncado e faltoso praticado pelo time do Hélio dos Anjos.

    Acho que você, por ser corinthiano, quis associar o tropeço rubro-negro à torcida, inclusive vi muitos jornalistas paulistas fazendo isso, dizendo que é fácil lotar estádio com ingressos baratos, que torcida não faz diferença, que tudo isso é oba-oba… enfim, um recalque sem sentido que só enfraquece nosso futebol.

    Bonita é a torcida de SP, sem bandeiras, sem festas e quase sem ninguém. Se pelo menos os estádios fossem bonitos e as torcidas fossem educadas como costumamos ver na Europa, mas nem isso… ficam em pé nos assentos, repetindo o jogo inteiro o mesmo canto e ameçando quebrar tudo e a todos. O pior é que nem com a Copa do Mundo essa situação deve melhorar… vão virar torcedores de PPV.

    AK: Seu comentário é interessante. Você está completamente equivocado em relação a o que eu acho (aliás, pena você não ter comentado a Coluna Dominical). Não fiz a relação entre torcida e resultado que você mencionou, e não penso assim. Apenas usei a frase do sensacional mosaico no Maracanã para contextualizar as coisas. E é espetacular você usar recalque para reclamar de recalque. Depois os outros é que “enfraquecem o nosso futebol”… um abraço.

  • DHIANCARLO

    oi Andre´, td bem??a sensata decisão do Cruzeiro e de Adilson de se entenderem para 2010 merece uma coluna, não??Sei que vc tem um bom contato com o treinador, que sem dúvida é um dos melhores da atualidade e pra mim preparadíssimo para a Seleção em caso de um vacilo do time de Dunga em 2010. Abraço.

  • Cruvinel

    Raphael, concordo com vc! Esse negocio de botar a culpa na torcida ja esta me irritando… ate o goleiro bruno falou q a torcida atrapalhou! ATRAPALHAR?
    ISSO É REVOLTANTE!

    Nossa torcida vai lotar e continuar gritando ate se for na serie C!
    esse é o fardo q carregamos por nao sermos torcida e sim nação????

    to de saco cheio desse negocio…todo site esportivo q abro tem algo q fala sobre a torcida do flamengo! O problema foi da equipe q nao soube segurar o nervosismo…. p****!

  • Ricardo Pires

    DHIANCARLO,

    Menos camarada, menos… a renovação de Adílson com o Cruzeiro significa apenas uma coisa: 2010 seco de títulos na Toca da Raposa – porque Campeonato Mineiro, me desculpem, eu não computo.

    Abs

  • Fernando Augusto

    Oi André. Só quero lembrar um detalhe que vem sido esquecido por todos os comentaristas que tenho acompanhado: o campeonato pode chegar a uma situação até mais espetacular do que “apenas” quatro times decidindo na úlltima rodada. Caso o São Paulo perca para o Goiás, o Flamengo não ganhe do Corínthians, o Inter não ganhe do Sport (todos os jogos na casa do adversário) e, além disso, o Cruzeiro ganhe do Coritiba no Mineirão e o Atlético ganhe do Palmeiras no Parque Antártica, TODOS os seis times vão entrar na última rodada com chances matemáticas de título. É claro que na prática, neste cenário hipotético, as chances de Palmeiras, Cruzeiro e Atlético seriam tão somente matemáticas mas já seria com certeza uma condição que provavelmente jamais seria repetida na história. Prova de que o campeonato é realmente espetacular. Aliás, por falar nisso, vou dar a minha opinião a respeito da qualidade do campeão e do campeonato deste ano: acho que o campeão de 2009 será o PIOR campeão mas do MELHOR campeonato! Um abraço.

  • Leonardo Lopes

    André, é praticamente impossível, mas como falamos de futebol… Esse campeonato está tão apertado, que o Cruzeiro poderia ser segundo e o São Paulo ficar fora da Libertadores.

    (Se não calculei errado)
    SE acontecer do SP, Fla, Inter e Palmeiras ficarem todos com 62 pontos na proxima rodada, e perderem os jogos da ultima rodada, sendo que o São Paulo teria que perder um deles por 2 gols, e o Cruzeiro vencer os dois jogos (Coritiba e Santos), todos ficariam com 62 pontos e o São Paulo ficaria fora pelo numero de gols marcados…
    PS: tirando esse do SP, todos os outros foram simulados vitorias/derrotas por 1×0.

    Campeonatinho louco esse!!!

    Se não for encher muito o saco (como ja estou fazendo), você ou vocês da ESPN saberiam de algum campeonato que terminou com 4 times com a mesma pontuação do campeão? Abraço.

