NOTINHAS PÓS-RODADAS (e o bacalhau é de primeira – ATUALIZADO)



Tem novo líder na área.

E cada membro do G-4 está separado do seguinte por um mísero ponto.

Todos têm 16 vitórias.

Campeonato ruim…

As notas da trigésima-quarta jornada:

* O Santos (3 x 1: Kléber Pereira, Neymar-2 e Aílton – 11.304 pagantes no Pacaembu) deixou a “zona do limbo” e o Náutico na vice-lanterna.

* E tem gente que acha que Neymar é comum…

* O Avaí (1 x 0: William – 9.782 pagantes) foi o terceiro time a vencer o Vitória no Barradão. São Paulo e Corinthians foram os outros.

* A queda livre do Vitória já soma quatro derrotas seguidas.

* O Cruzeiro (3 x 2 no Sport: Wilson-2, Thiago Ribeiro, Leonardo Silva e Guerrón – 11.458 pagantes na Ilha do Retiro) aprendeu com o Fluminense, e virou depois de estar perdendo por 2 x 0 fora de casa.

* Além de lanterna isolado, o Sport está cinco pontos abaixo do Náutico. E é o time que tem menos vitórias (7) no U-4.

* O Flamengo conseguiu o tipo de vitória (3 x 1 no Atlético Mineiro: Petkovic, Maldonado, Ricardinho e Adriano – 63.285 pagantes no Mineirão) que decide campeonatos equilibrados como esse.

* Foi só a terceiro derrota do Atlético em casa.

* A invencibilidade do Fluminense (1 x 0 no Palmeiras: Fred – 64.194 pagantes no Maracanã) no BR-09 chegou a 7 jogos – 4 vitórias e 3 empates. No calabouço, só o Flu venceu na rodada.

* Se alguém descobrir por que o gol de Obina foi anulado, por favor informe o árbitro Carlos Eugênio Simon.

* Vitória odontológica do Corinthians (2 x 0: Dentão e Dentinho – 16.300 pagantes no Pacaembu), a primeira sobre o Santo André desde que Mano Menezes chegou. Eram 4 jogos e 4 empates.

* Belo gol de Ronaldo, de pé esquerdo.

* É oficial: o Internacional (1 x 1 com o Grêmio Barueri: Márcio Careca e Fabiano Eller – 2.789 pagantes na Arena Barueri) não disputará o título.

* Dolorosa falha de Lauro, no gol do Barueri: a bola escapou das mãos dele, bateu na trave, no joelho, e entrou.

* Marcinho fez um gol quase impossível na vitória que deixou o Atlético Paranaense (2 x 0 no Goiás: Wallyson fez o outro – 15.591 pagantes na Arena da Baixada) 7 pontos acima da ZR.

* O Goiás completou 8 rodadas sem vitória.

* Com dois gols em bonitas jogadas, o Botafogo venceu (2 x 0 no Coritiba: Renato e Lucio Flavio – 12.426 pagantes no Engenhão) a terceira seguida e livrou 5 pontos da degola.

* Lucio Flavio estava impedido ao receber a bola de Reinaldo, no lance do segundo gol.

______

Série A à vista.

A caravela vascaína (Vasco 2 x 1 Juventude: Adriano, Irineu e Carlos Alberto – 78.609 pagantes no Maracanã) completou sua jornada pelas águas revoltas da Segunda Divisão.

O porto foi o Maracanã lotado, exatos 11 meses depois de São Januário chorar o rebaixamento.

A Série B só é um drama enquanto a primeira rodada não chega. Quando a bola rola, as feridas começam a cicatrizar e certos valores são recuperados.

A união entre arquibancada e gramado, por exemplo, passa por uma interessante reciclagem. Pois aqueles que se utilizam do clube simplesmente desaparecem.

Quem ama, fica, pois o coração não tem divisões.

Ao final, a impressão que prevalece é a de que não foi tão ruim.

Na verdade, tardes como a de sábado são saborosoas, inesquecíveis, históricas.

O Vasco voltou mais Vasco.

Bem-vindo.

ATUALIZAÇÃO, 14h44 – Mais uma ilustração (obrigado!) do Fellipe Elias da Silva:

______

O blog aguarda o relato do “Vascaíno”, que tantas vezes nos brindou com suas contribuições.



MaisRecentes

Virtual



Continue Lendo

Falante



Continue Lendo

Vencedores



Continue Lendo