  • VANIR E. DE CARVALHO

    É descomunal, irascível, bairrista e desonesta como a mídia – principalmente a paulista somada aos cariocas neo-paulistas do Sportv – dá formatos diferentes a fato s semelhantes ou idênticos ocorridos entre o Clube de Regatas do Flamengo e clubes da terra da garoa. Para citar apenas dois exemplos mais recentes:
    1) O caso da invasão de campo por um torcedor do São Paulo: há uma defesa descabida contra a punição ao clube mandante. Afinal, o tal torcedor poderia muito bem ter invadido para agredir, não?! Já o FLA foi punido e obrigado a jogar em Volta Redonda… Lembram-se porque? Porque um desses imbecis atirou uma poderosíssima arma em campo (Maracanã): um copo de água, vazio…
    2) A agressão (agressão é agressão, não importam os meios utilizados) mútua de dois santinhos do São Paulo mereceu apenas cartões amarelos. Um erro! E a bem da disciplina e da paz nos estádios deveriam ser expulsos e julgados, suspensos exemplarmente. No entanto a mídia acima referida prefere contrariar os bons princípios, o bom senso e, incrivelmente, apregoar que já foram punidos…
    Será por que não se manifestaram da mesma forma (ao contrário, exigiram punição exemplar) no caso e Juan (FLA)? Este último colocou o dedo em riste no rosto de Maicosuel, caído, após uma falta cometida pelo atleta rubro-negro. Houve quem inventasse até mesmo questões racistas…E como os “gladiadores” do São Paulo, Juan recebera cartão amarelo, portanto já devidamente punido, segundo a ótica desses “imparciais” jornalistas. A diferença é que o TJD o julgou mesmo assim, e sua punição foi realmente exemplar: 08 (OITO !!!) jogos de suspensão!!!
    Não vi, ouvi ou li nenhuma citação da mídia, comparando os dois fatos, absolutamente semelhantes… Por que seria?

    Vanir E. Carvalho – BH

    AK: Não sei a quem você se refere. Cada jornalista tem o próprio nome e é responsável pelo que escreve e fala. Um abraço.

  • thiago

    Andre,
    tudo bem que cada jornalista tem seu proprio nome etc.
    mas qual a sua opinião sobre a responsabilidade de cada jornalista em relação a sua classe profissional? pergunto isso porque o nivel do jornalismo (não só esportivo, alias) anda muito baixo. na minha opiniao, mais baixo ate que o nivel das arbitragens. claro que tem umas feras espalhadas por ai, especialmente na espn, mas o que ta descendo a ladeira a credibilidade da classe jornalistica nao é brincadeira. acho que se voces se preocupassem mais com o jornalismo enquanto classe profissional, isso poderia mudar. pra melhor.

    um abração

  • Fábio

    André, acho que não ficou claro o sentido que eu quis dar à palavra “fixação” no meu comentário. Entendo que não tenha compreendido como eu desejava, pois trata-se de texto escrito, não é possível você perceber a minha intenção na crítica. Tentarei explicar melhor: acho pobre falar repetindo que o jogo contra o Barueri, o Goiás e blábláblá seré lembrado em caso de não obtenção do título por parte do Flamengo…. você sabe e apregoa isso com muita propriedade, um campeonato de pontos corridos perde-se em 38 rodadas, não em duas ou três. Eu, como são-paulino, sinto muito as perdas de pontos para os times paranaenses e o Sto. André (não ganhamos nenhuma deles!!). Mas se o título não vier, não será por causa deles (e nem de Bota/Goiás/Sport), e sim pelo “conjunto” do campeonato (em especial eu considero a causa primordial o fato de ter iniciado a competição com o Muricy, que deveria ter saído por cima em dezembro/08, e não em meados deste ano, na maré baixa).
    E o se o tHEPTra vier, também será pelo conjunto das 38 rodadas!!!
    Espero ter me expressado e feito entender melhor.

    Aguardo seus comentários sobre a segunda parte do que escrevi (punições ao Botafogo e dois de seus expulsos – a do Jóbson é mesquinharia, um erro desses um juiz bom como o Sandro Meira tinha que errar e não expulsar o craque do jogo….).

    AK: Começando pelo final: o caso dos gandulas é amadorismo puro, mereceria punição. Sobre o comentário anterior, é óbvio que não se perde um campeonato de pontos corridos apenas em um ou dois jogos. Mas acho que está claro que eu me referi a uma ocasião especial, em que o Flamengo tinha a chance de tomar a liderança do São Paulo, a duas rodadas do fim do campeonato. Outro exemplo: no campeonato do ano passado, se o São Paulo ganhasse do Fluminense em casa (na penúltima rodada) seria campeão. Empatou e adiou a conquista. Imaginemos que o São Paulo tivesse perdido o título: você não diria que a “grande chance” foi desperdiçada no jogo contra o Fluminense, no Morumbi? Um abraço.

  • Fábio

    Erratas:
    “falar repetindo” = leia-se FICAR repetindo
    “seré” = leia-se SERÁ

  • Fábio

    Agora sim. Acho que eu te entendi errado e você idem, mas agora me parece que colocamos os pingos nos is.

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo